Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Trust In News

51 views

Published on

PAULO ARRUDA: Diretor Comercial Digital na Kantar IBOPE Media e Presidente do Comitê de Veículos do IAB Brasil, além de ministrar aulas de marketing digital na pós-graduação da FAAP e no IAB. Com passagens por O Estado de São Paulo, IgnitionOne, Harren Media e Yahoo!, o executivo é parte ativa da evolução e consolidação do digital no mercado brasileiro de mídia.

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Trust In News

  1. 1. TRUST IN NEWS Background & Results John McCarthy Kantar Media
  2. 2. 2 M E T O D O L O G I A
  3. 3. • Entrevistas online conduzidas pela Kantar realizadas em Junho/17. • Os resultados apresentados são a média dos quatro países. Destaques locais são enfatizados na análise. • “Consumidor de Notícias” são os que leram, viram ou escutaram conteúdos de notícias ao menos vez na última semana. • A avaliação dos veículos de notícia foi feita com base nas marcas locais de cada país. Um olhar multipaíses O estudo foi realizado com 8.000 entrevistas segmentadas em:
  4. 4. 4 P R I N C I PA I S R E S U LTA D O S
  5. 5. INTRODUÇÃO Os principais insights do estudo foram resumidos em seis pilares. 5 1- INTERESSE EM NOTÍCIAS 2- CONFIANÇA NAS NOTÍCIAS 3- DISTRIBUINDO NOTÍCIAS 4- MONETIZANDO NOTÍCIAS 5- FAKE NEWS 6- O FUTURO DAS NOTÍCIAS
  6. 6. 1- INTERESSE EM NOTÍCIAS As agências de notícias podem tirar proveito do aumento no interesse por fontes de notícias para fomentar o engajamento com as audiências existentes e atrair consumidores mais jovens. 6 39 49 48 36 8 9 5 6 Consumidor de Notícias Consumidor de Noticias (18-34 anos) Mais Fontes Igual Menos Fontes Não sabe EVOLUÇÃO DO TOTAL DE FONTES DE NOTÍCIA CONSUMIDAS (%) Qualquer Plataforma Online Qualquer Canal de TV Qualquer Site/App de veículos de notícias 78 66 76 TIPOS DE MÍDIA USADA PARA CONSUMIR NOTÍCIAS NA ÚLTIMA SEMANA (%) 59 7273 82 Consumidor de Notícias Consumidor de Notícias (leitores de jornal) Total 4 países Brasil INTERESSE POR POLÍTICA (%) Q.7 – Tab117, Q3 – Tab5, Q1b – Tab3
  7. 7. 2- CONFIANÇA EM NOTÍCIAS A imprensa está sendo mais questionada do que nunca. Meios já estabelecidos têm mais credibilidade perante os consumidores de notícias, principalmente por proverem comentários e análises mais profundas das notícias MÍDIAS QUE PROVEEM NOTÍCIAS QUE CONFIO “A saúde da nossa democracia depende de os jornalistas reportarem os fatos com exatidão” 73% “Na maior parte do tempo eu confio que as notícias que estou vendo são verdadeiras e não fake news” 56% 72 69 68 67 37 33 Revistas de Notícias Impressa Canais de Notícias 24 hs Rádio - Progr/Boletins Notícias Jornal Impresso Apps de Mensagens Mídias Sociais 73 69 61 66 39 35 -73 -69 -61 -66 -39 -35 MÍDIAS QUE PROVEEM NOTÍCIAS COM COMENTÁRIOS E ANÁLISES MAIS PROFUNDAS DAS NOTÍCIAS Consumidor de Notícias que usam os respectivos meios (% TOP 2 boxes) Q.23.1 – Tab145, Q23.6 – Tab150, Q5 – Tab19 Dados BR: Tab18 8 Revistas de Notícias Impressa Canais de Notícias 24 hs TV - Progr/Boletins Notícias Jornal Impresso Apps de Mensagens Mídias Sociais 73 75 75 71 XX Dados BR
  8. 8. 3- DISTRIBUINDO NOTÍCIAS Existe a oportunidade de distribuir notícias tanto em plataformas próprias quanto em mídias sociais. Nessas últimas, os consumidores buscam diversidade de fontes e interação, mas nem todos leem na íntegra o conteúdo. Acessa um ou mais sites/apps de notícias diretamente* 42% Usa mídia social para consumir notícias 36% PRINCIPAIS RAZÕES DE USAR MÍDIAS SOCIAIS PARA CONSUMIR NOTÍCIAS Acessar uma grande variedade de fontes de notícias facilmente Comentar e compartilhar notícias com outros Ver o que pessoas com opiniões muito diferentes estão dizendo Ler as notícias em movimento 43% 40% 40% 35% Compartilhou uma notícia depois de ler somente o título e não o conteúdo 18% 11Q.15 – Tab131, Q19 – Tab135, Q27 – Tab137, Q.20 – Tab136 Dados BR: Tab126 3 1 8 5 23 16 34 30 30 46 Total Brasil Nunca Raramente Parte do tempo Maior parte do tempo Sempre FREQUÊNCIA COM QUE IDENTIFICA A EMPRESA DE NOTÍCIAS QUE DISTRIBUI OS CONTEÚDO LIDOS NAS MÍDIAS SOCIAIS 48 52 47 29 (*) Filtro: Consumidores de notícias que acessaram notícias via device conectado à internet XX Dados BR
  9. 9. 4- MONETIZANDO NOTÍCIAS Jovens adultos são mais receosos de uma possível diminuição das fontes de notícia. Esse grupo, assim como o das pessoas que confiam em marcas de jornais, se mostram mais propensos a pagar por notícias online. “Estou preocupado que algumas empresas de notícias possam sair do mercado, significando menos opções de escolha para mim” 44% 52% 18-34 anos 42 17 14 11 26 10 10 6 18 5 7 3 Paguei por notícias online no último ano (pagamento único ou assinatura) Pagaria por notícias em formato digital se fosse mais barato Estou feliz por pagar pela conveniência de ter acesso à notícias online quando e como eu quiser Acredito que é minha obrigação pagar por notícias online para apoiar o jornalismo independente e sem viés 18-34 35-54 55 ATITUDES EM RELAÇÃO A PAGAR POR NOTÍCIAS (%) 26% PAGARAM POR UMA ASSINATURA CONTÍNUA DE SERVIÇO DE NOTÍCIAS ONLINE 17% Consumidores de notícias Consumidores de notícias (confiam em jornais) 13Q.23-10 – Tab153, Q12 – Tab126, Q13 – Tab128, Q.12 – Tab126 Dados BR: Tab119, Tab117 26 43 41 42 19 15 9 12 13 12 9 7 7 XX Dados BR
  10. 10. 5- FAKE NEWS O conceito de “Fake News” não está claro e a credibilidade das mídias já estabelecidas foi menos afetada. O mesmo público acredita que o resultado das eleições foi influenciado pelo fenômeno. 23 20 18 17 17 16 16 15 18 13 10 10 54 58 65 60 56 58 57 64 59 30 49 32 23 22 18 23 27 26 27 21 24 57 41 58 Revista Notic Impressa Canal de Notic 24h Radio - Progr/Boletim Notic Jornal Impresso Revistas de Notic - Sites/apps Jornais de Notic - Sites/apps TV/Radio - Sites/apps TV - Progr/Boletim Notic Média entre veículos de destaque Apps de Mensagens Outros veíc de notícias - Sites/apps Mídias Sociais Confia Mais Igual Confia Menos CONFIANÇA NOS MEIOS APÓS OUVIR SOBRE “FAKE NEWS” (NA COBERTURA DE POLÍTICA E ELEIÇÕES) 26 24 23 55 49 60 20 27 17 Canal de Notic 24h Jornal Impresso Radio - Progr/Boletim Notic TOP 3 PERCEPÇÃO DO QUANTO AS “FAKE NEWS” INFLUENCIARAM O RESULTADO DAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES INFLUENCIARAM UM POUCO INFLUENCIARAM MUITO 33% TOTAL 4 PAÍSES 13% 43% BR 26% 14Q.25 – Tab168, Q35 – Tab181, Q34 – Tab179 Uma história propositalmente fabricada por uma empresa de notícias de destaque Uma história cujo fatos estão incorretos, possivelmente por engano Uma história espalhada por alguém querendo se passar por uma empresa de notícias 58 42 55 O QUE É “FAKE NEWS”? A apresentação da história é enviesada A pessoa que descreveu a história como “fake news” não concorda com ela Uma história num site de sátiras/cômico 27 14 14 58 43 39 20 17 9 4 PAÍSES
  11. 11. RESUMO Cada tweet de 2006 a 2017. Veracidade das histórias baseada na análise de 6 organizações independentes. 4,5 milhões de tweets em 126 mil histórias. Insight: Informação falsa era mais retuitada e espalhava mais rápido que as verdadeiras. Razão: elas são mais apelativas, inspiram sentimentos como medo, repulsa e surpresa. https://www.economist.com/news/science-and-technology/21738354-lie-halfway-round-world-while-truth-still-putting-its- shoes?fsrc=scn/fb/te/bl/ed/ontwitterfalsehoodspreadsfasterthantruthsocialmediaandfakenews https://dl.acm.org/citation.cfm?id=3070644
  12. 12. 5- FAKE NEWS “Eu confio na internet para me manter informado” em 2013 eram 58% e em 2017 são 52%, entre leitores de jornal Fonte: Kantar IBOPE Media | Target Group Index | BR TG 2017 II (2016 2s + 2017 1s) | Base: acessou a Internet 7 dias 58% 52% 2013 2017
  13. 13. 6- FUTURO DAS NOTÍCIAS A racionalidade dos consumidores para separar fato de ficção é importante. Assim como a personalização de conteúdo, mas consumidores não querem se sentir numa bolha. Vídeos de notícias online são uma realidade à explorar. “Gosto de ter notícias selecionadas pra mim com base no que eu acessei no passado” (consumidores que acessaram notícias online % de concordância) 53 39 25 18-34 35-54 55+ “Temo que notícias personalizadas possam fazer com que eu perca algumas histórias ou perspectivas” 64% MÉTODOS PERCEBIDOS COMO EFETIVOS PARA COMBATER AS “FAKE NEWS” Pessoas preferindo acessar fontes de notícias mais confiáveis Regulamentações mais rígidas Alertas claros próximos a notícias consideradas “fake news” 44% 42% 35% 51 42 29 Em Sites/Apps de Canais de TV Convencionais Em mídias sociais Em Sites/Apps de editoras de jornais DE QUE FORMA VÊ VIDEOS DE NOTÍCIAS ONLINE (consumidores que acessaram notícias online) “Confio mais nos vídeos de notícias dos veículos que conheço” 67% 17Q.31 – Tab170, Q21-2 – Tab140, Q21 – Tab138, Q.36 – Tab154, Q.37ª_5 – Tab161 Dados BR: Tab161 e Tab129 50 68 XX Dados BR
  14. 14. Hábito - Consumidores têm acesso a mais fontes de notícias. Principalmente os jovens! Credibilidade - A imprensa está sendo mais questionada que nunca e as mídias já estabelecidas mantém posição de destaque nesse atributo. Distribuição – Para marcas consolidadas, cresce a oportunidade de trabalhar em diferentes canais. Mídia Social é um importante player para distribuir informações. Monetização – O consumidor valoriza o jornalismo de qualidade e está disposto a pagar por notícias online, principalmente os jovens adultos. Fake News – O conceito de “Fake News” não é claro para a maioria das pessoas. Entretanto, a confiança nos meios tradicionais foi menos afetada pelo fenômeno. Futuro das notícias – Consumidor entende sua responsabilidade em buscar melhores fontes e aponta vídeos como um formato importante no consumo de noticias online. KEY INSIGHTS 18
  15. 15. OBRIGADO! John McCarthy Kantar Media

×