Governança de TI grupo 3 FEI

2,363 views

Published on

Trabalho de Governança de TI
Grupo 03
FEI
Prof. Mateus Cozer
NPA 810

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,363
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
148
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Sumary Executivo
  • Sumary Executivo
  • Governança de TI grupo 3 FEI

    1. 1. Governaça de Tecnologia da Informação Alunos : Ricardo Nequeritto 12207258-0Prof. Mateus Cozer Diego Molognoni 12207087-3NPA 810 Rodrigo França 12207032-9Sistema de Informação Lucas Granço 12207044-4
    2. 2. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIAgenda da Apresentação Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    3. 3. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIMercado e Hierarquias Fonte – Williamson Empresas / Business Consumidor final HIERARQUIA MERCADO - Como acontece- Relação GOVERNANÇA Transações realizadasM & H principais formas de Gerenciamento de Ex. Produção / Processo GOVERNANÇA Contratos Consumo Ex. Bens e/ou serviços Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    4. 4. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI Mercados e Hierarquias Fonte – Williamson “ Transaction cost economics” A governança (contratos entre corporações) são delimitados pelo ambiente institucional eo indivíduo. Os principais efeitos neste esquema, são mostrados pelas setas cheias. Os efeitos secundários são mostrados pelas setas tracejadas. Modelos ideais / Concorrência aberta / Utilizam a leis / Mercados Controla a atividade econômica. Estruturadora / Poder de Decisão / Delega poderes / Hierarquia Aloca e distribui recursos. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    5. 5. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI Mercados e Hierarquias Fonte – WilliamsonNova Economia Institucional (NEI) Ricardo Nequeritto MUDANÇAS Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    6. 6. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI Mercados e Hierarquias Fonte – Williamson Citações :“Entre os diversos fatores que estão movendo e/ou facilitando o processo comportamental recente entre empresas, as mudanças ligadas às tecnologias de processamento de informações e de comunicação têm conseqüências particulares e significativas” “ A rede de governança entre as organizações é uminstrumento importante para salvaguardar informações nos relacionamentos entre empresas” Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    7. 7. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIMercados e Hierarquias Fonte – Williamson Mercados Hierarquias Oferta e Planejamento Procura Gerenciamento Falhas de Concorrência processos Estagnação Perda de tecnológica produtividade Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    8. 8. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI O que é Governança? É a identificação, explicação e minimização de todas as formas de riscos contratuais. Fonte: Google Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    9. 9. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Governança Corporativa  Complexidade das organizações e partes interessadas  Transparência para abertura de Capital  2001 – Governança Corporativa no mundo Enron  2002 – Lei Sarbanes – Oxley Fonte: Google Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    10. 10. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Desafio da TI Demonstrar a participação fundamental da estratégia das organizações Atender a Valor/Custo Órgãos reguladores Gerenciar ambiente Alinhamento complexo de TI com o negócio Manter TI Segurança operacional Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    11. 11. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Áreas de Foco de Governança de TI  Alinhamento Estratégico  Agregação do Valor  Gerenciamento de Recursos  Gestão de Riscos  Medição de Performance Fonte: Google Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    12. 12. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Estrutura, Processo, Operação e Gestão Operações de Serviços: locais, do atendimento aos serviços de infra-estrutura  Relacionamento com o Cliente: interação do cliente com a área de TI  Relacionamento com os Fornecedores: solicitações e desempenho do fornecedor Fonte: Google Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    13. 13. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Conceitos Relevantes em TI Determina quem toma as decisões  Princípios de TI: papel da TI na empresa Fonte: Google  Arquitetura de TI: requisitos de padronização  Infra-estrutura: serviços compartilhados e suporte  Necessidades de Negócio: gerar valor  Investimentos e Priorização: quanto e onde investir Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    14. 14. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Evolução do Papel da TI Anos 60 – Processamento de Dados Anos 80 – Sistemas de Informações Gerenciais Anos 90 – Tecnologia da Informação Séc. XXI – Tecnologia do NegócioFonte: Google Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    15. 15. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Governança de TI NÃO é somente aimplantação de modelosde melhores práticas, taiscomo CMMI, ISO 17799,COBIT, PMI, ITIL, etc. Fonte: Google Deve garantir o alinhamento da TI ao negócio e acontinuidade do negócio contra interrupções e falhas Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    16. 16. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança de TI Implantação de TI Desenvolvimento de um Framework específico Melhores práticas levando em conta aspectos culturais e estruturais da empresa Fonte: Google Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    17. 17. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 1. ITIL; visão inicialFonte: multiple sources in order to reach a fine outsider understanding • A sigla ITIL Information Technology Infraestructure Library (Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia de Informação) • O ITIL não é... ... uma metodologia; ... um banco de dados; ... um objetivo; ... uma ferramenta; ... uma tecnologia; ... um sistema ERP; ... um software. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    18. 18. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 2. ITIL; objetivo, definições e históriaFonte: multiple sources in order to reach a fine outsider understanding • Objetivo ITIL, um dos pilares da Governança de TI: – Gerenciamento dos serviços fornecidos por um departamento de TI; • Telefonia; • E-mail; • Rede; • Software, hardware e periféricos. • Definições – Guia composto por melhores práticas para gerenciamento destes serviços; • Práticas já testadas, que servem como inspiração, e com flexibilidade: - Sugerem onde é possível chegar; - Sugerem objetivos; - Sugerem soluções. - Consenso (atualmente: padrão) de como tratar ou manter processos de TI; • Compra ou update de software; • Compra ou upgrade de hardware; • Implementações em geral (redes, ERP, sistema de comunicação, etc.). Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    19. 19. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 2. ITIL; objetivo, definições e históriaFonte: OGC - ITIL v3 - Service Lifecycle - Introduction ITIL • História – Anos 80 • Governo Britânico detecta insuficiente nível de qualidade gerado pelos serviços de TI; • Agência Central de Computação e Telecomunicações Britânica (CCTA) é designada a desenvolver um framework para uso dos recursos TI; • Ocorre uma ação conjunta entre o governo UK e especialistas do setor privado; confeccionados 31 livros. – 1990 • A biblioteca ITIL torna-se padrão mundial e sua literatura é distribuída gratuitamente; • Microsoft cria um modelo próprio de gerenciamento para serviços de TI, baseado no ITIL (MOF: Microsoft Operations Framework); – 2000 • CCTA é absorvido pelo OGC (Office for Government Commerce), que torna-se o proprietário da biblioteca. – 2001 • Lançada versão 2 do ITIL: os livros para Suporte e Entrega de serviços são remodelados (7 livros). – 2007 • Lançada versão 3 do ITIL: adota-se uma proposta de ciclo de vida para gerenciamento de serviços, com ênfase na integração do TI com o Business (5 livros). Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    20. 20. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 2. ITIL; objetivo, definições e históriaFonte: curso e-learning TI.Exames • História 2012 – Hierarquia atual das organizações envolvidas com o ITIL: Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    21. 21. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 3. ITIL Service Management V3Fonte: Fonte: Tampa Bay Technology Leadership Association, August 9 2007; T.C. Kaiser - Senior Customer Solution Architect, CA, Inc. / curso e-learning TI.Exames Falta conexão bem elaborada entre os processos. A adoção focava em apenas dois livros (Support e Delivery). Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    22. 22. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 3. ITIL Service Management V3Fonte: OGC - ITIL v3 - Service Lifecycle - Introduction ITIL > Responsive, stable > Measurements that > Policies, Architecture, > Managing Change, Risk > From value chains to services mean something and Portfolios, service and Quality Assurance value nets improvements that work models > Robust end to end > Newly designed Change, > Getting past just talking > Adaptive processes for operations practices > Effective technology, Release & Configuration about it customers, services and process and processes > Redesigned, incident strategies > Overall health of ITSM measurement design and problem processes > Managing organization & > Linking to external > Portfolio alignment in > Outsource, shared cultural change during > New functions and practices and standards real-time with business services, co-source transition processes needs > Increasing the models? How to decide > Integrating projects into > Event, technology and > economic life of & how to do it Growth and maturity of transition request management SM practice services > Triggers for re-design > Creating & selecting > Influencing strategy, > How to measure, > Selecting, adapting and transition models design, transition and interpret and execute tuning the best IT improvement results service strategies Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    23. 23. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 4. Implementação de IT Service Management (ITSM)Fonte: curso e-learning TI.Exames> COMO FAZER UM PROJETO DE SUCESSO?> QUANDO UM PROJETO DE TI AGREGA VALOR AO PRODUTO? O QUE PRECISA SER GERENCIADO:> QUAIS AS ENTREGAS DA IMPLANTAÇÃO DE UM PROJETO TI?INICIAR O PROJETO COM AS PERGUNTAS CORRETAS: Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    24. 24. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 4. Implementação de IT Service Management (ITSM)Fonte: Tampa Bay Technology Leadership Association, August 9 2007; T.C. Kaiser - Senior Customer Solution Architect, CA, Inc. • Situação histórica inicial, sem gerenciamento do departamento de TI: Demanda esmagadora: Captura de idéias e requerimentos totalmente desestruturada; Não há processo formal de prioridades; IT, uma caixa-preta: Não há visão do Business; Pouca satisfação do cliente. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    25. 25. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 4. Implementação de IT Service Management (ITSM)Fonte: Tampa Bay Technology Leadership Association, August 9 2007; T.C. Kaiser - Senior Customer Solution Architect, CA, Inc. > Situação atual com disseminação do ITSM; valor agregado ao business: Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    26. 26. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 4. Implementação de IT Service Management (ITSM)Fonte: You Tube - ITIL Fundation Online Training • Como inicia-se um projeto ITSM com adoção da biblioteca ITIL 1. O que é um projeto? Um projeto é a realização de um conjunto de entregas. • Quais são as entregas para implementar um projeto de ITSM? > Primeiro entregável: GAPS; o que falta para atender seus planos futuros ou metas (coleta de informações). > Segundo entregável: MODELAGEM DE PROCESSOS. Mapeia como o processo está hoje e propõe melhorias (foco nos GAPS). > Terceiro entregável: FERRAMENTAS. Configuração de como os processos modelados vão trabalhar. > Quarto entregável: TREINAMENTO. Pessoas capacitadas em ferramentas e processos é igual a operador de gerenciamento de serviço de TI. > Quinto entregável: PLANO DE COMUNICAÇÃO. Informativos, pop-up no portal, reuniões, etc. > Sexto entregável: OPERAÇÃO ASSISTIDA. Conforme planejado? Ferramentas aderentes? Realizar ações corretivas e aperfeiçoar o novo sistema. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    27. 27. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 4. Implementação de IT Service Management (ITSM)Fonte: OGC - “ITIL Refresh: Vendor pre-release briefing”, May 2007 Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    28. 28. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI ITIL ( Information Technology Infrastructure Library ) 5. Rodando o sistema de gerenciamento (ITIL Core ou Lifecycle)Fonte: Sun Services Education Consulting – ITIL Fundation 6 – Serviço de Continuidde de TI se envolve no gerenciamento para garantir que a restauração do sistema é possível com o backup existente. 8 – Gerenciamento de Disponibilidade se envolve para 10 – Gerenciamento com garantir que o upgrade de o Cliente estabelece hardware garante a confiabilidade contato e repassa o necessária. processo para garantir que os serviços foram entregues e garantir o 5 - Gerenciamento Financeiro progresso. 2 - Gerenciamento de justifica custos para upgrade de Incidentes lida com o 3 - Gerenciamento hardware. relato do problema. de Problemas investiga a causa. 4 - Gerenciamento de Mudanças cria e coordena um PEDIDO DE MUDANÇAS. 7 – Gerenciamento de Liberação controla a implementação da MUDANÇA disponibilizando novo hardware 9 – Gerenciamento de e software. Configurações garante que as novas informações sejam atualizadas dentro dos processos. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    29. 29. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI COBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Modelo “de boas práticas” adotado mundialmente para governança de TIDefinição:Conjunto de diretrizes baseada em práticas de TI e em auditorias para processo.Visando redução do risco, integridade, confiabilidade e segurança.Objetivo: Apoiar plenamente os objetivos de negócio; Alinhamento estratégico, Gestão de risco, recurso e medição de desempenho CobiT é projetado para auxiliar três audiências distintas: Gerentes Usuários Auditores Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    30. 30. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology )O cobit foi criado pela ISACF (Information Systems Audit and ControlFoundation) em 1996. 1996 versão 1.0 (Aditoria) 1998 versão 2.0 (Controle) 2000 versão 3.0 (Gerenciamento) 2005 versão 4.0 (Governança) 2007 versão 4.1 (Vigente) 2012 versão 5.0 Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    31. 31. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Princípio do framework Cobit : Recursos de TI são gerenciados pelos processos de TI para alcançar as metas de TI que responde aos requisitos de negócios. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    32. 32. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI COBIT (Control Objectives for Information and related Technology )Efetividade – Entrega em tempo, de maneira correta, consistente e utilizável.Eficiência – Relaciona-se com a entrega da informação através do melhor uso dosrecursos.Confidencialidade – Proteção de informações confidenciais para evitar a divulgaçãoindevida.Integridade – Informação bem como sua validade de acordo com os valores denegócios e expectativas.Disponibilidade – Relaciona-se com a disponibilidade da informação quando exigidapelo processo de negócio hoje e no futuro.Conformidade – Lida com a aderência a leis, regulamentos e obrigações contratuais.Confiabilidade – Entrega da informação apropriada para os executivos paraadministrar a entidade e exercer suas responsabilidades conforme leis e regulamentos Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    33. 33. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Entregam Informações Executam Processos de TI Aplicações Precisam de Infra-estrutura Pessoas Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    34. 34. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology )O CobiT está dividido em 4 domínios, 34 processos e mais de 300atividades: Planejar e Adquirir e Organizar Implementar Processos de TI Entregar e Monitorar e Suportar Avaliar Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    35. 35. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI COBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Trata dos planos estratégicos e táticos de TI, identificando como TI pode contribuir melhor para atender as metas e os requisitos do negócio.PO1 Definir um plano estratégico de TI.PO2 Definir a arquitetura da Informação.PO3 Determinar a direção tecnológica.PO4 Definir os processos, organização e relacionamento de TI.PO5 Gerenciar os investimentos em TI.PO6 Auxiliar no Gerenciamento da Comunicação e do Direcionamento.PO7 Gerenciar os Recursos Humanos de TI.PO8 Gerenciar a Qualidade.PO9 Avaliar e controlar os Riscos de TI.PO10 Gerenciar Projetos. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    36. 36. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Trata de todas as aquisições e implementações realizadas por TI, pois, para atender a estratégia é preciso identificar, desenvolver ou adquirir, bem como implementar e integrar soluções de TI. AI1 Identificar soluções automáticas. AI2 Adquirir e manter software aplicativo. AI3 Adquirir e manter tecnologicamente a Infraestrutura. AI4 Habilitar Operação e Uso. AI5 Procurar recursos de TI. AI6 Gerenciar mudanças. AI7 Instalar e certificar soluções e mudanças Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    37. 37. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEI COBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) O objetivo do Ds é:DS1 Definir e gerenciar Níveis de Serviços.  a entrega dosDS2 Gerenciar os Prestadores de Serviços. serviços de TI;DS3 Gerenciar Disponibilidade e Capacidade.DS4 Garantir a Continuidade dos Serviços.  gerenciamento da segurança;DS5 Garantir a Segurança dos Sistemas.DS6 Identificar e alocar os Custos.  gerenciamento deDS7 Educar e treinar Usuários. serviços, suporte aos usuários;DS8 Gerenciar a Central de Serviços e Incidentes.DS9 Gerenciar a Configuração.  gerenciamento deDS10 Gerenciar Problemas. dados e do ambienteDS11 Gerenciar Dados. operacional.DS12 Gerenciar o Ambiente Físico.DS13 Gerenciar Operações. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    38. 38. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) É o gerenciamento do desempenho, monitoramento dos controles internos, conformidade com leis, regulamentações e contratos. ME1 Monitorar e avaliar a Performance de TI. ME2 Monitorar e avaliar Controles Internos. ME3 Garantir conformidade com exigências externas. ME4 Prover Governança de TI. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França ISACA, Cobit Executive Summary and Framework, 3rd ed, 2000 Lucas Granço
    39. 39. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França http://www.etecnologia.com.br Lucas Granço
    40. 40. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology )Objetivos de Controle :PO1 – Definir o Plano Estratégico de TI Gestão do Valor de TIAlinhamento de TI com o Negócio Avaliação da Capacidade e Desempenho Atual Plano Tático de TI Gestão do Portfólio de TI Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França http://www.efagundes.com/ Lucas Granço
    41. 41. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França http://www.devmedia.com.br/ITIL-Overview/22452 Lucas Granço
    42. 42. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França http://www.etecnologia.com.br Lucas Granço
    43. 43. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICOBIT (Control Objectives for Information and related Technology ) Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França http://www.etecnologia.com.br Lucas Granço
    44. 44. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança da Internet Fonte – Eric BrousseauHISTÓRIA 1958 ---------- 1984 1992 ---------- 1998 ARPANET NSFNET IANA ICANN Responsável pela gestão da internet, vem A internet cresce nos meios acadêmicos e a implementando um modelo de governança NSF permite a conexão de inúmeras corporativa que envolve setores públicos e instituições. privados. Departamento de defesa Americano Responsável por guiar a evolução da Responsável por interligar varias internet, tem que publicar e atribuirInterfaces terminais distintos através de parâmetros técnicos as redes, inclusive um protocolo de comunicação . protocolos. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    45. 45. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança da Internet Fonte – Eric BrousseauSTAKEHOLDERSAtores – Termo usado para indicar pessoas ou entidades que afetam e sãoafetadas pelo desenvolvimento e manutenção da internet. Os atores envolvidos no desenvolvimento e execução de princípios, normas, regras, procedimentos decisórios e programas compartilhados que delineiam a evolução e o uso da Internet são o governo, empresas, sociedade civil e universidades Todos eles possuem papeis importantes nas tomadas de decisões, sendo que cada um ao seu modo contribui para melhorar a Governança da Internet. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    46. 46. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança da Internet Fonte – Eric Brousseau Com a popularização do WWW na metade dos anos 90, houveram expectativas exuberantes que a internet revolucionasse a tecnologia e transformasse o comportamento dos consumidores, bem como o modo de competição entre as empresas. NOVA VELHA ECONOMIA ECONOMIA Preocupação com GLOBALIZAÇÃO o cliente final A bolha da Internet ou bolha especulativa foi criada no final da decada de 90,caracterizada por uma forte alta das ações das novas empresas de tecnologia dainformação baseadas na Internet. Essas empresas eram também chamadas "ponto com" (ou "dot com“). Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    47. 47. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança da Internet Fonte – Eric Brousseau Nasdaq - Durante o bolha, triplicou seu valor de mercado pelo atuação do capital especulativo chegando aos 5000 pontos, despencando pouco tempo depois. Uma das poucas empresas preparadas para o novo cenário econômico, tanto que ganhou a preferência dos consumidores e foi exemplo de WINNER-TAKES-ALL Empresas criadas no final da década de 90, quando já se conhecia o mercado, tiveram sucesso, pois entregavam serviço ao cliente final. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    48. 48. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança da Internet Fonte – Eric Brousseau Internet Venture CapitalO capital de risco é um tipo de financiamento de dinheiro para novos negócios ouem crescimento. Estes tipos de investimentos são muito arriscados, com isto eles exigem uma taxa grande de retorno do seu investimento ou uma grande participação acionária na empresa. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    49. 49. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIGovernança da Internet Fonte http://www.intgovforum.org/cms/ IGF - INTERNET GOVERNANCE FORUM Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    50. 50. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEICase: implementação do ITSM nos Correios (adoção do ITIL)Fonte: apresentação PPS curso de Gerenciamento de Projetos PMI Distrito Federal (Carlos Henrique de Luca Ribeiro, MBA; J. Souza Neto, Dr.) > Estrutura TI desejada dos Correios: > Start da implantação em 2006: 1. Consultoria da HP para implantação da ferramenta Service Desk; 2. Adoção do guia ITIL v2; 3. Divisões iniciais do departamento de TI; - Service Desk; - Gerência de Configuração; - Gerência de Incidentes; - Gerência de Problemas; - Gerência de Mudanças. > Análise: 2 anos após início da implantação do ITSM: 1. A TI tornou-se mais eficiente, com melhor resposta às demandas e mais focada nos objetivos Corporativos; 2. Mudança cultural em direção ao provimento de serviços; 3. Permitiu maior controle e as mudanças se tornaram mais > Situação em 2008: Benef. fáceis de gerenciar; 4. A gestão dos processos do ITIL facilitou o controle da 1. Totalmente implementado: terceirização de serviços de TI; - Service Desk; 5. Referência uniforme para comunicação interna, - Gerência de Incidentes. padronizando e identificando procedimentos; 2. Em implantação (processos já mapeados): 7. Necessidade de Patrocínio; - Gerência de Configuração; 8. Nomeação formal dos gerentes; - Gerência de Mudanças; 9. Investimento em capacitação dos envolvidos; - Gerência de Problemas; 10. A mudança demorada e exige um grande esforço; - Gerência de Liberação. Lições 11. Comprometimento das áreas na implantação; 12. Dedicação exclusiva da equipe de implantação; 3. Formalização das Gerências ITIL: finalizado. 13. Recursos humanos para administrar a ferramenta. 4. Catálogo de serviços em detalhamento. Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço
    51. 51. March 17, 2012 Copyright © 2012 FEIEncerramento Dúvidas ? ? ? Obrigado ! ! ! Ricardo Nequeritto Diego Molognoni Rodrigo França Lucas Granço

    ×