Apresentação dianova cies iscte_iul_isce_maio2013

445 views

Published on

Apresentação na conferência internacional "Drogas e Dependência: recuperar é possível", 23-25 Maio ISCE, do Estudo científico de follow "Trajectórias: da dependência à reintegração" CIES-ISCTE-IUL | Dianova 2010-2013, com base no seguimento das trajectórias sociais em pessoas com problemática de toxicodependência que concluíram tratamento na Comunidade Terapêutica Quinta das Lapas Dianova, que e cujas conclusões finais estarão disponíveis ao público a partir de Setembro 2013. Apresnetação por Rui Martins, director comunicação Dianova, e Equipa de Investigação CIES-ISCTE coordenada pela Prof.ª Doutora Susana Henriques e mestre Pedro Candeias.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
445
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação dianova cies iscte_iul_isce_maio2013

  1. 1. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 1Primeiro Congresso Internacional sobre Drogas& Dependências‘Recuperar é Possível”, 23 de maio 2013Tratamento & Reintegração Social3 Etapas na Análise de Reinserção Social deEx-Toxicodependentes após Processo Terapêutico
  2. 2. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 2Dianova publicamente reconhecida como Instituição Particularde Solidariedade Social, Associação Utilidade Pública e OrganizaçãoNão-Governamental para o DesenvolvimentoPromotoraCulturaCooperação &CooptiçãoAgenteEconomiaSocial eSolidáriaAgenteInovaçãoOrganizacional& SocialPromotora deTransformaçãoSocialPROTOCOLOSAFILIAÇÕESEducação ePromoção daSaúdeTratamentoToxicodepen-dênciasReinserçãoSocioprofissionalApoioPsicossocialFormação& Capacitação(Hard | SoftSkills)
  3. 3. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 3Certificações | Acreditações DianovaISO9001:2008EFRDGERT |CCPFCSistema de Gestão da QualidadeSistema de Gestão da QualidadeCTQL (1ª em Portugal)CTQL (1ª em Portugal)Entidade Familiarmente ResponsávelEntidade Familiarmente ResponsávelEconomia Social (1ª em Portugal)Economia Social (1ª em Portugal)Entidade Formadora Acreditada (CFD)Entidade Formadora Acreditada (CFD)DGERT – MTSS | CCPFC – MEDGERT – MTSS | CCPFC – ME
  4. 4. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 4Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal©Áreas77,9% Programas22,1% GestãoGénero50% Feminino50% MasculinoIdadeMédia 40,1Qualificações31% Universidade69% 1-3º ciclosA Equipa 2012RetençãoTalento94%48ColaboradoresEmpregados90% Contratosdirectos10% Indirectos
  5. 5. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 5Projecto Centro deEmergência Casa AzulProjecto Centro deEmergência Casa AzulSEDEDianova PortugalSEDEDianova PortugalResidencial deEstudantesResidencial deEstudantesCentro de ApoioPsicossocial CAP+SaúdeCentro de ApoioPsicossocial CAP+SaúdeComunidade TerapêuticaQuinta das LapasComunidade TerapêuticaQuinta das LapasCentro de FormaçãoDianovaCentro de FormaçãoDianovaEmpresa de InserçãoViveiros FloriculturaEmpresa de InserçãoViveiros FloriculturaDianova | Unidades Operativas(Lisboa | Oliveira Azeméis | Torres Vedras)Apartamento deReinserção SocialApartamento deReinserção Social
  6. 6. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 6ORGANIZAÇÃOSTAFFBENEFICIÁRIOS COMUNIDADESOCIEDADERenovação do SGQ 2011-2014 →Metodologia dinâmicaRenovação do SGQ 2011-2014 →Metodologia dinâmica100% Satisfação Cliente 2012100% Satisfação Cliente 2012 Aumento legitimidade socialAumento legitimidade socialAumento transferência de saberfazerAumento transferência de saberfazerAumento da Motivação →eficiência e eficáciaAumento da Motivação →eficiência e eficáciaReforço da integração nasredes sociais (CRI, CLAS…)Reforço da integração nasredes sociais (CRI, CLAS…)100% PopulaçãoRecomendaria o Serviço 2012100% PopulaçãoRecomendaria o Serviço 2012Qualidade e Inovação ISO 9001:2008Impacto e Benefícios Comunidade Terapêutica•Reconhecimento públicoPrémio Categoria PrivadaHospital do Futuro’05/06• Convite para ConferênciasNacionais e Internacionais•Reconhecimento públicoPrémio Categoria PrivadaHospital do Futuro’05/06• Convite para ConferênciasNacionais e Internacionais
  7. 7. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 7Estudo Científico Follow-up “TrajectóriasSociais” 2009-2013 CIES | ISCTE-IUL
  8. 8. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 8“Trajectórias da dependência à reintegração - estudo de trajectórias sociaisde toxicodependentes após processo terapêutico” (PTDC/CS-SOC/099684/2008)Coordenação: Prof.ª Doutora Susana Henriques, CIES-ISCTE-IUL• Conhecer o processo de reintegração social de ex-toxicodependentes após tratamento na ComunidadeTerapêutica Quinta das Lapas | Associação Dianova PortugalObjectivo
  9. 9. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 93 Fases:•1ª Análise de processos em arquivo•2ª Inquérito telefónico•3ª Entrevistas em profundidadeMetodologia
  10. 10. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 10A. Laboral1. Não estar desempregado nem em internamento2. Ser trabalhador por conta própria ou ter contrato sem termoB. Familiar3. Autonomia face à família de origemC. Abstencionista4. Não estar a consumir SPAs5. Não ter tido recaídasD. Social6. Ter criado novas amizades7. AssociativismoCada fator conta um ponto no índice, variando entre 0 (reintegração nula) e 7 (reintegração máxima),média=3,76, desvio padrão=1,42ResultadosO Índice de Reintegração Social de ex-Toxicodependentes
  11. 11. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 11ResultadosO Índice de Reintegração Social de ex-Toxicodependentes
  12. 12. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 12A. Fatores sociodemográficosB. Fatores jurídicosC. Fatores geográficosD. Fatores relacionados com o tratamentoE. Fatores relacionados com as substâncias consumidasResultadosFatores relacionados com o IRST
  13. 13. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 13A. Fatores sociodemográficos1. Idade2. EscolaridadeB. Fatores jurídicos3. assuntos judiciais pendentes à entrada do tratamentoC. Fatores geográficos4. Ter mudado de residência desde que terminou o tratamentoD. Fatores relacionados com o tratamento5. Anos decorridos desde o término do tratamento6. Duração do tratamento7. Avaliação do tratamentoE. Fatores relacionados com as substâncias consumidas8. Substância principal9. Anos de consumo da substância principalResultadosFatores relacionados com o IRST
  14. 14. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 14A. Fatores sociodemográficos1. Idade (mais idade valores mais elevados no IRST)2. Escolaridade (relação não linear, valores mais elevados nos extremos)B. Fatores jurídicos3. assuntos judiciais pendentes à entrada do tratamento (pouco relevante)C. Fatores geográficos4. Ter mudado de residência desde que terminou o tratamento (valores mais elevados naqueles quemudaram)D. Fatores relacionados com o tratamento5. Anos decorridos desde o término do tratamento (mais anos, valores mais elevados)6. Duração do tratamento (tratamento mais longo valores mais elevados)7. Avaliação do tratamento (melhor avaliação do tratamento valores mais elevado)E. Fatores relacionados com as substâncias consumidas8. Substância principal (utentes com álcool como substância principal com valores mais elevados)9. Anos de consumo da substância principal (mais anos de consumo valores mais elevados)ResultadosFatores relacionados com o IRST
  15. 15. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 15ResultadosFatores relacionados com o IRST
  16. 16. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 16ResultadosFatores relacionados com o IRST
  17. 17. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 17Família como fator de suporte:“Tive ajuda psicológica da minha família e nesse aspeto foi tão importante, como me ajudaremna questão dos alimentos, porque eu desabafava muito com o meu pai, desabafava tudo,qualquer coisa para falar eu desabafava com ele, agora dou-me muito bem com ele, se eu precisodesabafar ou preciso de um conselho tenho-o sempre à mão ou às minhas irmãs.”…e como fator dificultador:“A pessoa pode mudar, mas a família não muda, ou muda muito pouco, está sempre naqueladúvida, e volta não volta estão todos a dar com aquilo à cara “eh pá foi há quinze anos atrás, jápaguei por isso tudo!” Não é dessa forma que me vão ajudar a erguer a cabeça e ir em frente.”ResultadosCompreender a reintegração na perspectiva dos sujeitosFatores potenciadores vs Fatores limitadores
  18. 18. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 18A mudança de residência1. suporte no local de trabalho ou por parte de amigos2. autonomia:“Eu próprio sou o meu terapeuta...e desde dois mil e sete que estou aqui fora, sem álcool, semdrogas [...] Eu sozinho, portanto sem os meus pais, sem o meu irmão [...] Chegava a pontos deestar em casa no computador, a jogar um jogo, e apetecia-me uma cerveja, então eu pegava emmim e tinha que ir ao café, então eu ia ao café, pegava numa garrafa de água, tomava um café eia-me embora.”ResultadosCompreender a reintegração na perspectiva dos sujeitosFatores potenciadores vs Fatores limitadores
  19. 19. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 19O retorno ao antigo local de residência1. contato com antigos círculos de consumos2. residência em meios pequenos com elevado controlo social:“Quando eu vim para cá eles estavam só: “quando é que ela vai ter uma recaída?”“Um gajo entra no café e ouve: hein!... E um gajo finge que não ouve”3. Regressar a um meio pequeno onde o contato com o sujeito foi criado quandotoxicodependente:“[Acha que são tivesse vindo para aqui teria sido mais fácil?] Teria, porque eu tiveseis meses (…) [em] Alpiarça, era eu que tinha que ir à farmácia [...] e as pessoassabiam perfeitamente que eu pertencia à Dianova e as pessoas sempre me tratarambem...sempre me trataram com respeito.”ResultadosCompreender a reintegração na perspectiva dos sujeitosFatores potenciadores vs Fatores limitadores
  20. 20. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 201. A saída do tratamento sem se sentirem preparados para tal2. O choque de voltar ao antigo ambiente de residência:“Eu vim de paraquedas, eu tinha a sensação que a minha casa era estranhapara mim, estive quase um ano, por causa de ter medo deixaram-me ficar lá mais umtempinho, só que houve uma altura em que me disseram: tenho que ir, tenho que ir”3. Habituar-se às novas rotinas:E depois é entrar na rotina, e agora preparar os meus filhos para ir para a escola,preparar o almoço e isto é tudo coisinhas que a gente tinha esquecido lá”4. Dificuldades económicas e períodos de desempregoResultadosCompreender a reintegração na perspectiva dos sujeitosFatores potenciadores vs Fatores limitadores
  21. 21. Compromisso| Solidariedade| Tolerância| Internacionalidade… Inspirando a Mudança! Dianova Portugal© 21AceiteAceiteErrosErrosAceiteAceiteErrosErrosDivirta-seDivirta-seDivirta-seDivirta-seEm conclusãoSimplicidadeSimplicidadena Complexidadena ComplexidadeSimplicidadeSimplicidadena Complexidadena ComplexidadeOrientaçãoOrientaçãoAprendizagemAprendizagemOrientaçãoOrientaçãoAprendizagemAprendizagem Arrisque.Arrisque.EncorajeEncorajeInovaçãoInovaçãoArrisque.Arrisque.EncorajeEncorajeInovaçãoInovação
  22. 22. Quinta das Lapas, 2565-517 Monte Redondo Torres Vedras Telf.: +351 261 312 300 Fax.: +351 261 312 322E-mail: rui.martins@dianova.pt | susana_alexandre_henriques@iscte.pt | pedromecandeias@gmail.comwww.dianova.ptwww.formacao.dianova.pthttp://aprendercrescerconcretizar.wordpress.comdianovaportugaldianova-portugalwww.apoiopsicossocial.dianova.pt

×