Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Avaliação PósOcupação Participativa - Celia Macedo, 10 Agosto 2013

671 views

Published on

Avaliação PósOcupação Participativa

“Uma casa de sonho para a população de baixa renda de Luanda: percepções, aspirações ea realidade avaliada através de um quadro de Avaliação Pós-Ocupação Participativa "

Objetivos
Investigar os níveis de satisfação de residentes de áreas residenciais concebidas no quadro da estratégia de Reconstrução Nacional de Angola – caso de estudo Zango; Criar uma base de conhecimento transferivel para futuros projectos de natureza semelhante

Metodologia:
Quadro de análise com base na combinação das metodologias de Post-Occupancy Evaluation (POE) e Participatory Rapid Appraisal (PRA) para determinar satisfacao dos residentes com respeito a problemas e potencialidades. (POE) - Ferramenta para Avaliação do desempenho real de edificios segundo perspectiva do utilizador, ao invés de desempenho previsto pelos projetistas.

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Avaliação PósOcupação Participativa - Celia Macedo, 10 Agosto 2013

  1. 1. Célia Macedo, Estudante PhD - Arquitectura celia.macedo@brookes.ac.uk Estudo apoiado por: O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  2. 2. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango • Lisboa, Arquitectura • Oxford, MSc Energy Efficient and Sustainable Building • Oxford, Investigação em Oxford Institute of Sustainable Development (OISD) – soluções para reduzir o impacto ambiental de habitacoes • Oxford, PhD em curso •“Emerging Built Environment Strategies”: grupo de investigação - cooperação académica/ONGs Ambiente construido sustentável mundo em Desenvolvimento (CENDEP – Centre fr Development & Emergency Practice; OISD – Oxford Instituto for Sustainable Development) •Interesses: Sustentabilidade; Construção/Arquitectura Sustentável; Materiais de construção de baixo impacto ambiental; Avaliação pós-Ocupação; Crescimento urbano; Habitação de baixo custo; Assentamentos informais...
  3. 3. Estrutura: 1.Introdução 2. Conceitos gerais 3. Post-Ocupancy Evaluation (POE) 4. Participatory Rapid Appraisal (PRA) 5. Caso de Estudo – Zango 6. Resultados preliminares 7. Discussão, comentários O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  4. 4. Título provisório “A dream-house for Luanda’s low income population: perceptions, aspirations and reality assessed through a Participatory Post-Occupancy Evaluation framework” Objetivos Investigar os níveis de satisfação de residentes de áreas residenciais concebidas no quadro da estratégia de Reconstrução Nacional de Angola – caso de estudo Zango; Criar uma base de conhecimento transferivel para futuros projectos de natureza semelhante Metodologia: Quadro de análise com base na combinação das metodologias de Post-Occupancy Evaluation (POE) e Participatory Rapid Appraisal (PRA) para determinar satisfacao dos residentes com respeito a problemas e potencialidades O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  5. 5. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  6. 6. LUANDA • Uma das cidades em África com crescimento mais acentuado e rápido (UN-HABITAT, 2010) • População estimada para 2015 em mais de 6 milhões (UNDESA, 2012), infraestrutura disponível nao acompanha crescimento populacional • Consequência de migrações em massa em tempo de guerra e mais recentemente por crescimento natural (Cain, 2004) • Mais de 70% populacao vive em condicoes de pobreza (Homelessness International, 2011; UN-HABITAT 2012) O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango Fonte: (MINUC, 2009) • Défice de habitação em Angola estimado em 1,4 millhões para 2015 (UN-HABITAT, 2006) . Em Luanda estimado em 170 mil unidades (Angop, 2006) • Paradigma semelhante a outras capitais Africanas -“falha quase universal de providenciar habitação necessária” considerando elevado crescimento populacional (Tipple and Speak, 2009)
  7. 7. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango ESTRATÉGIAS • Artigo 85.º “Todo o cidadão tem direito à habitação e à qualidade de vida.” (Contituicao da Republica de Angola, 2010) • Objetivos do Milénio : 7 - “Garantir Sustentabilidade Ambiental”, particularmente a meta 7D “Ate 2020, ter alcançado uma melhoria significativa nas vidas de pelo menos 100 milhões de habitantes de bairros degradados”. • Programa Nacional de Urbanismo e Habitacao (Resolução 20/09 de 11 Março) – 1 milhão de casas, entre as quais 685 mil auto construção dirigida Zango Kilamba Kiaxe Zango IV
  8. 8. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA • “Habitação Adequada tem de garantir mais que quatro paredes e um telhado” UN-HABITAT, 2009 The right to adequate housing • Fracassos de programas e projetos para a substituição de habitações precárias" devem-se a uma falha para atender às necessidades das pessoas com habitação fornecidos por instituições (Turner, 1971) • Tentativas para controlo de crescimento informal nos anos 50, 60 ignoravam ambientes naturais e humanos, contexto cultural dos habitantes. Características físicas das habitacoes: estruturalmente instáveis formando ruas monótonas com escassa paisagem (Amaral, 1968) • Dilema: Melhoramento de condicoes existentes (slum upgrading) vs programas habitacionais em massa? • Como avaliar o grau de sucesso de correntes medidas para providenciar habitação para milhões de pessoas em Luanda? Zango IV (Google Maps)
  9. 9. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA • Post-Occupancy Evaluation (POE) - Ferramenta para Avaliação do desempenho real de edificios segundo perspectiva do utilizador, ao invés de desempenho previsto pelos projetistas • Teve inicio em finais dos anos 1960s • POE fase vital no processo de projeto de um dado edifício, como forma a evitar resultados impresíveis e melhorar projectos seguintes (Zimmerman e Martin, 2001) – feedback loop • Levar a cabo uma POE pode também contribuir para um ambiente construído mais sustentável e redução de CO2 produzido pelos edifícios (Stevenson, 2009) MAS... • Nem sempre bem aceite pois pode implicar ter de aceitar responsabilidade por erros cometidos em projeto ou construção • Carga técnica que exige pessoal altamente qualificado para recolher e analisar informação • POE ainda esta muito restringido a paises como Reino Unido, EUA, Australia, Nova Zelândia...
  10. 10. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA • POE – potencialmente muito útil em outras áreas do mundo! •Avaliações em paises em desenvolvimento segundo a perspectiva do ocupante realizados com base em métodos, por vezes indicados como inapropriados para o contexto em que se inserem •Adaptação de métodos (processos de avaliação)pode revelar-se inadequado a contextos distintos • Métodos convencionais, especialmente quantitativos, promovem um paradigma de “coisas” e nao um de “pessoas” (Chambers, 1986) • Questionarios tratam pessoas como entidades passivas (Mukherjee, 1993) • Estrutura fechada onde não se prevê espaço para mudanças na estrutura (Walliman e Baiche, 2005)
  11. 11. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA •Participatory Rapid Appraisal (PRA) • Metodos participativos podem associar-se à componente técnica do POE •Participantes detêm o poder sobre as respostas – “passar a caneta às pessoas” (Chambers, 2005) •Métodos como entrevistas semi-estruturadas, análise de árvore de problemas, representações visuais, linhas de tempo, diagramas sasonais… • Análise em parte feita pelos participante • Confirmação/Validação de informação atravé de tringulação com outras fontes
  12. 12. Zango IV Zango I Zango IV Zango II O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  13. 13. ZANGO O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango LUANDA
  14. 14. • Algumas questões - Entrevista Semi- Estruturada… Residência prévia Razões para mudança O que mudou (negativo, positivo) Alterações na casa, em quanto tempo Planos para o futuro (no que diz respeito à construção) Que serviços na área, existente e em falta Satisfação geral • Observação; Levantamento plantas/tipologias, registo de alterações, imagens • Análise em grupo (participativa) de resultados preliminares in loco – confirmação de informação O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  15. 15. Resultados preliminares • Fase embrionária… • Várias vertentes no projecto Zango: Realojamento de população em área de risco; realojamento como resultado de áreas de interesse público; auto-construção dirigida • Padrões transversais a vertentes acima: - Estrutura, - Localização, - Acesso a serviços e equipamentos, - Resiliência, -Sustentabilidade… O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  16. 16. OBRIGADA! celia.macedo@brookes.ac.uk O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango

×