Successfully reported this slideshow.

Avaliação PósOcupação Participativa - Celia Macedo, 10 Agosto 2013

632 views

Published on

Avaliação PósOcupação Participativa

“Uma casa de sonho para a população de baixa renda de Luanda: percepções, aspirações ea realidade avaliada através de um quadro de Avaliação Pós-Ocupação Participativa "

Objetivos
Investigar os níveis de satisfação de residentes de áreas residenciais concebidas no quadro da estratégia de Reconstrução Nacional de Angola – caso de estudo Zango; Criar uma base de conhecimento transferivel para futuros projectos de natureza semelhante

Metodologia:
Quadro de análise com base na combinação das metodologias de Post-Occupancy Evaluation (POE) e Participatory Rapid Appraisal (PRA) para determinar satisfacao dos residentes com respeito a problemas e potencialidades. (POE) - Ferramenta para Avaliação do desempenho real de edificios segundo perspectiva do utilizador, ao invés de desempenho previsto pelos projetistas.

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Avaliação PósOcupação Participativa - Celia Macedo, 10 Agosto 2013

  1. 1. Célia Macedo, Estudante PhD - Arquitectura celia.macedo@brookes.ac.uk Estudo apoiado por: O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  2. 2. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango • Lisboa, Arquitectura • Oxford, MSc Energy Efficient and Sustainable Building • Oxford, Investigação em Oxford Institute of Sustainable Development (OISD) – soluções para reduzir o impacto ambiental de habitacoes • Oxford, PhD em curso •“Emerging Built Environment Strategies”: grupo de investigação - cooperação académica/ONGs Ambiente construido sustentável mundo em Desenvolvimento (CENDEP – Centre fr Development & Emergency Practice; OISD – Oxford Instituto for Sustainable Development) •Interesses: Sustentabilidade; Construção/Arquitectura Sustentável; Materiais de construção de baixo impacto ambiental; Avaliação pós-Ocupação; Crescimento urbano; Habitação de baixo custo; Assentamentos informais...
  3. 3. Estrutura: 1.Introdução 2. Conceitos gerais 3. Post-Ocupancy Evaluation (POE) 4. Participatory Rapid Appraisal (PRA) 5. Caso de Estudo – Zango 6. Resultados preliminares 7. Discussão, comentários O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  4. 4. Título provisório “A dream-house for Luanda’s low income population: perceptions, aspirations and reality assessed through a Participatory Post-Occupancy Evaluation framework” Objetivos Investigar os níveis de satisfação de residentes de áreas residenciais concebidas no quadro da estratégia de Reconstrução Nacional de Angola – caso de estudo Zango; Criar uma base de conhecimento transferivel para futuros projectos de natureza semelhante Metodologia: Quadro de análise com base na combinação das metodologias de Post-Occupancy Evaluation (POE) e Participatory Rapid Appraisal (PRA) para determinar satisfacao dos residentes com respeito a problemas e potencialidades O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  5. 5. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  6. 6. LUANDA • Uma das cidades em África com crescimento mais acentuado e rápido (UN-HABITAT, 2010) • População estimada para 2015 em mais de 6 milhões (UNDESA, 2012), infraestrutura disponível nao acompanha crescimento populacional • Consequência de migrações em massa em tempo de guerra e mais recentemente por crescimento natural (Cain, 2004) • Mais de 70% populacao vive em condicoes de pobreza (Homelessness International, 2011; UN-HABITAT 2012) O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango Fonte: (MINUC, 2009) • Défice de habitação em Angola estimado em 1,4 millhões para 2015 (UN-HABITAT, 2006) . Em Luanda estimado em 170 mil unidades (Angop, 2006) • Paradigma semelhante a outras capitais Africanas -“falha quase universal de providenciar habitação necessária” considerando elevado crescimento populacional (Tipple and Speak, 2009)
  7. 7. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango ESTRATÉGIAS • Artigo 85.º “Todo o cidadão tem direito à habitação e à qualidade de vida.” (Contituicao da Republica de Angola, 2010) • Objetivos do Milénio : 7 - “Garantir Sustentabilidade Ambiental”, particularmente a meta 7D “Ate 2020, ter alcançado uma melhoria significativa nas vidas de pelo menos 100 milhões de habitantes de bairros degradados”. • Programa Nacional de Urbanismo e Habitacao (Resolução 20/09 de 11 Março) – 1 milhão de casas, entre as quais 685 mil auto construção dirigida Zango Kilamba Kiaxe Zango IV
  8. 8. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA • “Habitação Adequada tem de garantir mais que quatro paredes e um telhado” UN-HABITAT, 2009 The right to adequate housing • Fracassos de programas e projetos para a substituição de habitações precárias" devem-se a uma falha para atender às necessidades das pessoas com habitação fornecidos por instituições (Turner, 1971) • Tentativas para controlo de crescimento informal nos anos 50, 60 ignoravam ambientes naturais e humanos, contexto cultural dos habitantes. Características físicas das habitacoes: estruturalmente instáveis formando ruas monótonas com escassa paisagem (Amaral, 1968) • Dilema: Melhoramento de condicoes existentes (slum upgrading) vs programas habitacionais em massa? • Como avaliar o grau de sucesso de correntes medidas para providenciar habitação para milhões de pessoas em Luanda? Zango IV (Google Maps)
  9. 9. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA • Post-Occupancy Evaluation (POE) - Ferramenta para Avaliação do desempenho real de edificios segundo perspectiva do utilizador, ao invés de desempenho previsto pelos projetistas • Teve inicio em finais dos anos 1960s • POE fase vital no processo de projeto de um dado edifício, como forma a evitar resultados impresíveis e melhorar projectos seguintes (Zimmerman e Martin, 2001) – feedback loop • Levar a cabo uma POE pode também contribuir para um ambiente construído mais sustentável e redução de CO2 produzido pelos edifícios (Stevenson, 2009) MAS... • Nem sempre bem aceite pois pode implicar ter de aceitar responsabilidade por erros cometidos em projeto ou construção • Carga técnica que exige pessoal altamente qualificado para recolher e analisar informação • POE ainda esta muito restringido a paises como Reino Unido, EUA, Australia, Nova Zelândia...
  10. 10. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA • POE – potencialmente muito útil em outras áreas do mundo! •Avaliações em paises em desenvolvimento segundo a perspectiva do ocupante realizados com base em métodos, por vezes indicados como inapropriados para o contexto em que se inserem •Adaptação de métodos (processos de avaliação)pode revelar-se inadequado a contextos distintos • Métodos convencionais, especialmente quantitativos, promovem um paradigma de “coisas” e nao um de “pessoas” (Chambers, 1986) • Questionarios tratam pessoas como entidades passivas (Mukherjee, 1993) • Estrutura fechada onde não se prevê espaço para mudanças na estrutura (Walliman e Baiche, 2005)
  11. 11. O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango METODOLOGIA •Participatory Rapid Appraisal (PRA) • Metodos participativos podem associar-se à componente técnica do POE •Participantes detêm o poder sobre as respostas – “passar a caneta às pessoas” (Chambers, 2005) •Métodos como entrevistas semi-estruturadas, análise de árvore de problemas, representações visuais, linhas de tempo, diagramas sasonais… • Análise em parte feita pelos participante • Confirmação/Validação de informação atravé de tringulação com outras fontes
  12. 12. Zango IV Zango I Zango IV Zango II O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  13. 13. ZANGO O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango LUANDA
  14. 14. • Algumas questões - Entrevista Semi- Estruturada… Residência prévia Razões para mudança O que mudou (negativo, positivo) Alterações na casa, em quanto tempo Planos para o futuro (no que diz respeito à construção) Que serviços na área, existente e em falta Satisfação geral • Observação; Levantamento plantas/tipologias, registo de alterações, imagens • Análise em grupo (participativa) de resultados preliminares in loco – confirmação de informação O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  15. 15. Resultados preliminares • Fase embrionária… • Várias vertentes no projecto Zango: Realojamento de população em área de risco; realojamento como resultado de áreas de interesse público; auto-construção dirigida • Padrões transversais a vertentes acima: - Estrutura, - Localização, - Acesso a serviços e equipamentos, - Resiliência, -Sustentabilidade… O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango
  16. 16. OBRIGADA! celia.macedo@brookes.ac.uk O que vem depois da construção? Avaliação Pós-Ocupação Participativa de casas de baixo custo/social – caso de estudo Zango

×