Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Quadros Apresentação 2010

752 views

Published on

Apresentação resumida da proposta de QUADROS e linhas estratégicas de atuação para 2010. Em busca de financiamento...

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Quadros Apresentação 2010

  1. 1. QUADROS Sintese de Proposta de Trabalho
  2. 2. QUADROS O que é QUADROS É uma ferramenta criada para disparar diálogos entre jovens em situação de vulnerabilidade social e profissionais que os atendem. É formado por 27 desenhos que são utilizados para estimular a interação entre os jovens e os profissionais que os atendem.
  3. 3. QUADROS Público alvo: Jovens em situação de vulnerabilidade • Jovens que atendem a medidas sócio educativas em meio aberto; • Jovens em situação de privação de liberdade; • Jovens em situação de rua; • Jovens abrigados; • Jovens com uso abusivo de drogas; • Jovens vítimas de violência sexual; • Outros.
  4. 4. QUADROS Público alvo: Profissionais que acompanham jovens em situação de risco Professores - Psicólogos - Assistentes sociais - Pedagogos - Sociólogos - Historiadores - Educadores - Outros Público potencial: Famílias de jovens em situação de risco*. *Sugestão feita por técnico da Fundação CASA.
  5. 5. HISTÓRICO • Criado com o apoio da Fundação Telefônica durante a avaliação externa do Programa Promenino: Jovens em conflito com a lei. • Fruto de trabalho de equipe multidisciplinar. • Apresentado no livro “Vozes e Olhares: uma geração nas cidades em Conflito” (2008). • Apoio da Embaixada da Alemanha para distribuir e realizar oficinas sobre QUADROS. • Distribuido para aproximadamente 500 profissionais de 13 estados Brasileiros e o Distrito Federal. • Avaliação de resultados realizada em julho de 2009.
  6. 6. QUADROS Finalista Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2009 Categoria Direitos das Crianças e dos Adolescentes e Protagonismo Juvenil
  7. 7. ALEXANDRE DE MAIO Alexandre De Maio Ilustrador dos desenhos de QUADROS Para conhecer sua trajetória, acesse: http://catracalivre.folha.uol.com.br/2009/03/pena-alternativa/
  8. 8. RESULTADOS Avaliação publicada em julho de 2009 • 42,2 % dos entrevistados utilizam o material cotidianamente ou com alguma frequência; • O material foi utilizado com jovens de ambos os gêneros; • O material é utilizado prioritariamente com jovens de 13 a 25 anos; • O público prioritário tem sido jovens que estão em medidas sócio educativas (abertas, semi abertas ou internação); • O objetivo do uso do método tem sido apoiar novas formas de diálogos com os jovens; • O método tem sido utilizado individualmente ou em grupos; • O método tem sido utilizados de diferentes maneiras pelos profissionais; A integra dos resultados está disponível em http://institutofonte.org.br/sites/default/files/QUADROS_Relatório_Avaliação.pdf
  9. 9. RESULTADOS Depoimentos de quem utilizou QUADROS Potencializar a expressão dos Fortalecimento de vínculos com adolescentes adolescentes • Alguns contaram sobre suas • Geralmente é rara a conversação vidas abertamente, o que nunca com o educador e com os havia acontecido. QUADROS eles tiveram mais • Trazer novidades, algo que não tranqüilidade e se expressaram, se falou em outros atendimentos. tornando um ambiente de • Poder entrar em assuntos e aproximação entre o educador e temas que antes causavam o adolescente que esta dificuldades e angustias, medos e cumprindo medida. incertezas. • Provoca novas discussões e um • Consegui (profissional) obter uma novo discurso pelo jovem. maior proximidade com o • Diálogo acerca de assunto que, adolescente e trabalhar questões sem a visualização das figuras, que até então eram pareciam não serem possíveis. desconhecidas, como, por exemplo, o uso de drogas. • Sair do discurso estereotipado. Fonte: Avaliação de resultados do Método QUADROS, Julho de 2009
  10. 10. RESULTADOS Depoimentos de quem utilizou QUADROS Facilitar o diálogo Apoiar reflexões do(a) Apoio ao profissional que adolescentes atende adolescente • Facilidade com que jovens conseguiram se • Possibilitou reflexões • Me mobiliza expressar ainda não discutidas (profissional) a sair de • Abrir mais um canal de comunicação em relação durante o um método já à história de vida do acompanhamento. desgastado de adolescente. • Reflexão e possível atendimento com os • Dá a possibilidade de tomada de consciência jovens. explorar vários temas. pelo adolescente sobre o • Auxiliou (profissional) • Discussão de temas “tabus” como seu cotidiano. no delineamento de homossexualidade, • Suscitar a reflexão crítica novas intervenções nos revelações sobre da realidade que vivem. atendimentos relacionamento entre pais posteriores. e filhos. • (...) estimulando-o a contar e refletir sobre sua • Qualificação na história de vida. discussão de casos (na equipe técnica). Fonte: Avaliação de resultados do Método QUADROS, Julho de 2009
  11. 11. UTILIZAÇÃO • Método de fácil utilização; • Alcança diferentes públicos em situação de vulnerabilidade; • Utilizado com ambos os gêneros; • Permite que cada profissional crie formas especificas para usá-lo; • Há registro de que o método foi utilizado nas seguintes situações: (a) atendimentos individual e em grupos; (b) atividades teatrais; (c) atividades de educação em artes plásticas; (d) atendimento a surdos; (d) oficinas de criação de histórias em quadrinhos.
  12. 12. PRODUÇÃO TEÓRICA 1. Produções acadêmicas mapeadas* que citaram QUADROS: CARVALHO, Fabiana Aparecida de, O Adolescente Autor de Ato Infracional X Escola: a reconstrução de uma trajetória. Dissertação de mestrado defendida em 2009. UNESP/Rio Claro. Depto de Pós-Graduação em Educação. TEIXEIRA, C.J. O fenômeno da morte na adolescência sob o olhar de jovens em conflito com a lei. Dissertação de mestrado defendida em 2009 no Departamento de Psicologia. USP/ São Paulo. KHATER, Eduardo. Modelo dos Ciclos Terapêuticos -TCM: Adaptação para o atendimento de adolescentes em conflito com a lei. Projeto de Pesquisa apresentado em 2009 ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. * Outras dissertações e teses podem ter citado QUADROS, mas não são de conhecimento da coordenação do Projeto.
  13. 13. PRODUÇÃO TEÓRICA 2. Apresentação em congresso Frames: Using images to to track life stories of youngsters under social exclusion. Poster apresentado por Daniel Brandão na 23a Conferência da American Evaluation Association. Orlando, FL – EUA. Novembro de 2009. 3. Texto específico sobre o método Barreto, Cristiane. A invenção de um encontro. In: Vozes e Olhares: uma geração nas cidades em conflito. Instituto Fonte e Fundação Telefonica. São Paulo, 2008. Brandão, Daniel. Quadros: uma nova proposta. In: Vozes e Olhares: uma geração nas cidades em conflito. Instituto Fonte e Fundação Telefonica. São Paulo, 2008.
  14. 14. MÍDIAS • Matéria Portal Aprendiz, em 11 dezembro 2009 http://aprendiz.uol.com.br/content/spediwoded.mmp • Matéria Portal Catraca Livre, em 10 de outubro de 2009 http://catracalivre.folha.uol.com.br/2009/10/historia-em-quadrinho-usada-para-transformar-a- realidade-dos-jovens/ • Matéria Jornal da Manhã (Ponta Grossa – PR), em 17 de dezembro de 2009 Sem link disponível • Portal do Instituto Fonte http://institutofonte.org.br/quadros-facilita-diálogos-com-jovens-acesse-o-vídeo-e-saiba-mais • Post no Blog da American Evaluation Association, publicado em 04 de fevereiro de 20009 http://ow.ly/13K7L
  15. 15. PROJETO 2010 Objetivos • Contribuir para o amadurecimento das práticas de atendimento de profissionais que atuam com jovens em situação de vulnerabilidade. • Tornar o material acessível para profissionais de todos os estados do Brasil. • Fortalecer o conjunto de imagens que compõe o Método QUADROS. • Deixar o método mais sensível para disparar diálogos com o gênero feminino.
  16. 16. PROJETO 2010 Estratégias 1. Revisar o conjunto de desenhos que compõe QUADROS Ajustar desenhos para acessarem com mais vigor o universo feminino. Criar novos desenhos. 2. Impressão e distribuição de QUADROS 2.0 para profissionais que atuam com jovens Produção de nova versão do método (V 2.0) com 35 figuras. Produção de 2000 kits do método. Distribuição do método para profissionais de todos os estados da Federação (via correio e oficinas presenciais) 3. Realização de oficinas para apresentar e discutir o método Realizar oficinas, com capacidade para 50 pessoas, em 5 estados do Brasil. 4. Fortalecer a produção teórica sobre o método Produzir 2 textos que discutem as possibilidades de uso do Método para apoiar a sua aplicação pelos profissionais interessados.
  17. 17. ESTRATÉGIA 3: OFICINAS Objetivos: • Apresentar o método para profissionais que atuam com jovens em situação de vulnerabilidade; • Apoiar os profissionais na sua apropriação e reflexão crítica sobre o método; • Distribuir os desenhos que compõe o método para as organizações participantes; • Refletir com os profissionais sobre as relações que se estabelecem no atendimento a jovens em situação de vulnerabilidade; • Apoiar os profissionais a planejar o uso de QUADROS em seu cotidiano de trabalho.
  18. 18. OFICINAS Fórum Social Mundial, Belém do Pará - 2009 Ação Educativa, São Paulo - 2008 Belo Horizonte, MG - 2009
  19. 19. COORDENAÇÃO Daniel Brandão Atuação social Mestre em Educação pela PUC-SP. É consultor em desenvolvimento organizacional para organizações da sociedade civil, com atuação preponderante em processo de planejamento estratégico e avaliação de programas e projetos sociais. Trabalhou na Fundação W.K.Kellogg na análise de investimentos sociais para países latino americanos. É associado ao Instituto Fonte onde coordena projetos de desenvolvimento organizacional atua como consultor para diversas organizações sociais, empresas e escolas. Atuação artística Integrante do grupo de criação do curta metragem Zero Retro #3, baseado no romance ZERO de Ignácio de Loyola Brandão. Escreveu e dirigiu o curta metragem A Desova, idealizado para o Festival do Minuto. Curador junto a Eugenio Puppo (Heco Produções) da Mostra de Cinema Leila Diniz: filmes – homenagens - histórias (CCBB, 2002) e editor do livro-catálogo deste mesmo evento.
  20. 20. COORDENAÇÃO Lucas Souza de Carvalho Formado em Psicologia pela USP com especialização em Acompanhamento Terapêutico. Atuou entre 2002 e 2006 pelo Laboratório de Estudos e Prática em Psicologia Fenomenológica Existencial (LEFE- USP) na prática de Plantão Psicológico à adolescentes internos e funcionários dos complexos Raposo Tavares e Pirituba da fundação CASA - São Paulo. Trabalha desde 2006 no Programa: Refugiados Urbanos, do Projeto Quixote, onde realiza abordagem e acompanhamento à jovens e crianças em situação de rua na região da Crackolândia do centro de São Paulo. Bem como atua no atendimento das respectivas famílias, além de ofertar suporte para a equipe de Educadores Terapêuticos na discussão de casos e na reflexão da própria prática. Atuou na equipe de desenvolvimento do Método QUADROS.
  21. 21. CONTATO Daniel Brandão E mail: daniel@fonte.org.br Tel. (11) 3032 1108 Cel. (11) 8146 8695

×