Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Universidade Federal de Ouro Preto
Instituto de ciências Humanas e Sociais
Departamento de Educação
Pedagogia
introdução à...
O que é Saúde?
 “Saúde é a união do bem estar físico, social e emocional” (OMC, 2000)
Histórico
 1935 na França – Henri Sellier cria aos redores de Paris a primeira Classe
Hospitalar.
 1939 – Cria-se o CNEF...
Conceito de Pedagogia Hospitalar

 A Pedagogia Hospitalar é um ramo da educação que proporciona à criança
e ao adolescent...
Função do Pedagogo Hospitalar
 A função do pedagogo hospitalar é procurar e trilhar caminhos
pedagógicos entre a educação...
As classes Hospitalares
 Na legislação vigente Lei 10.685 de 31112000, que amparam e legitimam o
direito à educação, os h...
As classes hospitalares
 Pretendem integrar a criança doente no seu novo modo de vida tão
rápido quanto possível dentro d...
Formação do Pedagogo Hospitalar
 Segundo Leodi Ortiz e Soraia Freitas, ¨a formação do professor para a
prática de instânc...
Perfil do Pedagogo Hospitalar


Tranquilidade



Empatia



Pró-atividade



Mediador



Afetividade



Ponderação

...
As práticas da Pedagogia Hospitalar
 A prática do pedagogo se dá através das variadas atividades lúdicas e
recreativas co...
A Recreação
 A recreação é também uma grande aliada quando se trata de descontrair
e ensinar a criança nesse tipo de ambi...
O Lúdico
 O ambiente hospitalar já é um local rejeitado pela criança naturalmente,
pelo fato de ser frio e muito formal, ...
As Artes
 visa resgatar a capacidade de sonhar da criança levando-a ao
esquecimento da dor durante as atividades lúdicas ...
As Brinquedotecas
 As brinquedotecas no Brasil atualmente estão se adaptando à nova
realidade porque, pela Lei nº 11.104,...
Objetivos da Pedagogia Hospitalar
Defender:
 o direito de toda criança e adolescente à cidadania;
 O respeito às pessoas...
Transformação Social através da
Humanização
 Assim a educação-além de transmitir e construir o saber sistematizadoassume ...
Confira
 Canal da pedagoga Hospitalar Viviane Maito :
http://www.youtube.com/user/vipmaito/videos
 Blog sobre Pedagogia ...
Referencias
 PAULA, E. M. A. T.; FOLTRAN, E. P. Brinquedoteca Hospitalar: Direito das crianças
e adolescentes hospitaliza...
Obrigado, pela Atenção.Tenham uma boa
noite.
Que seja doce;
Grupo de Pedagogia Hospitalar.
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Pedagogia Hospitalar

7,505 views

Published on

Pedagogia Hospitalar

  1. 1. Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de ciências Humanas e Sociais Departamento de Educação Pedagogia introdução à Educação Leticia Sousa alunos: Daniel Rocha, Daiane Carvalho, Viviane Gonçalves, Ananda oliveira, Régis Albano, Aline Silva, Mariana Carioca Luciane Sakaki Ogawa Waleska Medeiros Pedagogia Hospitalar Conceitos e Praticas Pedagógicas em ambientes não escolares
  2. 2. O que é Saúde?  “Saúde é a união do bem estar físico, social e emocional” (OMC, 2000)
  3. 3. Histórico  1935 na França – Henri Sellier cria aos redores de Paris a primeira Classe Hospitalar.  1939 – Cria-se o CNEFEI )Centro Nacional de Estudos e de formação para a Infância Inadaptadas de Suresnses.  Chegou ao Brasil por volta de 1950  A pedagogia Hospitalar se firmou no Brasil depois dos Anos de 2003, isso por que foi criado a campanha humaniza SUS, com objetivo de interagir os funcionários, usuários e gestores. Esta campanha preconiza um atendimento que vise o bem estar físico, social e emocional dos clientes.
  4. 4. Conceito de Pedagogia Hospitalar  A Pedagogia Hospitalar é um ramo da educação que proporciona à criança e ao adolescente hospitalizado uma recuperação mais aliviada, através de atividades lúdicas, pedagógicas e recreativas. Além disso, previne o fracasso escolar, que nesses casos, é gerado pelo afastamento da rotina escolar. Pretende integrar o doente no seu novo modo de vida tão rápido quanto possível dentro de um ambiente acolhedor e humanizado, mantendo contatos com o meio exterior privilegiando as suas relações sociais e reforçando os laços familiares. A pedagogia hospitalar é capaz de promover um elo da criança ou do adolescente hospitalizado com o mundo que ficou fora do hospital. Para Fonseca (s/d apud Revista Crescer 2002, p.58), “a sala de aula do hospital é a janela por onde a criança se conecta com o mundo.” Um ambiente que poderia ser frio e desconfortante, acaba sendo transformado com a vinda da pedagogia hospitalar.
  5. 5. Função do Pedagogo Hospitalar  A função do pedagogo hospitalar é procurar e trilhar caminhos pedagógicos entre a educação e a saúde, contribuindo para uma educação de qualidade de crianças e jovens que se encontram em tratamento de uma enfermidade.
  6. 6. As classes Hospitalares  Na legislação vigente Lei 10.685 de 31112000, que amparam e legitimam o direito à educação, os hospitais devem dispor às crianças e adolescentes um atendimento educacional de qualidade de condições de desenvolvimento intelectual e pedagógico.  No Brasil, a legislação reconheceu através do estatuto da Criança e do Adolescente Hospitalizado, através da Resolução nº. 41 de outubro e 1995, no item 9, o “Direito de desfrutar de alguma forma de recreação, programas de educação para a saúde, acompanhamento do currículo escolar durante sua permanência hospitalar”.  A concepção de classes escolares em hospitais é consequência da importância formal de que crianças hospitalizadas, independentemente do período de permanência no estabelecimento, têm necessidades educativas e direitos de cidadania, onde se abrange a escolarização. A Educação é direito de todos e dever do Estado e da família. O direito a educação se expressa como direito à aprendizagem e a escolarização.
  7. 7. As classes hospitalares  Pretendem integrar a criança doente no seu novo modo de vida tão rápido quanto possível dentro de um modo de vida acolhedor e humanizado, privilegiando suas relações sociais e familiares.  Foi criada para assegurar as crianças e adolescente hospitalizados, a continuidade dos conteúdos regulares possibilitando um retorno após a alta sem prejuízos a sua formação escolar.
  8. 8. Formação do Pedagogo Hospitalar  Segundo Leodi Ortiz e Soraia Freitas, ¨a formação do professor para a prática de instâncias pedagógicas hospitalares é uma tarefa a ser esboçada no dia-a-dia, vendo como modelo a sua identidade com a aprendizagem, dentro de uma instituição identificada com a saúde... o educador reafirma o seu que fazer apostando no atendimento das necessidades intelectuais, sócio interativas, afetivas e escolares da criança hospitalizada, não esquecendo, contudo, que a vertente lúdica pode se apresentar como uma ferramenta metodológica para a obtenção de tal princípio.
  9. 9. Perfil do Pedagogo Hospitalar  Tranquilidade  Empatia  Pró-atividade  Mediador  Afetividade  Ponderação  Sensibilidade
  10. 10. As práticas da Pedagogia Hospitalar  A prática do pedagogo se dá através das variadas atividades lúdicas e recreativas como a arte de contar histórias, brincadeiras, jogos, dramatização, desenhos e pinturas, a continuação dos estudos no hospital.
  11. 11. A Recreação  A recreação é também uma grande aliada quando se trata de descontrair e ensinar a criança nesse tipo de ambiente. Ela proporciona momentos de interação entre os pacientes, e aprendizado conjunto.
  12. 12. O Lúdico  O ambiente hospitalar já é um local rejeitado pela criança naturalmente, pelo fato de ser frio e muito formal, a criança se sente desprotegida, sozinha, desamparada, é justamente esta imagem que deve ser mudada com a presença do pedagogo, inserindo o lúdico juntamente com as atividades teóricas que seriam aplicadas na sala de aula, lembrando bem, estas atividades devem ser realizadas no hospital com a participação da escola, particularmente do professor, manterá contato direto com o pedagogo que acompanha o aluno-hospitalizado Fonte: Almeida, Paulo Nunes de-Educação Lúdica. Técnicas e jogos pedagógicos. São PauloS.P.-1987. Ed. Loyola.
  13. 13. As Artes  visa resgatar a capacidade de sonhar da criança levando-a ao esquecimento da dor durante as atividades lúdicas pedagógicas, com objetivo de levar alegria e harmonizar o ambiente hospitalar. A pintura nas paredes tornar-se um aliado ao tratamento médico.
  14. 14. As Brinquedotecas  As brinquedotecas no Brasil atualmente estão se adaptando à nova realidade porque, pela Lei nº 11.104, tornou-se obrigatória a instalação de brinquedotecas nos hospitais brasileiros. Esta lei surgiu a partir dos movimentos de humanização dos hospitais e simboliza que a inclusão do brinquedo neste ambiente, tem sido concebida como parte da assistência e do tratamento terapêutico dado às crianças e aos adolescentes hospitalizados. Neste processo está ocorrendo o reconhecimento das necessidades infanto-juvenis e do papel da brincadeira para promoção do bem estar físico e social no ambiente hospitalar.
  15. 15. Objetivos da Pedagogia Hospitalar Defender:  o direito de toda criança e adolescente à cidadania;  O respeito às pessoas com necessidades educacionais especiais;  O direito à igualdade de oportunidade
  16. 16. Transformação Social através da Humanização  Assim a educação-além de transmitir e construir o saber sistematizadoassume um sentido terapêutico ao despertar no educando uma nova consciência que transcenda do eu individual para o eu transpessoal.
  17. 17. Confira  Canal da pedagoga Hospitalar Viviane Maito : http://www.youtube.com/user/vipmaito/videos  Blog sobre Pedagogia Hospitalar: http://beth-pedagogiahospitalar.blogspot.com.br/2011/01/arte-ehumanizacao.html  Dica de filme: Patch Adams.
  18. 18. Referencias  PAULA, E. M. A. T.; FOLTRAN, E. P. Brinquedoteca Hospitalar: Direito das crianças e adolescentes hospitalizados. In: Conexão UEPG. Ponta Grossa: UEPG, v. 3, n. 1, 2007. p. 20-23.  PEDAGOGIA HOSPITALAR: Conceitos. Disponível em: <http://kassi10milla.tripod.com/id1.html> Acesso em 24 mar. 2009.  PEDAGOGIA HOSPITALAR: Reflexão sobre a atividade dos profissionais da educação no âmbito da pedagogia hospitalar. Disponível em: <http://www.ulsm.pt/fotos/gca/1151491099pedagogia_hospitalar.pdf>. Acesso em 24 mar. 2009.  VAZ, A.; CALEFFI, R. Hora de Alegria: Projeto de extensão leva diversão e conhecimento a crianças hospitalizadas. In: Public Ação. Guarapuava: UNICENTRO, a. 1, n. 1, nov. 2008. p. 03.  WOLF, R. A. P. Pedagogia Hospitalar: A prática do pedagogo em instituição não-escolar. In: Conexão UEPG. Ponta Grossa: UEPG, v. 3, n. 1, 2007. p. 47-51.
  19. 19. Obrigado, pela Atenção.Tenham uma boa noite. Que seja doce; Grupo de Pedagogia Hospitalar.

×