Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Obesidade

8,595 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Obesidade

  1. 1. OBESIDADE BIOQUÍMICA ANA LUANA DANIEL F. NATANY DANIEL R. TALES GIULIANA VIRGÍLIO
  2. 2. INTRODUÇÃO• Doença multifatorial, crônica e incurável – Proporções epidêmicas – Países desenvolvidos e em desenvolvimento – Carboidrato: alimento mais barato e grande contribuinte para obesidade
  3. 3. DEFINIÇÃO • Obesidade é o acúmulo excessivo de gordura corporal. • Ocorre basicamente quando a quantidade de energia ingerida excede o gasto energético por um tempo considerável.
  4. 4. DEFINIÇÃO• Obesidade exógena: determinada pela ingestão de calorias maior que o gasto necessário para o organismo• Obesidade endógena: determinada por fatores genéticos, na qual há defasagem na quebra da gordura• Problema de Saúde Pública – Associação entre o excesso de gordura corporal e o aumento da morbimortalidade – Aumenta o risco de desenvolver doença arterial coronariana, hipertensão arterial, diabetes tipo II, doença pulmonar obstrutiva, osteoartrite e certos tipos de câncer
  5. 5. PRINCIPAIS CAUSAS• Nutricionais: refeições hipercalóricas;• Psicológicas: ansiedade ↑ consumo de alimentos;• Ambientais: falta de atividade física regular;• Hormonais: quando há presença de algumas doenças endócrinas, tais como hipotireoidismo, Síndrome de Cushing e Deficiência de Hormônio do Crescimento;• Genéticas: portadores de Síndrome de Down ou de Turner apresentam maior predisposição para engodar; • Medicamentosas: uso de corticóides.
  6. 6. OBESIDADE CELULAR• Células adiposas (adipócitos): armazenam lipídios e regulam a temperatura corporal – Capazes de armazenar gorduras até 10x seu tamanho; – Quando ultrapassada, é criada uma nova célula no tecido; – Gordura armazenada em forma de triglicerídeo: • Três ácidos graxos ligados à uma molécula de glicerol
  7. 7. OBESIDADE CELULAR ATP Exercício Físico Ciclo de Krebs Catecolamina NADH + FADH2 Libera Glucagon Hormônios do Crescimento BETA OXIDAÇÃO Corticosteróide AGLCorrente Sanguín. Mitocôndria Chega Transportado para Adipócitos Acetil-CoA Síntese de ATP Provoca Ativa AGL Inicia ↑ [] Sanguínea de Músculos LIPÓLISE Ácidos Graxos Livres esqueléticos Levados
  8. 8. ALTERAÇÕES CELULARES O excesso de gordura éestocado nos adipócitos, que expandem seu tamanho até que agordura seja usada como combustível.
  9. 9. ALTERAÇÕES BIOQUÍMICAS• DANIEL FERREIRA
  10. 10. FOME x APETITE• Fome: expressão fisiológica da necessidade do corpo por energia• Apetite: desejo psicológico de comer, o qual dá um prazer antecipatório distinto• Fome produz apetite, mas o apetite também pode existir independentemente e pode ser estimulado por outros meios • O estado emocional da pessoa reflete-se no seu apetite, aumentando-o ou diminuindo-o
  11. 11. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS • Tipos de Obesidade – Obesidade Hiperplásica: ↑ número de células adiposasou – Obesidade Hipertrófica: ↑ peso das células adiposas – Combinação dos dois tipos • Doença crônica • “Efeito sanfona” – Regimes restritivos a longo prazo – Defesa espontânea do organismo – Paciente emagrece rapidamente mas não consegue suportar as restrições impostas pelo regime
  12. 12. DOENÇAS ASSOCIADAS À OBESIDADE• Sistema Cardiovascular – Hipertensão arterial 80% das pessoas – Insuficiência coronariana com IMC > 30 – Varizes apresentam, ao – Hemorróidas menos, uma – Acidente vascular encefálico (AVE) dessas doenças – Infarto agudo do miocárdio (IAM) – Trombose • Sistema Articular – Artrite: acúmulo de ácido úrico – Artrose: principalmente na coluna e nos joelhos
  13. 13. DOENÇAS ASSOCIADAS À OBESIDADE• Sistema Respiratório – Apneia do sono: provocada pelo acúmulo de gordura na faringe, o que pode levar ao aumento da pressão arterial – Enfisema Pulmonar – Asma• Sistema Gastrointestinal – Cirrose hepática: acúmulo de células adiposas no fígado – Tumores no intestino e na vesícula – Refluxo esofágico – Cálculo biliar – Diverticulite
  14. 14. DOENÇAS ASSOCIADAS À OBESIDADE • Sistema Reprodutivo – Impotência sexual – Distúrbios de menstruação – Infertilidade feminina – Dificuldades durante o parto – Hipertensão arterial na gestação – Maior risco de diabetes gestacional – Ovários policísticos – Hipogonadismo
  15. 15. DOENÇAS ASSOCIADAS À OBESIDADE• Sistema Endócrino – Diabetes mellitus tipo 2 A obesidade também – Resistência à insulina pode aumentar a predisposição a câncer de• Sistema Geniturinário mama, cólon, pâncreas, – Incontinência urinária próstata e útero. – Retenção de líquidos • Sistema Tegumentar – Estase venosa – Infecções cutâneas • Sistema Neurológico – Alzheimer – Depressão
  16. 16. ALTERAÇÕES ANATÔMICAS• NATANY
  17. 17. ALTERAÇÕES GENÉTICAS• NATANY
  18. 18. • Relaciona-se com a genética e a nutrição –Genética: filhos de pais obesos apresentam 80 a 90% de probabilidade de serem obesos –Nutrição: uma criança superalimentada será provavelmente um adulto obeso; o excesso de alimentação na infância aumenta o número de células adiposas (processo irreversível).
  19. 19. CAUSAS PSICOSSOCIAIS• Fatores Psicológicos: reação contra o forte preconceito e a discriminação contra os obesos – autocrítica extrema e desconforto em sociais – Distúrbio da ingestão exagerada de alimentos: semelhante à bulimia nervosa, exceto na auto indução dos vômitos; – Síndrome da alimentação noturna: falta de apetite pela manhã, seguida por ingestão exagerada, agitação e insônia durante a noite.
  20. 20. CAUSAS PSICOSSOCIAIS• Atividade Física: quando reduzida, é provavelmente uma das principais razões para o aumento da obesidade entre os indivíduos que vivem em sociedades abastadas. O estilo de vida sedentário é uma das principais causas de aumento na incidência de obesidade moderna, inclusive na população mais jovem. • Fatores Socioeconômicos: nos EUA, é mais comum nas mulheres de nível socioeconômico mais baixo do que nas de nível mais alto – ↑ carboidrato.
  21. 21. ALTERAÇÕES PSICOLÓGICAS• Depressão – Desencadeada pela baixa de neurotransmissores (serotonina e noradrenalina), rebaixa o humor e pode aumentar o apetite, levando à obesidade; – Quando os sintomas são apatia, desânimo e perda do interesse pelas atividades antes prazerosas, a pessoa leva uma vida mais sedentária, com menor gasto de calorias e consequente aumento de peso.
  22. 22. ALTERAÇÕES PSICOLÓGICAS• Compulsão alimentar – Hiperfagia (meio de lidar com os problemas psicológicos) seguida de sensação de descontrole, culpa e vergonha; – Ocorre secundária à emoções negativas, tais como medo, raiva, ansiedade, tristeza; – Difere da bulimia por não lançar mão de mecanismos compensatórios para evitar a obesidade, como o vômito;• A obesidade, enquanto estigmatizadora: – Gera discriminação – Gera preconceito – Gera exclusão social
  23. 23. ALTERAÇÕES PSICOLÓGICAS• Sentimento de impotência ou incapacidade• Psicogenética: obesidade também resulta de um distúrbio emocional na qual a ingestão do alimento alivia a ansiedade e a depressão Schick (1947): Obesidade é um sintoma significativo da personalidade total e hiperfagia é um hábito nocivo, equiparado a ingestão de álcool ou drogas.
  24. 24. ALTERAÇÕES NOS HÁBITOS SOCIAIS• LUANA
  25. 25. SOLUÇÕES• Praticar exercícios aeróbicos, com elevação da frequência cardíaca a até 75% da sua capacidade máxima. Nessas condições, o organismo inicialmente utiliza a glicose armazenada nos músculos sob a forma de glicogênio e ao se esgotar, após cerca de 30 minutos, o organismo começa a quebrar as células adiposas como fonte de energia;
  26. 26. SOLUÇÕES• Fazer várias refeições por dia, e em pequena quantidade, porque a fome provoca diminuição da serotonina, que leva a uma alteração psíquica, provocando compulsão por alimentos;• Promover a reeducação alimentar, comendo todos os tipos de proteínas, gorduras e carboidratos, em quantidade adequada, acompanhada de atividade física e tratamento psicológico; • Ingerir água, em grande quantidade;
  27. 27. SOLUÇÕES• Evitar gorduras saturadas de origem animal, como as carnes vermelhas, queijos amarelos, leite, ovos e manteiga já que elas aumentam o nível de colesterol ruim (LDL) e tende a depositar-se na região abdominal. Prefira as poliinsaturadas como peixes, amendoim, óleo de soja e milho, ou as monoinsaturadas, como azeite de oliva e óleo de girassol e canola que aumentam o colesterol bom (HDL); • Iniciar a refeição pela salada, obtendo um pouco de saciedade antes do prato quente.
  28. 28. SOLUÇÕES• Auto superação e ajuda da família:• Mastigar bem os alimentos, após 20 minuto de mastigação lenta, a fome é saciada;
  29. 29. CURIOSIDADES• ANA
  30. 30. CONSIDERAÇÕES FINAIS• http://www.afh.bio.br/digest/digest4.asp• http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/1399 3• http://www.obesidadeinfantil.org/causas-obesidade- infantil/quais-sao-as-causas-da-obesidade-infantil.php• http://veja.abril.com.br/noticia/saude/obesidade-na- idade-adulta-aumenta-riscos-de-alzheimer• http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,6993,EPT1017 941-1655,00.html• http://www.presenteparahomem.com.br/quais-sao-as- doencas-causadas-pela-obesidade-excesso-de-gordura- e-saude/#axzz1uo5g0gdJ
  31. 31. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS• http://www.conteudoglobal.com/saude/obesidade/index. asp?action=causas_obesidade&nome=Causas+da+Obesida de• http://www.francoerizzi.com.br/obesidade.htm• http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1413- 389X2004000100005&script=sci_arttext• Autor: Dr. Eurípedes Ferreira de Paiva (obesidade – clínica médica (medicina interna) - medicina ortomolecular – medicina psicossomática – homeopatia – alergia ) http://www.emagrecendocomsaude.com/obesidade_aspec tos/index.htm• http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1413- 389X2004000100005&script=sci_arttext

×