Relatório de fim de curso

405 views

Published on

Monografia feita na Unibelas

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
405
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relatório de fim de curso

  1. 1. Licenciatura em Engenharia Informática de Gestão Relatório de Trabalho Final de CursoCriação de um Software de gestão dos estudantes ao abrigo do projeto CoraçãoTropical Universidade de Belas Orientador: Nélio Folgôa Realizadores: Celestino francisco João e Número:120219015 Daniel Cláudio Angelino e Número:120219014 ESTSetúbal, 2013
  2. 2. 2ResumoEste trabalho visa apresentar um estudo profundo sobre a criação de um Software degestão dos estudantes ao abrigo do projeto Coração Tropical-Universidade de Belas commaior ênfase a utilização do modelo de entidade-relacionamento, propondo a aplicaçãode seus conceitos para um estudo de caso real. Nos modelos de dados existentes naliteratura, o projeto de distribuição de dados é realizado ao nível lógico. Que na maioriadas vezes a principal dificuldade não reside no problema levantado mais sim como darsolução ao mesmo. Houve necessidade de buscar a linguagem de programação java eoutros programas para dar solução ao problema em causa, independentemente danatureza do problema, usamos diferentes ferramentas para descrever essa solução.Assim o foco fundamental foi a criação do Software de Gestão dos Estudantes no projetoCoração Tropical-Universidade de Belas.ABSTRACTThis paper presents a deep study about the creation of student management softwareunder the project- Coração Tropical University of Belas with greater emphasis on the useof the entity-relationship model, proposing the application of his concepts to a case studyreal. In existing data models in the literature, the proposed distribution of data isperformed at the logical level. That in most cases the main difficulty lies not in theproblem raised rather more like giving the same solution. There was a need to seek thejava programming language and other programs to solve the problem in question,regardless of the nature of the problem; we use different tools to describe this solution.So the key focus was the creation of the Student Management Software in project-Tropical Heart University Fine.
  3. 3. 3Palavras-Chave:-SGBD (Sistema gestor de base de dados)-UML (Linguagem de modelagem unificada)-JAVA-MYSQL SERVERAGRADECIMENTOSAgradecemos em primeiro lugar á Deus pela força que nos deu em todos os momentos danossa vida, por meio da fé para enfrentarmos o desafio de alcançar mas um sonho. Atodos os nossos familiares que direta ou indiretamente ajudaram-nos nessa conquista naconclusão de mais uma etapa da nossa formação profissional. Aos nossos professores,pois foram responsáveis pelo nosso aprendizado no decorrer desse curso o nosso muitoobrigado.Índice 1. Introdução .............................................................................................................. 11
  4. 4. 42. Enquadramento Tecnológico do projeto ................................................................ 12 2.1. Qualidade de Software .................................................................................... 12 2.1.1 Característica de qualidade ...................................................................... 13 2.1.2 Sub características .................................................................................... 13 2.1.3 Funcionalidade ......................................................................................... 15 2.1.4 Funcionamento do Software .................................................................... 16 2.1.5 Usabilidade ............................................................................................... 17 2.2. MYSQL SERVER .......................................................................................... 19 2.2.1 Vantagens ................................................................................................. 20 2.2.2 Desvantagens............................................................................................ 20 2.3. Modelagem do sistema ................................................................................... 22 2.4. JAVA .............................................................................................................. 23 2.4.1 Características .......................................................................................... 23 2.4.2 Vantagens ................................................................................................. 24 2.4.3 Desvantagens............................................................................................ 243. Enquadramento organizacional do projeto ............................................................ 25 3.1. Apresentação da organização .......................................................................... 25 3.2. Análise Estratégica.......................................................................................... 26 3.3. Fundamentos, Objetivos e Efeitos Esperados do projeto................................ 26 3.3.1 Fundamentos ............................................................................................ 26 3.3.2 Efeitos esperados do projeto .................................................................... 274. Sistema de Informação........................................................................................... 28 4.1. Análise de requisitos ....................................................................................... 28 4.2. Módulo de requisitos do sistema..................................................................... 29 4.2.1 Módulo1- Curso ....................................................................................... 29 4.2.2 Módulo- Instituição .................................................................................. 30 4.2.3 Módulo 3- Pacote de Adesão ao Projeto .................................................. 30 4.2.4 Modulo- Tipo de curso ............................................................................. 31 4.2.5 Módulo- Inscrição .................................................................................... 31
  5. 5. 5 4.2.6 Módulo- Pagamentos ............................................................................... 32 4.2.7 Módulo- Estudante ................................................................................... 33 4.2.8 Módulo- Família....................................................................................... 34 4.2.9 Módulo-Utilizador.................................................................................... 34 4.3. Diagrama de caso de uso................................................................................. 35 4.3.1 Módulo- Estudante ................................................................................... 35 4.3.2 Módulo Inscrição ..................................................................................... 36 4.3.3 Módulo Pacote adesão.............................................................................. 36 4.3.4 Módulo Pagamentos ................................................................................. 37 4.3.5 Modulo Tipo de curso .............................................................................. 37 4.3.6 Módulo- Família....................................................................................... 39 4.3.7 Módulo-Utilizador.................................................................................... 40 4.4. Especificações técnicas ................................................................................... 40 4.4.1 Diagrama de classe ................................................................................... 41 4.4.2 Diagrama de classe DAO (DATA ACESS MODEL).............................. 42 4.4.3 Arquitetura da aplicação e o servidor de banco de dados ........................ 43 4.4.4 Apresentação da base de dados ................................................................ 43 4.4.5 DER - Diagrama de Entidade e Relacionamento ..................................... 455. Software desenvolvido ........................................................................................... 45 5.1. O manual do utilizador.................................................................................... 46 5.1.1 Inicialização do sistema ........................................................................... 46 5.1.2 Configuração da aplicação ....................................................................... 47 5.1.3 Criação da base de dados no servidor ...................................................... 48 5.1.4 Criar Utilizador Administrador ................................................................ 48 5.2. Entrar no sistema............................................................................................. 51 5.3. Aplicação ........................................................................................................ 53
  6. 6. 6 5.3.1 Menu ficheiro ........................................................................................... 54 5.3.2 Configuração ............................................................................................ 54 5.3.3 Sair do sistema ......................................................................................... 545.4. Menu Utilizador .............................................................................................. 54 5.4.1 Terminar a seção ...................................................................................... 555.5. Menu Utilizador .............................................................................................. 55 5.5.1 Adicionar utilizador ................................................................................. 56 5.5.2 Consultar utilizador .................................................................................. 56 5.5.3 Consulta de utilizador .............................................................................. 57 5.5.4 Alterar utilizadores ................................................................................... 57 5.5.5 Gerar relatório do utilizador ..................................................................... 585.6. Menu Curso ..................................................................................................... 59 5.6.1 Adicionar curso ........................................................................................ 60 5.6.2 Consultar curso......................................................................................... 61 5.6.3 Adicionar tipo de curso ............................................................................ 61 5.6.4 Consultar tipo de curso............................................................................. 62 5.6.5 Alterar tipo de curso ................................................................................. 63 5.6.6 Impressão de registos de tipo de cursos ................................................... 63 5.6.7 Gerar relatório tipo de curso .................................................................... 635.7. Menu Estudante .............................................................................................. 64 5.7.1 Consultar estudantes................................................................................. 65 5.7.2 Consultar histórico de estudantes ............................................................. 67 5.7.3 Gerar relatório de Estudante..................................................................... 685.8. Menu Inscrição................................................................................................ 68 5.8.1 Registar inscrições ................................................................................... 68 5.8.2 Consultar inscrições ................................................................................. 69
  7. 7. 7 5.8.3 Consultar histórico de inscrições ............................................................. 69 5.8.4 Gerar relatório de inscrição ...................................................................... 70 5.9. Menu instituição.............................................................................................. 71 5.9.1 Adicionar instituição ................................................................................ 71 5.9.2 Consultar instituição................................................................................. 72 5.9.3 Consultar histórico de instituições ........................................................... 73 5.9.4 Gerar relatório da instituição .................................................................... 73 5.10. Menu Pacote.................................................................................................... 74 5.10.1 Adicionar pacote adesão ....................................................................... 75 5.10.2 Consultar pacotes.................................................................................. 75 5.10.3 Relatório do pacote adesão ................................................................... 766. Conclusão............................................................................................................... 777. Trabalho Futuro ..................................................................................................... 788. Bibliográficas ......................................................................................................... 79 Índice de tabelasTabela 1 módulo curso .................................................................................................. 29Tabela 2 módulo instituição .......................................................................................... 30Tabela 3 módulo pacote adesão .................................................................................... 31Tabela 4 módulo tipo de curso ...................................................................................... 31Tabela 5 módulo inscrição ............................................................................................ 32Tabela 6 módulo pagamentos ....................................................................................... 32Tabela 7 módulo estudante............................................................................................ 34Tabela 8 módulo família ............................................................................................... 34
  8. 8. 8Tabela 9 módulo utilizador ........................................................................................... 35 Índice de figurasFigura 2 módulo inscrição............................................................................................. 35Figura 1 Módulo Estudante ........................................................................................... 35Figura 3 Módulo Inscrição ............................................................................................ 36Figura 4 Módulo Pacote adesão .................................................................................... 36Figura 5 Módulo Pagamentos ....................................................................................... 37Figura 7 módulo tipo de curso ...................................................................................... 38Figura 6 Módulo Tipo de curso ..................................................................................... 37
  9. 9. 9Figura 8 Módulo Família .............................................................................................. 39Figura 9- Módulo Utilizador ......................................................................................... 40Figura 10- Diagrama de Classe ..................................................................................... 41Figura 11- Diagrama de classe DAO ............................................................................ 42Figura 12- Ligação da JAVA com o MYSQL Server ................................................... 43Figura 13- Diagrama de Base de Dados ........................................................................ 45Figura 14 inicialização do sistema ................................................................................ 46Figura 16- configuração da aplicação ........................................................................... 47Figura 15 mensagem de falha de início ao sistema ....................................................... 46Figura 17- mensagem de erro da base de dados ............................................................ 47Figura 18- mensagem de criação da base de dados....................................................... 48Figura 19- Adicionar utilizador administrador ............................................................. 48Figura 20- mensagem para criar utilizador ................................................................... 49Figura 22- mensagem para escrever o nome do utilizador. .......................................... 50Figura 21- mensagem para escolher nome para o login ................................................ 49Figura 24- mensagem de erro quando a senha não confere .......................................... 51Figura 23- Mensagem erro de insuficiência de carateres .............................................. 50Figura 25- registo inserido com sucesso ....................................................................... 51Figura 26- Mensagem para confirmar a entrada no sistema ......................................... 51Figura 27- Entrar no sistema ......................................................................................... 51Figura 28- Mensagem de erro nos dados do utilizador ................................................. 52Figura 29- Formulário principal .................................................................................... 53Figura 30- Sair do sistema............................................................................................. 54Figura 32-Menu Utilizador ........................................................................................... 55
  10. 10. 10Figura 31- Terminar a seção ......................................................................................... 55Figura 33-Adicionar utilizador ...................................................................................... 56Figura 34- Consultar utilizador ..................................................................................... 57Figura 35- Alterar utilizador ......................................................................................... 58Figura 36 Relatório do utilizador .................................................................................. 59Figura 37- Menu curso .................................................................................................. 60Figura 38- Adicionar curso ........................................................................................... 60Figura 39- Consultar curso ............................................................................................ 61Figura 40-inserir tipo de curso ...................................................................................... 61Figura 41- Consultar tipo de curso ................................................................................ 62Figura 42- Alterar tipo de curso .................................................................................... 63Figura 43- Imprimir curso ............................................................................................. 63Figura 44- Gerar relatório tipo de curso ........................................................................ 63Figura 45- Menu estudante............................................................................................ 64Figura 46- formulário para adicionar estudante ............................................................ 65Figura 47- Consultar estudante ..................................................................................... 66Figura 48- consultar histórico ....................................................................................... 67Figura 49- Menu inscrição ............................................................................................ 68Figura 50- formulário de inscrição do estudante........................................................... 69Figura 51- consulta de inscrição ................................................................................... 69Figura 52- Consultar histórico de inscrições ................................................................. 70Figura 53- Menu instituição .......................................................................................... 71Figura 54- formulário para adicionar instituição .......................................................... 71Figura 55- Consulta de instituição ................................................................................ 72
  11. 11. 11 Figura 56- Consultar histórico de estudantes ................................................................ 73 Figura 57- Menu pacote ................................................................................................ 74 Figura 58- adicionar pacote adesão, para consultar o valor do pacote procura-se pelo iddo pacote ou pela data e nome do pacote........................................................................... 75 Figura 59- consultar valor do pacote ............................................................................. 75 Figura 60- Gerar relatório pacote adesão ...................................................................... 761. INTRODUÇÃOO projeto Coração Tropical-Universidades de Belas tem-se deparado com dificuldades nagestão das informações sobre os seus estudantes. Estas dificuldades traduzem-se ao fatode que as informações dos estudantes são armazenadas numa folha de cálculo de Excel.Uma das dificuldades é que só domina a funcionalidade quem concebeu há mesma folhade cálculo. Para solucionar tais problemas descritos acima temos como proposta a criaçãode um Software de gestão que vai permitir agilizar o processo da gestão e manutençãodas informações, por parte dos utilizadores, com vista a reduzir o tempo de respostaquando determinadas informações forem solicitadas.Nos dias de hoje, o uso do computador tem-se tornado numa prática comum. Anecessidade de registar os dados no computador prende-se com o grande crescimento dosvolumes das informações que as empresas processam diariamente. Isto fez com que fosseimportante armazenar toda a informação em repositórios de dados centralizados,refletindo-se em benefícios para as organizações tais como o aumento da eficiência esegurança da informação tratada.O nosso projeto tem como principal objetivo a gestão e controlo dos estudantesangolanos ao abrigo do projeto Coração-Tropical-Universidade de Belas, que permite afrequência em cursos de formação superior em instituições de ensino Portuguesa.O Sistema deverá responder as necessidades do projeto Coração Tropical-Universidadede Belas no que toca: a visualização das informações dos estudantes, os cursos que
  12. 12. 12frequentam, o total de estudantes inscritos num determinado curso, numa determinadainstituição, duração dos cursos, os cursos em que se escreveram.Consultar quando o estudante aderiu ao projeto, o total a pagar e os meses pagos.Consultar o nome da instituição, á localização da mesma que o estudante está afrequentar ou frequentou e o curso que está a frequentar ou frequentou.2. ENQUADRAMENTO TECNOLÓGICO DO PROJETONo projeto Coração Tropical-Universidade de Belas, atualmente para controlar asinformações dos seus estudantes usam uma folha de cálculo de Excel onde são guardadosos dados dos estudantes e em alguns casos são guardados em papel. Logo quandonecessitados tem dado muito trabalho ao pessoal funcionário. Por outro lado só domina aaplicação quem implementou a mesma folha de Excel. Por isso houve a necessidade depropor a criação de um Software de gestão das informações dos estudantes, queresponde-se as necessidades do projeto.Este documento descreve o Software de gestão para um sistema computacional quepoderá gerir as informações dos estudantes do Projeto Coração Tropical-Universidade deBelas, desenvolvido e apresentado como um dos requisitos para o sistema de Banco doDados. Este banco visa atender aos requisitos básicos para o controlo dos dadosreferentes a gestão de estudantes do Projeto Coração Tropical-Universidade de Belas.2.1. QUALIDADE DE SOFTWAREPodemos perceber que a qualidade é um conceito com múltiplas facetas: perspetivas deutilizadores, desenvolvedores e clientes e que envolve diferentes características taiscomo: usabilidade, confiabilidade, eficiência, manutenção, portabilidade, segurança eprodutividade, que devem ser alcançadas em níveis diferentes, dependendo do propósitodo Software. Se constatássemos que o Software não apresenta a qualidade desejada pelocliente, isso podia implicar na necessidade de refazer grande parte do trabalho. Énecessário pois que a qualidade seja incorporada ao produto ao longo de seu processo de
  13. 13. 13desenvolvimento. De fato a qualidade dos produtos de Software depende fortemente daqualidade dos processos usados para desenvolvê-los e mantê-los.Houve necessidades de buscamos a qualidade de Software: que é um conjunto decaracterísticas que devem ser alcançadas em um determinado grau para que o produtofinal atenda as necessidades dos seus utilizadores [Ana R. C.Rocha2001]2.1.1 Característica de qualidadeFuncionalidade O Software satisfaz as necessidades explícitas e implícitas do utilizador?Confiabilidade O Software durante um período de tempo, funciona de acordo com as condições pré- estabelecidas?Usabilidade O Software é fácil de ser usado?Eficiência O Software não desperdiça recursos?Manutinibilidade O Software é fácil de ser alterado?Portabilidade O Software é facilmente adaptável a diferentes plataformas?Ilustração 1-Tabela de característica de qualidade2.1.2 Sub característicasAdequação Propõe-se a fazer o que é apropriado?Acurácia Gera resultados corretos ou conforme acordado?Interoperabilidade É capaz de interagir com os sistemas especificados?
  14. 14. 14Conformidade Está de acordo com as normas e convenções previstas?Segurança de acesso Evita acesso não autorizado?Maturidade Com que frequência apresenta falhas?Tolerância a falhas Ocorrendo falhas como ele reage?Recuperabilidade É capaz de recuperar dados após uma falha?Apreensibilidade É fácil de aprender a utilizar?Operacionalidade É fácil de operar e controlar a operação?Testabilidade É fácil testar quando se faz alterações?
  15. 15. 15Ilustração 2-Tabela de sub característicasIlustração 3- Triângulo de atividade2.1.3 FuncionalidadeO termo funcionalidade designa o aspeto do sistema computacional que retrata as funçõesnecessárias para a resolução de problemas em um domínio específico. A funcionalidadese refere àquilo que um programa faz e no caso de Software interativo, o que ele deveoferecer para seus utilizadores. A funcionalidade é determinada pelo modelo funcional daaplicação, que são seus tipos de dados e algoritmos, é diferente de funcionamento porquese refere as tarefas que o Software realiza. A estrutura do Software (seus tipos de dados ealgoritmos) do programa fonte determina este funcionamento.A funcionalidade é determinada pelo modelo funcional da aplicação, também chamadode modelo de funcionalidade.Em termo de funcionalidade o nosso Software é composto pela seguinte estrutura. Existeum menu principal que tem os seguintes componentes: O menu ficheiro tem por sua veztem os submenus de configuração do sistema, de sair do sistema e terminar a secção. Omenu utilizadores tem submenus adicionar e consultar utilizadores. No menu estudante
  16. 16. 16temos submenus adicionar estudantes, consultar estudantes e consultar históricos deestudantes. No menu curso temos submenus adicionar cursos, consultar cursos, consultarhistórico de cursos e o submenu tipo de curso que tem os seguintes submenus: adicionartipo de curso e consultar tipo de curso. No menu inscrição temos submenu adicionarinscrição de estudantes, consultar inscrições de estudantes e consultar históricos deinscrições de estudantes. No menu instituição temos submenus adicionar instituiçõesconsultar instituições. No menu pacote temos submenus adicionar pacotes, consultarpacotes e consultar histórico de pacotes.Por fim são todas essas tarefas que o nosso Software irá realizar tais como: permitir,adicionar um dado registo e submeter o registo ao histórico, consultar, alterar, desativar,gerar relatório de registos.2.1.4 Funcionamento do SoftwareEm termos de funcionamento do Software, ele possui as seguintes características:existem uma tela principal que possui um menu principal e uma barra de acesso rápidoaos componentes mas utilizador do Software. No menu principal contém submenus quesão menu ficheiro, utilizador, curso, estudante, inscrição, instituição e finalmente o menupacote.O submenu ficheiro por sua vez possui o submenu de configuração do sistema que éresponsável por permitir a ligação com servidor de banco de dados. O submenu de sair dosistema permite a saída no sistema. O submenu terminar a secção permite a troca deutilizador.O submenu utilizador possui os submenus adicionar utilizador permite a inserção denovos utilizadores, consultar utilizador que permite consultar os utilizadores járegistados.O submenu estudante possui que os submenus adicionar estudante permite a inserção deestudantes ao projeto, consultar estudantes que permite a consulta de estudantes e osubmenu histórico que permite visualizar o histórico de estudantes que já fizeram partedo projeto que pode ser mudança de pacote, mudança de curso, mudança de instituição,terminou a formação ou desistente.
  17. 17. 17O submenu inscrição possui os submenus adicionar curso que permite inscrever umestudante a um novo curso e caso ele seja bolseiro o sistema irá gerar as mensalidadesassociadas ao respetivo pacote, o submenu consultar permite consultar os estudantesinscritos num determinado curso, o submenu histórico permite visualizar as informaçõesde estudantes em um dado curso.O submenu adicionar instituição permite registar instituições, o submenu consultarpermite consultar uma instituição já existente no sistema, o submenu histórico permiteconsultar o histórico de todas as instituições que já albergaram os estudantes do projeto.O submenu adicionar pacote permite inserir novos pacotes e associa-lo a um ou mascursos, o submenu consultar permite consultar o pacote associados em cursos, o submenuhistórico permite consultar o histórico de todos pacotes que já foram desativados doprojeto.Antes do utilizador entrar na aplicação é, lhe pedido uma autenticação para que ele possainteragir com o mesmo. Existem 3 níveis de utilizador no sistema, administrador,utilizador simples, utilizador de consulta. O utilizador administrador tem todo privilégiono sistema e o utilizador simples tem privilégios médios ou seja mas abaixo doadministrador e o utilizador de consulta que é um utilizador especial com privilégiosmuito limitados no sistema.Acreditamos que as funcionalidades disponibilizadas na aplicação irão adequar-se aoprojeto2.1.5 UsabilidadeO conceito de usabilidade pode ser visto como a qualidade da utilização de sistemascomputacionais a ser medida e analisada empírica e objetivamente [Butler 96]. Easonsugere que a usabilidade de um sistema depende não apenas da natureza do utilizador,mas também das características das tarefas do sistema. Isto significa que as variáveis dastarefas do sistema e dos utilizadores, todas se combinam para determinar a usabilidade dosistema [Eason 84].Como já referido acima que muitas vezes o cliente precisa ter a certeza da qualidade doSoftware para poder adquiri-lo. Geralmente o consumidor espera utilizar um determinado
  18. 18. 18programa se ele funcionar de forma esperada, sem ocorrer interrupções e falhas. Nonosso projeto tivemos em contas estes princípios para facilitar o uso do sistema commenores esforços para que em pouco tempo aprende a manejar. O Software possui umainterface fácil de utilização que irá permitir o utilizador interagir de maneira interativacom o mesmo.A usabilidade é um conceito que se refere à qualidade da interação de sistemas com osutilizadores e depende de vários aspetos. Tais como:Facilidade de aprendizado do sistema - que é o tempo e o esforço necessários para osutilizadores atingirem um determinado nível de desempenho.Facilidade de uso - que avalia o esforço físico e cognitivo do utilizador durante oprocesso de interação.Satisfação do utilizador - que avalia se o utilizador gosta e sente prazer em trabalharcom este sistema.Flexibilidade - que avalia a possibilidade de utilizar o sistema de maneira inteligente ecriativa, realizando um maior número de tarefas com as mesmas funções e comandos dosistema ou tarefas que não estavam previstas pelos desenvolvedores.Produtividade- se o sistema permite ao utilizador ser mais produtivo do que seria se nãoutilizasse o sistema.O requisito confiabilidade é um dos aspetos mais importantes na escolha de um produto.Quando o produto em questão é um Software, a confiabilidade e segurança tem que serainda maior.Eficiência: esta relacionada ao desempenho. Eficiência é atingida quando o desempenhoempregado na atividade é igual ou ultrapassa o desempenho esperado, independente doobjetivo.Dentre as atividades de controlo e garantia da qualidade estão as atividades deverificação, Validação e Testes.). O objetivo da verificação é assegurar que o Software
  19. 19. 19esta sendo construído de forma correta. Deve-se verificar se o Software produzido atendeaos requisitos estabelecidos e se os padrões organizacionais (do produto e processo)foram consistentemente aplicados. As atividades de validação e verificação consistem naanálise dinâmica do mesmo, isto é envolve a execução do produto de Software.O sistema irá registar as informações dos estudantes com possibilidades de (alterar,inserir, consultar, adicionar guardar e imprimir) dados.O objetivo deste projeto é facilitar o registro, controlar o armazenamento dasinformações dos estudantes de forma mais eficiente.Criação de um Software para facilitar o registro e controlar das informações dosestudantes.Implementar uma aplicação baseada em Base de Dados.Definição de uma interface com os utilizadores.As técnicas que usamos são: modelagem, análise de requisitos, diagramas e design.Utilizaremos os seguintes programas (VISUAL PARADIGM-UML, JAVA e MYSQL)o projeto esta preparado para responder as necessidades de gerir as informações dosestudantes do projeto Coração Tropica-Universidade de Belas, este Software vaifuncionar como esperado.2.2. MYSQL SERVERPara este projeto adotamos o SGBD (Sistema Gestor de Banco de Dados) designado porMYSQL SERVER que é um Software OPEN SOURCE desenvolvida pelo grupoMYSQL AB em 1994 por dois Suecos e um Finlandês “David Axmark, Allan Larsson eMichael” é hoje um dos servidor de Banco de Dados mais utilizado no mercado mundial.A escolha deveu-se por possuir as seguintes características:  Portabilidade  Funciona em diversas plataformas de sistemas operacionais  Suporta múltiplos Processos a efetuarem pedidos ao servidor.
  20. 20. 20Possui um sistema sofisticado de senhas cifradas, flexível e seguro;Suporta 16 índice por tabela;Tabelas criadas podem ter tamanho até 4GB ;Permite que um cliente se conecta ao servidor através do protocolo TCP/IP;Capacidade para manipular bancos de dados com até 50 milhões de registos;Suporta vários conjuntos de carateres que incluem a norma ISO-8859-1 (Latim1),Big5, UJIS e muito mais;Baixa exigência de processamento em comparação com outros sistemas de base dedados;Compatibilidade com todos sistemas operacionais;Compatibilidade com linguagens de desenvolvimento tais como: Java, PHP,PYTHON, C# RUBY, C-++, Visual Base, Visual C-++ e outras;Possui dois tipos de licença: Comercial e GPL; 2.2.1 Vantagens 1. Baixa exigência de processamento (em comparação como outros SGBD); 2. Vários sistemas de armazenamento de dados (database engine), como MyISAM, MySQL Cluster, CSV, Merge, InnoDB, entre outros; 3. Recurso como transações (transactions), conectividade segura, indexação de campos de texto, replicação, etc.; 4. Instruções em SQL, como indicam o nome; 5. Uma vantagem que não se pode deixar de lado foi o salto que o MySQL deu da versão 4.0 para versão 5.0, onde ouve o acréscimo de vários recursos e melhorias importantes, como: Triggers, Stored procedures, Sub-selects, Suporte total ao Unicode, INFORMATION_SCHEMA (para armazenamento do dicionário de dados), Servidor Side de cursores, Suporte a SSL e melhoria no tratamento de erros 2.2.2 Desvantagens1. Não suporta um tamanho muito grande para o banco de dados da forma mais eficiente.
  21. 21. 21 2. Para versões inferiores a 5.0 não tem muito recursos que são extremamente necessários como Transaction, Commit, Viewr, Store Procedure entre outros recursos que comentamos acima os quais só estão a partir da versão 5.0. 3. Maneira que armazena o banco de dados, digo isto pois quando você cria um banco de dados ele cria uma pasta com as tabelas necessárias, e quando se cria uma tabela ele cria um arquivo a mais na pasta com nome da tabela e assim por diante, neste caso a desvantagem que achamos é que qualquer um pode excluir o banco inteiro (pasta) ou uma tabela do banco (arquivo), sendo assim é necessário que tenha uma segurança adicional em relação ao servidor no qual esta o banco de dadosApesar das desvantagens que o MYSQL apresenta em comparação com as vantagens,acreditamos que o mesmo atenderá perfeitamente aos requisitos designados neste projeto.Esse projeto de Software de gestão foi criado com o propósito de atender as necessidadesdos seus utilizadores, armazenando dados de forma organizada e segura evitando danosaos mesmos.Esperamos que o mesmo irá gerir as informações com mais eficiência, coordenar asprincipais atividades do projeto Coração Tropical-Universidades de Belas. Aimplementação desse Software tem por objetivo manter e coordenar todas as atividadesorganizacionais e procurar meios para atingir objetivos previstos na sua totalidade eminimizando os custos. Caso o mesmo venha ser implementado, acreditamos que poderáatender as necessidades de gestão e planeamento do projeto Coração TropicalUniversidade de Belas, permitindo assim a otimização dos recursos físicos, humanos,materiais e financeiros.O Software facilitará o controlo de todas as operações com processos totalmenteintegrados e de fácil aprendizagem e uso. O produto é adequado a todos e abrange todasas funções que o projeto Coração Tropical-Universidades de Belas desempenha.E visto que cada instituição tem características próprias, dessa forma um Software degestão precisa ser desenvolvida de acordo com as regras de cada instituição além de ter
  22. 22. 22um bom desempenho na empresa, terá de viabilizar um bom relacionamento em todos osaspetos gerais tanto no processo inicial (levantamento de requisitos) como no processofinal (implantação do sistema). Ao longo do desenvolvimento o projeto CoraçãoTropical-Universidade de Belas não deixou de ser preferência para este trabalho.A segurança de um sistema de banco de dados, autenticidade dos dados de todas asinformações armazenadas neste banco é fundamental, pois uma falha de segurançacausará perca de integridade, disponibilidade e confidencialidade. O (SGBD) sistema quegere bancos de dados possui vários mecanismos de segurança que permitem adicionar,alterar, consultar e imprimir dados e quanto a classificação dos utilizadores e políticas desegurança das organizações, é O (DBA) Administrador de Banco de Dados que as definee possui uma conta de DBA no (SGBD) de superutilizador, onde possibilita o acesso aosoutros utilizadores, no nosso projeto irá existir um superutilizador com todos osprivilégios de um administrador, que dará acessos aos outros utilizadores.O Software poderá gerir as informações dos estudantes do projeto tais como: inscrição aoprojeto, mudança de curso, mudança de cidade, mudança de instituição, pagamentos emudança de pacote adesão. O problema a ser tratado foi analisado e decomposto empartes menores, em uma abordagem dividida para cada uma dessas partes. Para apoiar aresolução dos problemas, os procedimentos usados foram (métodos, técnicas, ferramentase roteiros) para parcialmente automatizar o trabalho.2.3. MODELAGEM DO SISTEMAPara a análise do sistema e modelagem dos dados, será utilizada a UML (Linguagem deModelação Unificada). Após ter sido feita a modelagem do sistema, será criado o bancode dados utilizando o banco de dados relacional MYSQL. Os modelos de Casos de Usoforam descritos através de Diagramas de Casos de Uso na UML. De uma forma geral,cada projeto de Software conterá um Diagrama de Casos de Uso. (STADZISZ, 2002).UML é utilizado no mercado de Software, como uma linguagem gráfica padrão destinadoà especificação, construção, visualização e documentação de sistemas de Software.
  23. 23. 232.4. JAVAJAVA é uma linguagem de programação desenvolvida em maio de 1995 pela SunMicrosystem (atualmente subsidiária da Oracle Corporation). Sua principal característicaé a Programação Orientada a Objetos (POO).Java é uma linguagem de programação orientada a objeto desenvolvida na década de 90por uma equipe de programadores chefiada por James Gosling, na empresa SunMicrosystems. Diferente das linguagens convencionais, que são compiladas para códigonativo, a linguagem Java é compilada para um bytecode que é executado por umamáquina virtual. A linguagem de programação Java é a linguagem convencional daPlataforma Java, mas não sua única linguagem 2.4.1 Características 1. Orientação a objetos - baseado no modelo de Simula67; 2. Portabilidade - independência de plataforma - "escreva uma vez, execute em qualquer lugar" ("write once, run anywhere"); 3. Recurso de rede - possui extensa biblioteca de rotinas que facilitam a cooperação com protocolos TCP/IP, como HTTP e FTP 4. Segurança - pode executar programas via rede com restrições de execução; 5. Sintaxe similar a Linguagem C; 6. Facilidades de Internacionalização - Suporta nativamente caracteres Unicode; 7. Simplicidade na especificação, tanto da linguagem como do "ambiente" de execução (JVM); 8. É distribuída com um vasto conjunto de bibliotecas (ou APIs); 9. Possui facilidades para criação de programas distribuídos e multi-thread (múltiplas linhas de execução num mesmo programa); 10. Limpeza de memória automática por processo de garbage collection; 11. Carga Dinâmica de Código - Programas em Java é formada por uma coleção de classes armazenadas independentemente e que podem ser carregadas no momento de utilização
  24. 24. 24 2.4.2 Vantagens1. Portabilidade: por ser uma linguagem interpretada, a Java pode ser executado em qualquer plataforma ou equipamento que possua um interpretador Java, e que tenha sido especialmente compilado para o sistema a ser utilizado;2. Robustez: os recursos da linguagem e do ambiente para o tempo de execução garantem que o código não derrube o sistema de alguém que "tropece" em uma home page contendo uma animação;3. Segurança: além de proteger o sistema do cliente contra possíveis ataques não-intencionais, o ambiente também deve proteger contra ações premeditadas. Muito tempo e esforço dos desenvolvedores de Java estão sendo aplicados para que a linguagem se desenvolva nesse sentido;4. Orientação a Objetos: Java é uma linguagem totalmente orientada a objetos, o que permite a herança e a reutilização de códigos de forma dinâmica e estática;5. Dinamismo: por ter um projeto orientado a objetos, o dinamismo faz parte da natureza da Java, o que permite a extensibilidade durante a execução;6. Alto Desempenho: a linguagem Java suporta vários recursos de alto desempenho, como multithreading, compilação just-in-time e utilização de código nativo. O byte-code da Java possui um desempenho aproximadamente 20 vezes inferior que o de um código nativo do processador (ou linguagem de máquina), mas que em comparação com linguagens Script, como o HTML, o JavaScript ou o VBScript, ou até mesmo o próprio byte-code do VB (Visual Basic), possui uma performance muitas vezes superior;7. Facilidade: a linguagem é derivada das linguagens C e C++, sendo assim familiar. Além disso, o ambiente retira do programador a responsabilidade de gerir a memória e os ponteiros. 2.4.3 Desvantagens1. Não gerar arquivos com extensão exe; 2. Pouca integração com o sistema operacional;
  25. 25. 25A escolha desta linguagem deve-se pelas seguintes razões: é tida por muitos com sendoprincipal plataforma de todos os tipos de aplicativos em rede, e é o padrão global paradesenvolvimento e fornecimento de aplicativos para celular, jogos, conteúdo On-line eSoftware corporativo. Com mais de 9 milhões de desenvolvedores em todo o mundo. AJava permite desenvolver e implantar aplicativos e serviços incríveis de maneiraeficiente. Com ferramentas abrangentes, um ecossistema sólido e um desempenhoeficiente, a Java oferece a portabilidade de aplicativos mesmo entre os ambientescomputacionais mais diferentes.3. ENQUADRAMENTO ORGANIZACIONAL DO PROJETOO nosso trabalho depois de feito ajudará no controlo das informações dos estudantesangolanos ao abrigo do Projeto Coração Tropical Universidades de Belas, este Softwareirá ajudar os funcionários na manipulação e execução do mesmo.Para melhor atender as suas atividades houve a necessidade de se propor a criação de umSoftware que resolverá tais problemas, esta proposta irá atender as necessidades doProjeto Coração Tropical Universidades de Belas, porque foi desenvolvida para este fim,quanto as funcionalidades adequa-se as necessidades do projeto porque foram modeladose descrito todos requisitos que o projeto necessita embora não atendendo todasespecificadas.3.1. APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃOO projeto Coração Tropica-Universidade de Belas é uma instituição privada que temvisão virada na formação dos jovens angolanos, proporcionando-lhes um ensino dequalidade em parceria com as instituições portuguesa, formando jovens para responder asnecessidades do seu país, dando-lhe suporte solido ao nível almejado para os dias hoje.No início de 2012 o promotor da Universidade de Belas com visão virada na participaçãoda construção do país, mudando o horizonte na formação dos jovens, reorientou seusesforços na busca da formação de qualidade em Portugal e Venezuela. Esta visão fazparte da construção do país, Angola é um país em construção não só em infraestruturasmas também na formação do homem, exigindo cada vez mas qualidade ao mesmo. Nos
  26. 26. 26dias de hoje não construi-se só um país com recursos naturais, mais com homens quepensam para um bem comum.O projeto começou com cerca de 300 estudante em Portugal, atualmente conta com cercade 500 estudantes no mesmo país distribuídas em várias instituições na busca dequalificações almejadas. Também conta com cerca de 70 estudante em Venezueladistribuídos em dois cursos: Petróleo e Medicina, esperamos que muito jovens aderemesse projeto.3.2. ANÁLISE ESTRATÉGICAComo já foi descrito no tópico anterior o projeto Coração Tropical- Universidade deBelas tem como perspetivas a formação dos jovens angolanos adotando-lhes decompetências técnicas e qualitativas para que não tenham dificuldades na inserem domercado de emprego de trabalho e também contribuírem na construção do país, estainteração com outros povos também já é um ganho na vertente cultural. Esperamos queno futuro mais jovens aderem esse projeto e mais cursos sejam adicionados aos jáexistentes olhando no que é prioritário em Angola.3.3. FUNDAMENTOS, OBJETIVOS E EFEITOS ESPERADOS DO PROJETO 3.3.1 FundamentosA escolha deste tema prende-se ao fato de estarem em linha direta com a nossa formaçãoe porque o Coração Tropical- Universidade de Belas tem se deparando com muitasdificuldades em gerir as informações dos estudantes angolanos ao seu abrigo com umafolha de cálculo de Excel, assim resolvemos propor a criação de um Software de gestãopara dar solução ao problema em causa.O projeto Coração Tropical-Universidades de Belas é uma empresa jovem que atua nesteramo de negócio fundada em 2012 com cerca de 300 estudantes, atualmente albergacerca de 500 estudantes, com objetivo de dar suporte a formação dos estudantes
  27. 27. 27angolanos que se encontram a fazer formação superior em estabelecimento de ensinosportugueses. Nos últimos dias tem-se deparado com muitas dificuldades em gerir asinformações dos estudantes angolanos ao abrigo do projeto.Tais dificuldades devem-se ao fato de que as informações dos estudantes estaremarmazenadas numa folha de cálculo de Excel, com serias limitações de armazenamento,já que todos os dados são carregados em memória, assim que a folha de cálculo é abertapelo utilizador não permitindo grandes quantidades de dados em memória. Por outro ladoo Excel não possui qualquer suporte á concorrência, segurança, recuperação de erro,controlo de integridade e outras.Informações não sincronizadas: Nem sempre as informações que necessitamos são dadasde modo esperado, principalmente quando se fala de pagamentos, um diz que tenspagamentos feitos ate um dado mês e o outro diz que tens meses em atraso e isso temcausados muitos transtornos a muitos estudantes, os pais fazem pagamentos mais osistema não atualiza no devido momento. 3.3.2 Efeitos esperados do projetoO sistema irá permitir controlar a redundância de dados, tornar acessíveis a um grupo deutilizadores e estruturado sob a forma de ficheiros de dados e tabelas.Gerir as informações dos estudantes do projeto tais como: inscrição ao projeto, mudançade curso, mudança de cidade, mudança de instituição e mudança de pacote adesão.  Redução do esforço humano no desenvolvimento e utilização das aplicações;  Disponibilização da informação no tempo necessário;  Controle integrado de informações distribuídas fisicamente;  Redução da redundância e de inconsistência de informações;  Compartilhamento de dados;  Aplicação automática de restrições de segurança;  Redução de problemas de integridade.
  28. 28. 28O sistema propõe-se a gerir as principais atividades do projeto Coração Tropical-Universidade de Belas. O sistema visa apoiar funcionários do projeto Coração Tropical-Universidade de Belas, bem como a gestão das informações, aplicando técnicas paramelhor normalização do banco de dados, garantido maior integridade nas informaçõesque trarão resultados conscientes aos estudantes.O Sistemas de informação terá como principal propósito atender às necessidades doProjeto Coração Tropical-Universidade de Belas, através do armazenando os dados deforma organizada e segura, evitando danos à autenticidade e integridade da informaçãocontida, bem como respeitar a disponibilidade da informação sempre que a mesma forsolicitada.O funcionamento do Software terá um administrador do sistema, chamado de (DBA)Administrador de Banco de Dados para seu êxito, deve estar qualificado para gerenciar obanco de dados é não causar danos aos dados e a organização.Administrador de banco de dados, comumente chamado de DBA (sigla em inglês deDatabase administrator), é o profissional responsável por gerir, instalar, configurar,atualizar e monitorar um banco de dados ou sistemas de bancos de dadosO Administrador de Banco de Dados possui uma conta de DBA no (SGBD) desuperutilizador, onde possibilita o acesso aos outros utilizadores.4. SISTEMA DE INFORMAÇÃO4.1. ANÁLISE DE REQUISITOSRequisitos: são declarações de funções de como o sistema deve reagir a entradasespecíficas e como deve comportar-se em determinadas situações. É uma interação entreo sistema e o seu ambiente. Algumas vezes, os requisitos funcionais podem tambémexplicitamente declarar o que o sistema não deve fazer. A especificação deve sercompleta e consistente.
  29. 29. 29 4.2. MÓDULO DE REQUISITOS DO SISTEMA 4.2.1 Módulo1- CursoID Descrição PrioridadeRF1 O sistema deverá permitir registar novos cursos MUST HAVERF2 O sistema deverá aceitar alterar o registo de cursos MUST HAVERF3 O sistema deverá permitir visualizar as informações do curso, MUST HAVE o tipo de curso que o estudante frequenta.RF4 O sistema deverá permitir consultar a mensalidade de cada MUST HAVE curso e o nome da instituição que está associado este curso.RF5 O sistema deverá permitir a visualização das propinas de COULD vários estudantes numa determinada instituição HAVERF6 O sistema deverá permitir visualizar as informações dos MUST HAVE cursos que o estudante havia inscrito.RF7 O sistema deverá permitir desativar cursos que não fazem MUST HAVE mas parte do projeto. Mantendo os registos para posterior consultaRF8 O sistema deverá aceitar visualizar os cursos associados a um MUST HAVE pacote Tabela 1 módulo curso
  30. 30. 30 4.2.2 Módulo- InstituiçãoID Descrição PrioridadeRF1 O sistema deverá permitir o registo de novas instituições MUST HAVERF2 O sistema deverá aceitar alterar o registo de instituições MUST HAVERF3 O sistema deverá facilitar obtenção da localização da MUST HAVE instituição.RF4 O sistema deverá aceitar a visualização do total de COULD HAVE estudantes escritos numa determinada instituição.RF5 O sistema deverá permitir desativar instituições que não MUST HAVE fazem mas parte do projeto. Mantendo os registos para posterior consulta Tabela 2 módulo instituição 4.2.3 Módulo 3- Pacote de Adesão ao ProjetoID Descrição PrioridadeRF1 O sistema deverá permitir o registo de novos pacotes MUST HAVERF2 O sistema deverá aceitar alterar o registo de pacotes MUST HAVERF2 O sistema não deverá permitir a duplicidade de registos de MUST HAVE pacotesRF3 O sistema deverá permitir a visualização dos pacotes MUST HAVERF4 O sistema deverá sugerir a visualização dos estudantes por COULD HAVE pacote.
  31. 31. 31RF1 O sistema deverá permitir o registo de novos pacotes MUST HAVE Tabela 3 módulo pacote adesão 4.2.4 Modulo- Tipo de cursoID Descrição PrioridadeRF1 O sistema deverá permitir novos registos de tipo de MUST HAVE cursosRF2 O sistema deverá permitir alterar o registo de tipos de cursosRF3 O sistema deverá permitir a visualização das MUST HAVE informações de tipo de cursos, sabendo a sua duração. Tabela 4 módulo tipo de curso 4.2.5 Módulo- InscriçãoRF1 O sistema deverá permitir novos registos de inscrições MUST HAVERF2 O sistema deverá permitir visualizar as inscrições MUST HAVERF3 O sistema deverá permitir terminar as inscrições dos MUST HAVE estudantes que terminaram os seus respetivos cursosRF4 O sistema deverá permitir terminar as inscrições dos COULD HAVE estudantes que desistiram de um determinado cursoRF5 O sistema deverá permitir terminar as inscrições dos MUST HAVE estudantes que trocaram de cursosRF6 O sistema deverá permitir terminar as inscrições dos MUST HAVE
  32. 32. 32 estudantes que trocaram de pacotesRF1 O sistema deverá permitir novos registos de inscrições MUST HAVE Tabela 5 módulo inscrição 4.2.6 Módulo- Pagamentos Tabela 6 módulo pagamentosID Descrição PrioridadeRF1 O sistema deverá permitir registar pagamentos MUST HAVERF2 O sistema deverá permitir a consulta de pagamentos de MUST HAVE estudantesRF3 O sistema deverá permitir visualizar pagamentos em MUST HAVE atrasosRF4 O sistema deverá permitir visualizar o total das MUST HAVE mensalidades registadas de um estudante.RF5 O sistema deverá emitir um aviso quando a data limite COULD HAVE de pagamento de um estudante ultrapassarRF6 O sistema deverá permitir visualização da data de MUST HAVE pagamento que o estudante enfeitou um determinado pagamento.RF7 O sistema deverá permitir a visualização de todas MUST HAVE mensalidades e o total pago e não pago por estudante.RF8 O sistema deverá permitir a visualização de todas COULD HAVE
  33. 33. 33 mensalidades e o total pago e não pago de todos estudantes.RF9 O sistema deverá permitir a visualização de quanto o MUST HAVE estudante vai pagar no fim da formação e quanto já pagou até a data atual. 4.2.7 Módulo- EstudanteID Descrição PrioridadeRF1 O sistema deverá permitir a visualização das MUST HAVE informações do estudanteFR2 O sistema deverá permitir o registo dos estudantes MUST HAVERF3 O sistema deverá permitir visualizar o total de COULD HAVE estudantes escritos num determinado curso.RF4 O sistema deverá permitir a visualização das COULD HAVE informações do estudante em que curso pertence sabendo a duração do curso.RF5 O sistema deverá permitir visualizar as informações do COULD HAVE curso em que o estudante se escreveu inicialmente e posteriormente caso o tenha feito.RF6 O sistema deverá permitir visualizar a data início e a MUST HAVE data fim de uma inscrição sabendo no nome do estudante.
  34. 34. 34RF7 O sistema deverá oferecer a possibilidade dos MUST HAVE estudantes trocarem de pacotes.RF8 O sistema deverá permitir desativar ou ativar o um MUST HAVE estudanteRF9 O sistema deverá permitir alterar estudantes MUST HAVE Tabela 7 módulo estudante 4.2.8 Módulo- FamíliaID Descrição PrioridadeRF1 O sistema dever permitir a visualização das MUST HAVE informações dos familiares dos estudantes.RF2 O sistema deverá permitir registar familiares de MUST HAVE estudantesRF3 O sistema deverá permitir alterar o registo de familiares MUST HAVE de estudantesRF4 O sistema não deverá permitir registos duplicados de MUST HAVE familiares de estudantes com o mesmo número de bilhete de identidade Tabela 8 módulo família 4.2.9 Módulo-UtilizadorID Descrição Prioridade
  35. 35. 35RF1 O sistema deverá permitir registar utilizadores. MUST HAVERF2 O sistema deverá autenticar entrada utilizador. MUST HAVERF3 O sistema não deverá permitir a entrada dos utilizadores MUST HAVE não autenticados.RF4 O sistema deverá gerar três tipos de funções para os MUST HAVE utilizadores: Administrador, Utilizadores de consulta e Utilizadores normal.RF5 O sistema deverá permitir gerar relatórios dos MUST HAVE utilizadores existentes Tabela 9 módulo utilizador 4.3. DIAGRAMA DE CASO DE USO 4.3.1 Módulo- Estudante Modulo 2- inscrição Figura 2 módulo inscriçãoFigura 1 Módulo Estudante
  36. 36. 36 4.3.2 Módulo InscriçãoFigura 3 Módulo Inscrição 4.3.3 Módulo Pacote adesão
  37. 37. 37 4.3.4 Módulo PagamentosFigura 5 Módulo Pagamentos 4.3.5 Modulo Tipo de curso
  38. 38. 38Figura 7 módulo tipo de curso
  39. 39. 39 4.3.6 Módulo- FamíliaFigura 8 Módulo Família
  40. 40. 40 4.3.7 Módulo-UtilizadorFigura 9- Módulo Utilizador4.4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICASNeste tópico iremos apresentar a modelagem do sistema nomeadamente os diagramas declasse e a interação do sistema com o servidor de banco de dados
  41. 41. 41 4.4.1 Diagrama de classeFigura 10- Diagrama de Classe Relações: Um utilizador regista, varias inscrições de vários estudantes que pertencem a um cursoou mas cursos.
  42. 42. 42 4.4.2 Diagrama de classe DAO (DATA ACESS MODEL)Figura 11- Diagrama de classe DAO
  43. 43. 43 4.4.3 Arquitetura da aplicação e o servidor de banco de dadosFigura 12- Ligação da JAVA com o MYSQL Server 4.4.4 Apresentação da base de dadosNa elaboração de um projeto de banco de dados deve-se ter em conta a utilização dediagrama Entidade-Relacionamento e no desenvolvimento orientado a objeto é amodelagem de sistema que serve para solucionar os problemas, mostrando como ele iráfuncionar e melhorar a comunicação no desenvolvimento do projeto. Existe vários tiposde relacionamentos tais como: Relacionamento de um para um - indica que as tabelastêm relacionamento unívoca entre si. Deve-se escolher qual tabela vai receber a chaveestrangeira;
  44. 44. 44Relacionamento de um para muitos - a chave primária da tabela que tem o lado 1 vaipara a tabela do lado N. No lado N ela é chamada de chave estrangeira;Relacionamento muitos para muitos - quando as tabelas têm entre si relacionamentoN.N, é necessário criar uma nova tabela com as chaves primárias das tabelas envolvidas,ficando assim uma chave composta, ou seja, formada por diversos campos-chave deoutras tabelas. Neste relacionamento deve existir uma tabela que reduz o relacionamentode 1 para N, sendo que o lado N ficará com a nova tabela criada.No nosso projeto tivemos em conta as relações descritos a acima como suporte aosistema de informação desenvolvido e foi definida uma base de dades onde foramidentificadas as seguintes entidades: Instituição, Estudante, Inscrição, Pacote Adesão,Utilizador, Curso e Pagamentos. O relacionamento entre as entidades e feita através daschaves e houve necessidade de usarmos entidades fracas tais como: Família, Tipo deUtilizador, Tipo de Curso e tipo de adesão.
  45. 45. 45 4.4.5 DER - Diagrama de Entidade e RelacionamentoFigura 13- Diagrama de Base de Dados5. SOFTWARE DESENVOLVIDO
  46. 46. 465.1. O MANUAL DO UTILIZADOREste manual tem por objetivo explicar o funcionamento das funções do Software queservirá de apoio ao utilizador aumentando sua produtividade e agilidade através do uso domesmo.O funcionamento do Software esta explicado e demonstradas neste documento, esperandoque o mesmo possa ser utilizado da melhor forma possível, tirando proveito de todos osrecursos fornecidos por ele. 5.1.1 Inicialização do sistemaÉ responsável por arranque dos componentes necessários do sistema. Verifica se oarquivo de configuração do sistema existe e a conexão com o servidor se estejaestabelecida. Figura 14 inicialização do sistemaCaso a verificação falhe é apresentada 2 vezes uma mensagem de erro e em seguida éapresentado um formulário de configuração do sistema que ira requerer os seguintesdados. Figura 15 mensagem de falha de início ao sistema
  47. 47. 47 5.1.2 Configuração da aplicaçãoEsta tela espera que o utilizador selecionar o tipo de conexão ao servidor e em seguidainformando o nome de utilizador e a senha do utilizador no banco de dadosFigura 16- configuração da aplicaçãoLogo informa o endereço do servidor, o nome do utilizador e a senha e clicar em testar aconexão . Se a conexão for bem-sucedida o servidor irá verificar se a basede dados existe, caso não, apresentará a mensagem de que a base de dados édesconhecida tal como se vê na figura abaixo. Quando selecionada conexão local épreenchida a caixa de texto endereço com localhost e o utilizador fica impedido de editar. Figura 17- mensagem de erro da base de dados
  48. 48. 48 Caso queira criar a base de dados deverá selecionar a opção sim para que osistema crie a base de dados no servidor. Se não deverá selecionar a opção não paraterminar aplicação deverá clicar no botão fechar . 5.1.3 Criação da base de dados no servidorFigura 18- mensagem de criação da base de dadosEste formulário é responsável por criara a base de dados no sistema automaticamente.Apos a criação da base de dados o sistema voltará a ser carregado para verificar se existeum utilizador administrador na base de dados. 5.1.4 Criar Utilizador AdministradorCaso não existir um utilizador administrador o sistema irá apresentar um formulário decriação do utilizador administrador tal como mostra a figura abaixo.
  49. 49. 49O utilizador deverá informar o seu nome completo, bem como o nome de login nosistema e a senha.Nesta seção sistema emite esta mensagem.Figura 20- mensagem para criar utilizadorCaso o nome de login informado seja igual ao do campo nome completo o sistemamostra a seguinte mensagem tal como mostra a figura abaixo. Figura 21- mensagem para escolher nome para o login
  50. 50. 50 O sistema irá emitir uma nova mensagem como mostra a figura abaixo.Figura 22- mensagem para escrever o nome do utilizador.Como a senha foi definido para mais de sete carateres e sem dar espaço, caso nãoobedeces esta regra o sistema emite uma mensagem como é mostrada na figura seguinte.Figura 23- Mensagem erro de insuficiência de carateresSe a senha for errada ou não obedeces as regra definidos no sistema emite umamensagem como é mostrada na figura seguinte.
  51. 51. 51Figura 24- mensagem de erro quando a senha não confereSe os passos forem seguidos corretamente o sistema apresenta uma nova mensagemcomo mostra a figura abaixo.Figura 25- registo inserido com sucessoDepois do registo ser bem-sucedido o sistema envia outra mensagem como está na figuraseguinte, se desejar entrar basta escolher a opção sim caso contrário deve selecionara opção não .Figura 26- Mensagem para confirmar a entrada no sistema5.2. ENTRAR NO SISTEMA
  52. 52. 52 O utilizador deverá informar o nome de login e a senha. Caso estiver erra a senha onome de login será apresentada uma mensagem de aviso tal como se vê na figura abaixo. Figura 28- Mensagem de erro nos dados do utilizador
  53. 53. 535.3. APLICAÇÃO Este formulário é responsável por possuir todos os recursos do sistemaFigura 29- Formulário principal
  54. 54. 54 5.3.1 Menu ficheiro Neste menu encontramos os submenus Configuração (F12), Sair (F3) e TerminarSeção (Esc.) 5.3.2 ConfiguraçãoNesta opção é possível o utilizador alterar as configurações de ligação da aplicação abase de dados, permitindo definir também o nome do utilizador e a senha dosuperutilizador no banco.Nota nesta opção só poderá aceder o utilizador administrador. 5.3.3 Sair do sistemaPara sair do sistema basta selecionar o menu sair ou primar a tecla F3 tal como mostra afigura abaixo.5.4. MENU UTILIZADORFigura 30- Sair do sistema
  55. 55. 55 5.4.1 Terminar a seção Para terminar a seção como na aplicação seleciona a opção terminar seção oupressione a tecla Esc.5.5. MENU UTILIZADORFigura 31- Terminar a seçãoNo menu utilizador, o utilizador do sistema tem a possibilidade de adicionar novosutilizadores no sistema bem como consultar os utilizadores registadosFigura 32-Menu Utilizador
  56. 56. 56 5.5.1 Adicionar utilizador Para adicionar um novo utilizador ao sistema basta aceder ao menu utilizador e em seguida selecionar a opção adicionar. Em seguida será apresentado o formulário tal como mostra a figura abaixo.Figura 33-Adicionar utilizador Neste formulário é necessário que o utilizador preencha todos os campos, mas o campo Email é opcional. Não é permitido que o nome completo seja igual ao nome utilizador. 5.5.2 Consultar utilizador
  57. 57. 57 5.5.3 Consulta de utilizador Neste formulário o administrador terá a possibilidade de consultar utilizadores ou desativa-los do sistema. Lembramos que só utilizadores administradores têm acesso ao mesmo.Figura 34- Consultar utilizador 5.5.4 Alterar utilizadores Para poder alterar utilizadores terá de selecionar a opção curso e depois selecionar a linha de registo que quiser alterar em seguida clicar no botão detalhes. Depois será aberto o formulário alterar utilizador
  58. 58. 58Figura 35- Alterar utilizador Obs. as regas de alteração de utilizadores são idênticas com as de adicionarutilizadores 5.5.5 Gerar relatório do utilizadorEste é o formulário que ilustra como será gerido o relatório dos utilizadores, escolher emque formato será gerido o ficheiro seja apresentado.
  59. 59. 59Figura 36 Relatório do utilizador Obs. Caso queira gerar um relatório é obrigatório informar o nome do relatório eselecionar o formato.5.6. MENU CURSONo menu curso temos os submenus adicionar, consultar, tipo de curso e histórico.
  60. 60. 60 Figura 37- Menu curso 5.6.1 Adicionar curso Neste submenu é feito o registo dos cursos existentes preenchendo todos campos abaixo.Figura 38- Adicionar curso
  61. 61. 61 5.6.2 Consultar cursoFigura 39- Consultar curso 5.6.3 Adicionar tipo de curso Para adicionar um tipo de curso, basta selecionar a opção curso e em seguida osubmenu tipo de curso e clicar em adicionar tipo de curso ou clicar no botão , emseguida será apresentado um formulário tal como se v na figura abaixo.Figura 40-inserir tipo de curso
  62. 62. 62 5.6.4 Consultar tipo de cursoPara consultar tipo de curso basta selecionar a opção consultar tipo de curso no menucurso Figura 41- Consultar tipo de curso
  63. 63. 63 5.6.5 Alterar tipo de cursoPara alterar tipo de curso basta selecionar a opção consultar tipo de curso e em seguidaclicar no botão detalhes. Depois será apresentado um formulário com o registoselecionado onde o utilizador poderá alterar o referido registo, tal como se mostrado nafigura abaixo Figura 42- Alterar tipo de curso 5.6.6 Impressão de registos de tipo de cursosPara poder imprimir registos de tipos de curso basta selecionar a opção consultar tipo decurso no menu curso e em seguida clicar no botão imprimir Figura 43- Imprimir curso 5.6.7 Gerar relatório tipo de cursoPara gerar relatório de tipo de cursos basta selecionar a opção consultar tipo de curso nomenu curso e em seguida clicar no botão gerar relatório Figura 44- Gerar relatório tipo de curso
  64. 64. 645.7. MENU ESTUDANTEFigura 45- Menu estudanteNesta sessão é apresentado o formulário para registar estudante, para tal deve preenchertodos campos existente abaixo
  65. 65. 65Figura 46- formulário para adicionar estudante 5.7.1 Consultar estudantesNesta sessão é feita a consulta os estudantes que foram registados, para tal devem serprocurados pelo nome.
  66. 66. 66Figura 47- Consultar estudante
  67. 67. 67 5.7.2 Consultar histórico de estudantes Nesta sessão será apresentado o histórico dos estudantes que já fizeram parte do projeto.Figura 48- consultar histórico
  68. 68. 68 5.7.3 Gerar relatório de Estudante5.8. MENU INSCRIÇÃOFigura 49- Menu inscrição 5.8.1 Registar inscriçõesNesta sessão será feita a inscrição do estudante para tal deverá preencher todos camposexistente no formulário abaixo.
  69. 69. 69Figura 50- formulário de inscrição do estudante 5.8.2 Consultar inscriçõesNo menu inscrição temos os submenus adicionar, consultar e histórico Figura 51- consulta de inscrição Nesta sessão será consultar 5.8.3 Consultar histórico de inscriçõesNesta sessão será apresentada o histórico da inscrição
  70. 70. 70Figura 52- Consultar histórico de inscrições 5.8.4 Gerar relatório de inscrição
  71. 71. 715.9. MENU INSTITUIÇÃOFigura 53- Menu instituição 5.9.1 Adicionar instituiçãoNesta sessão serão feitos os registos das instituições que albergaram os estudantes. Figura 54- formulário para adicionar instituição
  72. 72. 72 5.9.2 Consultar instituiçãoNesta sessão para consultar as instituições existentes procura-se pelo id da instituição.Figura 55- Consulta de instituição
  73. 73. 73 5.9.3 Consultar histórico de instituiçõesFigura 56- Consultar histórico de estudantes 5.9.4 Gerar relatório da instituição
  74. 74. 745.10. MENU PACOTENo menu pacote temos os submenus adicionar, consultar e histórico.Figura 57- Menu pacotePara aderires ao projeto deves escolher um pacote, para tal preencha o formulário a baixo
  75. 75. 75 5.10.1 Adicionar pacote adesão Figura 58- adicionar pacote adesão, para consultar o valor do pacote procura-se pelo iddo pacote ou pela data e nome do pacote. 5.10.2 Consultar pacotesFigura 59- consultar valor do pacote
  76. 76. 76 5.10.3 Relatório do pacote adesãoFigura 60- Gerar relatório pacote adesão Obs. Caso queira gerar um relatório é obrigatório informar o nome do relatório eselecionar o formato.
  77. 77. 776. CONCLUSÃOO Software de gestão dos estudantes ao abrigo do projeto Coração Tropical-Universidadede Belas foi desenvolvido para facilitar o controlo das informações dos estudantes. Omesmo ajudará no controlo das informações, evitando redundância de dados na base dedados, reduzirá o tempo de resposta quando determinadas informações forem solicitadas.Os benefícios da utilização deste Software vão proporcionar ao projeto grandesvantagens no que tange a competitividade na utilização comparando com as desvantagensque ele apresenta.O Sistema irá responder as necessidades do projeto tais como: À visualização dasinformações dos estudantes, os cursos que frequentam, o total de estudantes inscritosnum determinado curso e numa determinada instituição, duração dos cursos, os cursosem que se escreveram, consultar quando o estudante aderiu ao projeto, o total a pagar eos meses pagos, consultar nome da instituição, á localização da mesma.
  78. 78. 787. TRABALHO FUTUROAo longo da modelagem do nosso trabalho constatamos que no futuro para que oSoftware responda as necessidades do projeto fosse importante incorporar algumasfuncionalidades tais como: permitir exportar e importar na base de dados relatóriosreferentes aos pagamentos durante um período por estudante.
  79. 79. 798. BIBLIOGRÁFICAS Programação Orientada a Objetos Java2-(2º Edição) F. Mário Martins Fundamentos de Programação Java2- (2º edição) António José Mendes, Maria José Marcelino. http://pt.wikipedia.org/wiki/MySQL http://pt.wikipedia.org/wiki/Qualidade_de_software http://pt.wikipedia.org/wiki/Java_(linguagem_de_programa%C3%A7%C3%A3o) http://pt.wikipedia.org/wiki/Qualidade_de_software http://pt.wikipedia.org/wiki/ISO/IEC_9126 http://netbeans.org/downloads/ http://pt.wikipedia.org/wiki/UML http://pt.wikipedia.org/wiki/Banco_de_dados http://support.microsoft.com/kb/225204/pt http://pt.wikipedia.org/wiki/Funcionalidade http://en.wikipedia.org/wiki/Big5 http://www.imdb.com/character/ch0085831/
  80. 80. 80 LISTA DE SIGLAS E ACRÓNIMOSDBA: (ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS);SGBD: (Sistema Gestor de Banco de Dados);UML: (Linguagem de Modelagem Unificada);JVM: (maquina virtual da java);API: (interface de programação de aplicativos);ISO-8859-1: (Norma ISO que regula carateres latinos);BIG5: (é um método de codificação de carateres chines);BD: (banco de dados);UJIS: (método de codificação de carateres japonês);TCP/IP: (Protocolo de controlo de transmissão da internet);NETBEANS IDE: (Ambiente de desenvolvimento integrado);POO: (Paradigma de programação orientada a objeto);
  81. 81. 1-1-

×