Edson martins dll 2010.2

1,602 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,602
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
31
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Edson martins dll 2010.2

  1. 1. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI — URCA CENTRO DE HUMANIDADES DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS DISCIPLINA: Literatura Brasileira: do Romantismo ao Realismo Professor: Edson Soares Martins Créditos: 03 Carga horária: 45 h/a Semestre: 2010.2 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA 1. EMENTA: A disciplina compreende o contexto sociocultural e histórico da produção literária brasileira ao longo do século XIX. Pressupõe a leitura seletiva de autores, obras e temas relevantes para a compreensão do Oitocentismo no Brasil, além da análise das principais características estilísticas dos textos produzidos no período. A disciplina também permite a situação da literatura brasileira no quadro das referências internacionais. São autores prioritários: Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo, Castro Alves, José de Alencar, Manuel Antônio de Almeida, Martins Pena, Machado de Assis, Aluísio Azevedo, Olavo Bilac, Raimundo Correia. 2. OBJETIVO GERAL: Construir com os futuros professores de Literatura Brasileira as condições satisfatórias para a compreensão, análise e interpretação do texto literário, na perspectiva do trabalho pedagógico. 2.1. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Permitir uma aproximação crítico-reflexiva da literatura brasileira do século XIX, desde o início das manifestações do romantismo literário até o complexo realismo-naturalismo-parnasianismo; • Refletir sobre procedimentos teórico-crítico-metodológicos, a partir da melhor produção teórico-crítica sobre o período em questão; • Transpor o conjunto de conhecimentos construídos pelo grupo para o contexto do exercício da docência; • Refletir sobre os procedimentos teórico-estéticos, a partir dos textos literários mais representativos do período enfocado, com destaque para as subdivisões esboçada no conteúdo programático. 3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO I. Introdução: o romantismo e o projeto de uma literatura nacional • Conceito de Literatura Brasileira (2h/a) • Instinto de nacionalidade / Benção paterna / Literatura como sistema (2h/a) II. Poesia Romântica • Gonçalves Dias (2h/a)
  2. 2. • Álvares de Azevedo (2h/a) • Castro Alves (2h/a) • Outros nomes representativos: Fagundes Varela, Junqueira Freire, Casimiro de Abreu (2h/a) III. Prosa romântica • Joaquim Manoel de Macedo (2h/a) • José de Alencar (2h/a) • Manuel Antônio de Almeida (2h/a) • Álvares de Azevedo (2h/a) IV. O Teatro Romântico • Martins Pena (2h/a) • José de Alencar (2h/a) V. Prosa do Realismo-Naturalismo • Machado de Assis (4h/a) • Raul Pompéia (2h/a) • Aluísio Azevedo (2h/a) • Adolfo Caminha (2h/a) VI. Poesia Realista e Parnasiana • Vicente de Carvalho, Francisca Júlia, Alberto de Oliveira (2h/a) • Olavo Bilac (2h/a) • Raimundo Correia (2h/a) 4. METODOLOGIA A Disciplina será conduzida através de aulas exposito-dialogadas, mini-aulas desenvolvidas pelos alunos e comunicações de eventuais convidados. Tal metodologia visa a construção plurívoca dos conhecimentos. 5. RECURSOS Lousa, giz, retroprojetor, lâminas de transparência. 6. AVALIAÇÃO A Avaliação estará subordinada aos objetivos geral e específicos da disciplina. Os instrumentos avaliatórios serão constituídos por exames escritos. 7. BIBLIOGRAFIA 7.1. Literária ALENCAR, José de. Diva. São Paulo: Martin Claret, 2002.
  3. 3. ALENCAR, José de. Lucíola. São Paulo: Martin Claret, 2002. ALENCAR, José de. O demônio familiar. São Paulo: Martin Claret, 2003. ALENCAR, José de. O gaúcho. 2. ed. São Paulo: Ática, 1982. ALENCAR, José de. O guarani. 17. ed. São Paulo: Ática, 1992. (Série Bom Livro) ALENCAR, José de. O tronco do ipê. Rio de Janeiro: Tecnoprint, s/d. ALENCAR, José de. Sonhos D’Ouro. São Paulo: Ática, 1981. ALENCAR, José de. Ubirajara. São Paulo: FTD, 1994. (Col. Grandes leituras) ALMEIDA, Manuel Antônio de. Memórias de um sargento de milícias. 5. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1965. ALMEIDA, Manuel Antônio de. Memórias de um sargento de milícias. Edição preparada por Terezinha Marinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1969. (Coleção Cultura Brasileira; Edições Críticas, 1) ALVES, Castro. Espumas flutuantes. In: Poesias Completas. São Paulo: Ediouro, s/d. (Prestígio). ASSIS, Machado de. A mão e a luva. São Paulo: Globo, 1997. 107p. (Obras completas de Machado de Assis) ASSIS, Machado de. Dom Casmurro. São Paulo: Globo, 1997. 217p. (Obras completas de Machado de Assis) ASSIS, Machado de. Esaú e Jacó. São Paulo: Globo, 1997. 233p. (Obras completas de Machado de Assis) ASSIS, Machado de. Helena. São Paulo: Globo, 1997. 184p. (Obras completas de Machado de Assis) ASSIS, Machado de. Iaiá Garcia. São Paulo: Globo, 1997. 172p. (Obras completas de Machado de Assis) ASSIS, Machado de. Memorial de Aires. São Paulo: Globo, 1997. 154p. (Obras completas de Machado de Assis) ASSIS, Machado de. Memórias póstumas de Brás Cubas. 18. ed. São Paulo: Ática, 1992. (Série Bom Livro) ASSIS, Machado de. Quincas Borba. São Paulo: Globo, 1997. 260p. (Obras completas de Machado de Assis) ASSIS, Machado de. Ressurreição. São Paulo: Globo, 1997. 118p. (Obras completas de Machado de Assis) AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. São Paulo: Moderna, 1993. (Col. Travessias) AZEVEDO, Aluísio. O homem. São Paulo: Martin Claret, 2002. AZEVEDO, Aluísio. O mulato. 12. ed. São Paulo: Ática, 1994. 272p. AZEVEDO, Aluísio. Uma lágrima de mulher. São Paulo: Martin Claret, 2002. AZEVEDO, Álvares de. Lira dos Vinte Anos. São Paulo: Martins Fontes, 1996. (ColeçãoPoetas do Brasil) AZEVEDO, Álvares de. Noite na taverna. 3. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988. AZEVEDO, Álvares de. Poemas malditos. 3. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988. BILAC, Olavo. Poesias. São Paulo: Martin Claret, 2002. CAMINHA, Adolfo. Bom-Crioulo. 2. ed. São Paulo: Ática, 1991. DIAS, Gonçalves. I-Juca-Pirama seguido de Os timbiras. Porto Alegre: L&PM, 1997. MACEDO, Joaquim Manuel de. A luneta mágica. 3. ed. Introd. J. Galante de Souza. Rio de Janeiro: Ediouro, s/d. 128p. MACEDO, Joaquim Manuel de. A moreninha. São Paulo: Martin Claret, 2003. 151p.
  4. 4. MACEDO, Joaquim Manuel de. As mulheres de mantilha: romance histórico. 3. ed. São Paulo: Edições Melhoramentos, [1965]. 211p. MACEDO, Joaquim Manuel de. Nina. São Paulo: Saraiva, [1951]. 197p. MACEDO, Joaquim Manuel de. O moço loiro. 7. ed. São Paulo: Ática, 1994. 312p. MACEDO, Joaquim Manuel de. Os dois amores. São Paulo: W. M. Jackson Inc.Editores, 1964. 394p. PENA, Martins. O noviço, O juiz de paz na roça e Quem casa quer casa. São Paulo: Martin Claret, 2003. PENA, Martins. O noviço: comédia em três atos. Erechim: Edelbra, s/d PENA, Martins. Quem casa, quer casa e mais O caixeiro da taverna, As desgraças de uma criança, Os dous ou O inglês maquinista e O diletante. São Paulo: Ediouro, s/d. 126p. POMPÉIA, Raul. O Ateneu: crônica de saudades. 3. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1963. RIBEIRO, Júlio. A carne. Rio de Janeiro: Editora Três, 1972. (Obras imortais de nossa literatura, 4) 7.2. De base téorica e de referência ALENCAR, José de. Benção paterna. In: _____. Sonhos D’Ouro. São Paulo: Ática, 1981. ANDRADE, Mário de. Aspectos da literatura brasileira. 5. ed. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1974. ANDRADE, Mário de. Mestres do passado. In: BRITO, Mário da Silva. História do modernismo brasileiro: Antecedentes da Semana de Arte Moderna. 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978. p. 252-309. ARÊAS, Vilma. Martins Pena: um crítico social. In: NUÑEZ, Carlinda Fragale P. et al. O teatro através da história. Introd. Tânia Brandão. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil; Entourage Produções Artísticas, 1994. p. 45-65. (v. 2, Teatro Brasileiro) ASSIS, Machado de. Notícia da atual literatura brasileira - Instinto de nacionalidade. In: _____. Crítica & variedades. São Paulo: Globo, 1997. (Obras completas de Machado de Assis) BANDEIRA, Manuel. Apresentação da poesia brasileira. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, s.d. BANDEIRA, Manuel. Poesia da Fase Romântica. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, s.d. BOSI, Alfredo. História concisa da Literatura Brasileira. 33 ed. São Paulo: Cultrix, 1994. 528p. BOSI, Alfredo. Um mito sacrificial: o indianismo em Alencar. In: _____. Dialética da colonização. 3. ed. 1. reimp. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 176-193. CANDIDO, Antonio. A educação pela noite e outros ensaios. 3. ed. 2. reimp. São Paulo: Ática, 2003. CANDIDO, Antonio. Dialética da malandragem: caracterização das Memórias de um Sargento de Milícias. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros [IEB/USP]. São Paulo, n. 8, p. 67-89, 1970. CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: (momentos decisivos). 4. ed. São Paulo: Livraria Martins Editora, s/d. (volume 2) CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. 8. ed. São Paulo: T. A. Queiroz, 2000. 195p.
  5. 5. CANDIDO, Antonio. O Romantismo no Brasil. São Paulo: Humanitas FFLCH/USP, 2002. 105p. CASTELLO, José Aderaldo. A Literatura Brasileira: Origens e Unidade (1500-1960). São Paulo: Edusp, 1999. 2 vol. COSTA, Iná Camargo. Sinta o drama. Petrópolis: Vozes, 1998. 240 p. COUTINHO, Afrânio. A polêmica Alencar-Nabuco. Rio de Janeiro-GB: Edições Tempo Brasileiro, 1965. 222p. DIAS, Gonçalves. I-Juca-Pirama seguido de Os timbiras. Porto Alegre: L&PM, 1997. FRANCHETTI, Paulo. A poesia romântica. In: PIZARRO, Ana (org.). América Latina: Palavra, Literatura e Cultura : Emancipação do discurso. São Paulo: Memorial da América Latina; Campinas: UNICAMP, 1994. p. 187-220. v. 2. GLEDSON, John. Machado de Assis: ficção e história. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986. (Literatura e Teoria Literária, 56) GRAMSCI, Antonio. Literatura e vida nacional. 3. ed. Trad. de Carlos Nelson Coutinho. São Paulo: Civilização Brasileira, 1986. 273p. LEITE, Dante Moreira. O caráter nacional brasileiro: história de uma ideologia. 5. ed. São Paulo: Ática, 1997. LIMA, Luiz Costa. Sob a face de um bruxo. In: _____. Dispersa demanda: (ensaios sobre literatura e teoria). Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1981. p. 57-123. MAGALDI, Sábato. Panorama do Teatro Brasileiro. 4. ed. São Paulo: global, 1999. MARX, K. et ENGELS, F. Sobre arte e literatura. 4. ed. São Paulo: Global Editora, 1986. 107p. MERQUIOR, José Guilherme. De Anchieta a Euclides: breve história da literatura brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1979. MOISÉS, Massaud. História da Literatura Brasileira: Realismo. 3. ed. São Paulo: Cultrix, 1996. (v. 3) MOISÉS, Massaud. História da Literatura Brasileira: Romantismo. 3. ed. São Paulo: Cultrix, 1995. (v. 2) PIZARRO, Ana (org.). América Latina: Palavra, Literatura e Cultura : Emancipação do discurso. São Paulo: Memorial da América Latina; Campinas: UNICAMP, 1994. 832 p. (v. 2) SANT’ANNA, Affonso Romano de. O canibalismo amoroso: o desejo e a interdição em nossa cultura através da poesia. 4. ed. Rio de Janeiro: Rocco, 1993. SCHWARZ, Roberto. Um mestre na periferia do capitalismo: Machado de Assis. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2000, 256p. SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2000, 240p. SCHWARZ, Roberto. Pressupostos salvo engano de ‘Dialética da malandragem’ In: — Que horas são? São Paulo: Companhia das Letras, 1987, p. 129-155. SILVA, Vitor Manuel de Aguiar e. Teoria da Literatura. 8. ed. Coimbra: Almedina, 1991. VERÍSSIMO, José. História da Literatura Brasileira. Erechim: Edelbra, s/d.
  6. 6. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI — URCA CENTRO DE HUMANIDADES DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS DISCIPLINA: PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Professor: Edson Soares Martins Créditos: 04 Carga horária: 60 h/a Semestre: 2010.2 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA 1 EMENTA: Leitura, análise e produção textual; o texto e sua dimensão: relações internas e externas; habilidade básica de produção textual: objetividade, clareza, concisão, precisão; tipologia textual; estrutura do texto; componentes discursivos; estudo e prática da norma culta e escrita: ortografia e acentuação; concordância; regência; colocação pronominal. 2 OBJETIVO GERAL: Construir com os futuros professores de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Literatura Brasileira, Literatura Inglesa ou Norte-americana as condições satisfatórias para a compreensão, análise, interpretação e produção textual, na perspectiva do trabalho pedagógico. 2.1 OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Refletir sobre procedimentos teórico-crítico-metodológicos do trabalho docente com a compreensão, análise, interpretação e produção textual; • Transpor o conjunto de conhecimentos construídos pelo grupo para o contexto do exercício da docência; • Refletir sobre os procedimentos teórico-estéticos, a partir de textos literários e não-literários 3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO VII. Introdução VIII. Os problemas de ordem formal: tópicos elementares de gramática • Pontuação: vírgula e ponto; • Pronomes relativos; • Tópicos de concordância verbal e nominal • Tópicos de regência verbal e nominal • Conjugação verbal • Colocação pronominal IX. Os problemas de ordem composicional • Teoria geral do parágrafo • Tipos de tópico frasal • Tipos de desenvolvimento do parágrafo
  7. 7. • Formas de conclusão do parágrafo X. Elementos da argumentação • Processos argumentativos • Argumento e expressão 4 METODOLOGIA A Disciplina será conduzida através de aulas exposito-dialogadas, mini-aulas desenvolvidas pelos alunos e comunicações de eventuais convidados. Tal metodologia visa a construção plurívoca dos conhecimentos. 5 RECURSOS Lousa, giz, retroprojetor, lâminas de transparência. 6 AVALIAÇÃO A Avaliação estará subordinada aos objetivos geral e específicos da disciplina. Os instrumentos avaliatórios serão constituídos por exames escritos. 7 BLIOGRAFIA CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: (momentos decisivos). 4. ed. São Paulo: Livraria Martins Editora, s/d. (volume 2) COUTINHO, Afrânio. A polêmica Alencar-Nabuco. Rio de Janeiro-GB: Edições Tempo Brasileiro, 1965. 222p. COUTINHO, Carlos Nelson. Os intelectuais e a organização da cultura. In: _____. Cultura e sociedade no Brasil: ensaios sobre idéias e formas. 2. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 15-36. D’ONOFRIO, Salvatore. Metodologia do trabalho intelectual. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2000. 128 p. FRANÇA, Júnia Lessa et al. Manual para normalização de publicações técnico- científicas. 5. ed. rev. e aum. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001. 213p. GRAMSCI, Antonio. Literatura e vida nacional. 3. ed. Trad. de Carlos Nelson Coutinho. São Paulo: Civilização Brasileira, 1986. 273p. MARX, K. et ENGELS, F. Sobre arte e literatura. 4. ed. São Paulo: Global Editora, 1986. 107p. SANTOS, Antonio Raimundo. Metodologia científica: a construção do conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2000. 144 p. SCHWARZ, Roberto. Cultura e política, 1964-1969. In: _____. O pai de família e outros trabalhos. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992. p. 61-92. (Clássicos Latino- Americanos) SCHWARZ, Roberto. Pressupostos salvo engano de ‘Dialética da malandragem’ In: — Que horas são? São Paulo: Companhia das Letras, 1987, p. 129-155. SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 21. ed. rev. e ampl. 3. reimp. São Paulo: Cortez, 2000. 280 p.

×