Concepções Pedagógicas resumo

168,892 views

Published on

Breve resumo sobre as Concepções Pedagógicas no Brasil.

Published in: Education
8 Comments
42 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
168,892
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
493
Actions
Shares
0
Downloads
2,984
Comments
8
Likes
42
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Concepções Pedagógicas resumo

  1. 1. <ul><li>Concepções Pedagógicas </li></ul><ul><li>da Educação Brasileira </li></ul>
  2. 2. TEORIAS DA EDUCAÇÃO E CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS PEDAGOGIA RELAÇÃO EDUCADOR-EDUCANDO ENSINO-APRENDIZAGEM TEORIA DA EDUCAÇÃO
  3. 3. PEDAGOGIA TRADICIONAL <ul><li>Foco nos métodos de Ensino </li></ul><ul><li>Como ensinar? </li></ul><ul><li>professor – </li></ul><ul><li>disciplina e o esforço do aluno </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Palavras Vs. sola scriptura </li></ul><ul><li>Em 1549, Pedagogia Católica - Plano de Nóbrega ou “Pedagogia Brasílica” </li></ul><ul><li>Estatuto da “redízima” em 1564 </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Opção pelas crianças. </li></ul><ul><li>Tupã-Deus Vs. Anhangá-Demônio </li></ul><ul><li>Apropriação da língua Tupi </li></ul><ul><li>Autos de Anchieta </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Ratio atque Institutio Studiorum Societatis Jesu </li></ul><ul><li>Ratio Studiorum (1584-1599 - plano geral de estudos) </li></ul><ul><li>Organizou as regras para todo ensino </li></ul><ul><li>Suplantou a pedagogia brasílica </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Tomás de Aquino – “tomismo”- base do Ratio Studiorum: Santo Tomás e Aristóteles. </li></ul><ul><li>Superação das práticas medievais em direção à pedagogia moderna </li></ul>
  8. 8. PEDAGOGIA TRADICIONAL Tendência dominante até o final do século XIX
  9. 11. Concepção Pedagógica Tradicional Religiosa Leiga(1759-1932) Contraposição ao predomínio das idéias religiosas; as idéias laicas inspiradas no Iluminismo, tendo como base a razão, instituem o privilégio do Estado para a instrução Reformas Pombalinas(1759)
  10. 12. <ul><li>Pedagogia do Humanismo </li></ul><ul><li>Permanece vínculo com a Igreja Católica </li></ul><ul><li>Em 1772 as Aulas Régias – </li></ul><ul><li>professores pagos por meio do subsídio literário </li></ul><ul><li>Método Mútuo –chamado de monitorial ou Lancasteriano; </li></ul>
  11. 14. <ul><li>Em meados do substituído pelo Método Intuitivo </li></ul><ul><li>Lições de Coisas </li></ul><ul><li>Elaboração de manuais pedagógicos. </li></ul>
  12. 15. Concepção Pedagógica Renovadora (1932-1969) <ul><li>Século XX, a partir de 1930, </li></ul><ul><li>Foco nas teorias da aprendizagem </li></ul><ul><li>Como aprender? </li></ul><ul><li>Educando </li></ul><ul><li>atividade prática , espontaneidade. </li></ul>
  13. 16. <ul><li>Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova(1932) </li></ul><ul><li>nova psicologia, construída a partir do conceito de aprender </li></ul><ul><li>Só se aprende aquilo que dá prazer </li></ul>
  14. 17. ESCOLA NOVA <ul><li>Centro no aluno </li></ul><ul><li>Experiências concretas </li></ul><ul><li>Autonomia e autogoverno </li></ul>
  15. 18. <ul><li>1930 criação do&quot;Ministério dos Negócios da Educação e Saúde Publica“ </li></ul><ul><li>1933 Anísio Teixeira - lança o livro “Educação Progressiva:uma introdução à filosofia da educação”, influenciado pelo pensamento Pedagógico de John Dewey Princípios de democracia e liberalismo : </li></ul>
  16. 19. John Dewey (1859-1952) Individualismo; Liberdade; Propriedade privada; Igualdade; Democracia .
  17. 21. <ul><li>1947 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (vigorou sob o nº 4024/61 ) </li></ul><ul><li>Movimento Católico </li></ul><ul><li>1969 - Instituto Pedagógico Montessori-Lubienska </li></ul>
  18. 22. Década de 60 ocorre o esgotamento do modelo renovador Articula-se a tendência tecnicista de base produtivista , assumida como orientação do grupo de militares e tecnocratas
  19. 23. <ul><li>1964 -Golpe Militar </li></ul><ul><li>Lei 5540/68 reforma do ensino superior </li></ul><ul><li>Lei 5692/71 ensino primário e médio </li></ul>
  20. 24. <ul><li>Nova orientação pedagógica inspirada na Teoria do Capital Humano -educação tendo por função preparar as pessoas para atuar num mercado em expansão que exigia força de trabalho educada </li></ul><ul><li>Educação passou a ser entendida como algo decisivo do ponto de vista do desenvolvimento econômico, um bem de produção. </li></ul>
  21. 25. <ul><li>Década de 70 tendência crítico-reprodutivista: tentativa de empreender a crítica da “teoria do capital humano”; </li></ul><ul><li>novo vigor no contexto denominado neoliberalismo </li></ul>
  22. 26. <ul><li>Lei de Diretrizes e Bases da Educação 9394/96 </li></ul><ul><li>Novo Plano de Educação/2001 </li></ul><ul><li>Teoria do Capital Humano surgiu preconizada pela política do Bem-Estar </li></ul><ul><li>capacidades e competências : </li></ul>
  23. 27. <ul><li>“ competitivo no mercado de trabalho ” </li></ul><ul><li>Acesso aos graus de escolaridade amplia as condições de empregabilidade do indíviduo, entretanto, não há garantia de emprego para todos. </li></ul>
  24. 28. Concepções Pedagógicas Contra-Hegemônicas Teoria e prática – relação indissociável Concepções pedagógicas críticas, contrapondo as ideias da Teoria do Capital Humano. Prática social Trabalho como princípio educativo Homem como sujeito histórico
  25. 29. Como se constituíram historicamente <ul><li>Ideias Socialistas (1890) do movimento operário europeu. </li></ul><ul><li>Queda da Comuna de Paris </li></ul><ul><li>Com a República ocorreu a abolição do trabalho escravo - configuração da classe proletária . </li></ul>
  26. 30. Concepções Pedagógicas Contra-Hegemônicas Como se constituíram historicamente <ul><li>1902 fundação do Partido Socialista Brasileiro - defesa do ensino popular gratuito, laico e técnico-profissional. </li></ul>
  27. 31. <ul><li>Ideais libertários : anarquistas e anarco-sindicalistas </li></ul><ul><li>A educação era prioridade: </li></ul>
  28. 32. <ul><li> ajuda econômica às crianças pobres (condições de acesso e permanência na escola); </li></ul><ul><li>abertura de escolas profissionais em continuidade ao ensino primário; </li></ul><ul><li>melhoria da situação do magistério primário; </li></ul><ul><li>subvenção às bibliotecas populares. </li></ul>1922
  29. 33. Concepções Pedagógicas Contra-Hegemônicas Como se constituíram historicamente <ul><li>1935 PCB - O Estado Novo não permitiu que as propostas de esquerda se configurassem. </li></ul><ul><li>No campo educacional ocorrem as disputas em torno da LDBEN numa perspectiva polarizada entre liberais e defensores da posição católica </li></ul>
  30. 34. Concepções Pedagógicas Contra-Hegemônicas Como se constituíram historicamente <ul><li>“ A nossa posição pesa-nos como incômoda. Apesar de socialista, somos forçados a fazer a apologia de medidas que nada têm a ver com o socialismo e que são, sob certos aspectos, retrógradas. Coisa análoga ocorre com outros companheiros, por diferentes motivos”. (FERNANDES, 1960, In: SAVIANI, 2005) </li></ul>
  31. 35. <ul><li>Concepção Pedagógica Libertadora formulada por Paulo Freire (1971 e 1976). </li></ul><ul><li>Década 1970 - a visão crítica se empenha em desmontar os argumentos da concepção pedagógica produtivista: função reprodutora da escola. </li></ul>
  32. 36. Concepções Pedagógicas Contra-Hegemônicas <ul><li>década de 80 - emerge a concepção pedagógica Histórico-Crítica. </li></ul><ul><li>Concepção dialética – materialismo histórico </li></ul><ul><li>Afinidade com a psicologia histórico-cultural – Vigotski </li></ul>
  33. 37. <ul><li>Anos 1990 – mantém-se a hegemonia do capital humano: educação como instrumento de crescimento econômico </li></ul>
  34. 38. FUNCIONALISMO <ul><li>Manutenção do equilíbrio social </li></ul><ul><li>crises de fundo moral; </li></ul><ul><li>sociedade = organismo; </li></ul><ul><li>Fatos sociais: coerção social </li></ul><ul><li>exterior ao indivíduo </li></ul><ul><li>generalidade </li></ul><ul><li>Educação – mecanismo adaptativo </li></ul>Émile Durkheim (1858-1917)
  35. 39. <ul><li>“ [...] O processo educativo é também, em última análise, uma relação social, que se objetiva entre aquele que aprende e aquele que ensina, concretamente situada numa dada sociedade. É no exercício dessa relação que a aprendizagem dar-se-á. [...] Educação, nesse sentido, é o conjunto dos esforços que a sociedade realiza para levar o indivíduo a se apropriar das características próprias dessa sociedade, no que tange a todos os aspectos humanos. </li></ul><ul><li>(KLEIN, 1993) </li></ul>
  36. 40. REFERÊNCIAS <ul><li>SAVIANI, D. As concepções pedagógicas na história da educação brasileira. Campinas: Histedbr, 2005. (Projeto de Pesquisa “O espaço acadêmico da pedagogia no Brasil ) </li></ul>

×