Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula texto

290 views

Published on

Curso Letrados

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Aula texto

  1. 1. Texto VERBAL x NÃO-VERBAL Paula Barbosa
  2. 2. VERBAL x NÃO-VERBAL
  3. 3. Texto não- literárioA informação é o que importa
  4. 4. Texto LiterárioA Plurissignificação da Linguagem
  5. 5. DENOTAÇÃO Palavra com sentido comum, dicionarizado Palavra com significação restrita Palavra empregada de forma utilitária Palavra unissignificativa CONOTAÇÃO Palavra capaz de gerar novos significados Palavra com significação ampla Palavra empregada de forma estética Palavra plurissignificativa
  6. 6. Literatura OUR O Plano Conotativo Riqueza Poder Raridade Cor amarelada Plano Denotativo Metal precioso Talento Plano Conotativo Pessoa de destaque Guia Sorte ESTREL A Plano Denotativo Astro com luz própria
  7. 7. Metáfora (Gilberto Gil) Uma lata existe para conter algo Mas quando o poeta diz: "Lata" Pode estar querendo dizer o incontível Uma meta existe para ser um alvo Mas quando o poeta diz: "Meta" Pode estar querendo dizer o inatingível Por isso, não se meta a exigir do poeta Que determine o conteúdo em sua lata Na lata do poeta tudo-nada cabe Pois ao poeta cabe fazer Com que na lata venha caber O incabível Deixe a meta do poeta, não discuta Deixe a sua meta fora da disputa Meta dentro e fora, lata absoluta Deixe-a simplesmente metáfora. Metáfora (Gilberto Gil) Uma lata existe para conter algo Mas quando o poeta diz: "Lata" Pode estar querendo dizer o incontível Uma meta existe para ser um alvo Mas quando o poeta diz: "Meta" Pode estar querendo dizer o inatingível Por isso, não se meta a exigir do poeta Que determine o conteúdo em sua lata Na lata do poeta tudo-nada cabe Pois ao poeta cabe fazer Com que na lata venha caber O incabível Deixe a meta do poeta, não discuta Deixe a sua meta fora da disputa Meta dentro e fora, lata absoluta Deixe-a simplesmente metáfora. Metapoema: O poeta fala sobre a poesia, a linguagem a se desvelar. O poeta defende a independência da arte, que pertence ao mundo da imprevisibilidade e da liberdade. O poema responde às cobranças dos críticos que querem racionalizar a criação poética.
  8. 8. Linguagem Literária: Fusão do denotativo e do conotativo Autor Mensagem Leitor Informação Impressão Estética
  9. 9. Linguagem Literária: Fusão do denotativo e do conotativo Autor Noite = Escuridão Lampião = Luz Artificial Conota Denota Noite = Obscurantismo, Ignorância Lampião = Conhecimento, Cultura Se a noite não caísse Que seria dos lampiões? (Oswald de Andrade) Se a noite não caísse Que seria dos lampiões? (Oswald de Andrade)
  10. 10. NOIT E Conota Tristeza Imobilismo Desânimo Morte Denota Escuridão, entre o pôr e o nascer do sol. É noite. Sinto que é noite Não porque a sombra descesse (bem me importa a face negra) Mas porque dentro de mim, No fundo de mim, o grito Se calou, fez-se desânimo. Sinto que nós somos noite, Que palpitamos no escuro E em noites nos dissolvemos. Sinto que é noite no vento Noite nas águas, na pedra. (C. Drummond de Andrade) É noite. Sinto que é noite Não porque a sombra descesse (bem me importa a face negra) Mas porque dentro de mim, No fundo de mim, o grito Se calou, fez-se desânimo. Sinto que nós somos noite, Que palpitamos no escuro E em noites nos dissolvemos. Sinto que é noite no vento Noite nas águas, na pedra. (C. Drummond de Andrade)
  11. 11. Água Qualidades Inodora Insípida Pura Água: Associa-se à morte e suas tensões refletidas no contraditório. Incolor Funções Move os êmbolos Dissolve ácidos, bases e sais Plano Denotativo: Plano Conotativo: Lição Sobre a Água (Antônio Gedeão) Este líquido é água. Quando pura é inodora, insípida e incolor. Reduzida a vapor, sob tensão e a alta temperatura, move os êmbolos das máquinas, que, por isso, se denominam máquinas de vapor. É um bom dissolvente. Embora com exceções mas de um modo geral, dissolve tudo bem, ácidos, bases e sais. Congela a zero graus centesimais e ferve a 100, quando a pressão normal. Foi nesse líquido que numa noite cálida de Verão, sob um luar gomoso e branco de camélia apareceu a boiar o cadáver de Ofélia com um nenúfar na mão

×