Questões ambientais

810 views

Published on

Questões ambientais e o Protocolo de Kyoto

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
810
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
74
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Questões ambientais

  1. 1. QUESTÕES AMBIENTAIS PROTOCOLO DE KYOTO ProfessoraCristina Soares São José dos Campos 2013
  2. 2. POLUIÇÃO  Do latim “poluere” = sujar.  Quem já poluiu: romanos, gregos, babilônios, chineses e todos os povos.  Gravidade:  Expansão da sociedade de consumo
  3. 3. POLUIÇÃO 2  Qualquer alteração provocada no meio ambiente (ecossistema agrário, urbano ou em uma casa).
  4. 4. GÁS CARBÔNICO  Aumento da concentração de gás carbônico (presente no meio em pequenas quantidade)
  5. 5. MATÉRIA ORGÂNICA  Introdução de substâncias naturais, mas estranhas a determinados ecossistemas (despejos de dejetos nos rios ou petróleo no mar)
  6. 6. SUBSTÂNCIAS ARTIFICIAIS  Estranhas à qualquer ecossistema.  Agrotóxicos no solo e águas  Recipientes plásticos no solo e águas  Elementos radioativos na atmosfera, solo e águas.  Não são biodegradáveis (contaminam)
  7. 7. POLUIÇÃO DO AR  Mais sérios  Mais danosos aos seres humanos  Presente nas metrópoles e megalópoles  Lançamento de grandes quantidades de gases e materiais particulados na atmosfera
  8. 8. POLUENTES ATMOSFÉRICOS  Dióxido de Carbono (já presentes na atmosfera)  Dióxido de enxofre (SO²)  Óxido deAzoto (Nox)  Monóxido de Carbono (CO)  Chumbo  Poeiras industriais  Aerosois  Fumaças negras  Hidrocarbonetos  Solventes  Ácidos
  9. 9. DIÓXIDO DE CARBONO DIÓXIDO DE ENXOFRE AEROSOIS
  10. 10. HIDROCARBONETOS SOLVENTES ÁCIDOS POLUENTES
  11. 11. POLUIÇÃO DO AR  NAS CIDADES  Transportes  Instalações industriais  Centrais termoelétricas  Instalações de aquecimento  Veículos automotores  Poluição sonora
  12. 12. POLUIÇÃO NAS CIDADES
  13. 13. POLUENTES LANÇADOS NAS CIDADES  Lançados por fábricas, automóveis, termoelétricas e centrais de aquecimento.  MONÓXIDO DE CARBONO (CO²) - queima de combustíveis  DIÓXIDO DE ENXOFRE (SO²) – combustão do enxofre dos combustíveis fósseis.  MONÓXIDO DE NITROGÊNIO (NO)  DIÓXIDO DE NITROGÊNIO (NO²) – de qualquer combustão na atmosfera.
  14. 14. MONÓXIDO DE CARBONO
  15. 15. DIÓXIDO DE ENXOFRE
  16. 16.  Chumbo (PB) – adicionado à gasolina para aumentar a octonagem  DIÓXIDO DE CARBONO (CO²) – queima de qualquer matéria orgânica
  17. 17. INVERSÃO TÉRMICA  No final da madrugada e início da manhã  Meses de inverno  Ar frio retido e impedido de elevar-se.  Ar quente não consegue descer  Com o aparecimento do Sol o fenômeno se desfaz voltando a circulação térmica  Mais comum nas grandes cidades (prédios e áreas desmatadas)
  18. 18. INVERSÃO TÉRMICA
  19. 19. ILHAS DE CALOR  Típico de grandes cidades nas “urbanas”  Elevação das temperaturas médias nas zonas centrais da mancha urbana  Variações de até 7º C – irradiações de calor  Ausência de vegetação  Maior concentração de gases e materiais particulados.
  20. 20. ILHAS DE CALOR
  21. 21. EFEITO ESTUFA  Mais assustador (elevação dos níveis dos oceanos)  Tomada de consciência da possibilidade de destruição do planeta.  Impactos democráticos  É um fenômeno natural da terra, se não acelerado.
  22. 22.  Retenção de calor irradiado pela superfície terrestre  Normalmente garante a manutenção do equilíbrio térmico naTerra  Desequilíbrio na composição atmosférica  Elevação de gases que retém o calor  Metano  Clorofluorcarbono (CFCs)  Dióxido de carbono (CO²)  Queima de combustíveis fósseis e das florestas
  23. 23. EFEITO ESTUFA
  24. 24. PAÍSES QUE MAIS EMITEM GASES ESTUFA
  25. 25. CONVENÇÃO DE KYOTO  Convenção da ONU sobre mudanças climáticas – Kyoto (Japão) – 1997  Acordo para a redução de gases-estufa  Níveis de 1990 – reduzir 5,2% até 2012  Maiores poluidores a meta é:  UE: 8%  EUA: 7%  Japão: 6%
  26. 26. PROTOCOLO DE KYOTO
  27. 27. PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO  Níveis de redução não estabelecido  Oposição dos países desenvolvidos alegando que a redução prejudicaria seu desenvolvimento econômico
  28. 28. DESTRUIÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO  Existente na estratosfera  De 10 a 70 km de altitude  Maior concentração a 25 km  Regulam a vida filtrando a maior parte dos raios ultravioletas emitidos pelo Sol
  29. 29. CAMADA DE OZÔNIO
  30. 30. DANOS CAUSADOS PELOS RAIOS ULTRAVIOLETAS  Câncer de pele  Perturbações da visão  Diminuição da velocidade da fotossíntese dos vegetais  Perigosos para os animais  Perigosos para o planeta marinho  Concentração de rarefeita sobre a Antártida
  31. 31. COMO SE DÁ A DESTRUIÇÃO  Gases CFCs (clorofluorcarbonos):  Fluídos de refrigeração,  Solventes  Embalagens de aerosois,  Nas espumas plásticas,  Tetra cloreto de carbono (extintores e solventes),  Clorofórmio de metila (solvente)
  32. 32. BIBLIOGRAFIA  SOARES,Cristina. Apostila – Escola Agape, 2010. São José dos Campos – SP  http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q= destrui%C3%A7%C3%A3o+da+camada+de+o zonio+na+ant%C3%A1rtida&source

×