Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Imunologia

3,183 views

Published on

Ação das células de defesa, tipos de imunização e diferenças do soro da vacina.

Published in: Education
  • Login to see the comments

Imunologia

  1. 1. IMUNOLOGIA Cristina Brandão
  2. 2. Ed MaxCenter – Tricenter Itaigara- sala:443 Vilas do Atlântico . Cond. Jardim Atlântico Turmas reduzidas 12 alunos; Material didático exclusivo; Resolução de questões objetivas;  Treinamento para questões discursivas BAHIANA.
  3. 3. RESPOSTA NÃO ESPECÍFICA (IMUNIDADE INATA) RESPOSTA ESPECÍFICA (IMUNIDADE ADQUIRIDA) 10 Linha defesa 20 Linha defesa Pele Secreções Mucosas Histamina Heparina Fagócitos Inflamação Febre 30 Linha defesa IMUNIDADE CELULAR Linfócitos B (plasmócitos) Produção de anticorpos Memória Imunológica Linfócitos T auxiliador (CD4) Linfócito T citotóxico (CD8) IMUNIDADE HUMORAL TIPOS DE RESPOSTAS IMUNES Cristina Brandão
  4. 4. BACTÉRIAS EPIDERME Histamina VASOS SANGUINEOSNeutrófilo Diapedese MORTE (pus) Cristina Brandão
  5. 5. CELS. DA SEGUNDA LINHA DE DEFESA Produção de histamina (vasodilatador) e heparina (anticoagulante). Fagocitam bactérias no local da infecção. Morrem virando pús. NEUTRÓFILOS MASTÓCITOS Cristina Brandão MONÓCITOS ( Macrófagos) Fagocitam bactérias no local da infecção e células mortas.Expõe antígenos
  6. 6. INTERLEUCINAS ANTICORPOS INTERLEUCINAS BACTÉRIAS EPIDERME MACRÓFAGOS LINFÓCITO T LINFÓCITO B PLASMÓCITO
  7. 7. MONÓCITOS ( Macrófagos) Expõe os antígenos e ativa a terceira linha de defesa. LINFÓCITOS Linfócitos B (plasmócitos)- Produzem anticorpos. Linfócitos T(CD4)-Auxiliador- Estimulam outros linfócitos. Linfócitos T(CD8)-Citotóxico- Destroem células infectadas com perfurinas. CELS. DA TERCEIRA LINHA DE DEFESA
  8. 8. INTERLEUCINA MACRÓFAGOS LINFÓCITOS B LEUCÓCITOS
  9. 9. Anticorpos A resposta imune consiste na produção de uma glicoproteína de defesa (anticorpos ou imunoglobulinas). Ig A, Ig E,IgM, Ig G O sistema imune é dotado de especificidade e memória; Os anticorpos são produzidos pelos plasmócitos (linfócitos B maduros) Cristina Brandão
  10. 10. Memória imune Memória – capacidade do sistema imune de reconhecer e reagir a um mesmo antígeno. Anticorpo Tempo 1º contato 2º contato Resposta primária Resposta secundáriaIg M Ig G Cristina Brandão
  11. 11. Tipos de imunização
  12. 12. Vacina • Promove a produção de anticorpos; • Profilática; • Longa duração; • Confere memória imunológica; • Não contem células de defesa e sim antígenos mortos ou atenuados. As vacinas genéticas se baseiam na manipulação de genes codificantes de proteínas do patógeno, que estimulam a resposta imunológica em um processo que minimiza reações colaterais no organismo.
  13. 13. • Possui anticorpos prontos; • Não confere memória imunológica; • Curativa • Curta duração Soro
  14. 14. (BAHIANA 2013.1) “Os avanços tecnológicos são sempre fundamentais ao progresso da Medicina e, consequentemente, à melhoria da qualidade e expectativa de vida.” Em relação ao progresso da Medicina no controle de doenças infectocontagiosas pela prevenção primária, é correto afirmar: 1) A prevenção de infecções virais e bacterianas teve início no século XX, com os experimentos clássicos de Jenner (1789-estudo pioneiro de imunização) e Pasteur (1885- criação de vacinas), ao criarem as primeiras vacinas contra a varíola e o antraz, inaugurando a área da saúde coletiva. 2) Vacinas constituem um meio passivo de imunização que atua imediatamente após a manifestação dos sintomas da doença no organismo afetado. 3) A resposta imunitária primária, desenvolvida pelos linfócitos, decorre do contato do organismo com soros imunes injetados logo em seguida à infecção. 4) Os antibióticos integram um conjunto de fármacos, cuja pesquisa na atualidade tem suas perspectivas já esgotadas, considerando sua consagrada eficácia e uso generalizado como agente preventivo. 5) A produção de anticorpos contra antígenos virais específicos, pelo sistema imune, é favorecida pela relativa estabilidade do material genético que integra a estrutura de adenovírus.
  15. 15. (BAHIANA-2014.1) Um sistema de defesa, que se admite necessário para os programas impressos em chips, já é uma realidade bem sucedida na espécie humana. Esse sistema biológico de defesa, desenvolvido ao longo da história evolutiva dos seres vivos, em sua dinâmica envolve, entre outras atividades, a 1) fragmentação de linfócitos, formando plaquetas que se multiplicam em resposta a infecções por agentes bacterianos. 2) formação, durante a embriogênese, de células diferenciadas para a produção dos anticorpos específicos contra agentes estranhos, com os quais o indivíduo poderá ter contato durante toda a vida. 3) produção de antígenos como os característicos do sistema ABO presentes no glicocálice das hemácias e que induzem a síntese de aglutininas anti- A e anti-B. 4) ação fagocitária de macrófagos – células grandes, ameboides, que se originam de monócitos do sangue e podem se deslocar pelo corpo. 5) resposta imune primária com rápida e elevada produção de proteínas de defesa específicas,que permanecem ligadas à membrana dos linfócitos enquanto durar a infecção.
  16. 16. Bahiana 2012.1 Cristina Brandão R =A seta I indica a exposição primária ao patógeno e a II a secundária. Quando patógenos invadem primariamente o organismo, os macrófagos fagocitam e apresentam os antígenos ao linfócito T auxiliar ou célula CD4. Os linfócitos T unem-se ao macrófago e são estimulados a multiplica-se por ação da interleucina liberada. Um exército de linfócitos T ativam os linfócitos B, que se multiplicam e se diferenciam em plasmócitos para produzir anticorpos específicos (IgM), Neste primeiro contato a produção de anticorpos é lenta e ocorre em menor quantidade. Parte dos linfócitos B e T diferenciam-se em células de memória que podem durar anos ou toda vida do indivíduo, preservando a capacidade de responder a uma infecção secundária. Ao reconhecer o antígeno, as celulas de memória se multiplicam e, em curto intervalo de tempo, um exercito de plasmócitos está apto a produzir anticorpos ( IgG), configurando a resposta secundária, mais rápida e intensa. O gráfico registra a quantidade de anticorpos G em duas situações de resposta imunológica. Considerando o papel do sistema imunitário na defesa do organismo, justifique a diferença na quantidade de anticorpos, identificando o significado biológico da situações I e II.
  17. 17. Questão 2 O camarão, um dos ingredientes do vatapá, é um crustáceo que ocasiona processos alérgicos em muitas pessoas. Explique como é desencadeada uma reação alérgica. R =A alergia é uma resposta exagerada acertos tipos de antigenos. Indivíduos com predisposição hereditária acabam produzindo ,pelos plasmocitos, em maior quantidade anticorpos de uma classe especial, chamada IgE que se fixam às membranas dos mastócitos. Os mastócitos, contêm grânulos de heparina (ação anticoagulante) e histamina (vasodilatador), os quais são liberados no meio extracelular, desencadeando processos alérgicos.
  18. 18. PARA REVISAR:
  19. 19. Cristina Brandão

×