Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação do livro V Ética a Nicômaco

973 views

Published on

Ética a Nicômaco

Published in: Education
  • Be the first to comment

Apresentação do livro V Ética a Nicômaco

  1. 1. II.. IINNTTRROODDUUÇÇÃÃOO 1.1– Sobre o autor: Aristóteles  Nasceu em Estágira (colônia macedônica), 384 a. C.  Estudou filosofia na Academia de Platão por 20 anos até a morte de seu mestre  Fundou sua própria escola: o Perípato (caminho, pois costumava dar aulas enquanto caminhava pelos jardins de Atenas)  Foi condenado por impiedade (mesma acusação de Sócrates) e por isso se refugiou em sua terra natal, onde morreu em 322 a.C., com 62 anos de idade.
  2. 2. 1.2 – OBRAS MMAAIISS IIMMPPOORRTTAANNTTEESS  Metafísica  Ética a Nicômaco  Política  Sobre a Alma
  3. 3. 1.3 –– ÉÉTTIICCAA AA NNIICCÔÔMMAACCOO  Aborda a questão da moral/ética  Ética, para Aristóteles, é a submissão da paixão à razão, encontrando uma justa-medida, ou meio termo, que evitasse excessos ou faltas. Isto levaria o homem à virtude e à felicidade  Ilustra bem o ideal grego do “Nada em demasia”
  4. 4. 1.4 – ORGANIZAÇÃO DDAA OOBBRRAA São 10 livros assim divididos: 1º) As duas espécies de virtudes humanas 2º) Como adquirir a virtude 3º) Ações voluntárias e involuntárias 4º) Virtudes éticas (generosidade e calma) 5º) A justiça 6º) Virtudes dianoéticas (ciência, arte, prudência, inteligência e sabedoria) 7º) Vício, incontinência e bruteza 8º) A amizade 9º) O amor 10º) A felicidade
  5. 5. Conceito de Justiça: (dikaiosýne) “Todos os homens entendem por justiça esta espécie de disposição que os torna aptos a realizar ações justas e que os faz agir justamente e desejar o que é justo.” (Cap.I)
  6. 6. IIIIII.. OOSS TTIIPPOOSS DDEE JJUUSSTTIIÇÇAA  Geral ou Particular;  Corretiva ou Distributiva;  Natural ou Legal
  7. 7. IIVV.. OO HHOOMMEEMM JJUUSSTTOO  Respeita a Lei e a Igualdade;  Escolhe sempre os maiores bens (virtude e felicidade) em detrimento dos menores(riquezas e prazeres).
  8. 8. VV.. AA IINNJJUUSSTTIIÇÇAA  É necessário falar sobre injustiça para se compreender bem o que é a própria justiça;  Ideia grega de apresentar sempre o conceito e a negação deste;  “Quando se conhece a boa condição, a má também se torna manifesta.”
  9. 9. VVII.. OO QQUUEE ÉÉ IINNJJUUSSTTIIÇÇAA??  Injustiça, do grego, adikia  Se justiça é a justa-medida, o meio-termo entre excesso e falta, injustiça é tudo aquilo que viola esta proporção;  Injustiça= desequilíbrio, extremos
  10. 10. VVIIII.. CCAAUUSSAASS DDAA IINNJJUUSSTTIIÇÇAA  Maldades  Ganância  Paixões  Ignorância  Desobediência
  11. 11. VVIIIIII.. OO HHOOMMEEMM IINNJJUUSSTTOO  “Considera-se injusto o homem que viola a lei, aquele que, agindo pela avidez, toma mais do que lhe é devido. Também aquele que viola a igualdade (tomando, no que diz respeito as coisas más, menos do que sua parte)” (Cap.V)
  12. 12. “O homem que age injustamente tem em excesso, enquanto o que é injustiçado recebe pouco do que é bom. No caso das coisas más é o contrário.”
  13. 13. IIXX.. AA EEQQUUIIDDAADDEE  Espécie superior de justiça;  O equitativo é justo, porém não o legalmente justo, e sim uma correção da justiça legal. A característica está na correção da lei quando é deficiente em razão da sua universalidade;  Equidade: tratar desigualmente os desiguais.
  14. 14. IIXX.. EEQQUUIIDDAADDEE  Aplicação das leis abstratas a casos concretos;  O princípio da justiça positiva deixa simplesmente pressupor que a igualdade entre os homens se ache já fixada e em harmonia. Porém, os homens são desiguais. A igualdade é sempre uma abstração. Só as desigualdades nos são dadas.
  15. 15.  É o homem justo e mais do que isto. Pois escolhe e pratica os atos justos, mas não se apega aos seus direitos em mau sentido; tende a tomar menos do que seu quinhão embora tenha a lei por si, é equitativo. E essa disposição de caráter é o que se chama equidade.
  16. 16. XXII.. JJUUSSTTIIÇÇAA EE FFEELLIICCIIDDAADDEE  Todos os atos legítimos são justos e como tais produzem e preservam a felicidade.  Justiça plena = felicidade

×