Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Delimitar o tema

19,771 views

Published on

Published in: Technology, Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Delimitar o tema

  1. 1. Se o tema for genérico, o redator de uma dissertação precisa delimitá-lo. Como fazer isso?
  2. 2. Não é possível esgotar um tema. A dissertação (ensaio, tese, etc.) impõe certos limites e é preciso saber escolher bem os aspectos que serão desenvolvidos. A delimitação do tema não á apenas um exercício redacional, ela faz parte do método científico, descobrindo qual será o objeto de sua pesquisa.      
  3. 3. Meios de comunicação
  4. 4. Atualmente, os meios de comunicação de massa, como o jornal, o rádio e a televisão, invadiram praticamente todos os lares e exercem uma grande influência no modo de viver e pensar de adultos e crianças.
  5. 5.  O autor vai se deter apenas a um meio: a televisão.  Assiste-se à televisão em casa, com todo o conforto, sem necessidade de grandes conhecimentos ou de grande instrução. Além disso, após um dia de trabalho, ela oferece a possibilidade de ver lugares e pessoas que nunca poderiam ser vistos de outra maneira.
  6. 6.       . O autor destaca alguns aspectos positivos da televisão e, em seguida, um aspecto negativo que lhe parece muito importante - assistir à televisão é um hábito que exclui qualquer outra atividade simultânea, o que diminui o tempo que a criança poderia ter para se relacionar mais profundamente com o mundo que o rodeia. Do ponto de vista educacional, isso é negativo, pois expõe a criança a uma influência muito forte da televisão, que passa uma certa imagem da realidade, com padrões de comportamento que poderão servir-lhe de modelo para o resto da vida
  7. 7. Assiste-se à televisão em casa, com todo o conforto, sem necessidade de grandes conhecimentos ou de grande instrução. Além disso, após um dia de trabalho, ela oferece a possibilidade de ver lugares e pessoas que nunca poderiam ser vistos de outra maneira.       Por outro lado, a televisão exige parte do tempo das pessoas. Para assistir a um programa, a pessoa precisa se sentar diante do televisor e não pode fazer mais nada a não ser olhar. Isso causa problemas mais sérios do que pode parecer. A televisão exclui qualquer outra forma de atividade. No caso de pessoas adultas, ainda é possível alegar que seja uma forma de repouso após o trabalho, mas no caso de crianças, pode significar a perda de um tempo precioso que deveria estar sendo usado para a aquisição direta de várias experiências.      
  8. 8. Além disso, nem tudo o que a televisão mostra é necessariamente bom. Mesmo que existam bons programas destinados especificamente ao público infantil, não há nenhuma garantia de que as crianças vejam apenas esses programas. Na verdade, atualmente, as crianças veem muito mais programas para adultos do que os infantis.       Uma das consequências desse fato é a eliminação dos limites entre o mundo cultural dos adultos e o das crianças. Demasiado cedo, no momento em que são mais vulneráveis, as crianças entram em contato com o mundo e a cultura das pessoas adultas. Se os adultos da família não agirem adequadamente como mediadores, as crianças absorverão a imagem da sociedade e dos comportamentos adultos tal como são apresentados pela televisão; e isso se dará em detrimento da imagem espontânea e natural que poderiam formar a partir de suas próprias experiências vividas.
  9. 9. O autor faz um alerta É preciso, portanto, estar atento a esse poder de influência que a televisão exerce sobre as crianças. Se for mantida a tendência de se deixar uma criança em frente da televisão de maneira indiscriminada, ela estará cada vez menos apta a formar, por si mesma, uma visão crítica do mundo em que vive. (Artigo retirado e adaptado de O Correio da UNESCO.)
  10. 10. O autor faz um alerta É preciso, portanto, estar atento a esse poder de influência que a televisão exerce sobre as crianças. Se for mantida a tendência de se deixar uma criança em frente da televisão de maneira indiscriminada, ela estará cada vez menos apta a formar, por si mesma, uma visão crítica do mundo em que vive. (Artigo retirado e adaptado de O Correio da UNESCO.)

×