FÓRUM NACIONAL DO CONSECTI / CONFAP            08 e 09 de março de 2012                  Curitiba / PR     Ações do CNPqem...
Diretoria de Cooperação             Institucional – DCOI• Constituída em fevereiro de 2011;• Composta pelas antigas:   – A...
CRESCENTE CONSTRUÇÃO              DE PARCERIAS• Mais sólidas• Com as Fundações de Amparo a Pesquisa e  secretarias de C&T•...
Parcerias com EstadosDiversos modelos e formas de atuação• PRONEX, PPP, PRONEM, DCR, INCT• Programas temáticos como Astron...
Mecanismos de                      operação• Acordos de Cooperação Técnica– não existe  repasse de recursos aos Estados  –...
INSTITUTOS NACIONAIS DE C&T                                           Estados participantes                               ...
Recurso totais envolvidos: R$ 606 Milhões                   ParceirosFAPEAM, FAPEMIG, FAPESPA, FAPEPI, FAPERJ,          FA...
Distribuição por fonte de recursos                     200                                                                ...
Reunião Comitê de Coordenação      do Programa INCT    Brasília, 16 de fevereiro de 2012
Pauta1. Aprovação Ata reunião anterior2. Avaliação do Programa e Ações Futuras  2.1 Resultados do Programa   2.2 Resultado...
Pauta1. Aprovação Ata reunião anterior2. Avaliação do Programa e Ações Futuras    2.1 Resultados do Programa-     Ocorreu ...
VALORES RECOMENDADOS – Continuidade dos 53 INCT                CNPq-FNDCT/Parceiros                                       ...
Continuidade dos 53 INCT              Parceiros/Custeio/Nº Projetos•   FAPEMIG – cofinanciado – 3 projetos•   FAPEAM – cof...
Proposta de Continuidade Edital N º 15/2008 – MCT/CNPq/FNDCT/CAPES/FAPEMIG/ FAPERJ/FAPESP –              INSTITUTOS NACION...
Proposta de Continuidade    Contratação dos projetos pelo CNPq• 40 projetos foram contratados entre 01 de  março e 30 de j...
Proposta Continuidade - Critérios•   Resultado da reunião de Novembro de 2010;•   Novo Relatório – conforme modelo (formul...
69 projetos contratados entre 01 de março de 2009 e fevereiro de 2010                       INVESTIMENTO INICIAL          ...
Proposta de Continuidade               Cronograma de Atividades27/02/2012 – Envio do formulário de proposta/continuidade  ...
Edital de Ciências do Mar – Situação dos projetos                                           CNPq - AçãoCoordenador        ...
Edital de Ciências do Mar – Situação dos projetos                   FUNDAÇÃO                                    EXECUTOR  ...
UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADEINTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e              INOVAÇÃO
Objetivos globais do programa• Investir na formação de pessoal altamente  qualificado nas competências e habilidades  nece...
Objetivos do Programa • Oferecer 100 mil bolsas de estudo no exterior para que nossos   mais talentosos estudantes de grad...
Áreas Prioritárias• Engenharias e demais áreas            •   Tecnologia Nuclear  tecnológicas;                         • ...
Modalidades de Bolsas e Metas Globais (2011 – 2015)Graduação-sanduíche no exterior (1 ano)                     30.460Douto...
Distribuição das Bolsas de Estudo já acordadas com os países referentes à primeira chamada             País         Quanti...
Empresas que estão aderindo ao Programa             Empresa          Quantidade de bolsas       Febraban                  ...
GovernançaComitê de Acompanhamento e      Assessoramento   (governo + empresas)        Comitê Executivo (CCivil + MCTI + M...
Operacionalização do Programa Chamadas públicas nacionais e/ouinternacionais para a concessão das bolsas,dentro das modal...
www.cienciasemfronteiras.gov.br
www.cienciasemfronteiras.gov.br     Formulário on-line de Inscrição do aluno no Brasil
Classificação dos candidatos mediante seguintes critérios:       1.Nota no ENEM > 600       2. Premiação em Olimpíadas Cie...
Participação em cursos de idioma  Curso no Brasil:  MEC/CAPES e MCTI/CNPq fornecerão   cursos de idioma online e presencia...
Chamadas públicas de Graduação-sanduíche        lançadas em 13/12/2011                                              Cursos...
Editais de graduação em                               processo de seleção 2012                                            ...
Chamada Nacional para Doutorado e Pós-Doutorado –1º Calendário 2012*As Chamadas Nacionais para concessão de bolsas de Dout...
CHAMADA DE PROJETOS MEC/MCTI/CAPES/CNPq/FAPs Nº 60/2011BOLSAS NO PAÍS MODALIDADE ATRAÇÃO DE JOVENS TALENTOSCHAMADA DE PROJ...
AÇÕES PREVISTASPaís        Negociação                                            Lançamento ChamadaAustrália   Negociação ...
Programa de Apoio a Núcleos                    de Excelência – PRONEX• Decreto nº 1.857, de 10.04.1996 - Cria o Programa d...
PRONEX - situação atual• 05 (anteriores) + 19 (2008) convênios assinados e  em execução• 351 projetos aprovados até o mome...
PRONEX 2010 – 2013                                                        Estados participantes                           ...
Evolução dos Recursos para o PRONEX250.000.000,00200.000.000,00150.000.000,00100.000.000,00 50.000.000,00          0,00   ...
PRONEX Temático -                                Editais•   Seleção por meio de Edital lançado pelo CNPq em parceria com o...
PRONEX – Rede Malária                                           Edital CNPq Nº 09/2009                                  Es...
PRONEX – Rede Dengue        Edital CNPq Nº 073/2009Estados participantes e projetos contratados                           ...
Programa Primeiros                       Projetos – PPP• Iniciado em 2003 em parceria com os Estados• Recursos exclusivos ...
PPP - Situação atual• 19 (2008/2010) convênios assinados e em  execução• 1495 projetos aprovados (2008/2010);• Nova parcer...
PPP – 2008                                                                Estados participantes                           ...
PPP – 2010                                 Estados participantes                              Projetos em fase de seleção ...
Programa de apoio a Núcleos              Emergentes – PRONEM• Lançado em 2010 para apoio a Núcleos  Emergentes;• Valor glo...
PRONEM 2010                                    Estados participantes                                 Projetos em fase de s...
Outras Parcerias com                 repasse de recursos• Programa Astronomia – 4 Estados (AM, BA, CE,  MG), valor global ...
Parcerias sem repasse                        de recursos• Programa RHAE – iniciado em 2007. Restrito aos  Estados da regiã...
RHAE 2007 – 2010                                   Estados participantes e projetos aprovados                   FAPEAM/AM:...
Desenvolvimento               Científico Regional• Concessão de Bolsas pelo CNPq e de  auxilio pela FAP parceria;• Destina...
DCR – situação atual – 2011                                                                   Estados participantes       ...
Programa CASADINHO /                   PROCAD• 3 Editais lançados;• 276 projetos implementados;• Recursos exclusivos do Fu...
PIBIC JÚNIOR                                                         Estados participantes                                ...
Programa Pesquisa para o SUS                            (PPSUS)• Financiamento de pesquisas aplicáveis ao SUS e de interes...
PPSUS – Investimentos MS/CNPq/Estados                100                90                80                70            ...
Programa Pesquisa para o SUS                      (PPSUS)Situação Atual:• Convênios 2004 e 2006 – vigência encerrada• Conv...
PROGRAMA REPENSA –                                   Redes de pesquisa em Agrobiodiversidade e                            ...
PROGRAMA REFLORA (Repatriamento)                           Herbário Virtual Autenticado de Espécies da Flora do Brasil    ...
PROGRAMA SISBIOTA                               Sistema Nacional de Pesquisa em Biodiversidade                           P...
Edital 64/2009- Apoio a Centros e Museus de                                     Ciência e Tecnologia                      ...
Evolução do FNDCT (2003-2011)4,000        R$ milhões3,500                                                                 ...
MUITO OBRIGADO!!!   presidencia@cnpq.br
Apresentação Consecti Confap Curitiba 2012
Apresentação Consecti Confap Curitiba 2012
Apresentação Consecti Confap Curitiba 2012
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentação Consecti Confap Curitiba 2012

329 views

Published on

Abertura Consecti Confap Curitiba

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
329
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Consecti Confap Curitiba 2012

  1. 1. FÓRUM NACIONAL DO CONSECTI / CONFAP 08 e 09 de março de 2012 Curitiba / PR Ações do CNPqem parceria com os Estados Glaucius Oliva Presidente do CNPq
  2. 2. Diretoria de Cooperação Institucional – DCOI• Constituída em fevereiro de 2011;• Composta pelas antigas: – Assessoria de Cooperação Nacional que passará a ser Coordenação Geral de Cooperação Nacional; e – Assessoria de Cooperação Internacional, passando a ser Coordenação Geral de Cooperação Internacional;• Agrega Serviço de Prêmios e serviço de Propriedade Intelectual.• Coordenação do Programa Ciência sem Fronteiras
  3. 3. CRESCENTE CONSTRUÇÃO DE PARCERIAS• Mais sólidas• Com as Fundações de Amparo a Pesquisa e secretarias de C&T• Com diversos Ministérios, como MEC/CAPES, MAPA, M.Saúde, MDA, M.Pesca, Sec. Mulheres, Sec. Iguald. Racial, etc...• Com empresas
  4. 4. Parcerias com EstadosDiversos modelos e formas de atuação• PRONEX, PPP, PRONEM, DCR, INCT• Programas temáticos como Astronomia,• Museus, Biocombustíveis, RHAE/Estados• PP/SUS - em conjunto com o Ministério da Saúde.• PIBIC e PIBIC/Jr• Ciência sem Fronteiras
  5. 5. Mecanismos de operação• Acordos de Cooperação Técnica– não existe repasse de recursos aos Estados – Programas que atuam desta forma: INCT, DCR, RHAE, PRONEX-Temáticos, PIBIC• Convênio – com repasse de recursos do CNPq ou do FNDCT aos Estados – Programas que atuam desta forma: PRONEX, PPP, PRONEM, PP-SUS, Ações Específicas.
  6. 6. INSTITUTOS NACIONAIS DE C&T Estados participantes PIAUÍ: 01N: 2 estadoS CEARÁ: 04 AMAZONAS: 05 RIO G. NORTE: 02 NE: 7 estados PARÁ: 04 PARAÍBA: 01 PERNAMBUCO: 05CO: 2 estados MATO GROSSO: 01 DF: 03 SERGIPE: 01 BAHIA: 04 SE: 3 estados S: 2 estados MINAS GERAIS: 13 STA. CATARINA:4 R. DE JANEIRO: 20 RIO G. DO SUL: 08 SÃO PAULO: 44
  7. 7. Recurso totais envolvidos: R$ 606 Milhões ParceirosFAPEAM, FAPEMIG, FAPESPA, FAPEPI, FAPERJ, FAPERN, FAPESC, FAPESP PETROBRÁS, BNDES CAPES/MEC, SECAD/MEC Ministério da Cultura, Ministério da Integração Nacional, Ministério da Saúde, SEPPIR/PR
  8. 8. Distribuição por fonte de recursos 200 190 180 160Valor (R$ milhões) 140 120 110 113,4 100 80 60 35,8 36 40 30 19 21 20 7,5 8 10,4 1,5 2,1 0 CT Pq RN C AS RJ I S P IG M ES PA P M S S A PE M CN PE D BR P PE PE PE S PE FN PE CA PE FA FA O FA FA FA FA FA FA TR PE Agência
  9. 9. Reunião Comitê de Coordenação do Programa INCT Brasília, 16 de fevereiro de 2012
  10. 10. Pauta1. Aprovação Ata reunião anterior2. Avaliação do Programa e Ações Futuras 2.1 Resultados do Programa 2.2 Resultados dos pedidos de recursos adicionais 2.2.1 Recursos de capital do CNPq 2.2.2 Recursos de bolsas 2.3 Continuidade dos demais 69 INCT - estratégia de trabalho 2.4 Avaliação do Programa (CGEE)3. Situação dos projetos do Edital de Ciências do Mar4. Concessão de cotas de bolsas do Programa Ciência sem Fronteira5. Outros assuntos:
  11. 11. Pauta1. Aprovação Ata reunião anterior2. Avaliação do Programa e Ações Futuras 2.1 Resultados do Programa- Ocorreu Seminário em Novembro de 2010 em Brasília, com a presença de TODOS os coordenadores de projetos;- No ano de 2011 enviados relatórios de 53 INCT com continuidade;- Seminário de acompanhamento de projetos no Amazonas com FAPEAM;- Lançado Mapa das Ações Afirmativas – material de políticas públicas;- Realizadas diversas reuniões de Comitês Gestores;- Importante fortalecer atividades de acompanhamento e avaliação pelos diversos parceiros;- Dias 09 e 10 de Abril de 2012 – MCTI e CNPq estarão realizando seminário com 16 INCT que atuam em Nanotecnologia para apresentação de ações de divulgação.
  12. 12. VALORES RECOMENDADOS – Continuidade dos 53 INCT CNPq-FNDCT/Parceiros (R$) RecomendaçãoValor Aprovado Valor Solicitado Ano 2011 Ano 2011 Ano 2008 Custeio Capital Bolsas Total (CNPq-Parceiros) (CNPq) (CNPq) (CNPq-Parceiros)252.444.178,76 177.044.007,72 83.069.569,15 9.435.398,54 12.127.207,54 104.632.175,23
  13. 13. Continuidade dos 53 INCT Parceiros/Custeio/Nº Projetos• FAPEMIG – cofinanciado – 3 projetos• FAPEAM – cofinanciado – 2 projetos• FAPESC – cofinanciado – 2 projetos• FAPESP – cofinanciado – 20 projetos• FAPERJ – cofinanciado – 8 projetos• PETROBRÁS – cofianciado 4 projetos• Ministério Saúde – cofinanciado – 5 projetos
  14. 14. Proposta de Continuidade Edital N º 15/2008 – MCT/CNPq/FNDCT/CAPES/FAPEMIG/ FAPERJ/FAPESP – INSTITUTOS NACIONAIS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA1.9. PRAZO DE EXECUÇÃO DOS PROJETOS1.9.1. As propostas a serem apoiadas pelo presente Edital deverão ter seu prazo de execução estabelecido em 60 (sessenta) meses, contados a partir da data da publicação do extrato do convênio ou termo de concessão e aceitação no DOU. No entanto, os recursos do presente edital serão liberados segundo disponibilidade financeira, e correspondem ao período de 36 (trinta e seis meses) iniciais da execução do projeto.1.9.2. Na dependência do resultado da avaliação técnica e científica e havendo disponibilidade de recursos adicionais, o Comitê de Coordenação poderá autorizar o financiamento pelo período subseqüente de 24 (vinte e quatro) meses.
  15. 15. Proposta de Continuidade Contratação dos projetos pelo CNPq• 40 projetos foram contratados entre 01 de março e 30 de julho de 2009;• 27 projetos contratados entre 01 de agosto a 28 de dezembro de 2009;• 02 projetos contratados em fevereiro de 2010.
  16. 16. Proposta Continuidade - Critérios• Resultado da reunião de Novembro de 2010;• Novo Relatório – conforme modelo (formulário)• Mérito técnico-científico;• Metas obtidas e as previstas para 2012-2014;• Interesse e prioridade indicada pelos parceiros co-financiadores.
  17. 17. 69 projetos contratados entre 01 de março de 2009 e fevereiro de 2010 INVESTIMENTO INICIAL VALOR INVESTIDO FINANCIADOR NOS 36 MESES INICIAIS FAPESC 3.300.000,00 FAPEAM 4.754.130,12 FAPESPA 7.999.999,86 FAPERJ 9.262.010,41 FAPEMIG 21.712.181,00 FAPESP 38.196.095,48 MINISTERIO SAUDE 7.175.187,58 PETROBRAS 15.371.918,05 CNPq/FNDCT 174.880.156,14 TOTAL 282.651.678,64 *CAPES – Bolsas aportadas diretamente aos projetos.
  18. 18. Proposta de Continuidade Cronograma de Atividades27/02/2012 – Envio do formulário de proposta/continuidade aos coordenadores30/03/2012 – Prazo limite para recebimento das propostas de continuidadeAbril/2012 – Subcomitê de Avaliação das PropostasMaio/2012 – Envio dos resultados para os co-financiadoresJunho/2012 – Reunião do Comitê de Coordenação para deliberação final dos pedidos
  19. 19. Edital de Ciências do Mar – Situação dos projetos CNPq - AçãoCoordenador Valor Solicitado Aquaviário Total FAP TOTAL GERAL TransversalJosé Maria Landim 14.998.094,00 9.000.000,00 9.433.700,00 2.400.000,00 11.833.700,00 Dominguez 433.700,00Frederico Pereira 14.995.327,00 8.000.000,00 8.304.300,00 8.304.300,00 Brandini 304.300,00 Luis Felipe Hax 14.835.939,00 8.000.000,00 8.395.600,00 2.400.000,00 10.795.600,00 Niencheski 395.600,00Ricardo Coutinho 14.938.738,00 5.000.000,00 5.266.300,00 2.000.000,00 7.266.300,00 266.300,00 : 6.800.000,00 38.199.900,00 59.768.098,00 30.000.000,00 1.399.900,00 31.399.900,00
  20. 20. Edital de Ciências do Mar – Situação dos projetos FUNDAÇÃO EXECUTOR SITUAÇÃO FAURG – Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande Luiz Felipe Hax Niencheski Empenhado R$ 2.602.368,20 Publicação no DOUCOPPETEC – Fundação Coordenação de Projetos, Pesquisas e Ricardo Coutinho Empenhado Estudos Tecnológicos R$ 1.895.630,41 Publicação no DOU FUNDESPA – Fundação de Estudos e Pesquisa Aquática Frederico Pereira Brandini Empenhado (inadimplente) R$ 2.896,492,08 Não publicado no DOU FAPEX – Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão José Maria Landim Empenhado Dominguez R$ 3.198.152,74 Não publicado no DOU
  21. 21. UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADEINTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO
  22. 22. Objetivos globais do programa• Investir na formação de pessoal altamente qualificado nas competências e habilidades necessárias para o avanço da economia do conhecimento• Foco nos grandes desafios nacionais − Engenharias e demais áreas tecnológicas − Áreas Estratégicas• Promoção da P&D&I empresarial
  23. 23. Objetivos do Programa • Oferecer 100 mil bolsas de estudo no exterior para que nossos mais talentosos estudantes de graduação, pós-graduação e pesquisadores possam realizar estágios nas melhores universidades do mundo, em um ambiente educacional e profissional onde inovação, empreendedorismo e competitividade já são o padrão. • Promover o avanço da ciência, tecnologia, inovação e competitividade industrial através da expansão da mobilidade internacional. • Aumentar a presença de estudantes e pesquisadores brasileiros em instituições de excelência no exterior. • Fortalecer a internacionalização das universidades brasileiras. • Aumentar o conhecimento inovador das indústrias brasileiras • Atrair jovens talentos e pesquisadores altamente qualificados para trabalhar no Brasil.
  24. 24. Áreas Prioritárias• Engenharias e demais áreas • Tecnologia Nuclear tecnológicas; • Biotecnologia• Ciências Exatas e da Terra: Física, • Nanotecnologia e Novos materiais; Química, Geociências • Tecnologias de Prevenção e• Biologia, Ciências Biomédicas e da Mitigação de Desastres Naturais; Saúde • Tecnologias de transição para a• Computação e tecnologias da economia verde informação; • Biodiversidade e Bioprospecção;• Tecnologia Aeroespacial; • Ciências do Mar;• Fármacos; • Indústria criativa;• Produção Agrícola Sustentável; • Novas Tecnologias de Engenharia• Petróleo, Gás e Carvão Mineral; Construtiva• Energias Renováveis; • Formação de Tecnólogos.• Tecnologia Mineral;
  25. 25. Modalidades de Bolsas e Metas Globais (2011 – 2015)Graduação-sanduíche no exterior (1 ano) 30.460Doutorado-sanduíche no exterior (1 ano) 24.600Doutorado Integral no exterior (4 anos) 9.790Pós-doutorado no exterior ( 1ou 2 anos) 8.900Bolsa Brasil Jovens cientistas de grande talento (3 anos) 860Pesquisadores Visitantes Especiais no Brasil (3 anos) 390Total de bolsas do governo 75.000Total de bolsas das empresas (distribuídas entre as 26.000modalidades)Total de bolsas 101.000
  26. 26. Distribuição das Bolsas de Estudo já acordadas com os países referentes à primeira chamada País Quantidade de bolsas EUA 18.000 Reino Unido 10.000 Alemanha 10.200 França 10.000 Itália 6.000 Outros países em fase final de acordos, chamadas a serem lançadas até Fev/2012Holanda, Bélgica, Espanha, Portugal, Austrália, Canadá, Suécia, Coréia, China, Índia, Japão e outros
  27. 27. Empresas que estão aderindo ao Programa Empresa Quantidade de bolsas Febraban 6.500 CNI 6.000 ABDIB 5.000 Petrobras 5.000 Eletrobras 2.500 VALE 1.000 TOTAL 26.000Outras empresas cujos acordos estão em fase de conclusão British Gas, SAAB, Boeing, Portugal Telecom/Oi, Telecom Italia/TIM, entre outras.
  28. 28. GovernançaComitê de Acompanhamento e Assessoramento (governo + empresas) Comitê Executivo (CCivil + MCTI + MEC + MRE) OperaçãoCAPES CNPq
  29. 29. Operacionalização do Programa Chamadas públicas nacionais e/ouinternacionais para a concessão das bolsas,dentro das modalidades e áreas prioritárias doPrograma CsF. O processo de seleção será feito por meio daCAPES e CNPq, levando-se em conta o méritodos candidatos.
  30. 30. www.cienciasemfronteiras.gov.br
  31. 31. www.cienciasemfronteiras.gov.br Formulário on-line de Inscrição do aluno no Brasil
  32. 32. Classificação dos candidatos mediante seguintes critérios: 1.Nota no ENEM > 600 2. Premiação em Olimpíadas Científicas e Tecnológicas, Premio Jovem Cientista, entre outros prêmios. 3. Desempenho acadêmico. 4. Nível de conhecimento do idioma do país de destino. 5. Carta de justificativas do interesse do aluno pelo curso/estágio pretendido no exterior. 6. Participação em programas institucionais de iniciação científica com ou sem bolsa.
  33. 33. Participação em cursos de idioma Curso no Brasil: MEC/CAPES e MCTI/CNPq fornecerão cursos de idioma online e presencial no Brasil. No Exterior: Curso presencial em imersão no país de destino (até 6 meses de duração).
  34. 34. Chamadas públicas de Graduação-sanduíche lançadas em 13/12/2011 Cursos de Vagas Processo País Inscrição Idioma no Início das Aulas 2012 de Seleção Exterior EUA 4.500 Reino Unido 2.500 13/12/11 a 31/1/12 a 15/3/2012 a 2ª. Quinzena de Alemanha 2.500 30/1/12 5/3/12 15/9/2012 Set/2012 Itália 1.500 França 1.500 TOTAL 12.500
  35. 35. Editais de graduação em processo de seleção 2012 Número de País Parceiro inscritos DAAD (German Academic ExchangeAlemanha 483 Service)Estados Unidos IIE (Institute of International Education) 1.684França Campus France 503Itália Università di Bologna 363Reino Unido Universities UK (UUK) 1.088Candidaturas individuais 1 -- 1.638Canadá 2 325TOTAL 6.0841. Inscrições pendentes de homologação, pois se tratam de candidaturas individuais, ou seja, a instituição não assinou termo de adesão ao programa por não possuir curso de pós-graduação reconhecido pela CAPES. Nesse caso, os estudantes deverão demonstrar outros requisitos para a seleção e as instituições serão contatadas para realizarem a homologação.2. Inscrições abertas até 02/03. O número de candidatos refere-se ao total de inscrições finalizadas até o dia 27/02 17:30h.
  36. 36. Chamada Nacional para Doutorado e Pós-Doutorado –1º Calendário 2012*As Chamadas Nacionais para concessão de bolsas de Doutorado Pleno,Doutorado Sanduíche e Pós-Doutorado encerram-se em 17/02/2012. Previsãode divulgação de resultado em maio/2012.*existem mais duas chamadas previstas para 2012 Número de Modalidade inscritos Doutorado Pleno 546 Doutorado Sanduíche 286 Pós-Doutorado 500 TOTAL 1.332 Há ainda algumas chamadas específicas abertas para concessão de bolsas de pós-doutorado: • Chamada de Projetos Structural Genomics Consortium-SGC nº 29/2011 inscrições encerradas; • Chamada de Projetos GlaxoSmithKline nº 01/2012 – inscrições encerraram-se 02/03/2012; • Chamada de Projeto Fraunhofer - 03/2012 – inscrições encerraram-se em 10/02/2012
  37. 37. CHAMADA DE PROJETOS MEC/MCTI/CAPES/CNPq/FAPs Nº 60/2011BOLSAS NO PAÍS MODALIDADE ATRAÇÃO DE JOVENS TALENTOSCHAMADA DE PROJETOS MEC/MCTI/CAPES/CNPq/FAPs Nº 61/2011BOLSAS NO PAÍS MODALIDADE PESQUISADOR VISITANTE ESPECIALAs Chamadas Nacionais para concessão de bolsas de Jovem Talento ePesquisador Visitante Especial no País encerraram-se em 17/02/2012. Previsãode divulgação de resultado em abril/2012. Número de Modalidade inscritos Bolsa Jovem Talento 265 Segunda chamada – 04/06/2012 Terceira chamada – 01/10/2012 Pesquisador Visitante Especial 355 TOTAL 620 II.1.3. RECURSOS FINANCEIROS II. 1.3.1 - .... Conforme o interesse de cada um dos estados, as Fundações de Amparo a Pesquisa – FAPs poderão dispor de recursos adicionais para financiamento de cotas de bolsas, incremento dos auxílios à pesquisa e/ou passagens. Os recursos serão direcionados ao financiamento de projetos e bolsas sendo liberados em parcelas, de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira do CNPq, da CAPES e necessidade e interesse das FAPs.
  38. 38. AÇÕES PREVISTASPaís Negociação Lançamento ChamadaAustrália Negociação em andamento com “The Australian Março/2012 Technology Network (ATN)” e Group of Eight.Bélgica Conseil Interuniversitaire de la Communauté française (CIUF) : Assinado um acordo específico de suporte da Março/2012 Comunidade francófona da Bélgica com a CAPES e o CNPq, complementando os acordos já existentesCanadá Negociação em andamento com o Canadian Bureau for International Education - CBIE Março/2012Coreia NIIED - National Institute for International Education, NRF - National Research Foundation of the Republic of Korea, KAIST - Korea Advanced Institute of Science and Março/2012 Technology, Yonsei University, SNU – Seoul National University, POSTECH - Pohang University of Science and Technology. NRF ficará responsável pelo PlacementEspanha Convênio assinado no dia 22/02, com a Universidade de Março/2012 Salamanca.Irlanda Negociações com Education in Ireland Sem previsãoNoruega Negociações com Norwegian Centre for International Sem previsão Cooperation in Higher Education (SIU)Portugal Parceria com Conselho de Reitores das Universidades Março/2012 Portuguesas. Coimbra ficará responsável pelo placementÍndia Assinada carta de intenções em 28/02/2012 – EdCiL ficará responsável pela colocação dos estudantes. Fase: Sem previsão elaboração de Plano de trabalho detalhado.Finlândia Assinado acordo de cooperação em 13/02/2012. Sem previsão
  39. 39. Programa de Apoio a Núcleos de Excelência – PRONEX• Decreto nº 1.857, de 10.04.1996 - Cria o Programa de Apoio a Núcleos de Excelência – PRONEX – Comissão de Coordenação e uma Gerência Executiva. Utilizará o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES e a Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP como agências financeiras nos termos dos editai.• A partir de 2003 passou a ser co-executado com os Estados, com aporte de recursos dos mesmos.• Envolve recursos do orçamento do CNPq, FNDCT/Fundos Setoriais e dos Estados.
  40. 40. PRONEX - situação atual• 05 (anteriores) + 19 (2008) convênios assinados e em execução• 351 projetos aprovados até o momento – Parceria 2008/2010• 6 termos aditivos para 2010/2012• 8 convênios novos 2010/2012.
  41. 41. PRONEX 2010 – 2013 Estados participantes Projetos em fase de seleção FAPESPA/PA * FAPEMA/MA * N: 1 estado FAPEPI/PI NE: 7 estados FUNCAP/CE * FACEPE/PE: 8 FAPEAL/AL * CO: 1 estado FAPITEC/SE * FAPEG/GO: 10 FAPESB/BA FAPES/ES: 10 SE: 4 estados FAA-DCT/PR FAPEMIG/MG:18 S: 1 estado FAPERJ/RJ * FAPESP/SP: 08(*) Estados que optaram por fazer Termo Aditivo ao convêniovigente, sem a firmatura de novo convênio para o período.Obs.:GO está em fase final de implementação.
  42. 42. Evolução dos Recursos para o PRONEX250.000.000,00200.000.000,00150.000.000,00100.000.000,00 50.000.000,00 0,00 2003/2004 2005/2006 2008/2009 2010/2011 ANO Valor Total (R$) Valor CNPq (R$) Valor FAPs (R$)
  43. 43. PRONEX Temático - Editais• Seleção por meio de Edital lançado pelo CNPq em parceria com o Ministério da Saúde e com Estados.• Contratação conjunta das propostas.• PRONEX Rede Malária – Edital 09/2009 – Participação de 7 FAP e Ministério da Saúde – Orçamento global de 15,4 milhões, sendo 5 milhões do CNPq, 5 do MS/DECIT. – 16 propostas aprovadas e em execução – Reunião de Avaliação agendada ainda para 2012.• PRONEX Rede Dengue – Edital 73/2009 – Participação de 20 FAP e Ministério da Saúde – Orçamento global de 22,4 milhões, sendo 5 milhões do CNPq e 5 do MS/DECIT. – Demanda bruta de 42 propostas – 15 propostas aprovadas e em execução
  44. 44. PRONEX – Rede Malária Edital CNPq Nº 09/2009 Estados participantes e projetos contratados FAPESPA/PA: 1N: 2 estados e 3 projetos FAPEAM/AM: 2CO: 1 estados e FAPEMAT/MT: 1 1 projeto SE: 3 estados e 12 projetos FAPERJ/RJ: 4 FAPEMIG/MG: 4 FAPESP/SP: 4
  45. 45. PRONEX – Rede Dengue Edital CNPq Nº 073/2009Estados participantes e projetos contratados FAPESB/BA: 2 NE: 2 estados e 4 projetos FACEPE/PE: 2 SE: 3 estados e 11 projetos FAPERJ/RJ: 5 FAPEMIG/MG: 5 FAPESP/SP: 1
  46. 46. Programa Primeiros Projetos – PPP• Iniciado em 2003 em parceria com os Estados• Recursos exclusivos dos Fundos Setoriais – Infra- estrutura• Primeiras parcerias 2003/2004 no valor global de R$ 37,5 milhões – encerrada.• Parcerias 2006/2007 – valor de R$ 30 milhões - em fase de encerramento• Parceria 2008/2009 – em fase de execução, valor de R$ 24,6 milhões – em execução, 771 projetos aprovados.
  47. 47. PPP - Situação atual• 19 (2008/2010) convênios assinados e em execução• 1495 projetos aprovados (2008/2010);• Nova parceria no valor global de R$ 63.375.000,00, já assinados com 17 Estados;• 636 projetos já selecionados – BA, CE, ES, MA, MG, PE, RN e SE.
  48. 48. PPP – 2008 Estados participantes Projetos em fase de seleçãoN: 6 estados e SECT/TO: 11 97 projetos FAPEMA/MA: 16 FEMACT/RR FAPEPI/PI: 32 FAPEAM/AM: 41 NE: 7 estados e 297 projetos FUNCAP/CE: 48 FAPESPA/PA: 27 FUNTAC/AC: 6 FAPERN/RN: 79CO: 3 estados e SEPLAN/RO: 12 FACEPE/PE: 14 151 projetos FAPEMAT/MT: 95 FAPITEC/SE: 24 FAPEG/GO: 10 FAPESB/BA: 84 FUNDECT/MS: 46 SE: 1 estado e 172 projetos FAPEMIG/MG:172S: 2 estados e 142 projetos FAADCT/PR: 94 FAPESC/SC: 48 * Obs.: Edital aberto ou a ser lançado.
  49. 49. PPP – 2010 Estados participantes Projetos em fase de seleção FAPEMA/MA: 22 N: 2 Estados FAPEPI/PI FAPESPA/PA FUNCAP/CE: 69 NE: 8 Estados FAPEAM/AM FAPERN/RN: 103 FACEPE/PE: 107CO: 2 Estados FAPEMAT/MT FAPEAL/AL FUNDECT/MS FAPITEC/SE: 90 FAPESB/BA: 77S: 2 Estados SE: 3 Estados FAPES/ES: 62 FAADCT/ PR FAPEMIG/MG:209 FAPESC/SC FAPESP/SP
  50. 50. Programa de apoio a Núcleos Emergentes – PRONEM• Lançado em 2010 para apoio a Núcleos Emergentes;• Valor global do Programa para 2010/2012 – R$ 90,9 milhões, sendo R$ 59,0 CNPq/FNDCT e R$ 31,9 milhões dos Estados• 16 Estados assinaram convênios com Programa e em execução• 263 projetos já aprovados – BA, CE, MA, MG, MT, PE, RJ, RN e RS.
  51. 51. PRONEM 2010 Estados participantes Projetos em fase de seleção FAPESPA/PAN: 2 estados FAPEMA/MA: 02 FAPEAM/AM FUNCAP/CE: 16 NE: 7 estados FAPERN/RN: 11 FACEPE/PE: 21 FAPEAL/ALCO: 2 estados FAPEMAT/MT: 17 FAPITEC/SE FUNDECT/MS FAPESB/BA: 20 SE: 2 estados FAPEMIG/MG: 54S: 3 estados FAA-DCT/PR FAPERJ/RJ: 63 FUNCITEC/SC FAPERGS/RS: 59
  52. 52. Outras Parcerias com repasse de recursos• Programa Astronomia – 4 Estados (AM, BA, CE, MG), valor global R$1,8 milhão, ½ CNPq, editais lançados.• Projeto Aquífero Guarani – 3 Estados (PR, RS, SC), valor global R$ 4,6 milhões, 2 milhões CNPq, em andamento (*PR e RS vigência expirada).• Projeto Rio Doce – 2 Estados (ES, MG), valor global R$ 3 milhões, ½ CNPq, editais lançados.• Biocombustível – Amazonas, valor global R$ 3 milhões, ½ CNPq, edital lançado.
  53. 53. Parcerias sem repasse de recursos• Programa RHAE – iniciado em 2007. Restrito aos Estados da região Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Espírito Santo.• 10 Estados com Acordos de Cooperação assinados – Estados lançam editais, selecionam projetos; – CNPq aprova Edital, aprova projetos e implementa parte das bolsas; – Recursos dos Fundos Setoriais repassados anualmente.
  54. 54. RHAE 2007 – 2010 Estados participantes e projetos aprovados FAPEAM/AM: 2 N: 1 estados e FAPEMA/MA: 2 2 projetos FUNCAP/CE: 16 NE: 7 estados e FAPERN/RN: 3 54 projetos FACEPE/PE: 15 FAPEAL/AL: 2 FAPEMAT/MT * CO: 2 estados e 9 projetos FAPITEC/SE: 2 FUNDECT/MS: 9 FAPESB/BA: 14 FAPES/ES: 4 SE: 1 estados e 4 projetos* Obs.: Edital a ser lançado.
  55. 55. Desenvolvimento Científico Regional• Concessão de Bolsas pelo CNPq e de auxilio pela FAP parceria;• Destinado a fixação de doutores nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, exceto Distrito Federal;• CNPq esta estudando alguns ajustes ao Programa.
  56. 56. DCR – situação atual – 2011 Estados participantes Cotas Concedidas / Utilizadas FEMACT/RR: 15/ 1 FAPEMA/MA: 15 / 3 SETEC/AP: 15 / 2 FAPEPI/PI: 28 / 639 cotas utilizadas N: 7 estados e FAPEAM/AM: 41/ 12 FUNCAPCE: 70/ 26 115 cotas utilizadas NE: 9 estados e SEDECT/PA: 60/ 08 FAPERN/RN: 35/ 9 FUNTAC/AC: 15/ 1 FAPESQ/PB: 40 / 1 SEPLAN/RO: 15/ 7 FACEPE/PE: 35/ 27 SECT/TO: 15/ 0* FAPEAL/AL: 25/ 8 FAPITEC/SE: 30/ 20 FAPESB/BA: 62/ 7CO: 3 estados e 51 cotas utiliz. SE: 1 estado FAPEMAT/MT: 30/ 10 FAPEG/GO: 35/ 14 FAPES/ES: 10/ 6 FUNDECT/MS: 42/ 19 * Criação da FAP/TO; em fase de seleção de propostas.
  57. 57. Programa CASADINHO / PROCAD• 3 Editais lançados;• 276 projetos implementados;• Recursos exclusivos do Fundo Setorial de Infra-estrutura;• Não existe parceria direta neste Programa;• Edital firmado em 2011 em parceria com a CAPES – Casadinho/ PROCAD - Execução iniciada.
  58. 58. PIBIC JÚNIOR Estados participantes Convênios e Acordos / Bolsas FAPEMA/MA*:100 N: 3 estadoS FAPEPI/PI*: 200 FAPEAM/AM*:250 FUNCAP/CE*:280 NE: 9 estados SEPLAN/RO *** FAPERN/RN*** FACEPE/PE*: 230 FUNTAC *** FAPESQ/PB*: 130 CO: 2 estados FAPEG/GO *** FAPEAL/AL*: 150 FAPITEC/SE**:160 FUNDECT/MS*:130 FAPESB/BA**:400 FAPES/ES*: 240 SE: 3 estados S: 2 estados FAPEMIG/MG*:450 FAADCT/PR**:159 UNICAMP*: 150 FAPESC**:140 UNESP**: 150(*) Convênio.(**) Acordo. (***) Acordo em fase de implementação.
  59. 59. Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS)• Financiamento de pesquisas aplicáveis ao SUS e de interesse dosEstados• Parceria no âmbito federal (MS/DECIT e MCTI/CNPq) via termo decooperação; e no âmbito estadual (CNPq e Fundações de Amparo/Secretarias de Saúde), via convênios• Fortalecimento da política científica e tecnológica em saúde nosestados• Definição de prioridades de pesquisa coordenada pelas SES emconjunto com as FAP, com base em seminários e oficinas de trabalho,e na análise dos indicadores de ciência e de saúde do estado
  60. 60. PPSUS – Investimentos MS/CNPq/Estados 100 90 80 70 36,9em R$ milhões 60 Estados MS/CNPq 50 40 19,5 30 18,1 50,6 20 9,1 30 10 22,5 12,1 0 2004-2005 2006-2007 2008-2009 2011
  61. 61. Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS)Situação Atual:• Convênios 2004 e 2006 – vigência encerrada• Convênios 2008 – 25 convênios vigentes - 790projetos contratados• Convênios 2011 – 10 convênios celebrados emdezembro/2011 (AM, CE, DF, MG, MS, PA, PE, PR,SC e SP)
  62. 62. PROGRAMA REPENSA – Redes de pesquisa em Agrobiodiversidade e Sustentabilidade de Agropecuária Recursos (R$ Mil) Contratado Empenhado CNPq (Custeio + Capital) 17.440 16.524 CAPES 5.000 - Embrapa 5.910 - TOTAL 28.350 16.524 FAPS Fundação Araucária 375 - 92 projetos FAPEAM 318 - contratados em FAPEMA FAPERGS 155 1.040 - - 21 Estados da FAPES 322 - FAPESB 435 - Federação FAPESPA 498 - (inclui DF) FAPITEC 60 - FUNDECT 160 - FAPEMIG 1.745 - FACEPE 250 - FAPEG 510 - FAPESP 1.800 - FAPESC 2.470 - TOTAL 10.138 TOTAL DA AÇÃO 38.488 16.524*CAPES, FAPS e Embrapa – Recursos aportados diretamente aosprojetos. Dados indisponíveis neste CNPq
  63. 63. PROGRAMA REFLORA (Repatriamento) Herbário Virtual Autenticado de Espécies da Flora do Brasil Parceria: CNPq, CAPES, FAPEAM, FAPESB, FAPES, FUNDECT, FAPEMA, FAPEMIG, FAPEPI, FAPESC, FAPDF, FAPEG, Fundação Araucária e FAPESPTotal aprovado: FAPs: R$ 1.224.830,60 - CAPES: R$ 1.557.794,76 - CNPq: R$ 2.851.174,79Empenhados: CUSTEIO+CAPITAL: R$ 1.305.887,79Saldo a empenhar CUSTEIO+CAPITAL: R$ 685.727,005BOLSAS PAGAS Mensalmente: R$ 859.560,00 -.OBS: - Falta assinar acordo com FAPEAM - Até o momento não houve repasse de recursos pela FAP-DF – (dois projetos)Encomendas: CNPq: R$ 5.898.086,20 - FAPERJ: R$ 2.000.000,00 - Natura: R$ 1.000.000,00Empenhados: CUSTEIO + CAPITAL: R$ 3.513.076,8Saldo a empenhar CUSTEIO+CAPITAL: R$ 861.909,40BOLSAS : R$ 1.523.100,00 - PAGAS Mensalmente.Programa REFLORA Internacional:Os repasses de recursos para Kew já iniciaram - referente primeira parcelaOs repasses de recursos para Paris continuam indefinidos. A Vale deverá confirmar até abril se farárepasse em 2012.
  64. 64. PROGRAMA SISBIOTA Sistema Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Parceria: CNPq, CAPES, FAPEAM, FAPESB, FAPITEC, FAPES, FUNDECT, FAPEMAT, FAPEMA, FAPEMIG, FAPESPA, FACEPE, FAPEPI, FAPESC, FAPDF, FAPEG, Fundação Araucária, FAPESP, FAPERN e FAPERGSTotal aprovado R$ 39.502.715,98 (FAPs: R$ 16.534.661,61 - CNPq: R$ 22.506.934,37)Empenhados: CUSTEIO+CAPITAL: R$ 6.969.905,19Saldo a empenhar CUSTEIO+CAPITAL: R$ 7.008.739,18BOLSAS PAGAS Mensalmente: R$ 8.528.290,00OBS: - Todos os acordos com as FAPS assinados - Até o momento não houve repasse de recursos pela FAP-DF – dois projetos cofinanciados
  65. 65. Edital 64/2009- Apoio a Centros e Museus de Ciência e Tecnologia Quadro orçamentário consolidado Propostas Valor alocadoUF FAPs Parcela CNPq Parcela FAPs Total aprovado aprovadas pelas FAPsAL FAPEAL 4 R$ 103.200,00 R$ 136.800,00 R$ 240.000,00 R$ 200.000,00AM FAPEAM 4 R$ 181.505,54 R$ 240.600,37 R$ 422.105,91 R$ 300.000,00BA FAPESB 7 R$ 369.963,74 R$ 490.417,06 R$ 860.380,80 R$ 500.000,00CE FUNCAP 5 R$ 307.802,51 R$ 408.017,26 R$ 715.819,77 R$ 500.000,00DF FAP-DF 11 R$ 694.389,95 R$ 889.910,94 R$ 1.584.300,89 R$ 1.000.000,00ES FAPES 5 R$ 319.946,28 R$ 424.114,84 R$ 744.061,12 R$ 500.000,00GO FAPEG 3 R$ 208.565,42 R$ 259.565,54 R$ 468.130,96 R$ 300.000,00MA FAPEMA 3 R$ 86.000,00 R$ 114.000,00 R$ 200.000,00 R$ 200.000,00MG FAPEMIG 10 R$ 774.877,56 R$ 992.859,19 R$ 1.767.736,75 R$ 1.000.000,00MS FUNDECT 4 R$ 215.000,01 R$ 284.999,99 R$ 500.000,00 R$ 500.000,00MT FAPEMAT 4 R$ 218.059,02 R$ 289.054,98 R$ 507.114,00 R$ 300.000,00PA FAPESPA 1 R$ 49.422,85 R$ 55.732,15 R$ 105.155,00 R$ 300.000,00PE FACEPE 12 R$ 764.708,95 R$ 983.765,41 R$ 1.748.474,36 R$ 1.000.000,00PR Fund.Araucária 5 R$ 301.706,26 R$ 250.000,00 R$ 551.706,26 R$ 250.000,00RJ FAPERJ 11 R$ 751.115,86 R$ 945.062,47 R$ 1.696.178,33 R$ 1.000.000,00RN FAPERN 6 R$ 381.930,23 R$ 497.105,39 R$ 879.035,62 R$ 500.000,00RS FAPERGS 6 R$ 329.801,02 R$ 298.609,67 R$ 628.410,69 R$ 300.000,00SC FAPESC 3 R$ 186.884,30 R$ 214.352,28 R$ 401.236,58 R$ 300.000,00SE FAPITEC 2 R$ 189.200,00 R$ 250.800,00 R$ 440.000,00 R$ 200.000,00 Total = 106 R$ 6.434.079,50 R$ 8.025.767,54 R$ 14.459.847,04 R$ 9.150.000,00
  66. 66. Evolução do FNDCT (2003-2011)4,000 R$ milhões3,500 3,334 3,158 2,9483,000 2,811 611 (18%)2,500 454 962 (16%) 2,153 (33%)2,000 1,771 1,646 635 1,440 (30%)1,500 3,158 1,224 675 2,724 (38%) 863 2,3571,000 811 (52%) 1,986 595 (56%) (49%) 1,518 500 1,095 628 629 783 0 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 PLOA Reserva de contingência FNDCT (% contingenciamento)
  67. 67. MUITO OBRIGADO!!! presidencia@cnpq.br

×