Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaCONFAPSão Paulo, 24 de maio de 2013Ana Paula Reche CorrêaCGNAC/DCOI/CNPq
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaAnálise de desempenho das FAPse do CNPq
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaDesempenho financeiro:prontos para pagamento pelo CNPq•
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaBalanço do registro de aportes:CNPq e FAPs
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaFAPs e os INCTsUNIDADE DAFEDERAÇÃOTOTALRECOMENDADOTOTAL CNPq TOTAL FAPTOTALMIN.SAÚDE...
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaFAPs interessadas em parceriapara nova chamada INCTFAP UFRecursos informados paranov...
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaGestores InstitucionaisFerramentas da Plataforma IntegradaCarlos Chagas – PICCPara a...
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaConsultar Concessõespor UF• Clicar na opção Por UF no menu esquerdo daPICC
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaConsultar Concessõespor UF – detalhamento por instituiçãoClicar na opção Descrição p...
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaConsultar Concessõespor UF - detalhamento por bolsista• Detalhamento da consulta.
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaAtualização da norma DCR• Inclusão de S e SE na vertente interiorização• A norma atu...
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaAtualização da norma DCR• Substituição do pagamento de passagens porum auxílio locom...
Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaObrigada!
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Análise de desempenho das Faps e CNPq

329 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
329
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
34
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Análise de desempenho das Faps e CNPq

  1. 1. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaCONFAPSão Paulo, 24 de maio de 2013Ana Paula Reche CorrêaCGNAC/DCOI/CNPq
  2. 2. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaAnálise de desempenho das FAPse do CNPq
  3. 3. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaDesempenho financeiro:prontos para pagamento pelo CNPq•
  4. 4. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaBalanço do registro de aportes:CNPq e FAPs
  5. 5. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaFAPs e os INCTsUNIDADE DAFEDERAÇÃOTOTALRECOMENDADOTOTAL CNPq TOTAL FAPTOTALMIN.SAÚDE OUPETROBRASAmazonas 5.402.155,59 3.116.160,40 2.285.995,19 -Minas Gerais 33.960.508,87 15.290.335,49 15.239.713,52 3.430.459,87Pará 6.061.541,39 2.739.719,41 2.569.319,41 752.502,58Piauí 1.037.265,38 518.632,69 518.632,69 -Rio de Janeiro 29.027.248,23 13.401.036,68 12.735.801,76 2.890.409,80Santa Catarina 5.586.589,22 2.467.183,36 2.467.183,36 652.222,50São Paulo 71.618.184,42 34.787.174,11 34.787.174,12 2.043.836,19152.693.493,10 72.320.242,13 70.603.820,04 9.769.430,94Acordos em andamento: AM, RJ e SP
  6. 6. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaFAPs interessadas em parceriapara nova chamada INCTFAP UFRecursos informados paranova chamada INCTFAPEAM AM R$ 12.000.000,00FAPESB BA R$ 10.000.000,00FAPES ES R$ 6.000.000,00FAPEG GO R$ 6.000.000,00FAPEMIG MG R$ 50.000.000,00FUNDECT-MS MS R$ 500.000,00FAPESPA PA R$ 4.000.000,00FAADCT PR R$ 1.000.000,00FAPERJ RJ R$ 50.000.000,00FAPERGS RS R$ 2.800.000,00FAPESC SC R$ 1.500.000,00FAPITEC SE R$ 1.000.000,00FAPESP SP R$ 100.000.000,00R$ 244.800.000,00TOTAL
  7. 7. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaGestores InstitucionaisFerramentas da Plataforma IntegradaCarlos Chagas – PICCPara as FAPs
  8. 8. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaConsultar Concessõespor UF• Clicar na opção Por UF no menu esquerdo daPICC
  9. 9. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaConsultar Concessõespor UF – detalhamento por instituiçãoClicar na opção Descrição para visualizar odetalhamento da consulta.
  10. 10. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaConsultar Concessõespor UF - detalhamento por bolsista• Detalhamento da consulta.
  11. 11. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaAtualização da norma DCR• Inclusão de S e SE na vertente interiorização• A norma atual cita: “N, NE e CO, excluindo DF eincluindo ES”.• Exclusão da vertente empresarial• Alteração da viabilização de cota por saldo naimplementação• Proposta de chamadas e não de fluxo contínuo
  12. 12. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaAtualização da norma DCR• Substituição do pagamento de passagens porum auxílio locomoção• Inclusão, na norma:– da necessidade do acordo (já feito na prática– da contrapartida estadual (o instrumento, não ovalor)– do pagamento de pesquisador aposentado– do bolsista DT
  13. 13. Mi ni st ér i o daCiência e TecnologiaObrigada!

×