Estratégias pedagógicas para inclusão

32,434 views

Published on

Essa apresentação fala de estratégias pedagógicas que podem ser utilizadas com alunos portadores de Síndrome de Down

Published in: Education
1 Comment
23 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
32,434
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
874
Actions
Shares
0
Downloads
1,054
Comments
1
Likes
23
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Estratégias pedagógicas para inclusão

  1. 1. Estratégias Pedagógicas parainclusão de alunos portadores deSíndrome de DownGrupo E
  2. 2. A limitação cognitiva presente na síndrome de Down varia de pessoa parapessoa, alterando assim, o ritmo de aprendizagem, o processamento deinformação e também a memória visual, a memória auditiva, a atenção e amotivação. Essas alterações tornam a aprendizagem diferente, maislenta, mas não impossível.Introdução
  3. 3. Um ponto muito importante nasadaptações curriculares dos alunos comSíndrome de Down é a necessidade dedecompor os objetivos em objetivosparciais. Precisamos analisar os passosintermediários necessários para alcançarum objetivo final, de maneira que odiscente possa adquirir um determinadoconteúdo sem lacunas e sem deixar delado aspectos básicos que nãocompreenda.Introdução
  4. 4. Alguns princípios básicos devem ser considerados em relação ao ensino de pessoasespeciais como as portadoras de Síndrome de Down:As atividades devem ser centradas em coisas concretas, que devem sermanuseadas pelos alunos;As experiências devem ser adquiridas no ambiente próprio do aluno;Situações que possam provocar estresse ou venham a ser traumatizantes devemser evitadas;O aluno deve ser respeitado em todos aspectos de sua personalidade;A família do aluno deve participar do processo intelectivo.Introdução
  5. 5. Existem cinco perguntas chaves que a equipe pedagógica e professores devem fazerna hora de realizar uma adaptação curricular:Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  6. 6. Na hora de desenvolver uma adaptação curricular em um aluno com Síndrome deDown, devemos ter em conta as características particulares destes, não obstantesuas diferenças individuais. As pessoas com Síndrome de Down possuem umaspeculiaridades que os diferenciam do resto dos alunos. Estas afetam a seu modo dereceber e processar a informação, e, portanto é fundamental trabalhar de maneiraespecializada em cada uma destas áreas. Estas diferenças estão em:1. A percepção.2. A atenção3. A memória4. A leitura e a escrita5. A psicomotricidade6. O raciocínio lógico matemáticoDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  7. 7. A percepçãoOs alunos com Síndrome de Down possuem dificuldades a nível perceptivo queafetam a assimilação dos estímulos que recebe. Para auxiliar a minimizar taisdificuldades, pode-se seguir as seguintes orientações:a) Mostrar os estímulos utilizando o maior número possível de vias sensoriais.Explorar ao máximo o canal visual utilizando imagens ou palavras escritas;b) Ao iniciar a atividade é importante que a criança manipule livremente omaterial, deste modo a aprendizagem será vivenciada e partirá da experiência doaluno. Depois, é necessário conversar com o aluno sobre o que farão, parafinalizar, representa-se graficamente o que se fez e coloca-se uma etiqueta noconceito.Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  8. 8. A percepção - exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  9. 9. A atenção.Os alunos com Síndrome de Down apresentam muita dificuldades em fixar aatenção, distraem-se com muita facilidade. Por isso é importante:a) Dar instruções claras e precisas, pouco numerosas, assim como fazê-lasacompanhadas do professor ou de um modelo;b) Começar com tarefas que requeiram pouco tempo de execução, a fim de que otempo de atenção exigido para realizar a atividade seja breve, ir gradativamenteaumentando o tempo de atenção;c) Elaborar atividades que prendam a atenção do aluno / motive-o, para que suaatenção se mantenha ativada.d) Pode-se utilizar jogos que trabalhem a atenção como o jogo “Cara a Cara”, jogosem que ele terá que observar uma imagem/ modelo e representar ou procurar umigual, jogo dos 7 erros, quebra cabeça, dominó, caça palavras / caça figuras...Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  10. 10. A atenção - exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação CurricularAtividades de figura-fundo (encontradas em revistas de passatempo). Trabalha aatenção para as atividades.
  11. 11. A memóriaOs alunos com Síndrome de Down possuem dificuldades na memória, para recordaralgo, é necessário adquiri-lo, retê-lo e mais tarde reconhecê-lo ou recordá-lo. Porisso, é importante:a) Trabalhar primeiro as estratégias de reconhecimento, por exemplo:Ao se trabalhar alimentação saudável, apresentar para o aluno várias frutas para queele as manipule, encartes de mercados e figuras, a partir disto, faz-se uma lista dealimentos saudáveis e alimentos que não se pode comer muito por que faz mal ásaúde. Depois disso é que entra o conceito de alimentação saudável. Para que oaluno recorde o conceito, é necessário utilizar as estratégias /recursos utilizados nainiciação do conteúdo. Esta recomendação também é aplicável na avaliação, já quese perguntarmos sobre um conceito, frequentemente os alunos com síndrome dedown não conseguirão nos responder.Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  12. 12. A memóriab) Para melhorar a memória é importante apoiar-se no maior número possível decanais de entrada / estimulação: visual, auditivo, tátil, utilizar o jogo da memória...Desenvolvimento da estratégiaAdaptação CurricularSugestão Avental de Histórias: Após contar ahistória para o aluno, retirar um dospersonagens e perguntar qual está faltando.
  13. 13. A leitura e a escritaQuanto à escrita, os alunos com Síndrome de Down apresentam grandesdificuldades na hora de escrever, não só em relação à grafia, mas também quanto àrelação letra/som e ortografia. Por isso é importante:a) Trabalhar todos os aspectos da escrita, não limitar apenas na grafia, mas realizartambém a análise e síntese das palavras (primeira letra/sílaba – última letra/sílaba –quantas letras/sílabas a palavra tem / listar outras que comecem /terminem igual –palavras que rimam...)b) Não se limitar à escrita manual, mas utilizar também o alfabeto móvel, ocomputador com o fim de trabalhar a escrita, construir letras / palavras utilizandomassinha de modelar, construir maquetes, utilizar atividades que envolvammúsica, textos que rimam, livro de imagens ou com textos simples, leituraincidental, dominó de palavras/figuras...Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  14. 14. A leitura e a escrita – exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  15. 15. A leitura e a escrita – exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  16. 16. A leitura e a escrita - exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  17. 17. A psicomotricidadea) Trabalhar o controle motor, a coordenação dos movimentos, a lateralidade, oequilíbrio, a imagem corporal e as relações espaço - temporais.b) Aproveitar as aulas de educação física para trabalhar a integração do aluno nogrupo assim como a socialização.c) Trabalhar a psicomotricidade ampla / fina: Deslocar-se em espaço abertoutilizando vários tipos de recursos, como bola, bambolê, etc, utilizar-se debrincadeiras cantadas, músicas infantis...Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  18. 18. A psicomotricidade - exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação CurricularBrincadeiras de roda: desenvolve a coordenaçãosensório-motora, educa o sensorítmico, desenvolve o gosto pela musica edisciplina emoções como timidez, agressividade etambém a atenção. Desenvolvem também asnoções de tempo, de espaço, contagem e noçãode par.Atividades de recortar: Além de contribuir para odesenvolvimento cognitivo, trabalha amotricidade fina, colaborando também para amelhora da grafia.
  19. 19. O raciocínio lógico-matemáticoOs alunos com Síndrome de Down têm dificuldades na compreensão dos conceitosabstratos, a compreensão das relações entre os objetos e a lógica. Por isso, éimportante:a) Partir das aprendizagens funcionais e que tenham representação na vida do aluno;b) Trabalhar os conceitos mediante a manipulação dos materiais e a vivência atravésde material concreto;c)Solicitar que o aluno agrupe imagens ou objetos e depois perguntar qual foi ocritério utilizado, porque ele agrupou as imagens/objetos daquele jeito. Trabalharagrupamentos por cor, tamanho, utilização....Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  20. 20. O raciocínio lógico-matemáticod) Perceber as diferenças entre os agrupamentos(mais/menos, muito/pouco, grande/pequeno) através de material concretoe) Reconhecer as formas geométricas, as cores, os números...f) Desenvolver a noção de temporalidade (hoje/ontem/amanhã - manhã/tarde/noite)através de figuras, relação com momentos / afazeres do dia: Pela manhã tomo caféda manhã, Janto á noite, á tarde estou na escola estudando.....Desenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  21. 21. O raciocínio lógico-matemático: exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  22. 22. O raciocínio lógico-matemático: exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  23. 23. O raciocínio lógico-matemático: exemplos de atividades e recursosDesenvolvimento da estratégiaAdaptação Curricular
  24. 24. ConclusãoO aluno Down, tem que ser visto de forma global e educá-lo não é apenas trabalhara mente e sim o todo, abrangendo cada aspecto, inclusive a necessidade deinteragir com o meio tendo contato direto com o universo de objetos esituações, que o cercam podendo assim efetivar suas construções sobre a realidade.Todas as atividades proporcionadas ao aluno devem ter por objetivo aaprendizagem ativa que possibilite ao mesmo, desenvolver suas habilidades. Frentea grande variação das habilidades e dificuldades da Síndrome de Down, programasindividuais devem ser considerados e nestes enfatiza-se as possibilidades deaprendizagem de cada um e a motivação necessária para o desenvolvimento destas.Para tanto, o professor deve conhecer as diferenças de aprendizagem de cadacriança de forma a organizar seu trabalho e programação didática.
  25. 25. Fontes Utilizadashttp://www.diversa.org.br/uploads/gestao_publica/caderno_pedagogico_deficiencia_intelectual_sindrome_de_down.pdfhttp://www.pedagogiaaopedaletra.com.br/posts/aprendizagem-do-aluno-com-sindrome-de-down/

×