Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Nos últimos anos têm sido reconhecidas várias
infecções humanas até então desconhecidas, bem
como a reemergência de outras...
São aquelas que aparecem em algum
momento na população sem terem nunca antes
noticiadas.
São doenças cuja incidência em humanos foi
aumentada durante as últimas duas décadas ou
que poderão ameaçar a humanidade n...
São aquelas devidas ao reaparecimento ou,
aumento do número de infecções por uma doença
já conhecida, mas que, por ter vin...
Vírus Sabiá.
Como outros arenavírus Novo Mundo, a via de
transmissão é aérea com partículas de vírus em
aerossol. O contat...
Sinais e sintomas
 Febre, cefaleia, mialgia de garganta, náuseas,
vômitos, fraqueza e dores
 Sintomas adicionais incluem...
Tratamento
Como outros arenavírus , vírus Sabiá se mostrou
sensível ao tratamento com Ribavirina.
Além disso, o tratamento...
AIDIS
 Primeiros casos na década de 80.
 Casos esporádicos de mortes misteriosas mais
antigo deles em 1959.
 sigla em i...
AIDS OU HIV?
É causada por um vírus, o
HIV, que ataca os glóbulos brancos do sangue,
responsáveis pela defesa do
organismo...
As drogas antivirais desenvolvidas até agora
conseguem retardar um pouco os sintomas da
AIDS, mas produzem efeitos colater...
EBOLA
A primeira aparição se deu em julho de 1976, no
Sudão com índice de letalidade de 50% e recebeu o
nome de Ebola-Sudã...
EBOLA
As epidemias do Ebola até agora iniciaram e
findaram de modo abrupto, sem nenhuma causa
aparente. "Ele aparece do me...
Ebola vírus:
Considerado como agente etiológico de uma
doença nova e também emergente.
Hepatite C:
Identificado em 1989, e...
Encefalite Espongiforme:
É uma nova variante da doença de Creutzfeldt –
Jakob (uma doença do sistema nervoso central que
n...
Encefalite Espongiforme:
A doença é assintomática e o portador tem uma vida normal;
quando a destruição dos tecidos cerebr...
Haemophilus Influenza (H5N1):
Esse vírus influenza é um conhecido patógeno de
pássaros, mas foi isolado de um caso humano ...
Vírus Haemophilus influenza - HIV
Outro exemplo de vírus emergente conhecido é o
HIV, mas por ser um vírus considerado nov...
Cólera
A cólera reapareceu em países onde ela já havia
desaparecido na medida em que as condições de
saneamento e alimenta...
Dengue
A Dengue se espalhou por vários países do
sudeste asiático desde a década de 50 e reemergiu
na América na década de...
Difteria
Reemergiu na Federação Russa e algumas outras
repúblicas da antiga União Soviética em 1994 e
culminou em 1995 com...
Febre Rift Valley (RVF)
Doença caracterizada por febre e mialgia, mas em
alguns casos progride para retinite, encefalite o...
Febre Amarela
Exemplo de doença para a qual há várias vacinas, mas,
devido ao uso não generalizado para todas as áreas de
...
Tuberculose
A tuberculose se comporta como uma doença
reemergente devido ao aumento gradativo de
casos no passar dos últim...
 Crescente número de pessoas vivendo e se
deslocando pelo mundo.
 Rápidas e intensas viagens internacionais.
 Superpopu...
"Entendem-se por educação ambiental os
processos por meio dos quais o indivíduo e a
coletividade constroem valores sociais...
A dimensão da educação, enquanto área
cooperadora na atuação da Enfermagem é de
grande relevância, devendo ser tomada como...
Cientes dos aumentos tecnológicos que
contribuíram de forma ímpar para o avanço da
Ciência e conhecimento sabem que diaria...
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Doenças emergentes
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Doenças emergentes

6,028 views

Published on

Alguma doenças Novas, Emergentes e Reemergentes.

Published in: Health & Medicine
  • Login to see the comments

Doenças emergentes

  1. 1. Nos últimos anos têm sido reconhecidas várias infecções humanas até então desconhecidas, bem como a reemergência de outras que, ao longo dos anos, haviam sido controladas. Nesta pesquisa iremos destacar assuntos relacionados às doenças Novas Emergentes e Reemergentes.
  2. 2. São aquelas que aparecem em algum momento na população sem terem nunca antes noticiadas.
  3. 3. São doenças cuja incidência em humanos foi aumentada durante as últimas duas décadas ou que poderão ameaçar a humanidade num futuro próximo.
  4. 4. São aquelas devidas ao reaparecimento ou, aumento do número de infecções por uma doença já conhecida, mas que, por ter vindo causando tão poucas infecções, já não estava sendo considerado um problema de saúde pública.
  5. 5. Vírus Sabiá. Como outros arenavírus Novo Mundo, a via de transmissão é aérea com partículas de vírus em aerossol. O contato próximo com pessoas infectadas ou reservatórios animais suspeitos de serem vetores são fatores-chave no diagnóstico do vírus Sabiá.
  6. 6. Sinais e sintomas  Febre, cefaleia, mialgia de garganta, náuseas, vômitos, fraqueza e dores  Sintomas adicionais incluem diarréia, conjuntivite, dor epigástrica e sangramento nas gengivas.  Leucopenia, trombocitopenia e proteinúria foram presentes em cada caso, embora estes dificilmente são exclusivos para o vírus.  Hemorragia gastrointestinal foi relatado e febre hemorrágica generalizada parece ter sido exibido em todos os casos.
  7. 7. Tratamento Como outros arenavírus , vírus Sabiá se mostrou sensível ao tratamento com Ribavirina. Além disso, o tratamento de sintomas relacionados à desidratação e sangramento também é recomendado. A hemorragia é muitas vezes a principal preocupação, o que significa que a ingestão de líquidos deve ser cuidadosamente monitorizados para compensar vazamento vascular e edema.
  8. 8. AIDIS  Primeiros casos na década de 80.  Casos esporádicos de mortes misteriosas mais antigo deles em 1959.  sigla em inglês de "Acquired Immune Deficiency Syndrome" Síndrome da Imunodeficiência Adquirida.
  9. 9. AIDS OU HIV? É causada por um vírus, o HIV, que ataca os glóbulos brancos do sangue, responsáveis pela defesa do organismo. O organismo debilitado fica então suscetível ao ataque de germes oportunistas, que provocam vários tipos de infecções.
  10. 10. As drogas antivirais desenvolvidas até agora conseguem retardar um pouco os sintomas da AIDS, mas produzem efeitos colaterais e também são, mais cedo ou mais tarde, dribladas pelo vírus. Além disso, já foram identificados (até o presente) nove subtipos do vírus HIV. Uma vacina que fosse eficaz para um desses subtipos não o seria para os outros.
  11. 11. EBOLA A primeira aparição se deu em julho de 1976, no Sudão com índice de letalidade de 50% e recebeu o nome de Ebola-Sudão. Matou centenas de pessoas. Em setembro de 1976, o vírus surgiu simultaneamente em 55 aldeias do Zaire com um efeito devastador, com um índice de letalidade de 90%. Essa variedade do vírus foi chamada Ebola-Zaire.
  12. 12. EBOLA As epidemias do Ebola até agora iniciaram e findaram de modo abrupto, sem nenhuma causa aparente. "Ele aparece do meio do nada e desaparece do mesmo jeito”. No Zaire em maio de 1995. O Ebola mata 90% de suas vítimas e a morte ocorre em poucos dias.
  13. 13. Ebola vírus: Considerado como agente etiológico de uma doença nova e também emergente. Hepatite C: Identificado em 1989, esse vírus é agora conhecido como a maior causa de hepatite pós - transfusional no mundo, com aproximadamente 90% dos casos no Japão, EUA e leste da Europa.
  14. 14. Encefalite Espongiforme: É uma nova variante da doença de Creutzfeldt – Jakob (uma doença do sistema nervoso central que normalmente aparece na meia-idade, por volta dos cinquenta anos. Essa doença emergiu em 1980.
  15. 15. Encefalite Espongiforme: A doença é assintomática e o portador tem uma vida normal; quando a destruição dos tecidos cerebrais atinge um determinado ponto aparecem os primeiros sintomas: dificuldades de concentração, perda de memória, dificuldades na coordenação de movimentos e visão, entre outros. À medida que a doença progride a situação depressa evolui para uma demência progressiva, ataques epilépticos, convulsões musculares, etc.; até que o paciente perde todas as capacidades físicas e psíquicas, ficando acamado ou em estado de coma. Entre 90 a 95% dos portadores da Doença de Creutzfeldt-Jakob morrem um ano após o início dos primeiros sintomas! Não existe detecção diagnóstica inicial. Tratamento somente sintomático.
  16. 16. Haemophilus Influenza (H5N1): Esse vírus influenza é um conhecido patógeno de pássaros, mas foi isolado de um caso humano pela primeira vez em 1997. A emergência do vírus influenza (H5N1) em humanos inicialmente encontrou um possível cenário da nova pandemia de influenza esperada, mas o vírus por ser transmitido pobremente, parece ter tido sua dispersão contida em 1997.
  17. 17. Vírus Haemophilus influenza - HIV Outro exemplo de vírus emergente conhecido é o HIV, mas por ser um vírus considerado novo, estará representado no item de doenças novas.
  18. 18. Cólera A cólera reapareceu em países onde ela já havia desaparecido na medida em que as condições de saneamento e alimentação se deterioraram. Em 1991, na América do Sul, mais de 390 mil casos foram notificados, sendo que por um século não se registravam casos de cólera.
  19. 19. Dengue A Dengue se espalhou por vários países do sudeste asiático desde a década de 50 e reemergiu na América na década de 90, como consequência da deterioração do controle ao mosquito e a disseminação do vetor em áreas urbanas.
  20. 20. Difteria Reemergiu na Federação Russa e algumas outras repúblicas da antiga União Soviética em 1994 e culminou em 1995 com mais de 50.000 casos relatados. A reemergência está associada a um declínio dramático nos programas de imunização seguidos de uma “falência” nos serviços de saúde que se iniciou com o fim da URSS.
  21. 21. Febre Rift Valley (RVF) Doença caracterizada por febre e mialgia, mas em alguns casos progride para retinite, encefalite ou hemorragia. Seguindo uma anormal temporada chuvosa no Kenia e na Somália no fim de 1997 e início de 1998, RVF ocorreu em vastas áreas, causando febre hemorrágica e morte pela população humana. O severo grau desta doença se deve a muitos fatores, incluindo condições climáticas, má nutrição e possivelmente, outras infecções.
  22. 22. Febre Amarela Exemplo de doença para a qual há várias vacinas, mas, devido ao uso não generalizado para todas as áreas de risco, epidemias continuam a ocorrer. A ameaça da febre amarela está presente em 33 países africanos e 8 sul americanos. É comum em florestas tropicais onde o vírus sobrevive em macacos. As pessoas levam vírus para os vilarejos e a simples presença de um vetor espalha rapidamente a doença, que mata facilmente pessoas imuno-suprimidas.
  23. 23. Tuberculose A tuberculose se comporta como uma doença reemergente devido ao aumento gradativo de casos no passar dos últimos anos. Isto se dá devido ao processo de seleção responsável pela existência de cepas altamente resistentes a antibióticos. Além disso, o HIV contribui largamente para a manifestação da doença.
  24. 24.  Crescente número de pessoas vivendo e se deslocando pelo mundo.  Rápidas e intensas viagens internacionais.  Superpopulação em cidades com precárias condições sanitárias.  Aumento da exposição humana a vetores e reservas naturais.  Alterações ambientais e mudanças climáticas.
  25. 25. "Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.“ Política Nacional de Educação Ambiental - Lei nº 9795/1999, Art.1º.
  26. 26. A dimensão da educação, enquanto área cooperadora na atuação da Enfermagem é de grande relevância, devendo ser tomada como indispensável na prática profissional. Pode-se dizer que constitui papel intrínseco do enfermeiro fomentar as questões educacionais em saúde que envolve seus diferentes contextos de trabalho.
  27. 27. Cientes dos aumentos tecnológicos que contribuíram de forma ímpar para o avanço da Ciência e conhecimento sabem que diariamente existe o anuncio de uma nova doença, bem como a cura para algumas emergentes e reemergentes. O Enfermeiro Educador ainda é a ferramenta mais segura para orientar a equipe e população.

×