Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
PETSaiba mais:
O que é PET?• Poli (Tefeftalato de Etileno), Poliéster, Polímero  Termoplástico;• Melhor e mais resistente plástico para f...
• As embalagens Pet são 100% recicláveis e a sua  composição química não produz nenhum produto  tóxico;• É um plástico de ...
HISTÓRICO• A descoberta do PET aconteceu em 1928, nos laboratórios da  Du Pont, pela equipe liderada pelo Dr. W. H. Caroth...
• o PET bi orientado tornou-se disponível nos anos 60 com  grande aplicação para condimentos de alimento;• Na mesma década...
Processo de Obtenção• O Pet é um poliéster saturado formado pela do ácido tereftaláto (TPA)  ou dimetil tereftaláto (DMT) ...
• Os grãos de Pet são inicial submetidos a um aquecimento a 160-  170°C para promover a cristalização parcial e a secagem;...
Estrutura Molecular• As moléculas do PET tendem a girar  em torno das ligações C-O para  permitir maior aproximação entre ...
Principais Características do PET• Como plástico de engenharia, ele é um  plástico injetado. E suas propriedades variam  d...
Processamento do PET• Os polímeros utilizados para moldagem por injeção ou  extrusão podem apresentar estrutura amorfa ou ...
• Secagem: O processo consiste em insuflar ar quente e seco  proveniente de um secador num de secagem,os quais,silo e seca...
Propriedades• As propriedade do PET são acentuadamente  diferentes em função do grau de cristalização da  resina;• Impurez...
Massa Molar• Massa molar ponderal média do PET usada para a  confecção de garrafas pode chegar a 45 000  g/mol.Para a fabr...
Cristalinidade• A cristalinidade de um polímero depende da sua estrutura  molecular e é determinada pela forma das suas  m...
PET AMORFO• Menor resistência mecânica ,menor rigidez(menor  modulo de elasticidade) e menor resistência; térmica  quando ...
PET CRISTALIZADO TERMICAMENTE                (não orientado)• Alta resistência mecânica e térmica,alta rigidez  comparado ...
PET Bi – orientado ( garrafa)• Alta resistência mecânica e maior rigidez  quando comparado ao PET cristalizado  termicamen...
PROPRIEDADES MECÂNICAS• A utilização do PET como plástico de  engenharia teve um grande impulso devido à  alta resistência...
PROPRIEDADES DE BARREIRA• O PET é atóxico e apresenta baixa  permeabilidade a umidade e a gases,em  especial ao dióxido de...
LEVEZA• O PET é quase dez vezes mais leve que o vidro  para a mesma quantidade de bebida  carbonatada.
TRANSPARÊNCIA E BRILHO• Quando há necessidade de um visual  atraente, o PET é também recomendado visto  que a claridade, a...
RESISTÊNCIA QUÍMICA• Os poliésteres são caracterizados pela sua  excelente resistência a uma variedade de  produtos químic...
APLICAÇÕES• Na forma de filamentos é aplicado como fio para tecelagem e  como reforço onde se objetiva a maioria das propr...
TIPOS DE PET• APET Poli (Tereftalato de etileno glicol) - Embalagens termo  formadas para alimentos, tais como frutas,bolo...
Aplicações na área médica• Frascos soprados para envase de meios de  cultura para laboratórios microbiológicos e  embalage...
MERCADO• Em 1996, o País era o terceiro maior consumidor mundial do PET no  segmento de bebida carbonatada – principal mer...
• O mercado de higiene e limpeza, por sua vez, já se rendeu à resina.     “No segmento de detergentes, as grandes marcas e...
Gráfico de consumo de embalagens:
RECICLAGEM• O PET amplia sua atuação em seu próprio mercado e se volta  para o PET reciclado. No ano passado, 48% das emba...
Formas de reciclar:• O PET pode ser reciclado de três maneiras  diferentes:• 1 - Reciclagem química;• 2 - Reciclagem energ...
Fases de reciclagem• RECUPERAÇÃO: Nesta fase, as embalagens que  seriam atiradas no lixo comum ganham o status de  matéria...
Gráfico da reciclagem pós consumo
CURIOSIDADES• A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e  Social(BNDES) aprova financiamento de R$ 350 m...
Cai o consumo de PET, mas reciclagem sobe ...• O consumo do polietileno tereftalato (PET) deve encolher 5%  neste ano, com...
*Perspectivas Setor prevê para este ano apenas 3% de                          crescimento                     Márcio Azeve...
Imagens do PET processado:
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

PET - Saiba mais

24,128 views

Published on

  • Be the first to comment

PET - Saiba mais

  1. 1. PETSaiba mais:
  2. 2. O que é PET?• Poli (Tefeftalato de Etileno), Poliéster, Polímero Termoplástico;• Melhor e mais resistente plástico para fabricação de garrafas e embalagens para refrigerantes e entre outros produtos;• Proporciona alta resistência mecânica (impacto) e química, além de ter excelente barreira para gases e odores;
  3. 3. • As embalagens Pet são 100% recicláveis e a sua composição química não produz nenhum produto tóxico;• É um plástico de engenharia de uso geral que representa uma excelente combinação de rigidez e tenacidade entre outras características;• Reúne duas importantíssimas características, baixa permeabilidade aos gases CO2 e O2 e elevada relação leveza/resistência, os fatores decisivos para a sua aplicação neste setor;
  4. 4. HISTÓRICO• A descoberta do PET aconteceu em 1928, nos laboratórios da Du Pont, pela equipe liderada pelo Dr. W. H. Carothers, que estava estudando as reações da condensação entre glicóis e ácidos dibasicos;• Procurava polímeros para a produção de fibras, a serem substituição a seda;• No início foram obtidos um número de poliésteres com baixa massa molecular, sem nenhuma propriedade comercial importante;• Nos anos 50 este poliéster foi usado principalmente na industria têxtil, pela Du pont e pela ICI;
  5. 5. • o PET bi orientado tornou-se disponível nos anos 60 com grande aplicação para condimentos de alimento;• Na mesma década, a Goodyear passou a utilizar este termoplástico na confecção de pneus;• Em 1973 o processo de injeção e sopro com bi orientação, desenvolvida pela Du Pont, permitiu a introdução do PET na aplicação como garrafas, o que revolucionou o mercado de embalagens; principalmente o de bebidas carbonatadas;• O PET como garrafa apenas se tornou disponível no Brasil em 1989;
  6. 6. Processo de Obtenção• O Pet é um poliéster saturado formado pela do ácido tereftaláto (TPA) ou dimetil tereftaláto (DMT) e do etileno glicol(EG);• Catalizadores comuns na polimerização do Pet são metais, óxidos ou sais metálicos. Polímero obtido pela etapa de poli condensação;• Este polímero possui massa molar de ordem 20 000 a 29 000 g/mol viscosidade de em tono de 0,65dl/g adequado a aplicações como fibra têxtil, filmes orientados reforçados com fibra de vidro e fitas magnéticas;• A aplicação do Pet para embalagens sopradas requer um polímero com massa acima de 40 000g/mol e viscosidade intrínseca superior a 0,70 dl/g, o que não é possível de se obter apenas com o processo de poli condensação;
  7. 7. • Os grãos de Pet são inicial submetidos a um aquecimento a 160- 170°C para promover a cristalização parcial e a secagem;• Em seguida,eles são submetidos a um aquecimento cerca de 215°C por 16h, em um reator cilíndrico com atmosfera de nitrogênio, ou a vácuo,aumentando a massa do polímero e a viscosidade intrínseca até atingir o valor ao uso pretendido;• Nesta segunda fase de polimerização, a resina PET, amorfa, obtida na primeira fase de fabricação e cristalizada e polimerizada continuamente. A resina é então embalada, estando pronta para ser usada;
  8. 8. Estrutura Molecular• As moléculas do PET tendem a girar em torno das ligações C-O para permitir maior aproximação entre elas;• A flexibilidade das cadeias moleculares prove de rotação em torno das ligações saturadas; (carbono=azul | oxigênio=vermelho | hidrogênio=invisível)
  9. 9. Principais Características do PET• Como plástico de engenharia, ele é um plástico injetado. E suas propriedades variam devido à massa molar, à cristalinidade, ao uso de subprodutos, uso de aditivos e do percentual e comonômeros adicionados à resina;
  10. 10. Processamento do PET• Os polímeros utilizados para moldagem por injeção ou extrusão podem apresentar estrutura amorfa ou cristalina;• O polímero que produz peça com estrutura amorfa é em geral muito puro e possui alta massa molar,boa resistência ao impacto,boa transparência,baixa tendência a se cristalizar,mas não deve ser exposto a temperaturas superiores a 50°C;• O polímero para peças altamente cristalinas contém aditivos,como agentes nucleares e são materiais que possuem alta resistência mecânica,dureza superficial,para aplicação em peças injetadas;
  11. 11. • Secagem: O processo consiste em insuflar ar quente e seco proveniente de um secador num de secagem,os quais,silo e secador são dimensionados conforme o fluxo de material processado pela injetora.• Desumidificação:O processo anteriormente descrito é mais eficiente se o ar quente insuflado for seco.Por isso,é necessário um desulmidificador que retire toda a umidade do ar utilizado para a secagem;• Sua moldagem pode ser feita por injeção, extrusão e sopro.• Aplicação das fibras:As fibras de PET são utilizadas como material de reforço em aplicações de plástico de engenharia e na produção de tecidos e carpetes;
  12. 12. Propriedades• As propriedade do PET são acentuadamente diferentes em função do grau de cristalização da resina;• Impurezas podem acelerar o processo de cristalização das resinas;
  13. 13. Massa Molar• Massa molar ponderal média do PET usada para a confecção de garrafas pode chegar a 45 000 g/mol.Para a fabricação de fibras a massa molar varia de 15 000 a 20 000g/mol.
  14. 14. Cristalinidade• A cristalinidade de um polímero depende da sua estrutura molecular e é determinada pela forma das suas moléculas, pela simetria, pela ramificação, rigidez e regularidade;todas elas dependentes dos parâmetros de processamento;• Quanto maior o grau de cristalinidade: maior a rigidez, maior a resistência térmica e menor a transparência e a resistência ao impacto;• O PET amorfo com baixo grau de cristalinização é obtido após rápido resfriamento do polímero fundido,tal como acontece com o produto extrudado;
  15. 15. PET AMORFO• Menor resistência mecânica ,menor rigidez(menor modulo de elasticidade) e menor resistência; térmica quando comparado ao PET cristalizado termicamente (não orientado) e o PET bi orientado;• Difícil processamento(maior alongamento a ruptura);• Alta permeabilidade aos gases.
  16. 16. PET CRISTALIZADO TERMICAMENTE (não orientado)• Alta resistência mecânica e térmica,alta rigidez comparado ao PET amorfo,porém menor que a do PET bi orientado;• Frágil(baixo alongamento a ruptura)• Pequena permeabilidade aos gases.
  17. 17. PET Bi – orientado ( garrafa)• Alta resistência mecânica e maior rigidez quando comparado ao PET cristalizado termicamente (não orientado);• Tenaz (alta resistência ao impacto);• Baixa permeabilidade aos gases (maior propriedade de barreia que o PET cristalizado termicamente, não orientado).
  18. 18. PROPRIEDADES MECÂNICAS• A utilização do PET como plástico de engenharia teve um grande impulso devido à alta resistência mecânica que, pontualmente,pode assemelhar-se com a de alguns metais;
  19. 19. PROPRIEDADES DE BARREIRA• O PET é atóxico e apresenta baixa permeabilidade a umidade e a gases,em especial ao dióxido de carbono e ao oxigênio;
  20. 20. LEVEZA• O PET é quase dez vezes mais leve que o vidro para a mesma quantidade de bebida carbonatada.
  21. 21. TRANSPARÊNCIA E BRILHO• Quando há necessidade de um visual atraente, o PET é também recomendado visto que a claridade, a transparência e o brilho obtidos com este material no estado amorfo são muito elevadas .
  22. 22. RESISTÊNCIA QUÍMICA• Os poliésteres são caracterizados pela sua excelente resistência a uma variedade de produtos químicos,incluindo hidrocarbonetos alifáticos,gasolina,óleos,gorduras,álcoois,glicoi s,ésteres de alta massa molar,cetonas,ácidos e bases diluídos,detergentes e a maioria de soluções aquosas de sais;
  23. 23. APLICAÇÕES• Na forma de filamentos é aplicado como fio para tecelagem e como reforço onde se objetiva a maioria das propriedades mecânicas. Os fios são geralmente orientados biaxilialmente podendo se aplicados como fitas magnéticas, filmes fotográficos e para raios X, isolamento elétrico, metalização para capacitores, laminados para impressão e embalagem de alimentos, incluindo aqueles que são cozidos dentro do próprio invólucro em fornos convencionais ou em micro-ondas suportando temperaturas de ate 150°C;• Além de ser emprego no grande mercado de bebidas carbonatadas, o PET vem sendo utilizado como embalagem para vinho, cerveja, sucos de frutas, óleo comestível, água mineral, café solúvel, iogurte, molho de salada, refeições prontas, isotônicos, uísques, vodcas, e licores entre outras bebidas alcoólicas
  24. 24. TIPOS DE PET• APET Poli (Tereftalato de etileno glicol) - Embalagens termo formadas para alimentos, tais como frutas,bolos e doces,embalagens transparentes para eletroeletrônicos em geral,para flores,etc.• CPET-Embalagens para alimentos congelados ou não que devam resistir ao aquecimento em forno microondas ou forno comum(a gás ou elétrico),denominadas em inglês de dual-ovenable trays;• Uma pequena quantidade dessas embalagens é também utilizada para embalar componentes para a industria eletrônica,por suas características elétricas e resistência ao calor;
  25. 25. Aplicações na área médica• Frascos soprados para envase de meios de cultura para laboratórios microbiológicos e embalagens esterilizáveis para instrumentos cirúrgicos e médicos;
  26. 26. MERCADO• Em 1996, o País era o terceiro maior consumidor mundial do PET no segmento de bebida carbonatada – principal mercado do polímero grau garrafa;• Nesse ano em questão, o Brasil transformou 150 mil toneladas de resina. Em 2004, as embalagens de PET desenhavam um cenário dominado pelo refrigerante, com 68% do total. No entanto, é visível o avanço em outras áreas; o segmento de água responde por 20% do consumo da resina e o de óleo, 12%.• Novidade no País, o PET para maionese existe há cerca de 8 anos na Argentina. “O Brasil só enxerga o PET em refrigerante, óleo comestível e água”;• A resina ainda tem potencial de crescimento nas embalagens para as indústrias cosmética, farmacêutica e de sucos, entre outras;
  27. 27. • O mercado de higiene e limpeza, por sua vez, já se rendeu à resina. “No segmento de detergentes, as grandes marcas estão em PET”;• No Brasil desde 2002 com a aquisição da Rhodia-Ster, a M&G se posiciona como responsável por 60% do mercado de PET;• Em 2004, o faturamento líquido atingiu US$ 397 milhões, o equivalente a aumento de 29,3% sobre o ano anterior;• No final de 2006, nova planta de PET da M&G deve entrar em operação. Localizada no pólo petroquímico de Pernambuco, a unidade terá capacidade produtiva de 450 mil t/ano;• Hoje a companhia fabrica 200 mil t/ano de resina PET e 90 mil t/ano de fibra de poliéster, segundo dados da própria M&G. O grupo também anunciou investimentos em nova unidade de PTA (ácido tereftálico purificado). Com capacidade de 750 mil t/ano, a planta deve abastecer a unidade de PET;
  28. 28. Gráfico de consumo de embalagens:
  29. 29. RECICLAGEM• O PET amplia sua atuação em seu próprio mercado e se volta para o PET reciclado. No ano passado, 48% das embalagens foram recuperadas e recicladas, o equivalente a 173 mil toneladas;• “O reciclado já é uma nova indústria; 173 mil t não é brincadeira”, Em dez anos, o volume de PET reciclado aumentou na ordem de 1.200%;• No ano de 1994, o Brasil reciclava 13 mil t, anuncia Sette. Por isso, um aspecto salutar do PET responde por sua cadeia de reciclagem. A resina responde por cerca de 20% dos plásticos recicláveis presentes na coleta seletiva brasileira;• No País, de acordo com dados do Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), os plásticos correspondem em média a 10% em peso do lixo urbano;
  30. 30. Formas de reciclar:• O PET pode ser reciclado de três maneiras diferentes:• 1 - Reciclagem química;• 2 - Reciclagem energética;• 3 - Reciclagem mecânica;
  31. 31. Fases de reciclagem• RECUPERAÇÃO: Nesta fase, as embalagens que seriam atiradas no lixo comum ganham o status de matéria-prima, o que de fato, são;• TRANSFORMAÇÃO: Fase em que os flocos, ou o granulado, será transformado num novo produto, fechando o ciclo.
  32. 32. Gráfico da reciclagem pós consumo
  33. 33. CURIOSIDADES• A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES) aprova financiamento de R$ 350 milhões para fábrica de PET da M&G 04.12.06 ; • Projeto substituirá importação e transformará déficit comercial brasileiro da resina em superávit;• A unidade de PET começará a produzir em fevereiro de 2007, utilizando tecnologia inovadora, que prevê significativos ganhos pelas reduções do nível de investimento e de custos;• Durante os últimos 10 anos, a demanda global de PET cresceu de 3 milhões de toneladas em 1995 para 11,3 milhões de toneladas em 2005, resultando em um aumento de 14,3% ao ano. As previsões do setor apontam para uma elevação da demanda de PET para 18,6 milhões em 2014.
  34. 34. Cai o consumo de PET, mas reciclagem sobe ...• O consumo do polietileno tereftalato (PET) deve encolher 5% neste ano, com máximo de 285 mil toneladas direcionadas à indústria de embalagem, contra 300 mil no ano passado, estima o presidente da Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet) Alfredo Sette;• Prêmio Ecopet – Criado pela Abipet para estimular pessoas e empresas a desenvolver estudos, processos inovadores e novos usos para o PET reciclado,para estimular a preservação do meio ambiente;
  35. 35. *Perspectivas Setor prevê para este ano apenas 3% de crescimento Márcio Azevedo 2007 PET• Há duas fábricas de PET para aplicação em embalagens no Brasil, uma da Braskem, apta a produzir 80 mil t/ano, e outra, de 192 mil t/ano, da M&G, que inaugurará em 2007 uma nova planta;• Essa capacidade de produção é muito inferior à demanda brasileira, cujo suprimento depende de importações;• Diferentemente de outros plásticos, o consumo de PET não tem uma ligação com a renda per capita nacional tão profunda.
  36. 36. Imagens do PET processado:

×