Exercícios de exame 2012-2013

7,720 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
7,720
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
591
Actions
Shares
0
Downloads
235
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Exercícios de exame 2012-2013

  1. 1. ESCOLA SECUNDÁRIA JAIME MONIZ DOCENTE: Cecília FerreiraBIOLOGIA E GEOLOGIA1. Na figura, está representada parte de uma teia alimentar de um ecossistema aquático de água doce.1.1 A cada uma das letras (A, B, C e D), que assinalam as afirmações relativas a características de seresvivos, faça corresponder um dos números (de 1 a 9) da figura.CaracterísticasA – Ser produtor, com diferenciação tecidularB – Ser macroconsumidor, com digestão exclusivamente intracelularC – Ser unicelular, com elevada complexidade estruturalD – Ser heterotrófico que se nutre por absorção2. Laboratório de membranas.A fluidez das membranas – condição essencial à sua funcionalidade – é afectada pela temperatura e pelarespectiva composição química. Face a alterações do meio, as células regulam a composição lipídica da membranaplasmática, de forma que esta mantenha uma fluidez constante.Com vista a determinar a influência de factores externos na fluidez da membrana, comparou-se estapropriedade na membrana das plaquetas de sete pacientes dependentes de álcool com um grupo de controlocomposto pelo mesmo número de indivíduos. A fluidez das membranas foi determinada, recorrendo-se à anisotropiafluorescente: quanto mais altos forem os seus valores, menos fluida é a membrana. Para cada grupo, foramefectuadas duas determinações da fluidez, no 1.º e no 14.º dias do estudo. A seguir à 1.ª determinação, ospacientes dependentes de álcool foram privados do seu consumo. Os resultados obtidos encontram-se registadosno gráfico da figura. Durante a discussão dos resultados, o autor deste estudo colocou várias reservas relativamenteà possibilidade de generalizar as conclusões.1
  2. 2. 2.1 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.Na selecção dos indivíduos do grupo que serviu de controlo, procurou-se que estes...(A) ... apresentassem diferentes graus de dependência do álcool.(B) ... constituíssem uma amostra aleatória da população.(C) ... apresentassem a mesma distribuição de idade e de sexo que o grupo de pacientes.(D) ... fossem medicados com substâncias que afectam a fluidez da membrana.2.2 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter afirmações correctas.De acordo com os dados do gráfico, ocorreu um aumento da fluidez da membrana _____. Em consequência, no fimdo estudo, as membranas das plaquetas do grupo que serviu de controlo encontravam-se _____ fluidas que as dospacientes dependentes de álcool.(A) no grupo que serviu de controlo […] menos(B) nos pacientes dependentes de álcool […] mais(C) no grupo que serviu de controlo […] mais(D) nos pacientes dependentes de álcool […] menos2.3 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.Colocaram-se reservas relativamente à possibilidade de generalizar as conclusões deste estudo dado que...(A) ... se aplicou a mesma técnica de medição da fluidez da membrana nos dois grupos.(B) ... se seleccionou um reduzido número de indivíduos para qualquer dos grupos.(C) ... se determinou a fluidez da membrana, nos dois grupos, nos mesmos dias.(D) ... se privou do consumo de álcool, no mesmo dia, todos os pacientes dependentes de álcool.3. Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam afirmações relativas ao movimento demateriais através de membranas, o número (de I a VIII) da chave que assinala o tipo de transporte respectivo.AfirmaçõesA – O movimento de solutos através de proteínas membranares efectua-se a favor do seu gradiente deconcentração. IIB – Consiste no movimento da água de um meio hipotónico para um meio hipertónico. VIIIC – A velocidade do movimento de solutos é directamente proporcional ao gradiente de concentrações,independentemente do seu valor. IIID – O movimento de materiais através de proteínas transportadoras efectua-se à custa de energia metabólica. VE – É o processo pelo qual material intracelular, envolvido numa membrana, é libertado para o meio externo. VIIChaveI – FagocitoseII – Difusão facilitadaIII – Difusão simplesIV – EndocitoseV – Transporte activoVI – PinocitoseVII – ExocitoseVIII – Osmose4. As integrinas são proteínas receptoras que integram a membrana plasmática. A presença de integrinas namembrana dos leucócitos humanos permite-lhes alterarem a sua forma e atravessarem os poros dos capilaressanguíneos.Explique de que modo a ocorrência de uma mutação num dos genes que contém a informação para a síntese deuma integrina pode conduzir a um aumento da taxa de proliferação de microrganismos patogénicos no organismo.Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam afirmações relativas à síntese e maturação deproteínas, um dos números (de I a VIII) da chave relativa a alguns intervenientes nesses processos.AfirmaçõesA – Unidade de informação hereditária, constituída por uma sequência de nucleótidos.B – Sequência de ribonucleótidos que especifica a estrutura primária das proteínas.C – Local onde ocorre a síntese de proteínas.D – Monómero constituinte das proteínas.E – Origem das vesículas responsáveis pelo transporte de proteínas para exocitose.Chave2
  3. 3. I – aa II – mRNA III – rRNA IV – Complexo de Golgi V – Gene VI – Nucleótido VII – DNA VIII – Ribossoma5. Considere o seguinte procedimento experimental:1.º Monte, entre lâmina e lamela, um fragmento de epiderme da folha de Tradescantia, utilizando como meio demontagem uma solução isotónica relativamente aos fluidos intracelulares – preparação 1.2.º Repita este procedimento com mais dois fragmentos da mesma epiderme, utilizando outras duas soluções,obtendo, respectivamente, as preparações 2 e 3.3.º Observe ao microscópio óptico composto as três preparações.Nota: à excepção das diferentes soluções utilizadas como meio de montagem, todas as outras condiçõespermaneceram idênticas nas três preparações. Na figura, encontram-se os esquemas das três preparaçõesobservadas.6.1 Transcreva a letra correspondente à opção que completa correctamente a frase.O objectivo desta experiência é…A – testar o controlo estomático da transpiração foliar.B – verificar o estado de turgidez das células-guarda.C – estudar os factores que regulam a abertura dos estomas.D – observar o efeito da concentração salina na abertura estomática.6.2 Transcreva a letra correspondente à opção que completa correctamente a frase.O factor deliberadamente alterado na actividade experimental descrita foi…A – o sentido do movimento preferencial da água.B – o grau de abertura do ostíolo.C – o estado de turgescência das células.D – a concentração do meio de montagem.6.3 Transcreva a letra correspondente à opção que contém os termos que permitem preencher correctamenteos espaços.Na preparação 2, a coloração da maioria das células epidérmicas, imprimida pelos pigmentos contidos nosvacúolos, altera-se.A movimentação preferencial da água num dos sentidos provoca a __________ dos pigmentos coloridos,apresentando-se a célula, na globalidade, __________ corada.A – concentração [...] maisB – diluição [...] maisC – concentração [...] menosD – diluição [...] menos6.4 Transcreva a letra correspondente à opção correcta.Na preparação 3, a velocidade de entrada de água no meio intracelular é superior à velocidade de saída da mesma.O gráfico que traduz a velocidade de deslocamento da água para o meio intracelular, em função da diferença depotencial hídrico nos dois meios, é:3
  4. 4. 6.5 Transcreva a letra correspondente à opção que contém os termos que permitem preencher correctamenteos espaços.Os espessamentos __________ das paredes celulares das células-guarda determinam a__________ elasticidadeda parede na região que rodeia o ostíolo, relativamente à região que faz fronteira com as células de companhia.A – uniformes [...] maiorB – diferenciais [...] maiorC – uniformes [...] menorD – diferenciais [...] menor6.6 Coloque por ordem as letras (de A a E), que identificam as afirmações seguintes, para reconstituir asequência temporal de alguns dos acontecimentos que podem determinar o fecho dos estomas, segundouma relação de causa-efeito.A – Saída de água das células-guarda.B – Aumento da pressão osmótica no meio extracelular.C – Plasmólise das células-guarda.D – A pressão de turgescência no interior das células-guarda atinge um valor mínimo.E – Substituição do meio de montagem de um fragmento de epiderme por uma solução hipertónica.6.7 - Para estudar a relação entre a intensidade luminosa e a variação da taxa de transpiração na Tradescantia, umgrupo de alunos elaborou o seguinte protocolo experimental:1.º Seleccione três plantas com idêntica dimensão e estado de desenvolvimento.2.º Remova a raiz a cada uma das plantas e mergulhe o caule:• Da planta 1, em água destilada;• Da planta 2, numa solução saturada de NaCl;• Da planta 3, numa solução de Ringer.3.º Adapte um potómetro a cada planta, de acordo com a montagem esquematizada na figura, mantendo assoluções referidas na segunda etapa.4.º Coloque as três montagens em locais com as mesmas condições ambientais, fazendo variar apenas aintensidade luminosa (usando para o efeito lâmpadas de 25 W, 40 W e 75 W, para as plantas 1, 2 e 3,respectivamente, mantendo a temperatura constante).5.º Observe e registe, para cada caso, a velocidade de deslocamento da bolha de ar no potómetro.Discuta a adequação do protocolo experimental descrito,relativamente ao objectivo proposto, considerando:– A possibilidade de se poderem tirar conclusões;– Eventuais sugestões de alterações4
  5. 5. 6. Realizou-se uma actividade experimental, na qual se efectuaram três preparações microscópicas da epidermeda página superior de pétalas vermelhas de tulipa, utilizando meios de montagem diferentes. Seguidamenteprocedeu-se à observação microscópica das três preparações.A fig. representa o comportamento das células vegetais nos diferentes meios.6.1 Procure indicar o sentido preferencial do movimento da água, através da parede celular das célulasreferidas, quando se utilizou como meio de montagem:6.1.1 Solução de Sacarose6.1.2 Solução de Ringer.6.2 Procure caracterizar o estado de turgescência de uma célula vegetal.7. A figura representa um corte da raiz.7.1 Identifique os tecidos A e B.7.2 Quais as substâncias transportadas por A e B?7.3 A circulação da água, desde o solo até às células endodérmicas, processa-se por osmose desde que apressão osmótica:a) Diminua, gradualmente, do meio externo até à endoderme;b) Das células endodérmicas se mantenha constante;c) Aumente gradualmente do meio externo até à endoderme;d) Das células epidérmicas seja inferior à do meio externo.5
  6. 6. 8. Os esquemas I, II e III da figura representam diferentes estruturas de uma mesma planta, observadas emmicroscopia óptica.Nos itens 10.1., 10.2., 10.3. e 10.4., transcreva a letra correspondente à opção que contém os termos que permitempreencher correctamente os espaços.8.1 No esquema I, o estado de _____ das células-guarda é consequência de um processo de osmosedesencadeado _____ da pressão osmótica nestas células.A – turgescência […] pelo aumentoB – turgescência […] pela diminuiçãoC – plasmólise […] pelo aumentoD – plasmólise […] pela diminuição8.2 No esquema II, o tecido assinalado com o número _____, onde predominam células mortas, transportaseiva _____.A – 1 […] elaboradaB – 2 […] brutaC – 1 […] brutaD – 2 […] elaborada8.3 Atualmente, discutem-se vários mecanismos explicativos da translocação de substâncias nas plantas. Acada uma das letras (A, B, C e D), que assinalam as afirmações relativas à translocação de substâncias,faça corresponder o número (I, II ou III) da chave que identifica a teoria ou a hipótese correspondente.AfirmaçõesA – Pode ser constatada através da observação do fenómeno de gutação.B – As propriedades físicas das moléculas de água contribuem para a manutenção de uma corrente de transpiraçãocontínua.C – A variação da temperatura do ar afecta directamente a taxa de translocação da seiva.D – A translocação é desencadeada pelo gradiente de concentração de solutos, existente entre um órgão produtor eum órgão consumidor, gerado à custa de energia metabólica.ChaveIII – Hipótese do fluxo de massaIII – Teoria da pressão radicularIII – Teoria da tensão-coesão-adesão8.4 Existem vários insectos herbívoros que ingerem seiva xilémica ou seiva floémica, introduzindo as suaspeças bucais nos elementos de vaso ou nos tubos crivosos, respectivamente.Explique por que razão a extracção da seiva xilémica e a da seiva floémica têm diferentes custos energéticos paraos animais, recorrendo à teoria da tensão-coesão-adesão e à hipótese do fluxo de massa..9. O transporte de água e de solutos no interior da planta, através de vasos condutores, foi uma condiçãoessencial para a colonização do meio terrestre.9.1 Refira o nome das duas forças físicas responsáveis pela manutenção de uma coluna contínua de água aolongo de um elemento de vaso.6
  7. 7. 9.2 As afirmações seguintes referem-se à translocação de seiva no floema.Coloque por ordem as letras que as representam, de modo a reconstituir a sequência temporal dos acontecimentos.A – A água desloca-se por osmose para as células com elevado potencial de soluto.B – Aumenta a pressão osmótica nas células dos tubos crivosos.C – A seiva é forçada a deslocar-se ao longo dos vasos floémicos.D – A sacarose entra no floema a partir das células adjacentes.E – Aumenta a pressão hídrica no interior dos tubos crivosos.Na maioria dos Répteis e dos Mamíferos…A – a circulação completa contribui para uma eficiente oxigenação das células.B – o revestimento do corpo contribui para a manutenção da temperatura corporal constante.C – o predomínio de ácido úrico como produto de excreção azotado permite a economia de água.D – a fecundação interna permite a reprodução em ambiente terrestre.10. Os diagramas I, II e III da figura esquematizam os sistemas cardiovasculares de três grupos de vertebrados.10.1 A cada uma das letras que identificam as afirmações seguintes, faça corresponder um dos números dosdiagramas da figura.A – Pode ocorrer mistura de sangue arterial com sangue venoso.B – As cavidades do coração são atravessadas exclusivamente por sangue venoso.C – Trata-se do sistema mais eficiente no fornecimento de oxigénio às células.D – Corresponde ao sistema onde o sangue arterial flui mais lentamente.10.2 Refira um taxon de vertebrados cujo sistema cardiovascular corresponda ao representado no esquema:a) I.b) III.10.3 Relativamente ao sistema cardiovascular representado no esquema II da figura, identifique o tipo de vasossanguíneos:a) Em que a pressão sanguínea é quase nula e a velocidade do sangue é elevada.b) Que constituem reservatórios de pressão.c) Que ocupam uma maior área total.11. A figura representa a circulação sanguínea emdois vertebrados.11.1 Legende os números da figura.11.2 Classifique o tipo de circulaçãorepresentado em A e B.11.3 Fundamente a resposta em relação aoesquema B.11.4 Indique qual das circulações A ou B émais eficaz.11.5 Justifique a escolha efectuada naquestão anterior.7
  8. 8. 12. Os esquemas I e II da fig. mostram, respectivamente, o corte de um cloroplasto e o local onde ocorrem asreacções fotossintéticas.12.1 Faça a legenda do esquema I.12.2 Faça corresponder a cada um dos termos seguintes uma letra ou número do esquema II.12.3 Assinale com uma cruz (X) a letra que em cada uma das seguintes situações corresponde à opçãocorrecta.• O oxigénio como produto da fotossíntese das plantas provém de:O A-C02.O B - C6H1206.O C -H20.O D – C2H220.• Quando os fotossistemas absorvem luz:O A -produz-se açúcar.O B-são transferidos electrões para moléculas aceptoras.O C -é reduzido o CO2.O D -forma-se NADP.• Os electrões que contribuem para a redução do NADP a NADPH resultam primariamente de:O A-ATP.O B-luz solar.O C - glicose.O D-água.• As reacções da fotossíntese não dependentes da luz ocorrem ao nível:O A - das membranas dos tilacóides.O B - do estroma do cloroplasto.O C - do hialoplasma.O D - da membrana interna docloroplasto.13. A figura refere-se a um importanteprocesso celular.8Fig. 14Fig. 14Fig. 13Fig. 13
  9. 9. 13.1 Identifique as etapas do processo assinaladas com os números I, II, III e IV.13.2 Localize na célula as etapas referidas em 14.1.13.3 Faça a legenda das letras da figura.13.4 Qual das etapas tem maior rendimento energético.14. Alongamento do caule na planta do arrozO arroz é uma planta semi-aquática. Algumas variedades que conseguem sobreviver durante, pelo menos, um mês,em águas com profundidades superiores a 50 cm, têm uma capacidade extrema de alongamento do caule ao níveldos entrenós (região de um caule entre dois nós sucessivos; os nós constituem os locais de inserção das folhas). Ocrescimento é induzido por um sinal do ambiente e é mediado, pelo menos, pela interacção de três hormonas: oetileno, o ácido abcísico e as giberelinas. Métraux e Kende (1983) compararam o comprimento dos entrenós, aolongo de 7 dias, em dois grupos de plantas de arroz das variedades mencionadas. Um grupo foi mantido emerso; ooutro grupo foi sujeito ao seguinte regime: as plantas foram parcialmente submersas num tanque de 1 metro dealtura, de modo que um terço da folhagem permanecesse fora de água; à medida que foram crescendo, foramprogressivamente afundadas no tanque (gráfico a).Os resultados desta investigação estão registados no gráfico b.Numa segunda investigação, Métraux e Kende (1983) aplicaram externamente etileno, numa concentração de 0,4μL L–1, a um grupo de plantas que cresceram fora de água, e registaram o comprimento dos entrenós ao longo de 7dias. Os resultados foram comparados com os obtidos com um outro grupo de plantas, mantido nas mesmascondições, mas ao qual não foi aplicado etileno (figura).14.1 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.O objectivo da _____ investigação efectuada por Métraux e Kende (1983) foi estudar o efeito da _____.(A) primeira […] aplicação externa de etileno no alongamento dos entrenós(B) primeira […] submersão das plantas no alongamento dos entrenós(C) segunda […] aplicação externa de etileno na concentração desta hormona nos tecidos(D) segunda […] submersão das plantas na concentração de etileno nos tecidos14.2 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.Em ambas as investigações, o grupo _____ era constituído por plantas _____.(A) de controlo […] emersas, não tratadas com etileno(B) experimental […] emersas, tratadas com etileno(C) de controlo […] submersas, não tratadas com etileno(D) experimental […] submersas, tratadas com etileno14.3 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.A afirmação que traduz a conclusão da segunda investigação de Métraux e Kende (1983) é:(A) o aumento da profundidade faz variar a concentração de etileno nos tecidos dos entrenós.(B) a alteração da concentração de etileno no meio é responsável pelo alongamento dos entrenós.(C) o alongamento dos entrenós depende da profundidade a que as plantas estão submersas.(D) o alongamento dos entrenós é independente da concentração de etileno no meio.9
  10. 10. 14.4 Experiências efectuadas com plantas de arroz indicam que a velocidade de absorção de iões potássio émenor quando as plantas estão colocadas em solos inundados (pouco arejados) do que quando asplantas se encontram em solos sem problemas de arejamento.Explique de que modo o arejamento do solo interfere na velocidade de absorção de iões potássio do solo para ointerior da raiz.15. O fenómeno da sedeExistem variados factores que podem afectar a osmorregulação. Por exemplo, a ingestão excessiva de bebidasalcoólicas desencadeia a inibição na produção de ADH. Além da alteração da micção, ocorre, passado algumtempo, o fenómeno da sede. Para muitos indivíduos, beber água é um acto voluntário. No entanto, o sinal parabeber é um fenómeno inconsciente proveniente do centro da sede. Este centro está localizado no hipotálamo, emcélulas osmorreceptoras, sensíveis ao nível de concentração dos solutos do sangue. Quando os osmorreceptoressão estimados por um nível elevado de concentração de solutos, as células do centro da sede desencadeiam sinaisnervosos que determinam que a produção de saliva seja inibida. A secura da boca é interpretada pelo cérebro comosede, levando à ingestão de água.A secura da boca é realmente um sinal de que o corpo está a ficar desidratado.15.1 Mencione as modificações da função urinária e da produção de ADH desencadeadas pela ingestão deálcool.15.2 O fenómeno da sede é muito importante na manutenção da pressão osmótica do sangue.15.3 Fundamente esta afirmação.Texto informativo16. Transmissão do influxo nervosoA mensagem nervosa que circula ao longo de um neurónio corresponde à ocorrência de modificaçõeselectroquímicas através da membrana dessa célula. Essas modificações são consequência da alternância entre osestados de polarização e despolarização da membrana, ao longo do neurónio.Potencial de repousoNum neurónio não estimulado, o potencial de membrana é de cerca de –70 milivolts, ou seja, o interior do neurónioé 70 mil volts mais negativo do que o exterior. Esta diferença de potencial, designado por potencial de repouso,resulta de uma desigual concentração de iões, particularmente de iões Na+ e iões K+, entre o meio extracelular e omeio intracelular. Existe maior concentração de iões K+ no interior da célula do que no exterior, ocorrendo o inversoem relação aos iões Na+. Abundam também no interior da célula iões negativos de fosfatos e iões negativosproteicos, em relação aos quais a membrana plástica é impermeável. Devido à diferença de concentração entre omeio intracelular e o meio extracelular, os iões K+ têm tendência a difundir-se do interior para o exterior da célula,enquanto que os iões Na+ têm tendência a penetrar na célula. No entanto, a membrana é mais permeável aos iõesK+ do que aos iões Na+, saindo muito mais iões K+ do que saem iões Na+, o que cria o potencial de membrana.Os movimentos de difusão acabariam por igualar a concentração de Na+ e K+ de um e do outro lado da membrana.A diferença da concentração iónica entre o meio intracelular e extracelular é mantida graças ao transporte activo deiões Na+ para o exterior e de iões K+ para o interior da célula. Este transporte contragradiente de concentração,assegurado pela mobilização de energia de moléculas de ATP, desencadeia através de proteínas da membrana asaída de mais iões Na+ para o meio extracelular do que a entrada de iões K+ para o meio intracelular.Potencial de acçãoUm estímulo pode originar um potencial de acção, uma rápida e reversível despolarização da membrana doneurónio, na proximidade do ponto de estímulo. O interior da célula torna-se positivo em relação ao exterior,alternando-se a voltagemtransmembranar de – 70 mV para + 40 mV. Este processo ocorre durante cerca de um milésimo de segundo, após oque se restabelece o potencial de repouso.A inversão da polarização da membrana está associada a uma variação de permeabilidade dessa membrana aosiões Na+ e K+. Quando ocorre um estímulo verifica-se um rápido aumento da permeabilidade da membrana aosiões Na+. Os iões Na+ difundem-se rapidamente para o interior, alterando o potencial eléctrico da membrana denegativo para positivo. A membrana experimenta uma despolarização. A partir daí os iões Na+ deixam de se difundirpara o interior da célula, ocorrendo um aumento da permeabilidade da membrana aos iões K+ que se movimentampara o exterior da célula, o que desencadeia o início do restabelecimento do potencial de repouso. Este potencial derepouso é totalmente restaurado pelo transporte activo de iões Na+ para o exterior e de iões K+ para o interior dacélula. A mudança na permeabilidade da membrana do neurónio numa zona estimulada e da qual resulta umadespolarização causa uma modificação da permeabilidade da membrana na zona imediatamente a seguir. Esteprocesso continua, ocorrendo assim a propagação do influxo nervoso até ao fim do axónio.10
  11. 11. 16.1 Uma informação nervosa é transmitida ao longo de um axónio quando:A – a permeabilidade da membrana do axónio se torna permanentemente igual.B – ocorre a libertação de neurotransmissores elaborados no início do axónio.C – ocorrem inversões sucessivas da polaridade eléctrica da membrana ao longo do axónio.D – ocorre qualquer estímulo.16.2 Num nefrónio a função de um glomérulo de Malpighi e da cápsula de Bowman consiste em:A – eliminar ureia do plasma.B – reabsorver água para o plasma.C – filtrar o sangue e capturar o filtrado.D – reabsorver glicose para o plasma.16.3 . A urina produzida por peixes de água salgada, peixes de água doce e ratos do deserto é,respectivamente:A – hipotónica, hipertónica, muito hipertónica.B – hipertónica, hipotónica, muito hipertónica.C – isotónica, hipertónica, hipotónica.D – muito hipertónica, isotónica, hipotónica.16.4 O etileno é muito utilizado na indústria agro-alimentar no sentido de:A – eliminar ervas daninhas nas culturas de cereais.B – amadurecer certos frutos colhidos verdes.C – originar raízes em estacas.D – obter caules de grande altura.17. A maláriaA malária é uma doença infecciosa causada por protistas parasitas do género Plasmodium. Estes parasitas têm umciclo de vida complexo, que inclui dois hospedeiros: o homem e mosquitos do género Anopheles (figura). Osparasitas passam por diferentes estádios, cada um com uma morfologia e um papel distintos no seu ciclo de vida.A malária é uma doença frequente em zonas tropicais e subtropicais favoráveis à reprodução dos mosquitos, quecolocam os ovos em águas estagnadas, onde as larvas eclodem e se alimentam até atingirem o estado adulto.Apesar de décadas de combate, a doença tem vindo a ganhar terreno à medida que aumenta a resistência dosmosquitos aos insecticidas e a resistência dos parasitas aos medicamentos administrados a pessoas infectadas. Umdesses medicamentos é a cloroquina, que, por se ter tornado pouco eficaz, tem sido menos receitada nos últimosanos. A ocorrência de mutações nos parasitas dá origem a diferentes fenótipos, que podem apresentar resistências11
  12. 12. distintas aos medicamentos existentes no mercado. Mutações que conferem resistência aos medicamentos tornam,muitas vezes, os parasitas que as apresentam menos aptos em ambientes onde os medicamentos estão ausentes.17.1 Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações, relativas ao ciclode vida de Plasmodium vivax.A – Durante a reprodução no fígado, o crossing-over contribui para a variabilidade genética.B – Ocorrem fenómenos de recombinação genética no interior do mosquito.C – A passagem da fase diplóide para a fase haplóide ocorre no interior do corpo humano.D – No fígado, ocorre a segregação dos cromossomas homólogos.E – Neste ciclo, a fase diplóide é dominante.F – A mitose intervém na produção de merozoítos, nos glóbulos vermelhos.G – Os esporozoítos presentes nas glândulas salivares dos mosquitos são haplóides.H – A redução cromática ocorre entre a formação do ovo e a formação dos esporozoítos.17.2 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.Tanto no homem como no mosquito...(A) ... a mobilização da energia dos nutrientes ocorre essencialmente por respiração aeróbia.(B) ... as trocas gasosas efectuam-se por difusão directa.( C ) ... a digestão iniciada nas cavidades digestivas termina no interior das células que as revestem.(D) ... o fluido circulante é transportado em vasos sanguíneos e em lacunas.17.3 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.Alguns medicamentos administrados a pessoas infectadas actuam ao nível da transcrição ou da tradução emPlasmodium. Durante a _____ ocorre a _____.(A) transcrição […] ligação do RNA mensageiro aos ribossomas(B) transcrição […] duplicação da molécula de DNA(C) tradução […] migração do RNA mensageiro do núcleo para o citoplasma(D) tradução […] polimerização de uma cadeia peptídica17.4 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.Quando se administram simultaneamente dois medicamentos, com diferente modo de acção, a uma pessoainfectada com Plasmodium, a probabilidade de sobrevivência dos parasitas é _____ do que quando se administraapenas um medicamento, o que torna o tratamento simultâneo com dois medicamentos _____ eficaz do que comum.(A) menor […] menos(B) maior […] mais(C) menor […] mais(D) maior […] menos17.5 A erradicação da malária está dependente da implementação de medidas de controlo que actuam adiversos níveis.Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.Constituem medidas de intervenção directa na eliminação de larvas do mosquito Anopheles e na transmissão dePlasmodium do mosquito para o homem, respectivamente,...(A) ... a drenagem de pântanos e a administração de medicamentos que actuam nos eritrócitos humanos.(B) ... a administração de medicamentos que actuam no fígado e a aplicação de insecticidas nas paredes dashabitações.(C) ... a utilização de mosquiteiros nos quartos e a colocação de telas nas janelas e portas das habitações.(D) ... a introdução de peixes insectívoros em pequenos lagos e a aplicação cutânea de cremes repelentes deinsectos.18. Os mecanismos de contracorrente operam numa variedade de sistemas biológicos. Os esquemas da figura 4ilustram uma brânquia de um peixe ósseo e uma ansa de Henle de um mamífero, onde ocorrem mecanismosde contracorrente.12
  13. 13. Nos itens seguintes, transcreva a letra correspondente à opção que contém os termos que permitem preenchercorrectamente os espaços.18.1 Nos capilares das brânquias, o sangue flui _____ do movimento da água. Na figura 4, o vaso sanguíneoque transporta sangue com maior pressão parcial de dióxido de carbono está assinalado com a letra_____.A – no mesmo sentido que o […] XB – no sentido oposto ao […] XC – no mesmo sentido que o […] YD – no sentido oposto ao […] Y18.2 Nas brânquias, o mecanismo de contracorrente favorece a _____ do gradiente de pressão parcial dosgases respiratórios, entre o sangue e a água; em consequência, em qualquer ponto do percurso ao longoda brânquia, o _____ difunde-se para o sangue.A – diminuição […] dióxido de carbonoB – manutenção […] dióxido de carbonoC – diminuição […] oxigénioD – manutenção […] oxigénio18.3 No rim, o gradiente osmótico existente entre os fluidos intersticiais do córtex e da medula é mantido devidoà reabsorção de _____, processo que envolve directamente gasto de energia metabólica, e àimpermeabilidade do ramo _____.A – água […] ascendente da ansa de Henle aos iões Na+ e Cl –B – iões Na+ e Cl – […] ascendente da ansa de Henle à águaC – água […] descendente da ansa de Henle aos iões Na+ e Cl –D – iões Na+ e Cl – […] descendente da ansa de Henle à água19. O sistema digestivo das Aves possui regiões especializadas no desempenho de diferentes funções.19.1 A cada uma das letras (A, B, C e D), que assinalam as afirmações relativas ao sistema digestivo de umaave, faça corresponder o número (I, II, III, IV ou V) da chave que identifica o órgão correspondente.AfirmaçõesA – Órgão que segrega enzimas digestivas e que corresponde a uma região de armazenamento. IIIB – Região de absorção, facilitada pela extensa área de contacto com o meio interno. IC – Órgão musculoso, que corresponde a uma região de dilaceração dos alimentos. IID – Região dilatada do esófago, onde os alimentos são armazenados e amolecidos. VChaveIII – IntestinoIII – MoelaIII – PapoIV – FaringeVI – Proventrículo20. A minhoca tem um tubo digestivo completo, ao longo do qual os alimentos são digeridos e absorvidos emregiões especializadas.13
  14. 14. 20.1 A cada uma das letras (A, B, C e D) que assinalam os seguintes órgãos, faça corresponder o número (I, IIou III) que identifica a função respectiva.ÓrgãosA – MoelaB – PapoC – FaringeD – Boca20.2 O tiflosole e as válvulas coniventes são pregas existentes, respectivamente, no intestino da minhoca e nointestino dos Mamíferos. Relacione a existência dessas pregas com a função desempenhada pelointestino.21. Nas questões seguintes transcreve apenas uma opção:21.1 A natureza do impulso nervoso é electroquímica, e não somente eléctrica. Ele se propaga:a. Com uma intensidade proporcional à do estímulob. Na fibra nervosa a uma velocidade ora maior, ora menor do que a da corrente eléctrica num fiocondutorc. Com a mesma intensidade, qualquer que seja a intensidade do estímulo acima de um limiar mínimo.d. Com velocidade maior do que a da corrente eléctricae. Mais rapidamente na sinapse do que na fibra.21.2 O processo eléctrico que ocorre na transmissão do impulso nervoso:a. Depende da despolarização da membrana plasmática e termina com a libertação doneurotransmissor na corrente sanguínea.b. Depende do disparo de potenciais de acção e termina com a libertação de neurotransmissores pelasdendrites.c. Ocorre sempre no sentido dendrite para o terminal axónico e depende do transporte de iões atravésda membrana plasmáticad. Envolve a participação de diferentes tipos de permeases e depende principalmente da interacçãoentre moléculas de actina e miosina.e. É lento e termina com a libertação do neurotransmissor no citoplasma da célula adjacente21.3 Alguns anestésicos locais agem impedindo a despolarização da membrana plasmática dos neurónios. Asensação de dor é, então, eliminada em função da:a. Modificação da fenda sináptica.b. Ruptura da bainha de mielina dos neurónios.c. Diminuição do número de sinapses.d. Inibição da secreção do neurotransmissor.e. Inversão no sentido do impulso nervoso.22. A composição do suco gástrico dos Mamíferos pode variar, nomeadamente em situação de doença.Relacione a diminuição acentuada da secreção de ácido clorídrico pelas paredes do estômago com:22.1 a eficácia da digestão de nutrientes ao nível do estômago.22.2 a probabilidade de um indivíduo contrair uma infecção por via digestiva.23. Numa situação experimental, verificou-se, numa árvore, a translocação da seiva xilémica das raízes para asfolhas e da seiva floémica em sentido contrário. Uma secção do tronco desta árvore foi aquecida a 100 ºC,tendo-se constatado que a translocação da seiva floémica foi interrompida, enquanto a translocação da seivaxilémica não foi afectada.Explique por que razão o aquecimento da secção mencionada interferiu na translocação da seiva floémica, nãointerferindo, no entanto, na translocação da seiva xilémica.14
  15. 15. 24. A figura ilustra a transmissão do impulso nervoso ao longo de umaxónio.24.1 Ordene os esquemas A. B e C para obter a sequência correctada transmissão do impulso nervoso. B-C-A24.2 Identifique o esquema que representa um axónio em:• repouso; B• repolarização. A24.3 Explique, com base na figura o estabelecimento de um potencialde acção que permite a propagação do impulso nervoso25. A figura apresenta uma possível relação filogenética entre diversosgrupos de plantas. As áreas a sombreado fornecem estimativasgerais da abundância relativa, ao longo do tempo, dos diversosgrupos de plantas representados.25.1 Faça corresponder V (afirmação verdadeira) ou F (afirmação falsa) a cada uma das letras que identificamas afirmações seguintes, relativas à interpretação da figura.A – No Devónico, não existiam plantas com tecidos lenhificados.B – As Briófitas diversificaram-se durante o Carbónico.C – Os licopódios com formas arborescentes extinguiram-se na fronteira Paleozóico-Mesozóico.D – Psilophyton é um possível ancestral de plantas com semente.E – As Cicadáceas estão filogeneticamente mais próximas das Angiospérmicas do que das Coníferas.F – Durante o Triásico, o grupo predominante foi o dos Fetos.G – Na actualidade, as Gimnospérmicas constituem um único ramo filogenético.H – Os grupos de plantas representados descendem de um ancestral protista.25.2 Refira um dado da figura comprovativo de que a classificação biológica que serviu de base à suaelaboração é:a) racional.b) filogenética.15
  16. 16. 26. Um dos inúmeros exemplos de feedback negativo no sistema endócrino é a regulação da produção dashormonas calcitonina e paratormona, respectivamente, pelas glândulas tiróide e paratiróides. Estas duashormonas são responsáveis pela manutenção dos níveis normais de cálcio na circulação, em torno de 9 a 11mg por 100 ml de sangue. A elevação do nível de cálcio no sangue estimula a tiróide a secretar calcitonina.Esta hormona promove a deposição de cálcio nos ossos e a eliminação de cálcio naurina, além de inibir aabsorção desse mineral pelo intestino. Com isso, a taxa de cálcio no sangue diminui. Quando a taxa de cálciose torna menor do que 10 mg por 100 ml de sangue, a secreção de calcitonina é inibida e as glândulasparatiróides são estimuladas a secretar a paratormona. Esta hormona tem efeito inverso ao da calcitonina:liberta cálcio dos ossos para o sangue, estimula a absorção de cálcio pelo intestino e diminui a sua eliminaçãopelos rins. Desta forma, a calcitonina e a paratormona mantêm um nível adequado de cálcio no sangue,condição essencial para o bom funcionamento das células. (Observe a figura).26.1 Esquematize o mecanismo de retroalimentação envolvido na manutenção dos níveis normais de cálcio nosangue.27. Recifes de coralOs recifes de coral são comunidades constituídas por uma grande variedade de seres vivos. Os corais, animais quepertencem ao mesmo filo que as hidras, estabelecem uma relação de simbiose com algas unicelulares. Osesqueletos dos animais mortos constituem a base do recife. Os recifes de coral são edificados em águas tropicaisquentes, pouco profundas e com pouca carga de sedimentos. Os recifes mais comuns são agrupados em trêscategorias: recifes de franja, recifes barreira e atóis (recifes circulares que emergem de águas profundas e quecircundam uma lagoa). A existência de atóis em águas oceânicas profundas intrigou os naturalistas do século XIX.Em 1842, Charles Darwin publicou uma explicação para a formação de atóis no oceano Pacífico, baseada nasobservações que fez nas ilhas do arquipélago da Sociedade. De acordo com Darwin, recifes de franja, recifesbarreira e atóis constituiriam, respectivamente, etapas consecutivas da evolução dos recifes que se encontramassociados a ilhas vulcânicas. A hipótese de Darwin só foi comprovada em 1952, quando foram efectuadassondagens no atol de Eniwetok, no oceano Pacífico. Por baixo de cerca de 1400 m de calcário recifal, os cientistasencontraram basalto (associado a vulcanismo intraplacas). Actualmente os geólogos utilizam a Teoria da Tectónicade Placas para explicarem o afundamento progressivo das ilhas, algumas das quais(como é o caso das ilhas do arquipélago da Sociedade, representadas na figura 1) estão associadas a pontosquentes (hot spots).16
  17. 17. Nota: Cada barra representa a variação da idade das rochas presentes na ilha que se encontra no seuprolongamento (expressa em milhões de anos).27.1 Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações, relativas à interpretaçãodos dados acerca das ilhas do arquipélago da Sociedade.A – A sudeste de Scilly e Bellingshausen, está localizado um rifte.B – A placa litosférica sobre a qual se encontram as ilhas move-se de noroeste para sudeste.C – De acordo com Darwin, a ilha de Scilly pode corresponder a um atol.D – Segundo Darwin, se Huahine for um recife barreira, Bora Bora poderá ser um recife de franja.E – As erupções vulcânicas associadas à formação das ilhas foram de carácter explosivo.F – Nas diferentes ilhas, foram encontradas rochas de carácter predominantemente ácido.G – A última erupção vulcânica registou-se, provavelmente, em Mehetia.H – O ponto quente que deu origem às ilhas está localizado a sudeste do arquipélago.27.2 Explique de que modo a existência de uma coluna de 1400 m de calcário recifal pode constituir umargumento a favor do afundamento das ilhas vulcânicas que estão na base dos recifes de coral.28.Quando, em laboratório, se procedeu à análise das rochas vulcânicas recolhidas nas sondagens efectuadas no atolde Eniwetok, questionou-se a proveniência de uma amostra. O quadro I apresenta a composição química damesma.28.1 Explique de que modo a análise da composição química da amostra mencionada pode ter contribuídopara pôr em causa a sua proveniência.28.2 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.Os corais dependem _____ da luz, uma vez que _____.(A) directamente […] transferem energia luminosa para a matéria orgânica que sintetizam(B) indirectamente […] transferem energia luminosa para a matéria orgânica que sintetizam(C) directamente […] consomem matéria orgânica sintetizada por seres autotróficos(D) indirectamente […] consomem matéria orgânica sintetizada por seres autotróficos28.3 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.A circulação da água dificulta a deposição de sedimentos e promove a oxigenação do meio. De acordo com osdados, é de prever que os recifes de coral se desenvolvam melhor em zonas com hidrodinamismo relativamente_____, o que explica o seu crescimento em direcção ao _____ de um atol.(A) elevado […] interior(B) baixo […] exterior(C) elevado […] exterior(D) baixo […] interior28.4 Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam características de rochas que podemser associadas a recifes de coral, o número (de I a VIII) que assinala o nome da rocha respectiva.CaracterísticasA – Rocha detrítica que, quando saturada, é praticamente impermeável.B – Rocha básica com plagioclases (cálcicas) e minerais ferromagnesianos abundantes.C – Rocha que apresenta fragmentos de esqueletos de corais cimentados.D – Rocha porosa, constituída por fragmentos resultantes da erosão dos esqueletos dos corais.E – Rocha constituída por detritos siliciosos provenientes de um continente próximo.Rochas17
  18. 18. I – Basalto II – Riólito III – Areias calcárias IV – Xisto V – Silte VI – GranitoVII – Areias quartzíticas VIII – Calcáriorecifal29. A Idade do GeloHá cerca de 2 milhões de anos, no início de uma época chamada Pleistocénico (no Cenozóico), ocorreu umadiminuição acentuada da temperatura média à superfície da Terra, desencadeando uma era glaciar. Mesmo antesde ter sido reconhecida a sua extensão a todo o globo, já se defendia a ideia da ocorrência alternada de avanços ede recuos do gelo sobre os continentes. Em épocas anteriores, o clima manteve-se, uniformemente, mais ameno.No entanto, há registos de glaciações generalizadas a todo o globo, durante a era Paleozóica. De acordo com oregisto geológico, a ocorrência de eras glaciares é um fenómeno raro na história do planeta.Durante mais de um século, geólogos e meteorologistas procuraram desvendar a causa de tais episódios, tendosido avançadas várias hipóteses como, por exemplo:– a quantidade de energia emitida pelo Sol sofreria variações, coincidindo as eras glaciares com períodos de menorquantidade de energia emitida;– a ocorrência de fenómenos vulcânicos generalizados poderia ser responsável pela alteração da quantidade deradiação solar que atinge a superfície da Terra, determinando a descida de temperatura necessária à ocorrência deuma era glaciar.Uma outra hipótese refere-se à variação cíclica de parâmetros de algumas das propriedades orbitais da Terra como,por exemplo, a excentricidade da órbita (figura) e a inclinação do eixo de rotação (figura), que determinariam aocorrência de períodos em que a Terra receberia maior ou menor quantidade de energia do Sol, desencadeando aentrada numa era glaciar ou interglaciar.Na realidade, não foi avançada qualquer teoria completamente satisfatória, capaz de explicar os episódios deglaciação que ocorreram na Terra. Actualmente, pensa-se que, na origem destes episódios, está a ocorrênciasimultânea de diversos factores como os ciclos astronómicos, a tectónica de placas, os ciclos orogénicos (comformação de relevos) e as correntes oceânicas.29.1 Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações, relativas a hipótesesexplicativas da causa das eras glaciares.A – A variação da quantidade de energia emitida pelo Sol ao longo do tempo não é a única causa desencadeadorade eras glaciares.B – Ao longo das eras geológicas, a variação da posição dos continentes, relativamente aos pólos, afectou ospadrões de circulação das correntes oceânicas.C – Quanto mais excêntrica for a órbita da Terra, mais uniforme é a quantidade de radiação que atinge a Terra, aolongo de um ano.D – Verões mais frios num determinado local permitem a acumulação sucessiva de grandes massas de gelo nesselocal.E – Quanto maior for a quantidade de radiação reflectida para o espaço, mais elevada será a temperatura média àsuperfície da Terra.F – O carácter cíclico dos fenómenos astronómicos relacionados com a órbita terrestre não permite, por si só,explicar a ocorrência de glaciações.G – A determinação de idades absolutas idênticas para uma era glaciar e para um episódio vulcânico permiteconcluir que é a actividade vulcânica que desencadeia a glaciação.18
  19. 19. H – Se a cada era glaciar estivesse associado um ciclo orogénico, então seria possível estabelecer uma correlaçãoentre esses ciclos e as eras glaciares.29.2 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.Uma evidência da alternância de sucessivos períodos de avanço e de recuo dos gelos, durante o Pleistocénico,seria a descoberta de formações geológicas onde…(A) ... fossem encontrados sedimentos típicos de eras glaciares.(B) ... depósitos glaciários se intercalem noutros, com abundantes vestígios de matéria orgânica.(C) ... fosse evidente a erosão provocada pelo avanço de um glaciar.(D) ... os estratos de origem glaciária se encontrassem sob outros com origens distintas.29.3 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.Durante uma era glaciar, parte da água que normalmente correria para os oceanos, transportada pelos rios, ficaretida em terra. Em consequência, o nível médio das águas do mar _____, deixando _____ largas áreas dasplataformas continentais.(A) sobe […] a descoberto(B) sobe […] submersas(C) desce […] a descoberto(D) desce […] submersas29.4 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.Um dos factores que determina a temperatura média à superfície de um planeta como a Terra é...(A) ... a sua distância ao Sol.(B) ... a libertação do calor resultante da acreção.(C) ... a desintegração de elementos radioactivos.(D) ... a compressão das zonas internas do planeta.30. Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam afirmações relativas à estratigrafia, onúmero (de I a VIII) da chave que assinala o princípio ou conceito geológico em que elas se baseiam.AfirmaçõesA – Numa sequência não deformada de estratos, aqueles que se encontram no topo são os mais recentes.B – Permite identificar o período durante o qual se formou um único estrato, independentemente da comparaçãocom outras sequências fossilíferas da região.C – A ocorrência de balastros graníticos no seio de sedimentos marinhos mostra que estes são posteriores àformação do granito. VIID – Torna possível a identificação das idades relativas entre um filão e as rochas que este atravessa.E – Permite caracterizar as condições físicas e/ou químicas do ambiente em que ocorreu a deposição.ChaveI – Princípio da inclusãoII – Princípio da sobreposiçãoIII – Fóssil indicador de idadeIV – Princípio da identidade paleontológicaV – Princípio da continuidade lateralVI – Fóssil de fáciesVII – Princípio da horizontalidade inicialVIII – Princípio da intersecção31. Explique de que modo a distribuição das densidades médias dos diferentes planetas principais do sistema solarapoia a hipótese nebular. Na resposta, devem ser utilizados os seguintes conceitos: nébula e acreção.32. A deformação das rochas, associada à formação de cadeias montanhosas, pode dar origem a diferentesestruturas geológicas como, por exemplo, as dobras. Indique o tipo de deformação associada à génese dedobras.33. Pontes continentais – realidade ou ficção?Um dos pressupostos básicos da Biogeografia é o de que cada espécie se originou uma única vez. A região – umaárea mais ou menos vasta – onde isso ocorre é conhecida como o «centro de origem» de uma espécie. A partir do19
  20. 20. seu centro de origem, cada espécie pode espalhar-se por áreas ainda mais vastas, até que uma qualquer barreirafísica, ambiental ou ecológica trave a sua dispersão. Os Descobrimentos Portugueses, seguidos das grandesviagens de exploração dos séculos XVII, XVIII e XIX, deram a conhecer à civilização europeia múltiplas formas devida, actuais e passadas, cuja existência era ignorada na altura. Estudos sistemáticos, de natureza geológica epaleontológica, permitiram também constatar os seguintes factos:• Lystrossaurus aparece fossilizado em estratos do Pérmico (Paleozóico), na Antárctida e na África do Sul;• em terrenos datados do Pérmico, Mesossaurus é um fóssil comum em África e na América do Sul;• em terrenos datados do Carbónico (Paleozóico), encontram-se fósseis de uma planta, Glossopteris, na Índia, emMadagáscar, em África e na América do Sul. Como explicar estas correlações? Afinal, entre as áreas continentaiscitadas, existem oceanos que constituem barreiras à dispersão das espécies terrestres, barreiras consideradas,inicialmente, bastante eficazes. Alguns autores sugeriram a existência de pontes continentais – faixas mais oumenos largas de terra firme – que estabeleciam a ligação entre os diferentes continentes (figura). Um dosdefensores da existência destas massas rochosas foi Eduard Suess (1831-1914), um geólogo austríaco que sugeriuque os continentes antigos eram mais vastos do que os actuais e que os seus fragmentos jazem hoje no fundo dosoceanos. Segundo aquele autor, teriam ocorrido abatimentos contínuos da crosta, que se afundou nos materiaissubjacentes, à medida que a Terra foi arrefecendo e se foi contraindo. Alfred Wegener (1880-1930), ummeteorologista alemão, defendeu a hipótese da deriva continental: os continentes, que formaram uma massa únicahá milhões de anos atrás, foram-se separando ao longo dos tempos (figura). Esta hipótese, retomada mais tarde edevidamente reformulada, ficou conhecida como Teoria da Tectónica de Placas.As afirmações seguintes referem-se a evidências de natureza geofísica e paleobiogeográfica, que têm sidoutilizadas como argumentos a favor da hipótese das pontes continentais e/ou da hipótese da deriva continental.33.1 Faça corresponder V (argumento verdadeiro) ou F (argumento falso) a cada uma das letras queidentificam as afirmações seguintes, de acordo com a possibilidade da sua utilização como argumentos afavor da hipótese das pontes continentais.A – O aumento da velocidade das ondas P em profundidade sugere que a densidade dos materiais aumenta com aprofundidade.B – Actualmente, encontram-se animais semelhantes em áreas geográficas separadas por oceanos, sem que paraaí tivessem sido levados pela acção do homem.C – Na América do Sul, as rochas do Carbónico apresentam associações faunísticas semelhantes às que seencontram em rochas da mesma idade, em África.D – As rochas dos fundos dos oceanos apresentam diferentes polaridades magnéticas, verificando-se que, emrelação a um rifte, as inversões magnéticas são simétricas.E – A dispersão de algumas espécies pode ser travada por barreiras como a localização de massas continentais emzonas climáticas distintas.F – Glossopteris é um género típico de latitudes elevadas que aparece associado a depósitos glaciários.G – A América do Sul e a Antárctida estão, na actualidade, praticamente ligadas por uma cadeia de ilhas. Umapequena descida do nível das águas do mar poria em evidência uma banda de terra a unir as duas massascontinentais.20
  21. 21. H – As dorsais oceânicas são regiões de elevado fluxo térmico, em consequência da ascensão de materiaisfundidos, provenientes do manto terrestre.33.2 Explique de que modo o estudo da gravimetria contribuiu para o abandono da hipótese das pontescontinentais. Na resposta, devem ser utilizados os seguintes conceitos: anomalia gravimétrica e pontescontinentais.33.3 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte. Lystrossaurus foi descobertoem rochas da África do Sul e da Antárctida. Na América do Sul, não se encontraram rochas que datem daaltura em que aquele animal viveu. De acordo com estes dados, pode afirmar-se que uma explicaçãoplausível para a inexistência de fósseis de Lystrossaurus no continente sul-americano é que…(A) ... Lystrossaurus não colonizou os ecossistemas existentes na América do Sul.(B) ... o clima, na América do Sul, não era propício à sobrevivência de Lystrossaurus.(C) ... na América do Sul, os estratos contemporâneos de Lystrossaurus foram erodidos.(D) ... durante o Pérmico, não ocorreram condições favoráveis à formação de fósseis na América do Sul.33.4 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação correcta.Ao nível celular, tanto em plantas como em animais, o organito interveniente na respiração aeróbia designa-se_____ e ocorre _____.(A) mitocôndria [...] exclusivamente em células eucarióticas(B) mitocôndria [...] em todas as células(C) cloroplasto [...] exclusivamente em células eucarióticas(D) cloroplasto [...] em todas as células33.5 Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.Afirmações do tipo «A extinção de Mesossaurus pode atribuir-se a um evento único, de grandes proporções,localizado no tempo», generalizadas a outros seres vivos, enquadram-se em hipóteses...(A) ... catastrofistas.(B) ... actualistas.(C) ... uniformitaristas.(D) ... mobilistas.34. O estudo dos sedimentos e das rochas sedimentares fornece importantes informações acerca da história daTerra e da Vida. Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam afirmações relativas àformação de rochas sedimentares e do seu conteúdo, o número (de I a VIII) da chave que assinala o respectivoprocesso de formação.AfirmaçõesA – É o processo que altera as características primárias (físicas e/ou químicas) das rochas, à superfície da Terra.B – É um fenómeno que ocorre quando a acção dos agentes de erosão e de transporte se anula ou é muito fraca.C – Consiste na transformação dos sedimentos móveis em rochas sedimentares consolidadas, por via física ouquímica.D – É o conjunto de processos físicos que permitem remover os materiais resultantes da desagregação da rocha-mãe.E – Ocorre por substituição dos tecidos, partícula a partícula, por sílica, ficando a estrutura original preservada.ChaveI – MineralizaçãoII – SedimentaçãoIII – TransporteIV – DiagéneseV – MoldagemVI – ErosãoVII – MeteorizaçãoVIII – Mumificação21
  22. 22. 35. A figura mostra duas colunas estratigráficas. As rochas não sofreram deformação.35.1 Considerea coluna I.Qual a rocha mais recente?35.2 Justifique a opção anterior.35.3 Indique a Era para a camada G.35.4 Considere a coluna II. Indique na coluna II a camada de continuidade da camada H da coluna I. Q35.5 Apresente uma explicação para a ausência de fósseis na camada Q.36. Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações, relativas a recursosenergéticos.A – Na actualidade, os combustíveis fósseis constituem a principal fonte de energia nos países industrializados.B – Os minerais que contêm na sua composição elementos radioactivos são considerados recursos energéticosrenováveis.C – Em alguns locais do planeta, encontram-se reservas inesgotáveis de combustíveis fósseis.D – Os recursos geotérmicos podem ser explorados em várias regiões, sendo potenciadores do desenvolvimentolocal.E – A utilização da radioactividade na produção de energia eléctrica gera resíduos perigosos para a saúde e para oambiente.F – A utilização de combustíveis fósseis é responsável pela emissão de gases que contribuem para o efeito deestufa.G – Os recursos geotérmicos de alta entalpia podem ser explorados em qualquer parte do planeta.H – Alguns recursos energéticos, como os geotérmicos, podem tornar-se mais competitivos face à subida do preçodo petróleo.37. Um destes materiais recicláveis provêm de um recurso renovável. Qual é?A – O vidroB – O papelC – O alumínioD – O plásticoE – O ferro38. As ilustrações A, B, C e D da figura estão relacionadas com diferentes interpretações acerca da distribuição decertos fósseis em continentes mais ou menos distanciados.22
  23. 23. 38.1 Indique a letra (A, B, C ou D) que identifica a ilustração associada à teoria da Deriva dos Continentes, deWegener.38.2 Considere os seguintes factos, traduzidos por um conjunto de afirmações numeradas de 1 a 8:1. Existem, no hemisfério norte, bacias de carvão de idade carbónica que se estendem desde a Península Ibéricaaté uma latitude de 85ºN.2. A região de São Luís, no Brasil, corresponde, sob os pontos de vista litológico e cronológico, ao escudo noroesteafricano.3. As cadeias montanhosas submarinas constituem, sem sombra de dúvida, o principal relevo terrestre.4. A idade da crosta oceânica, no Atlântico, não ultrapassa os 160 milhões de anos.5. A antiga cadeia montanhosa varisca, formada no Paleozóico, ocupa grande parte do território continentalportuguês e está também representada na América do Norte.6. Os Andes constituem uma longa cadeia montanhosa vulcânica, que se distribui ao longo da costa pacífica daAmérica do Sul.7. As ilhas britânicas estiveram ligadas à Europa continental, durante a última glaciação quaternária.8. Arquipélagos como o Japão ou a Indonésia são das regiões mais sísmicas da Terra.Tendo por base a teoria da Deriva dos Continentes, de Wegener, mais tarde desenvolvida e sustentada pela teoriada Tectónica de Placas, classifique cada uma das afirmações de 1 a 8, utilizando as letras da chave seguinte:CHAVE:A. Explicável por ambas as teorias;B. Explicável, apenas, pela teoria da Tectónica de Placas;C. Sem relação com qualquer das duas teorias.39. O texto seguinte reporta a evolução do conhecimento da litosfera.39.1 Para além dos argumentos geográficos, cite outros dois, que Wegener utilizou para apoiar a Teoria daDeriva dos Continentes.39.2 Como se designa a massa continental única a que se refere o texto?39.3 Identifique as estruturas geológicas referenciadas nas frases sublinhadas.23
  24. 24. 39.4 Explique o que significa afirmar “As rochas têm polaridade normal”.40. O quadro seguinte relaciona tipos de placas, processos geológicos e exemplos actuais.40.1 Classifique olimite deplacas decada uma dasletras:40.1.1 A;40.1.2 B;40.1.3 C.40.2 Identifique o tipo de placas envolvidas nas situações:40.2.1 D;40.2.2 E;40.2.3 F.40.3 Proponha um exemplo actual para as situações G, H, J e M.41. O esquema da figura refere-se ao processo de datação absoluta. Admita que do isótopo original existiam 10 g.41.1 Indique a quantidade do isótopo original em B.41.2 Indique a quantidade do isótopo-filho em A.41.3 Refira quantos anos são necessários para que se obtenha 1,25g do isótopo original.42. Utilizando o princípio do Uniformitarismo, estabeleça a relação entre as letras da coluna I e os números dacoluna II24
  25. 25. 43. Nas questões seguintes selecciona a opção correcta:• Constitui um dado paleontológico que apoia a DerivaContinental a:A. Complementaridade das costas da África e daAmérica do Sul.B. Semelhança das rochas em ambos os lados doAtlântico.C. Distribuição do feto Glossopteris.D. Morfologia do fundo oceânico.• Como se designa a teoria que explicava omovimento dos continentes?A. Tectónica de Placas.B. Teoria Celular.C. Deriva dos Continentes.D. Mecânica Quântica.•A litosfera está dividida em placas. Qual o motor domovimento das placas?A. Correntes de convecção.B. Força das marés.C. Força da gravidade.D. Atracção da Lua.• Uma placa tectónica é formada por:A. Manto.B. Astenosfera.C. Crosta.D. Crosta e Manto.44. A principal causa do calor interno da Terra é:A – o calor solar que se foi acumulando ao longo do tempo.B – a desintegração de materiais radioactivos existentes essencialmente no manto. XC – a desintegração de materiais radioactivos existentes no núcleo.D – calor provocado por impactos meteoríticos.(Transcreva a opção correcta.)45. Associe cada expressão da coluna I com o termo/expressão adequado(a) da coluna II.46. De toda a água existente na Terra, nos seus diferentes estados físicos, a percentagem de água doce é de:A – 30 %B – 3 %C – 60 %D – 13 %E – 97 %47. O esquema seguinte representa um modelo de estrutura interna da geosfera.Identifique:47.1 o critério de subdivisão do interior da geosfera subjacente a este modelo;47.2 as camadas estruturais assinaladas pelas letras A a E;47.3 os limites assinalados pelos números 1 a 4.47.4 Justifique a sua resposta na legenda do número 2.48. Refira um contributo para a definição deste modelo da:48.1 sismologia;25
  26. 26. 48.2 vulcanologia;48.3 planetologia49. Indique outro modelo da estrutura interna da Terra.50. Explique a sua importância para a compreensão da sua dinâmica interna.1051. Analise os dados fornecidos pelo sismograma e indique:51.1 O intervalo de tempo que decorreu entre a chegada das ondas P e S. Assinale esse valor na escala A;51.2 O valor da amplitude máxima registada no sismograma. Assinale esse valor na escala C.51.3 Determine a magnitude apresentada por este sismo, traçando uma linha que una os dois pontosassinalados nas escalas A e C, de modo a interceptar a escala B. R:51.4 Procure explicar a razão de cada sismo apresentar um só valor de magnitude que origina diferentesvalores de intensidade sísmica.52. A Escandinávia é uma zona na qual está, actualmente, a acontecer um processo de ajustamento isostático. Nafigura, o esquema A é um modelo que interpreta esse processo. O esquema B representa o levantamentoisostático da Escandinávia em centímetros por século.52.1 Refira, tendo em conta o esquema A, o tipo de ajustamento isostático presente na Escandinávia:52.1.1 há 10000 anos;52.1.2 actualmente.52.1.3 Explique, tendo em conta o esquema A, a origem do ajustamento isostático actual.52.1.452.2 Mencione, tendo em conta o esquema B, qual a taxa mais elevada de ajustamento isostático existente na:26
  27. 27. fig. 5fig. 552.2.1 Noruega;52.2.2 Suécia;52.2.3 Finlândia.53. Na figura estão representados o oceano Pacífico e as ilhas do arquipélago Sociedade, que se originaram apartir de um ponto quente.53.1 Faça a legenda da figura relativamente aos números 1,2 e 3. Mencione em qual das zonas assinaladascom 1,2 ou 3 podem ocorrer sismos com hipocentro profundo.53.2 Indique a direcção aproximada em que se desloca a placa Pacífica na zona do arquipélago Sociedade.53.3 Localize a ilha sob a qual se situa o ponto quente responsável pela edificação das ilhas doarquipélago Sociedade.53.4 Determine, em centímetros por ano, a velocidade a que se move a placa na zona das ilhas do arquipélagoSociedade.53.5 Estabeleça a idade "relativa" entre as ilhas R e P do arquipélago do Havai.27
  28. 28. FIM28

×