Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Elementos de História do Brasil no século XX
1930:  Revolução como resultado de insatisfacção popular e grave crise económica e política 1934: Elabora-se a 3.ª Constit...
Banditismo social / ciclo do cangaço  (1870-1940) Final século XIX: concentração da propriedade da terra nas mãos de pouca...
 
Deus e o Diabo na Terra do Sol Glauber Rocha, 1964 Síntese de factos e personagens históricos concretos:  o cangaço e o ma...
1944: Apesar de ter o Brasil um governo ditatorial, envia a Força Expedicionária Brasileira para os combates no norte da I...
1956-1961: Jucelino Kubitschek de  Oliveira 1960: Inaugrada a nova capital, Brasília, planejada por Oscar Niemeyer e Lúcio...
1961-1964: João Belchior Marques Goulart “ Reformas de base”: Monopólio estatal sobre o petróleo, restringe facilidade spa...
1964-1974: Regime Militar, concentração de poderes, repressão e controlo Resistência por parte de estudantes e trabalhador...
1974: Eleições parlamentares 1979: Lei da Amnistia, apesar de não ser irrestrita e amnistiar também torturadores, possibil...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Breve História do Brasil no Século XX

17,783 views

Published on

História abreviada do Brasil no Século XX

  • Be the first to comment

Breve História do Brasil no Século XX

  1. 1. Elementos de História do Brasil no século XX
  2. 2. 1930: Revolução como resultado de insatisfacção popular e grave crise económica e política 1934: Elabora-se a 3.ª Constituição do Brasil (estrutura federativa, mandato presidencial de 4 anos, etc.) 1937: Getúlio Vargas decreta estado de guerra para perseguir os comunistas; transforma-se em ditador com o apoio das Forças Armadas, instaura o Estado Novo: partidos políticos extintos, abolição da liberdade de imprensa, pena de morte, etc.
  3. 3. Banditismo social / ciclo do cangaço (1870-1940) Final século XIX: concentração da propriedade da terra nas mãos de poucas famílias oligárquicas Conflitos de herança: o filho mais velho herdava tudo, lutas entre familiares tornaram-se rotina Surgiram bandos autónomos de cangaceiros, independentes dos proprietários e que também roubavam para distribuir à população Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, chefiou o principal bando de cangaceiros 1940: Corisco, o Diabo Loiro, herdeiro e vingador de Lampião, prefere a morte a entregar-se: “ S’intrega, Corisco / Eu, não m’intrego, não / Não m’intrego ao tenente / Não m’intrego ao capitão / Só m’ integro à morte / de parabelo na mão.” (Sérgio Ricardo, músico do filme Deus e o diabo na terra do sol , Glauber Rocha, 1964)
  4. 5. Deus e o Diabo na Terra do Sol Glauber Rocha, 1964 Síntese de factos e personagens históricos concretos: o cangaço e o mandonismo local dos coronéis no Nordeste, o beatismo ou misticismo de base milenarista, a literatura de Cordel, Lampião e Corisco, Euclides da Cunha e Guimarães Rosa, etc. O vaqueiro Manuel se revolta contra a exploração de que é vítima por parte do coronel Morais e mata-o durante uma briga. Foge com a esposa Rosa da perseguição dos jagunços e acaba se integrando aos seguidores do beato Sebastião, no lugar sagrado de Monte Santo, que promete a prosperidade e o fim dos sofrimentos através do retorno a um catolicismo místico e ritual. Ao presenciar o sacrifício de uma criança, Rosa mata o beato. Ao mesmo tempo, o matador de aluguel Antônio das Mortes, a serviço dos coronéis latifundiários e da Igreja Católica, extermina os seguidores do beato. Em nova fuga, Manoel e Rosa juntam-se a Corisco, o diabo loiro, companheiro de Lampião que sobreviveu ao massacre do bando. Antônio das Mortes persegue de forma implacável e termina por matar e degolar Corisco, seguindo-se nova fuga de Manoel e Rosa, desta vez em direcção ao mar. http://www.youtube.com/watch?v=C60fDWJrYfE
  5. 6. 1944: Apesar de ter o Brasil um governo ditatorial, envia a Força Expedicionária Brasileira para os combates no norte da Itália 1945: Getúlio Vargas tem de aceitar uma reforma constitucional e permitir partidos políticos, industrialização do Brasil, mas à qual a maior parte do povo não tem acesso 1946: redemocratização através da 5.ª Constituição 1951: Vargas ganha eleições 1954: Ante as pressões militares para que renunciasse,Vargas se suicida
  6. 7. 1956-1961: Jucelino Kubitschek de Oliveira 1960: Inaugrada a nova capital, Brasília, planejada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa http://www.youtube.com/watch?v=BVcJ_T-gQiw
  7. 8. 1961-1964: João Belchior Marques Goulart “ Reformas de base”: Monopólio estatal sobre o petróleo, restringe facilidade spara empresas estrangeiras, nacionalização das refinerias, reforma agrária 1964: Conspiração dos militares e conservadores levam Goulart a exiliar-se no Uruguai para evitar uma guerra civil
  8. 9. 1964-1974: Regime Militar, concentração de poderes, repressão e controlo Resistência por parte de estudantes e trabalhadores Centenas de pessoas morreram ou desapareceram http://www.youtube.com/watch?v=S4awFBRXfNY http://www.youtube.com/watch?v=zqd4zbkNE2w
  9. 10. 1974: Eleições parlamentares 1979: Lei da Amnistia, apesar de não ser irrestrita e amnistiar também torturadores, possibilitou a volta de muitos exiliados 1982: Volta a haver eleições directas para governadores 1983: Manifestações a favor de eleições directas para preseidente da República 1985: Presidente José Sarney (ainda eleito por um colégio eleitoral) promove nova Constituição 1989: Fernando Collor de Melo 1994: Fernando Henrique Cardoso 2002: Luís Inácio Lula da Silva http://www.youtube.com/watch?v=gR2FTYeGJvw&feature=related

×