Cheias e inundações

2,165 views

Published on

geografia 9ano - riscos naturais

Published in: Education
  • Be the first to comment

Cheias e inundações

  1. 1. Domínio: Riscos, Ambiente e Sociedade Subdomínio: Riscos naturais
  2. 2. Índice Retrato de Portugal Prevenção e intervenção Consequências das inundações Ocorrências de inundações Inundações urbanas Inundações costeiras Inundações fluviais Cheias e inundações
  3. 3. Fenómeno hidrológico extremo, de frequência variável, natural ou induzido pela acção humana, que consiste no transbordo de um curso de água relativamente ao seu leito ordinário, originando a inundação dos terrenos ribeirinhos (leito de cheia). Cheia ou inundação? Cheia Fenómeno hidrológico extremo, de frequência variável, natural ou induzido pela acção humana, que consiste na submersão de uma área usualmente emersa. Inundação
  4. 4. As cheias e inundações são fenómenos hidrológicos que não é possível evitar, e que podem ser potencialmente perigosos, dependendo da magnitude atingida (altura da água, caudais), da velocidade com que progridem e da frequência com que ocorrem. Contudo, só provocam situações de risco se houver elementos a elas expostos (população, propriedades, estruturas, infra-estruturas, actividades económicas), ou seja, localizados em áreas inundáveis, que possam ser destruídos ou gravemente danificados.
  5. 5. Inundações fluviais São inundações que ocorrem em cursos de água, submergindo uma área usualmente emersa. Inundação do rio Hudson - EUA
  6. 6. Inundações fluviais O tempo necessário para que uma cheia ocorra e a sua duração, bem como a potencial inundação gerada, dependem das características da bacia hidrográfica em questão….. Como sejam: Inclinação das vertentes…. Rede hidrográfica…. Propriedades dos solos e subsolo… Cobertura dos solos (quantidade e tipo de vegetação)… Humidade dos solos… Permeabiliade …. Bem como … Da duração da precipitação e Intensidade da precipitação
  7. 7. Inundações costeiras São causadas devido a factores meteorológicos (vento e precipitação) que provocam a elevação eustática do nível do mar e o aumento da intensidade da ondulação.
  8. 8. Inundações costeiras
  9. 9. Inundações costeiras São causadas devido a factores meteorológicos (vento e precipitação) que provocam a elevação eustática do nível do mar e o aumento da intensidade da ondulação. Em momentos coincidentes com preia-mar e/ou marés vivas o risco de inundação é maior
  10. 10. Inundações costeiras
  11. 11. Inundações costeiras
  12. 12. Inundações costeiras São causadas devido a factores meteorológicos (vento e precipitação) que provocam a elevação eustática do nível do mar e o aumento da intensidade da ondulação. Em momentos coincidentes com preia-mar e/ou marés vivas o risco de inundação é maior Os tsunamis podem também causar este tipo de inundação.
  13. 13. Inundações urbanas  Aumento das superfícies impermeáveis (superfícies construídas pelo Homem que impedem a infiltração de água, como estradas, edifícios, parques de estacionamento, passeios ou outras infra- estruturas/equipamentos urbanos. Superfície de asfalto Avenida dos Aliados, Porto … quais as causas?
  14. 14. Inundações urbanas  Chuva intensa, associada à sobrecarga/obstrução dos sistemas de drenagem artificiais … quais as causas? Chuva intensa, Lisboa Obstrução de sarjeta, Lisboa
  15. 15. Ocorrências de inundações no mundo, entre 1985 e 2011.
  16. 16. Consequências das inundações Isolamento de povoações, evacuação e desalojamento de pessoas. Eventual perda de vidas humanas. Submersão e/ou estrago de infra- estruturas. Destruição de explorações agrícolas e pecuárias. Interrupção de fornecimento de bens ou serviços básicos. Custo das acções de proteção civil. Diretas
  17. 17. Consequências das inundações - isolamento de povoações -
  18. 18. Consequências das inundações - perda de vidas -
  19. 19. Consequências das inundações - submersão / estragos de infra-estruturas -
  20. 20. Consequências das inundações destruição de explorações agrícolas/pecuárias -
  21. 21. Consequências das inundações - custo das acções de socorro/desgaste -
  22. 22. Consequências das inundações Perda de produção das actividades socioeconómicas. Alteração do meio ambiente. Indiretas
  23. 23. Prevenção e minimização Correcta gestão do território e planeamento de emergências. Construção de barragens e criação de albufeiras. Construção de diques e muros de defesa. Alteração e desobstrução do leito dos rios. Desassoreamento. Regulamentação das zonas inundáveis. Reflorestação. Manter os sistemas de drenagem artificial limpos e operacionais.
  24. 24. Retrato de Portugal
  25. 25. Retrato de Portugal Cheias lentas dos grandes rios e cheias rápidas de rios e ribeiras de pequenas e médias bacias hidrográficas. Inundações costeiras devidas a invasões do oceano e do mar. Sobrecarga dos sistemas de drenagem artificiais nas áreas urbanas. Subida das águas subterrâneas em locais topograficamente deprimidos. Inundações
  26. 26. Retrato de Portugal http://sniamb.apambiente.pt/Diretiva60CE2007/

×