Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Estratégia vencer em meio a crise

3,644 views

Published on

Published in: Business

Estratégia vencer em meio a crise

  1. 1. ESTRATÉGIA VENCER EM MEIO A CRISE
  2. 2. Formação • Administração • Extensão universitária: mercado de trabalho e entrevista de emprego, RH. • Extensão universitária: sustentabilidade ambiental, MEIO AMBIENTE. • Técnico em administração, rotinas administrativa. • Técnico em Contabilidade Carlos Eduardo Rocha
  3. 3. Formação • Cursos de especialização • FPV - Formação do Preço de Venda • Controles Financeiros MEI • Atendendo e vendendo no varejo • Gestão financeira de Micro e Pequenas Empresas Carlos Eduardo Rocha
  4. 4. Currículo
  5. 5. Atualmente Consultor • Consultoria financeira • Consultoria na Gestão Empresarial • Recrutamento e Seleção • Treinamento Atendimento call center sac. • Curso de departamento pessoal • Curso de segurança das informações no ambiente corporativo
  6. 6. Recursos Naturais Expectativa de vida Produção de Petróleo População Mundial Produção industrial Poluição Alimentos População estimada sem colapso Com colapso 210020301900 1990 Meadows,1991 Departamento de energia-EUA em www.doe.gov (set 1997)
  7. 7. Macro tendências Mundiais. Governo – Empresas - Sociedade civil Barbárie Governo fraco x sociedade fraca Sociedade tutelada Governo forte x sociedade fraca Sociedade evoluída Governo fraco x sociedade forte ? Governo forte x sociedade forte Tensão constante de um equilíbrio frágil democracia
  8. 8. Brasil Integração Nacional
  9. 9. Vivemos em um momento de incertezas onde o mercado brasileiro está em colapso total;os empresário devem ter uma base solida para enfrentar a crise que já se anuncia, por isso a portância de se ter uma gestão estratégica para se posicionar e descobrir as oportunidades em meio a uma crise Brasil
  10. 10. Jornal 'Financial Times' dá 'sentença de morte' para a economia brasileira Publicação britânica projeta crescimento de 2% para a economia do país. Crescimento previsto pelo governo Dilma é de 4%; inflação atinge 6,3%. Reportagem publicada neste domingo (6) no site do jornal britânico “Financial Times” utilizou o termo “sentença de morte” em uma projeção para o futuro da estratégia econômica brasileira. • A publicação afirma que a nova matriz de políticas econômicas, que consiste em taxas de juros baixas e o câmbio enfraquecido por meio de controles cambiais e incentivos fiscais temporários para a indústria, visava uma taxa de crescimento de 4%. Entretanto, de acordo com o jornal, o resultado dessas medidas foi um cenário de baixo crescimento e alta inflação. • O jornal apontou que, este ano, a economia do Brasil deverá crescer cerca de 2%, continuando com uma de suas mais lentas taxas desde a década de 1990. Enquanto isso, a inflação deverá atingir 6,3%. • Pressões inflacionárias forçaram o Banco Central do Brasil a retomar as taxas de juros, que estavam em uma baixa recorde de 7,25% em 2012, para 11% na última semana, com possibilidade de novos aumentos, segundo o jornal. • De acordo com a publicação, entre as questões estruturais mais importantes estaria a redução da carga tributária, que subiu de 27% do Produto Interno Bruto (PIB) em 1997 para 36% em 2012. Essa taxa é maior que a do Chile, cerca de 20%, e superior à média da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Fonte: http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/04/jornal-financial-times-da-sentenca-de-morte-para-economia-brasileira.html 07/04/2014 14h01 - Atualizado em 07/04/2014 17h01
  11. 11. MERCADO MUNDIAL
  12. 12. Ambiente Externo pré-crise Crescimento Econômico Países Desenvolvidos Emergentes Crescimento Exportações Importações Brasil Crescimento Comércio Mundial Desenvolvimento do Brasil Redução vulnerabilidade externa Manutenção superávit balança comercial Grau de Investimento
  13. 13. Ambiente Externo - crise Crescimento Econômico Países Desenvolvidos Emergentes Crescimento Exportações Importações Brasil ? Comércio mundial comprometido Desenvolvimento do Brasil - redução Aumento vulnerabilidade externa/interna Provável déficit - balança comercial Investimento-Selic
  14. 14. O FIM DA CORPORAÇÃO QUE NÃO TEM GESTÃO
  15. 15. AUMENTO DO PREÇO DO CONHECIMENTO
  16. 16. AUMENTO DO PREÇO DO CONHECIMENTO Uma das principais características do século 20 foi o declínio constante do preço dos produtos da terra: A Argentina, por exemplo, era um dos países mais ricos do mundo em 1913, graças à produção de cereais, trigo e carne.
  17. 17. AUMENTO DO PREÇO DO CONHECIMENTO A queda do poder de compra dos produtos da terra, em comparação com os produtos manufaturados, vem caindo há quase cem anos a uma taxa composta de quase 1% ao ano. FONTE: LINCOLN WEINHARDT
  18. 18. AUMENTO DO PREÇO DO CONHECIMENTO  E a mão-de-obra empregada em atividades da terra praticamente desapareceu: nos Estados Unidos, que ainda é o maior exportador de produtos agrícolas e matérias-primas, representa 2% da força de trabalho rural mundial. FONTE: LINCOLN WEINHARDT
  19. 19. AUMENTO DO PREÇO DO CONHECIMENTO Portanto, é previsível que, daqui a 20 ou 30 anos, o preço dos bens manufaturados seja cerca da metade do que é hoje, comparando com o preço do conhecimento.
  20. 20. A VERDADE ESTÁ LÁ FORA Por fim, deve-se destacar que na ERA DA INFORMAÇÃO as informações mais importante de que o executivo precisará não são aquelas que saem de seus computadores. As informações mais importantes dizem respeito ao que está fora da empresa. FONTE: LINCOLN WEINHARDT
  21. 21. A VERDADE ESTÁ LÁ FORA Dessa forma, uma das principais habilidades a serem adquiridas é a obtenção de informações externas, que não chegam até você pelo computador. FONTE: LINCOLN WEINHARDT
  22. 22. A VERDADE ESTÁ LÁ FORA É preciso sair da empresa, examinar seus pressupostos acerca da sociedade lá fora, da economia, do consumidores, dos valores e psicologia dos consumidores. FONTE: LINCOLN WEINHARDT
  23. 23. O QUE FAZER ?????????? • Ficou com desejo de respostas nós procure.
  24. 24. CARLOS VISÃO GLOBAL Consultoria Empresarial
  25. 25. MISSÃO, VISÃO E VALORES MISSÃO Ser referência em consultoria VISÃO Monitorar os processos e garantir máxima qualidade dos serviços prestados.
  26. 26. VALORES Somos Especialistas: Nossa empresa é composta de consultores que conhecem muito bem o mercado. Temos Credibilidade: Agimos de forma justa. Seguimos padrões éticos e profissionais em tudo o que fazemos. Somos Comprometidos: Temos responsabilidade e realizamos nosso trabalho com empenho. Somos Ágeis: Entendemos as necessidades dos nossos clientes e agimos com rapidez e alto desempenho.
  27. 27. Consultoria na Gestão Empresarial O gestor hoje precisa estar apto a perceber, refletir, decidir e agir, em condições totalmente diferentes das de antes. Ø Gerir hoje envolve uma gama muito mais abrangente e diversificada de atividades do que no passado. Ø Nesse ambiente, a diferença entre sucesso e fracasso, entre lucro e falência, entre o bom e o mau desempenho está no melhor uso dos recursos disponíveis para atingir os objetivos focados. Por isso a Carlos Visão Global esta aqui para alavancar a sua empresa melhorando a gestão e maximizando os lucros do seu negócio.
  28. 28. CONSULTORIA FINANCEIRA A boa gestão financeira é essencial para o desenvolvimento eficaz e crescimento estruturado de qualquer empresa, por isso estamos aqui para garantir o melhor desenvolvimento de sua micro e pequena empresa . Serviços: Planejamento financeiro • Contas a pagar; • Contas a receber; • Faturamento • Estudo e gestão de custos; • Fluxo de caixa •Estruturação e Recuperação Financeira
  29. 29. WWW.CARLOSVISAOGLOBAL.WEEBLY.COM Consultoria Carlos Visão Global Carlos Eduardo Rocha Gerente de Negócio Cel.(11)96011-5356 Nextel ID: 932*11127 Email: CARLOSVISAOGLOBAL@R7.COM Consultoria Empresarial
  30. 30. HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO Segunda à Sexta-Feira: Serviços Internos: das 08 às 18:00h.

×