Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Festival 2015 - Grandes Doadores: Conselho de Líderes

555 views

Published on

Palestra ministrada por Carla Nóbrega, no Festival ABCR 2015, dia 07 de maio de 2015, em São Paulo.

Published in: Government & Nonprofit
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Festival 2015 - Grandes Doadores: Conselho de Líderes

  1. 1. Captação com Grandes Doadores Conselho de Líderes Carla da Nóbrega
  2. 2. Ron Terwilliger • Nasceu em uma família de classe média nos EUA. • Era bom de esportes e conseguiu entrar na Universidade. • Se alistou na Marinha. • Serviu na Guerra do Vietnam. • Criou a maior construtora de habitação popular nos EUA. • É filantropo e simpático à causa da moradia digna.
  3. 3. • Em 2009, Terwilliger anunciou um histórico compromisso financeiro de US$ 100 milhões para Habitat for Humanity. • Sua doação irá beneficiar 60.000 famílias de baixa renda ao redor do mundo. • Foi presidente do Conselho Internacional de Habitat e hoje se dedica à constituição de um Conselho de Líderes para apoiar a captação de recursos na organização.
  4. 4. Visita a SP em abril “Com este legado doado para Habitat for Humanity, eu quero ajudar a garantir um impacto sustentável além da minha vida e inspirar outros a se comprometerem com o apoio à habitação para famílias de baixa renda". Ron Terwilliger
  5. 5. Conselho de Líderes • Conceito: – Grupo de pessoas com alto perfil econômico e respeitabilidade, que colaboram como voluntários nos esforços de captação de recursos da ONG. • Propósito: – Facilitar o acesso e colaboração de pessoas, famílias e empresas que podem vir a apoiar a organização.
  6. 6. O que não é o Conselho de Líderes? • Não é um Conselho Diretivo: integrantes não tem responsabilidade legal ou econômica. • Não é um grupo para assessorar a gerência da ONG. • Não é um clube social, apesar de ser um espaço para relações públicas. • Não é uma câmara empresarial ou local para fazer negócios.
  7. 7. Como funciona? • Os integrantes apoiam indicando pessoas, famílias, empresas ou organizações da sua rede de contatos. • Geram listas de potenciais doadores, diagnosticam seu grau de contato, ligam, marcam reuniões, apresentam o pessoal de Habitat. • Autorizam a ONG a usar seu nome como modelo ou referência.
  8. 8. Como funciona? • Postos – Membros regulares: slide anterior, apoio no recrutamento de novos membros, doação econômica anual. – Campeões: tudo anterior, presidem as sessões, planejam e co-executam as solicitações de recursos com apoio do pessoal da ONG. Ex: Ron Terwilliger. • Relação com a ONG – Baseada em respeito. O líder oferece seu tempo, recursos e talento. A ONG brinda informação rápida, e bons resultados programáticos. – Os líderes não tem autoridade sobre a equipe da ONG.
  9. 9. Como funciona? • Benefícios para os líderes – Satisfação de contribuir para uma causa importante, tranquilidade de canalizar seus recursos para ONG e projetos com credibilidade, oportunidade de influenciar outras pessoas, expansão de sua rede de relacionamentos, construção de uma sociedade melhor, ser identificado como um líder com responsabilidade social. • Encontros e reuniões – Fortalecem compromisso e entusiasmo dos líderes, informam sobre projetos e desempenho da ONG e dos próprios líderes. – Definem planos de trabalho, metas e estratégias dos líderes. – Podem ser trimestrais ou semestrais. – Reuniões de trabalho com oportunidade de relações públicas.
  10. 10. Candidatos ideais • Compartilham a visão e missão da ONG. • Tem credibilidade. • Estão bem conectados com os círculos de poder e influência. • Pertencem a famílias ou empresas de alto poder aquisitivo. • Tem capacidade de realizar doações substanciais, e estão abertos a doar sempre que a ONG lhes inspire e desempenhe adequadamente. • Possuem excelentes relações interpessoais. • Aceitam oferecer o tempo e atenção requeridos pela função.
  11. 11. Recrutamento • Esforço compartilhado entre os próprios líderes e a equipe da ONG. • A ONG informa ao grupo sua lista de necessidades. Ex: agência de publicidade, assessoria de imprensa, assessoria legal, TI, nos projetos e programas, etc. • A indicação de novos membros será submetida a um comitê de recrutamento de novos integrantes. • Uma vez aprovado, o convite ao novo membro será feito pelo líder que o indicou e um representante da ONG. • Todo novo membro necessita assinar uma Carta Compromisso refutando eventuais conflitos de interesse.
  12. 12. Estímulo e Capacitação • Convites para eventos de voluntariado. • Visitas aos projetos. • Conversas com especialistas da causa. • Acesso a depoimentos sobre o efeito transformador dos projetos: beneficiados, voluntários, outros líderes, etc.
  13. 13. Doações • Uma doação anual em efetivo é esperada. • Essa doação é voluntária e tem efeito demonstrativo. • Cada líder doará segundo sua própria capacidade e circunstância. • As doações podem ser destinadas a projetos específicos. • As solicitações serão feitas pelo ‘campeão’, cara a cara.
  14. 14. Ciclo de Gestão de Grandes Doadores IDENTIFICAR CULTIVAR CONECTAR SOLICITARAGRADECER CUMPRIR EXPECTATIVAS FIDELIZAR
  15. 15. Guatemala, 2012 Carla da Nóbrega carla.nobrega@hph.org.brMuito obrigada!

×