Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Angiosperma

13,052 views

Published on

  • Be the first to comment

Angiosperma

  1. 1. Angiospermas
  2. 2. CARACTERÍSTICAS <ul><li>Órgãos reprodutores bem visíveis </li></ul><ul><li>Produzem semente e frutos </li></ul><ul><li>Importância na alimentação: raízes, caules, folhas, flores e frutos servem de alimento </li></ul><ul><li>Matéria prima para diferentes áreas </li></ul>
  3. 3. COTILÉDONES <ul><li>Principal função: transferir as reservas da semente para o embrião </li></ul><ul><li>Classificação: </li></ul><ul><li>Monocotiledôneas (milho e arroz) – possui apenas um cotilédone </li></ul><ul><li>Dicotiledôneas (mamona e feijão) – possuem dois cotilédones </li></ul>
  4. 4. Diferenças básicas
  5. 5. Caules <ul><li>Monocotiledôneas, de um modo geral, não são ramificados, pertencendo aos tipos: </li></ul><ul><li>estipe, como o do coqueiro, </li></ul><ul><li>colmo, como, o da cana-de-açúcar. </li></ul><ul><li>Dicotiledôneas, os caules são, geralmente, ramificados, podendo ser do tipo tronco </li></ul>
  6. 7. Raízes <ul><li>Função: fixação e absorção </li></ul><ul><li>Partes de uma raiz </li></ul><ul><li>Coifa: capuz que protege as células do atrito </li></ul><ul><li>Zona Lisa: região intenso crescimento </li></ul><ul><li>Pelífera ou Absorção: pêlos absorventes – água e minerais </li></ul><ul><li>Suberosa: raízes secundárias - fixação </li></ul>
  7. 9. Tipos de raízes <ul><li>Raízes respiratórias: pneumatóforos, são raízes adaptadas a viver em regiões alagadiças </li></ul><ul><li>Em solo lamacento, rico em detritos, porém pobre em oxigênio. </li></ul><ul><li>As raízes crescem verticalmente para fora do nível da água. </li></ul><ul><li>Possuem pequenos furos que permitem a entrada do oxigênio do ar. </li></ul><ul><li>Realizam a fixação e a absorção de oxigênio </li></ul>
  8. 11. Tipos de raízes <ul><li>Raízes escoras ou suporte: partem do caule e se fixam no solo, aumentando a capacidade de sustentação da planta, como o milho, por exemplo. </li></ul><ul><li>Raízes tuberosas: armazenam grande quantidade de substâncias nutritivas. São elas: cenoura, beterraba, mandioca, batata-doce, nabo e outras </li></ul>
  9. 13. Tipos de raízes <ul><li>Raízes tabulares: são achatadas que lembram ajudam na sustentação. Possuem poros que permitem a entrada do oxigênio. </li></ul><ul><li>Raízes sugadoras: encontrado em plantas parasitas, penetram no caule das plantas hospedeiras, sugando-lhes a seiva. </li></ul>
  10. 16. Caule e suas funções <ul><li>No interior do caule há um sistema de vasos condutores encarregado do transporte de substâncias. </li></ul><ul><li>A seiva bruta (água e sais minerais) transportada por vasos lenhosos. </li></ul><ul><li>O conjunto dos vasos lenhosos é chamado de xilema. </li></ul>
  11. 17. Caule e suas funções <ul><li>A seiva elaborada (glicose), circula em vasos liberianos. </li></ul><ul><li>O conjunto dos vasos liberianos recebe o nome de floema. </li></ul><ul><li>Os caules também dão sustentação às folhas e as posicionam nas melhores condições para que recebam a luz do Sol. </li></ul><ul><li>Duas funções principais: condução e sustentação. </li></ul>
  12. 18. Partes do caule <ul><li>Gema apical ou terminal: na extremidade do caule ou dos ramos, formada por células que se reproduzem intensamente. </li></ul><ul><li>Gema lateral ou axial: originam os brotos, folhas ou flores. </li></ul><ul><li>Nó: local de onde partem as folhas ou ramos laterais. </li></ul><ul><li>Entrenó ou gomo: local que fica entre dois nós sucessivos. </li></ul>

×