Diagnóstico Qualitativo da Vitivinicultura Brasileira

1,134 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,134
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Diagnóstico Qualitativo da Vitivinicultura Brasileira

  1. 1. DIAGNÓSTICO QUALITATIVO DA Sta.Tereza, Venda Nova eVITIVINICULTURA BRASILEIRA Jales Mal. Floriano São Roque Leste SP Grande Curitiba Urussanga José Fernando Protas Embrapa Uva e Vinho
  2. 2. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba NOVOS POLOS Polos Proj.Resgate Urussanga
  3. 3. Região Serrana do Espirito SantoJales Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba Urussanga
  4. 4. VALE DO SÃO FRANCISCO PROCESSAMENTOCaracterísticas Quanto a estrutura de Produção: *Perfil da Produção:Vinhos finos e Espumantes e Brandy; Suco: Inicio de Produção/Ajustes. *Nível Tecnológico: Viticultura: Médio e Alto; Processamento: Médio e Alto. *Produção da uva Verticalizada pelas vinícolas (exceção Itália); *Perspectivas: Consolidação: vinhos jovens e Espumante. Suco em crescimento.
  5. 5. VALE DO SÃO FRANCISCO PROCESSAMENTOCaracterísticas Quanto ao Mercado: * Vendas: Exportação e Mercado Interno (Regional e Nacional); * Potencial para o Enoturismo;
  6. 6. VALE DO SÃO FRANCISCO PROCESSAMENTOAções de Curto Prazo: *Programa de BPA *BPF (APPCC, ISO, etc.) *Programa de Enoturismo.Ações de Médio Prazo: *Projeto Rede de inovação: Zoneamento/IG.
  7. 7. VALE DO SÃO FRANCISCO UVA DE MESACaracterísticas Quanto a estrutura de Produção: *Perfil da Produção:Uvas Finas (tradicionais e apirênicas); *Nível Tecnológico: Viticultura: Alto; *Mão-de-Obra: Problema de oferta e custo. *Perspectivas: Competitividade/Sustentabilidade em risco.
  8. 8. VALE DO SÃO FRANCISCO UVA DE MESAAções de Curto Prazo: *Programa de BPA *BPF (APPCC, ISO, etc.)Ações de Médio Prazo: *Variedades/Sistema de Produção de Uva sem semente. *Organização de Logística e Comercialização;
  9. 9. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP Grande Curitiba NOVOS POLOS Urussanga
  10. 10. Paraúna Itaberaí Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP Grande Curitiba NOVOS POLOS Urussanga
  11. 11. Santa HelenaParaúna Itaberaí
  12. 12. Região Serrana do Espirito Santo Três CoraçõesJales São Roque Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba Urussanga
  13. 13. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP Grande Curitiba NOVOS POLOS Urussanga
  14. 14. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba Urussanga
  15. 15. SÃO PAULO REGIÃO NOROESTECaracterísticas Quanto a estrutura de Produção: * Viticultura: Tradicional em uvas finas, crescente em Niágara; * Pequenas Propriedades Uvas Finas: mão-de-obra familiar; * Pequenas Propriedades Rústicas: empresarial/parcerias; *Perfil da Produção: Uva de mesa: Finas e Rústicas Vinho e Suco: Fase Inicial *Nível Tecnológico: Alto.
  16. 16. SÃO PAULO REGIÃO NOROESTECaracterísticas Quanto ao Mercado: * Vendas individualizadas/consignação ou preço feito; * Mercado de CEASA ou diretamente a distribuidores; * Competitividade: Familiar em uvas finas; Empresarial em Niágara Rosada.
  17. 17. SÃO PAULO REGIÃO NOROESTEAções de Curto Prazo: *Programa de BPA; *Organização dos produtores: Logística e vendas.Ações de Curto e Médio Prazo: Programa Rede de Inovação: Produção Integrada/APPCC
  18. 18. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba Urussanga
  19. 19. Vinhedos Jundiaí São RoqueSão Roque
  20. 20. SÃO PAULO REGIÃO LESTECaracterísticas Quanto a estrutura de Produção: * Viticultura Tradicional/defasagem tecnológica; * Importação de uva do RS; * Pequenas Propriedades/mão-de-obra familiar/contratada; * Grandes Empresas Envasadoras: Vinho do Sul;
  21. 21. SÃO PAULO REGIÃO LESTECaracterísticas Quanto a estrutura de Produção: *Perfil da Produção: Uva de Mesa Fina e Rústica; Vinho de Mesa; Vinhos compostos e Suco. *Nível Tecnológico: Viticultura tradicional/Insustentável *Vinícolas: Grandes, Alta tecnologia; Pequenas, Baixa tecnologia/sem registro.
  22. 22. SÃO PAULO REGIÃO LESTECaracterísticas Quanto ao Mercado: * Pequenas: Vendas de vinho na propriedade (visitantes/turistas); * Grandes: Grandes mercados. *Competitividade: Pequenas vinícolas: Alta se associada ao turismo; Grande Empresas: Alta/escala; Uvas de Mesa: (Niágara Rosada) em declínio.
  23. 23. SÃO PAULO REGIÃO LESTEAções de Curto Prazo: *Programa de BPA para uvas de mesa; *Programa de BPF; *Organização dos produtores: Logística e Vendas; *Registro das pequenas vinícolas.Ações de Médio Prazo: *Programa de Modernização (mecanização); *Prospecção de novas áreas para a viticultura.
  24. 24. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba Urussanga
  25. 25. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba Urussanga
  26. 26. VideiraTangará
  27. 27. SANTA CATARINA VALE DO RIO DO PEIXECaracterísticas Quanto a estrutura de Produção: * Viticultura Tradicional/defasagem tecnológica/complementar; * Pequenas Propriedades/mão-de-obra familiar; *Perfil da Produção: Vinho/Espumantes de Mesa e Suco; Vinhos/Espumantes Finos; Coquetéis; Uva de Mesa. * Nível Tecnológico: Viticultura tradicional.
  28. 28. SANTA CATARINA VALE DO RIO DO PEIXECaracterísticas Quanto ao Mercado: * Vendas de vinho a granel/envasado (garrafões); * Venda de uva para processamento; * Competitivo: Suco de uva, espumantes, uva de mesa; * Competitivo c/restrições: Vinhos Finos e Vinhos de Mesa.
  29. 29. SANTA CATARINA VALE DO RIO DO PEIXEAções de Curto Prazo: *Programa de BPA; *Programa de BPF: (APPCC, ISO, etc.); *Programa de Enoturismo.Ações de Curto e Médio Prazo: *Programa de Modernização; *Programa Rede Inovação: Zoneamento/IGs.
  30. 30. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP Grande Curitiba NOVOS POLOS Caçador Campos Novos Urussanga
  31. 31. São JoaquimÁgua Doce
  32. 32. SANTA CATARINA VINHOS DE ALTITUDECaracterísticas Quanto a Estrutura de Produção: *Viticultura: Uvas finas, vinhedos empresariais médios a grandes *Perfil da Produção: Vinho Finos, Licorosos e Espumantes *Nível Tecnológico: Médio a bom, falta de domínio técnico; * Parte da Vinificação Terceirizada. *Pequena Escala.
  33. 33. SANTA CATARINA VINHOS DE ALTITUDECaracterísticas Quanto ao Mercado: * Vinhos de preços elevados; * Nicho Restrito/Disputa por espaço no mercado; * Portfólio de produtos restrito; * Pequena Escala/Logística.
  34. 34. SANTA CATARINA VINHOS DE ALTITUDEAções de Curto Prazo: *Programa de BPA; *Programa de BPF; *Organização Empresarial: Vendas, Marketing, Logística; * Programa EnoturismoAções de Médio Prazo: *Projeto Rede Inovação: Zoneamento/IGs.
  35. 35. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP Grande Curitiba Polo Proj.Resgate Urussanga
  36. 36. SANTA CATARINA LITORAL SULCaracterísticas Quanto a estrutura de Produção: * Viticultura Tradicional/defasagem tecnológica; * Pequenas Propriedades/mão-de-obra familiar; * Vinhedos empresariais: médios * Perfil da Produção: Vinhos/Espumantes de Mesa e Suco; Uva de Mesa * Nível Tecnológico: Viticultura tradicional
  37. 37. SANTA CATARINA LITORAL SULCaracterísticas Quanto ao Mercado: * Vendas predominantemente mercado regional; *Competitividade: Associação com Turismo Local; Imagem Pro-Goethe; Pleito IG. * Venda de uva para processamento.
  38. 38. SANTA CATARINA LITORAL SULAções de Curto Prazo: *Programa de BPA. *Programa de BPF: (APPCC, ISO, etc.)Ações de Curto e Médio Prazo: *Programa de Modernização; *Programa Rede Inovação: Zoneamento/IG.
  39. 39. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP Grande Curitiba POLO Proj. Resgate
  40. 40. São José dos Pinhais Colombo Colombo Campo Largo
  41. 41. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP Grande Curitiba POLO PROJ. RESGATE Urussanga
  42. 42. Venda Nova do Imigrante Santa Tereza Marechal Floriano Santa Tereza
  43. 43. Região Serrana do Espirito SantoJales São Roque Leste SP POLOS TRADICIONAIS Grande Curitiba NOVOS POLOS Urussanga
  44. 44. SERRA GAÚCHA
  45. 45. SERRA GAÚCHA
  46. 46. CAMPANHA
  47. 47. CAMPANHA
  48. 48. CAMPANHA
  49. 49. Obrigado !Protas@cnpuv.embrapa.br protas@ibravin.org.br

×