Apresentação Dr. Abelardo G. Pinto

474 views

Published on

Apresentação do Dr. Abelardo G. Pinto, Turismo Rural e Povos Tradicionais.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
474
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Dr. Abelardo G. Pinto

  1. 1. Turismo Rural e Povos Tradicionais Campinas - SP 09 de abril de 2010 Abelardo Gonçalves Pinto Divisão de Extensão Rural
  2. 2. Povos Indígenas <ul><li>Entre 1500 e 1600 a população indígena era de aprox. 5 milhões, em cerca de 1000 etnias. </li></ul><ul><li>Hoje: 550 mil indígenas, de 225 povos, em 24 estados, falando 185 linguas. </li></ul><ul><li>65% em seus territórios e 35% em centros urbanos. </li></ul><ul><li>Estima-se que 900 pertençam a povos não contatados. </li></ul>
  3. 3. Povos Indígenas em SP <ul><li>38 Aldeias em seis regiões. </li></ul><ul><li>Guaranis Nhandeva e M’bya, Kaingang, Terena e Krenak. </li></ul><ul><li>Cerca de 6 mil indígenas vivendo no meio rural. </li></ul>
  4. 4. Contribuição indígena para a agricultura e o meio ambiente <ul><li>Cultivos de Mandioca, milho, feijões, banana e outros. </li></ul><ul><li>Conhecimento sobre plantas nativas, especialmente medicinais. </li></ul><ul><li>Lógica economica comunitária, onde a maior riqueza é a preservação da natureza e o bom relacionamento humano. </li></ul>
  5. 5. Pontos fortes para o Turismo nas Aldeias <ul><li>Cultura e língua preservadas. </li></ul><ul><li>Artesanato. </li></ul><ul><li>Meio ambiente e arquitetura das Aldeias. </li></ul><ul><li>Comércio de frutas nativas e plantas ornamentais. </li></ul><ul><li>Feiras de troca de sementes e grãos. </li></ul><ul><li>Produção literária e musical. </li></ul>
  6. 6. Benefícios que o Turismo nas Aldeias pode proporcionar <ul><li>Contribuir para a redução da pobreza. </li></ul><ul><li>Contribuir para a preservação da identidade cultural. </li></ul><ul><li>Contribuir para a preservação ambiental. </li></ul><ul><li>Contribuir para a geração de renda. </li></ul>
  7. 14. Povos Quilombolas <ul><li>A maioria dos negros foi trazida da costa ocidental africana. </li></ul><ul><li>Trabalharam nos canaviais do Nordeste, na extração do ouro em MG e nos cafezais em SP. </li></ul><ul><li>O processo da escravidão gerou também um processo de resistência individual e coletiva. </li></ul><ul><li>Os quilombos são a sua forma mais conhecida. </li></ul>
  8. 15. Quilombos <ul><li>Originalmente foram comunidades formadas por escravos fugidos, em regiões de difícil acesso. </li></ul><ul><li>Hoje abrange comunidades que possuam: identidade étnica de preponderância negra; relação hereditária com as gerações fundadoras; trabalho familiar e convivência harmônica com os recursos naturais. </li></ul>
  9. 16. Contribuição dos negros para a agricultura e o meio ambiente <ul><li>Viabilizaram a expansão cafeeira e, consequentemente, a criação das centenas de cidades geradas pela “marcha do café”. </li></ul><ul><li>Conhecimento tradicional e estratégico para a sobrevivência baseada numa forma familiar de agricultura. </li></ul><ul><li>Lógica econômica comunitária, onde a maior riqueza é a preservação da natureza e o bom relacionamento humano. </li></ul><ul><li>Artesanato com raízes africanas. </li></ul>
  10. 17. Pontos fortes para o Turismo nos Quilombos <ul><li>Riqueza cultural, especialmente festas tradicionais. </li></ul><ul><li>Artesanato. </li></ul><ul><li>Natureza exuberante na maioria dos quilombos. </li></ul><ul><li>Comércio de frutas nativas e plantas ornamentais. </li></ul><ul><li>Feiras de troca de sementes e grãos. </li></ul><ul><li>Produção literária e musical </li></ul>
  11. 21. Algumas Comunidades Quilombolas no Vale do Ribeira <ul><li>Ivaporunduva: 80 famílias </li></ul><ul><li>Maria Rosa: 20 </li></ul><ul><li>Pedro Cubas: 40 </li></ul><ul><li>Pilões: 51 </li></ul><ul><li>São Pedro: 39 </li></ul><ul><li>André Lopez: 76 </li></ul><ul><li>Nhunguara: 91 </li></ul><ul><li>Sapatú: 82 </li></ul><ul><li>Galvão: 29 </li></ul><ul><li>Praia Grande 26   </li></ul><ul><li>http ://www. quilombosdoribeira . org . br </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  12. 22. Políticas Públicas <ul><li>Pronaf – Crédito. </li></ul><ul><li>Nova Lei de Ater. </li></ul><ul><li>Rede temática de Ater Indígena. </li></ul><ul><li>Alimentação Escolar. </li></ul><ul><li>Convênio MDA/SAA-CATI. </li></ul><ul><li>Programa Microbacias II – “Acesso ao Mercado” </li></ul>
  13. 23. Obrigado a vocês pela atenção e pela oportunidade. [email_address]

×