Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mobilização Nacional Dia da Saúde - Teste Rápido HIV-Sífilis

1,391 views

Published on

Orientações aos profissionais de saúde

Utilizar a metodologia rápida na realização do diagnóstico do HIV e da triagem da sífilis.
Os testes rápidos devem ser realizados por profissionais de saúde de nível superior devidamente capacitados.
São candidatos a participar da mobilização municípios que informaram no cadastramento de municípios via formsus em dezembro de 2012 que implantaram o testes rápido como diagnóstico. (relação em anexo)

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Mobilização Nacional Dia da Saúde - Teste Rápido HIV-Sífilis

  1. 1. COMEMORANDO O DIA MUNDIAL DA SAÚDE (7 DEABRIL) –MOBILIZAÇÃO NACIONAL DE PREVENÇÃO ETESTAGEM DE SÍFILIS E HIV NO PERÍODO DE1 A 7 DE ABRIL DE 2013Planejando e organizando a mobilização do estado deSão Paulo....
  2. 2. RECOMENDAÇÕES GERAIS Utilizar a metodologia rápida na realização do diagnóstico do HIV e da triagem da sífilis. Os testes rápidos devem ser realizados por profissionais de saúde de nível superior devidamente capacitados. São candidatos a participar da mobilização municípios que informaram no cadastramento de municípios via Formsus em dezembro de 2012 que implantaram o testes rápido como diagnóstico. (relação em anexo)
  3. 3. RELAÇÃO DE 179 MUNICÍPIOS DO ESTADO QUE REFERIRAM EM DEZDE 2012 TER IMPLANTADO O TRD HIV Americana  Buri  Fernandópolis  Itupeva Amparo  Buritama  Ferraz de Vasconcelos  Ituverava Andradina  Caçapava  Franca  Jaborandi Araçatuba  Cajamar  Francisco Morato  Jaboticabal Araraquara  Cajati  Garça  Jacareí Araras  Campinas  Glicério  Jales Arujá  Campo Limpo Paulista  Guararema  Jardinópolis Assis  Campos do Jordão  Guarujá  Jarinu Atibaia  Capivari  Guarulhos  Jaú Avaré  Caraguatatuba  Hortolândia  José Bonifácio Bariri  Carapicuíba  Iguape  Jundiaí Barra Bonita  Catanduva  Ilha Bela  Laranjal Paulista Barra do Turvo  Cerquilho  Ilha Comprida  Lençóis Paulista Barretos  Charqueada  Ipauçu  Limeira Barueri  Conchal  Itanhaém  Lins Bastos  Conchas  Itapecerica da Serra  Lorena Batatais  Cotia  Itapetininga  Louveira Bauru  Cruzeiro  Itapeva  Luís Antônio Bebedouro  Cubatão  Itapevi  Mairiporã Bertioga  Diadema  Itapira  Marília Birigui  Divinolândia  Itapuí Boa Esperança do Sul  Dobrada  Itaquaquecetuba Botucatu  Embu  Itatiba Bragança Paulista  Engenheiro Coelho  Itu
  4. 4. RELAÇÃO DE 179 MUNICÍPIOS DO ESTADO QUE REFERIRAM EM DEZ DE 2012 TER IMPLANTADO O TRD HIV Matão  Piracicaba  Santa Bárbara d`Oeste  Sertãozinho Mauá  Pirajuí  Santa Branca  Sorocaba Miracatu  Pirangi  Santa Fé do Sul  Sumaré Mirandópolis  Pirassununga  Santa Isabel  Suzano Mirassol  Pitangueiras  Santa Lúcia  Tabatinga Mococa  Poá  Santa Rita do Passa Quatro  Taboão da Serra Moji-Guaçu  Porto Ferreira  Santo André  Taiaçu Moji-Mirim  Praia Grande  Santo Antônio de Posse  Taquaritinga Mongaguá  Presidente Alves  Santos  Tatuí Monte Alto  Presidente Epitácio  São Bernardo do Campo  Taubaté Morro Agudo  Presidente Prudente  São Caetano do Sul  Torrinha Olímpia  Presidente Venceslau  São João da Boa Vista  Tremembé Osasco  Queluz  São Joaquim da Barra  Tupã Palmeira d`Oeste  Registro  São José do Rio Pardo  Ubatuba Paraguaçu Paulista  Ribeirão Pires  São José do Rio Preto  Uchoa Pariquera-Açu  Ribeirão Preto  São José dos Campos  Valinhos Patrocínio Paulista  Rio Claro  São Paulo  Vargem Grande Paulista Paulínia  Riolândia  São Roque  Várzea Paulista Pederneiras  Roseira  São Sebastião  Vinhedo Penápolis  Salesópolis  São Sebastião da Grama  Votorantim Peruíbe  Saltinho  São Vicente  Votuporanga Piedade  Salto  Serrana
  5. 5. RECOMENDAÇÕES GERAIS Os municípios devem avaliar a possibilidade de participar da mobilização em um ou mais dias da semana proposta. A mobilização pode ser realizada em unidades de saúde do município e/ou em estratégias extramuros de testagem. Devem ser priorizadas populações vulneráveis que usualmente possuem menos acesso aos testes. Toda pessoa testada com resultado reagente ou com necessidade de repetir o teste deve ser devidamente encaminhada para unidade de referência. A abordagem consentida deve ser utilizada em quaisquer estratégias de testagem adotadas.
  6. 6. RECOMENDAÇÕES GERAIS Os municípios participantes devem organizar suas referências para elucidação diagnóstica dos casos reagentes na triagem de sífilis e posterior tratamento dos casos de sífilis identificados. Os GVE são responsáveis pela distribuição dos testes rápidos de sífilis e HIV para os municípios participantes da mobilização. O fluxo de solicitação de kits para a mobilização é o mesmo da rotina. Municípios solicitam aos GVE que por sua vez solicitam à CE DST/AIDS.
  7. 7. PRÓXIMOS PASSOS Levantamento de necessidades de insumos. Prazo para solicitação dos GVE – 10 de março. Entrega dos kits descentralizada nos GVE. GVE fornecem o que tem até o momento – não estocar. Cadastramento dos municípios que aderirem à mobilização - link formsus Prazo para cadastramento dos municípios na mobilização 8 a 28 de março.
  8. 8. OBRIGADA PELA ATENÇÃO. Karina Wolffenbüttel – Gerência de Prevenção fiquesabendo@crt.saude.sp.gov.br Tel 11 5087 9904 Márcia T F dos Santos – Gerência de Apoio testerapido@crt.saude.sp.gov.br Tel 11 5087 9840 Tania Corrêa de Souza - Gerência de Assistência tania@crt.saude.sp.gov.br Tel 11 5087 99 12

×