FIQUE SABENDO 2012Procedimentos Laboratoriais
Suporte Laboratorial para a CampanhaOrientações Gerais para os municípios que vão   utilizar o SuporteLaboratorial do Esta...
Suporte Laboratorial do Estado       para a Campanha• Tubos para coleta de sangue• Etiquetas para identificação  do usuári...
Suporte Laboratorial do Estado      para a Campanha• Sistema Eletrônico para  cadastramento de exames  e impressão dos lau...
Suporte Laboratorial do Estado      para a Campanha• Manual para Procedimentos  Laboratoriais on-line no site  do CRT e do...
Qual é o Material para Colheita  do Sangue que a Secretaria       Estadual da Saúde          vai fornecer?• Tubos de Colhe...
Qual é o Material para Colheita   do Sangue que a Secretaria        Estadual da Saúde           vai fornecer?• Suporte par...
Tubos para Colheita    do sangue a VácuoO tubo fornecido é o tubo seco     com gel separador
Atenção!! Os demais insumos para   colheita de sangue (adaptadores, seringas, agulhas, EPIs, EPCs etc.)devem ser providenc...
Atenção!! Será fornecido material  de coleta de sanguesomente para os exames   a serem realizados        pela SES
Atenção!!     Para os exames a serem    realizados pelo município   (em laboratório próprio ou  contratado), todo o materi...
Preenchimentodas Requisições
Formato dos Campos do Formulário  facilitam preenchimento legível.CNES
Colheita da AmostraVerificar se a requisição estácompletamente preenchida.
Colheita da Amostra
Conferir a identificação do usuário,comparando dados do documento   com os dados da requisição.                Créditos: w...
Identificação do Usuário1. Na Requisição do Exame:   Nome Completo – registro civil   e nome social, se houver.           ...
Identificação do usuário2. No Tubo de Sangue:   Nome e Sobrenome – registro   civil.             Atenção!    Quando o nome...
Identificação do usuário3. No cadastramento da   Requisição no SIGH: Nome   Completo – registro civil e   nome social, se ...
Uso das Etiquetas  Padronizadas
2 - Requisição     1 - Tubo(obrigatório)     de Sangue                 (obrigatório)
Anote à mão o NOME (registro civil)  do usuário na etiqueta, mas não escreva         sobre o código de barras.            ...
Pós-coleta
Homogeneizar o sangue                     imediatamente após a                    coleta, invertendo o tubo               ...
Centrifugação
Após retração completa do coágulo,as amostras devem ser centrifugadas    a 3.000 RPM, por 10 minutos.
E se não for possívelcentrifugar o sangue?
Atenção!!!Neste caso, excepcionalmente,   as amostras deverão ser   mantidas em refrigeração(geladeira + 4ºC a + 8ºC) até ...
Recomenda-se a centrifugaçãoem até 2 horas após a retração         do coágulo.
Após Centrifugação
As amostras deverão   ser mantidas emrefrigeração (geladeira + 4ºC a + 8ºC) até omomento do envio (nomáximo 48 horas) para...
Atenção:Não utilizar geladeira Frost   Free, pois os ciclos de   congelamento/degelo  acarretam variações na temperatura d...
Acondicionamento para      transporte
Acondicionar todas as amostrascoletadas na própria “estante” que  acompanhará os tubos vazios,     envoltas em saco plásti...
Entrega de amostras noLaboratório de Referência        Regional
Os municípios devem entrar em   contato com o Laboratório de  Referência de sua região, paraverificar qual o melhor horári...
LaboratóriosRegionais de Referência     da Campanha
IAL Araçatuba      IAL Presidente PrudenteIAL São José do             IAL Rio ClaroRio PretoIAL Sorocaba                  ...
Áreas de Abrangência dosLaboratórios de Referência       da Campanha
IAL         GVE AraçatubaAraçatubaIAL Bauru   GVEs Bauru e BotucatuIAL Central GVEs Grande S. Paulo, GVEs            Baixa...
IAL Rib.       GVEs Araraquara, Barretos,Preto          Franca e Ribeirão PretoIAL Rio        GVE PiracicabaClaroIAL S. J....
Lab. Regional de    GVEs Campinas e SãoBragança Paulista   João da Boa VistaLab. Região         GVEs Osasco e RegistroMetr...
E se o município não puderestabelecer fluxo direto com oLaboratório de Referência (LR)  da sua área de abrangência para o ...
Recomendamos que o municípiobusque um parceiro (laboratório ou     outro município) na suaRegião/Microrregião, que possa d...
Dificuldade para pactuação   deste apoio logístico?  Informe a Coordenação daCampanha para que possamosjuntos encontrar um...
Municípios das regiões dos GVEsda Baixada Santista, Campinas e     São João da Boa Vista
Poderão contar com o apoio logístico dos IAL-Regionais de    Santos e Campinas paratransporte das amostras para osseus res...
Coordenadores Municipais devem    entrar em contato com os    Diretores desses LRs para combinar horários para entrega de ...
Entrega de amostras no Laboratório de Referência Regional ou Laboratório              de Apoio     ATENÇÃO!              V...
Listas de Remessa (Cadastro) são  fundamentais para a logística       do fluxo da Amostra.
É essencial que os registrosnas listas (cadastro) estejam   corretos e que as listas   estejam organizadas namesma ordem d...
Conferência no recebimento das Amostras pelo Laboratório de  Referência ou Laboratório           de Apoio
1. Listas de Remessa:  Se as estantes de tubos são   correspondentes às listas   enviadas.  Se há carimbo e assinatura d...
Conferência no recebimento das  Amostras pelo Laboratório deReferência e Laboratório de Apoio
Serão verificados:2. Tubos de Sangue: Se estão adequadamente acondicionados. Se há existência de  derramamento ou quebra...
Conferência das Amostras pelo  Laboratório de Referência
3. Requisições de Exame: Se as amostras correspondentes constam das Listas de Remessa (cadastro).Se as amostras correspo...
3. Requisições de Exame: Se há compatibilidade de  identificação do usuário na  requisição, no tubo de sangue  e no cadas...
Serão rejeitadas pelo  Laboratório de Referência Requisições não relacionadas na Lista de Remessa. Amostras e requisiçõe...
Serão rejeitadas pelo   Laboratório de ReferênciaAmostras e requisições cuja identificação do usuário esteja prejudicada....
O Laboratório de Referência   Regional deverá anotar, nocampo de “Observação” da Lista  de Remessa correspondente,    qual...
A confiabilidade do resultadodepende da qualidade da amostra!   Principais causas de rejeiçãode amostras na Campanha de 2011
• Nome ilegível na etiqueta do  tubo ou na requisição.• Nome no tubo diferente do  nome na requisição.• Tubo com etiqueta ...
• Tubos de sangue  desacompanhados  da requisição do exame.• Tubo de sangue  quebrado/vazado.• Tubo de sangue sem  identif...
Como o município terá acesso        ao laudo?Os laudos estarão disponíveisno SIGH-Web para impressãopelo Coordenador Munic...
Logística para Entrega dos  Insumos de Coleta nosLaboratórios de Referência  Comunicado será enviadoaos Coordenadores Muni...
Fique Sabendo 2012            contatofiquesabendo@crt.saude.sp.gov.br
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Fique Sabendo 2012 24OUT - Procedimentos Laboratoriais

600 views

Published on

Apresentação Fluxo Laboratorial Fique Sabendo 2012 - Carmem IAL - SES-SP

Published in: Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
600
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
38
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fique Sabendo 2012 24OUT - Procedimentos Laboratoriais

  1. 1. FIQUE SABENDO 2012Procedimentos Laboratoriais
  2. 2. Suporte Laboratorial para a CampanhaOrientações Gerais para os municípios que vão utilizar o SuporteLaboratorial do Estado para a Campanha
  3. 3. Suporte Laboratorial do Estado para a Campanha• Tubos para coleta de sangue• Etiquetas para identificação do usuário• Formulários para requisição do exame• Análises Laboratoriais realizadas conforme Legislação
  4. 4. Suporte Laboratorial do Estado para a Campanha• Sistema Eletrônico para cadastramento de exames e impressão dos laudos pela Coordenação Municipal da Campanha
  5. 5. Suporte Laboratorial do Estado para a Campanha• Manual para Procedimentos Laboratoriais on-line no site do CRT e do IAL (colheita, armazenamento e transporte do sangue)
  6. 6. Qual é o Material para Colheita do Sangue que a Secretaria Estadual da Saúde vai fornecer?• Tubos de Colheita de Sangue padronizados• Etiquetas padronizadas para identificação de tubos
  7. 7. Qual é o Material para Colheita do Sangue que a Secretaria Estadual da Saúde vai fornecer?• Suporte para tubos e sacos plásticos para transporte das amostras de sangue• Requisições de exame padronizadas
  8. 8. Tubos para Colheita do sangue a VácuoO tubo fornecido é o tubo seco com gel separador
  9. 9. Atenção!! Os demais insumos para colheita de sangue (adaptadores, seringas, agulhas, EPIs, EPCs etc.)devem ser providenciados pelo município
  10. 10. Atenção!! Será fornecido material de coleta de sanguesomente para os exames a serem realizados pela SES
  11. 11. Atenção!! Para os exames a serem realizados pelo município (em laboratório próprio ou contratado), todo o materialde coleta deve ser providenciado pelo município!
  12. 12. Preenchimentodas Requisições
  13. 13. Formato dos Campos do Formulário facilitam preenchimento legível.CNES
  14. 14. Colheita da AmostraVerificar se a requisição estácompletamente preenchida.
  15. 15. Colheita da Amostra
  16. 16. Conferir a identificação do usuário,comparando dados do documento com os dados da requisição. Créditos: www.google.com.br/imagens
  17. 17. Identificação do Usuário1. Na Requisição do Exame: Nome Completo – registro civil e nome social, se houver. Atenção! Quando o nome completo for requerido, não use Abreviações!
  18. 18. Identificação do usuário2. No Tubo de Sangue: Nome e Sobrenome – registro civil. Atenção! Quando o nome completo for requerido, não use Abreviações!
  19. 19. Identificação do usuário3. No cadastramento da Requisição no SIGH: Nome Completo – registro civil e nome social, se houver. Atenção! Quando o nome completo for requerido, não use Abreviações!
  20. 20. Uso das Etiquetas Padronizadas
  21. 21. 2 - Requisição 1 - Tubo(obrigatório) de Sangue (obrigatório)
  22. 22. Anote à mão o NOME (registro civil) do usuário na etiqueta, mas não escreva sobre o código de barras. Cole a etiqueta no tubo, na posição vertical. ATENÇÃO! Para nomes extensos, podem-se utilizarabreviaturas, exceto para o primeiro nome e para o sobrenome, que obrigatoriamente devem constar
  23. 23. Pós-coleta
  24. 24. Homogeneizar o sangue imediatamente após a coleta, invertendo o tubo de 8 a 10 vezes. (sem chacoalhar!)Após homogeneização, o tubo deve ficar em repouso de 30 minutos a2 horas em temperatura ambiente(entre 18ºC a 25ºC) para retração do coágulo.
  25. 25. Centrifugação
  26. 26. Após retração completa do coágulo,as amostras devem ser centrifugadas a 3.000 RPM, por 10 minutos.
  27. 27. E se não for possívelcentrifugar o sangue?
  28. 28. Atenção!!!Neste caso, excepcionalmente, as amostras deverão ser mantidas em refrigeração(geladeira + 4ºC a + 8ºC) até omomento do envio (no máximo24 horas) para o Laboratório de Referência Fique Sabendo.
  29. 29. Recomenda-se a centrifugaçãoem até 2 horas após a retração do coágulo.
  30. 30. Após Centrifugação
  31. 31. As amostras deverão ser mantidas emrefrigeração (geladeira + 4ºC a + 8ºC) até omomento do envio (nomáximo 48 horas) para o Laboratório de Referência Fique Sabendo.
  32. 32. Atenção:Não utilizar geladeira Frost Free, pois os ciclos de congelamento/degelo acarretam variações na temperatura da amostra.
  33. 33. Acondicionamento para transporte
  34. 34. Acondicionar todas as amostrascoletadas na própria “estante” que acompanhará os tubos vazios, envoltas em saco plástico transparente.
  35. 35. Entrega de amostras noLaboratório de Referência Regional
  36. 36. Os municípios devem entrar em contato com o Laboratório de Referência de sua região, paraverificar qual o melhor horário para entrega das amostras. Lembrem-se: o laboratório deverá conferir todas as remessas (listas e estantes) e isso consome tempo!
  37. 37. LaboratóriosRegionais de Referência da Campanha
  38. 38. IAL Araçatuba IAL Presidente PrudenteIAL São José do IAL Rio ClaroRio PretoIAL Sorocaba IAL CentralIAL Bauru IAL Marília IAL RibeirãoLaboratório Regional PretoBragança Paulista+ 1 Lab. na Região IAL TaubatéMetropolitana de S. Paulo
  39. 39. Áreas de Abrangência dosLaboratórios de Referência da Campanha
  40. 40. IAL GVE AraçatubaAraçatubaIAL Bauru GVEs Bauru e BotucatuIAL Central GVEs Grande S. Paulo, GVEs Baixada SantistaIAL Marília GVEs Marília e AssisIAL Pres. GVEs Pres. Prudente e Pres.Prudente Venceslau
  41. 41. IAL Rib. GVEs Araraquara, Barretos,Preto Franca e Ribeirão PretoIAL Rio GVE PiracicabaClaroIAL S. J. do GVEs Jales e São José do RioRio Preto PretoIAL GVEs Sorocaba e ItapevaSorocabaIAL GVEs Caraguatatuba, TaubatéTaubaté e São José dos Campos
  42. 42. Lab. Regional de GVEs Campinas e SãoBragança Paulista João da Boa VistaLab. Região GVEs Osasco e RegistroMetropolitana (aser definido)
  43. 43. E se o município não puderestabelecer fluxo direto com oLaboratório de Referência (LR) da sua área de abrangência para o Fique Sabendo 2012?
  44. 44. Recomendamos que o municípiobusque um parceiro (laboratório ou outro município) na suaRegião/Microrregião, que possa dar apoio logístico para envio das amostras ao seu respectivo LR.Procure o Interlocutor de DST/Aids do GVE para organização dos apoios locais.
  45. 45. Dificuldade para pactuação deste apoio logístico? Informe a Coordenação daCampanha para que possamosjuntos encontrar uma solução.
  46. 46. Municípios das regiões dos GVEsda Baixada Santista, Campinas e São João da Boa Vista
  47. 47. Poderão contar com o apoio logístico dos IAL-Regionais de Santos e Campinas paratransporte das amostras para osseus respectivos Laboratórios de Referência.
  48. 48. Coordenadores Municipais devem entrar em contato com os Diretores desses LRs para combinar horários para entrega de amostras e manifestar outras necessidades de apoio.
  49. 49. Entrega de amostras no Laboratório de Referência Regional ou Laboratório de Apoio ATENÇÃO! Verifique disponibilidade Atendimento em com o Lab. de horário estendido Referência ou nos dias úteis e de Apoio de sua atendimento nos Região. finais de semana.
  50. 50. Listas de Remessa (Cadastro) são fundamentais para a logística do fluxo da Amostra.
  51. 51. É essencial que os registrosnas listas (cadastro) estejam corretos e que as listas estejam organizadas namesma ordem das estantes de amostras e das Requisições de Exame no momento da entrega ao laboratório!
  52. 52. Conferência no recebimento das Amostras pelo Laboratório de Referência ou Laboratório de Apoio
  53. 53. 1. Listas de Remessa:  Se as estantes de tubos são correspondentes às listas enviadas.  Se há carimbo e assinatura do responsável pela conferência da remessa.
  54. 54. Conferência no recebimento das Amostras pelo Laboratório deReferência e Laboratório de Apoio
  55. 55. Serão verificados:2. Tubos de Sangue: Se estão adequadamente acondicionados. Se há existência de derramamento ou quebra do tubo.
  56. 56. Conferência das Amostras pelo Laboratório de Referência
  57. 57. 3. Requisições de Exame: Se as amostras correspondentes constam das Listas de Remessa (cadastro).Se as amostras correspondentes estão na estante.
  58. 58. 3. Requisições de Exame: Se há compatibilidade de identificação do usuário na requisição, no tubo de sangue e no cadastro SIGH efetuado pelo município.
  59. 59. Serão rejeitadas pelo Laboratório de Referência Requisições não relacionadas na Lista de Remessa. Amostras e requisições que não estejam identificadas com a etiqueta padrão fornecida.
  60. 60. Serão rejeitadas pelo Laboratório de ReferênciaAmostras e requisições cuja identificação do usuário esteja prejudicada.Amostras prejudicadas.
  61. 61. O Laboratório de Referência Regional deverá anotar, nocampo de “Observação” da Lista de Remessa correspondente, qualquer fato relevante. Caberá ao Coordenador Municipal da Campanha monitorar essas “observações”.
  62. 62. A confiabilidade do resultadodepende da qualidade da amostra! Principais causas de rejeiçãode amostras na Campanha de 2011
  63. 63. • Nome ilegível na etiqueta do tubo ou na requisição.• Nome no tubo diferente do nome na requisição.• Tubo com etiqueta despregada.
  64. 64. • Tubos de sangue desacompanhados da requisição do exame.• Tubo de sangue quebrado/vazado.• Tubo de sangue sem identificação (nome e sobrenome).
  65. 65. Como o município terá acesso ao laudo?Os laudos estarão disponíveisno SIGH-Web para impressãopelo Coordenador Municipal.
  66. 66. Logística para Entrega dos Insumos de Coleta nosLaboratórios de Referência Comunicado será enviadoaos Coordenadores Municipais.
  67. 67. Fique Sabendo 2012 contatofiquesabendo@crt.saude.sp.gov.br

×