As Tentativas Da Frente Popular

7,306 views

Published on

Trabalho de alunos.

Published in: Education

As Tentativas Da Frente Popular

  1. 1. As tentativas da frente popular <ul><li>Trabalho realizado por: </li></ul><ul><li>Daniel Santos nº7 </li></ul><ul><li>Janina Domingues nº8 </li></ul><ul><li>Mauro Vieira nº 10 </li></ul><ul><li>Simão Rodrigues nº 17 </li></ul><ul><li>Sónia Monteiro nº 18 </li></ul>
  2. 2. França: a efémera unidade de esquerda <ul><li>Os problemas económicos, políticos e sociais que permitiram o acesso dos fascistas em Itália e dos nazis na Alemanha tiveram resultados muito diferentes em França, Espanha e Inglaterra, países onde as tradições de liberdade eram mais antigas e fortes. </li></ul><ul><li>Em França, perante a grande crise de 1929, os governos de direita no poder tomaram medidas semelhantes às seguidas por outros Estados: redução dos salários e das despesas públicas e diminuição das importações. </li></ul>
  3. 3. França: a efémera unidade de esquerda <ul><li>A gravidade da situação levou os Partidos Comunista, Socialista e Radical a fazerem uma aliança – a Frente Popular – com um programa de defesa da liberdade, da paz e da protecção social. Em Maio de 1936, a Frente Popular venceu as eleições , chefiado pelo socialista Léon Blum que pôs em prática um conjunto de medidas e adoptou uma política de intervencionismo na economia: </li></ul><ul><li>Nacionalização da banca, da indústria e dos caminhos-de-ferro; </li></ul><ul><li>Publicação de leis sociais para melhoria das condições de vida dos trabalhadores, por exemplo, semana de 40 horas de trabalho e 15 dias de férias. </li></ul><ul><li>Criação de um programa de obras públicas para reduzir o desemprego. </li></ul>
  4. 4. França: a efémera unidade de esquerda <ul><li>Este reformismo económico e social não agradou aos grandes industriais, aos comerciantes e à direita em geral. Iniciou-se então um período de forte oposição ao Governo de esquerda. Em 1937, assistiu-se à dissolução da Frente Popula r, que resistiu aos conflitos entre os vários partidos da coligação, formando-se um Governo de direita, chefiado por Edouard Daladier. </li></ul><ul><li>A experiência de Frente Popular em França teve uma curta duração . </li></ul>
  5. 5. Espanha: a vitória republicana e o levantamento nacionalista; a guerra civil <ul><li>Na Espanha, em 1931, foi proclamada a República. Porém, continuou a agitação social e a instabilidade política, apesar das medidas republicanas favoráveis aos trabalhadores. A oposição dos partidos de direita conduziu os republicanos a coligarem-se, formando uma Frente Popular , que venceu as eleições e assumiu o poder em 1936. </li></ul>
  6. 6. Espanha: a vitória republicana e o levantamento nacionalista; a guerra civil <ul><li>As forças nacionalistas conservadoras, juntamente com o apoio dos monárquicos, católicos e fascistas, organizaram o Movimento Nacionalista que resultou numa revolta militar , chefiada pelo general Francisco Franco, a 18 de Julho de 1936. Deu-se início à guerra civil que terminou em Março de 1939, com a vitória dos nacionalistas. Foi instaurado um regime ditatorial e autoritário do tipo fascista, chefiado pelo general Franco , que durou até 1975. </li></ul>
  7. 7. Espanha: a vitória republicana e o levantamento nacionalista; a guerra civil <ul><li>Os dois blocos em confronto na guerra civil espanhola contaram com apoios estrangeiros: a Itália fascista e a Alemanha nazi ajudaram os Nacionalistas; a URSS apoiou os republicanos. </li></ul><ul><li>Esta guerra possibilitou testar novas técnicas militares e prefigurou os blocos em confronto na 2ª Guerra Mundial . </li></ul><ul><li>As consequências da guerra foram desastrosas: mais de seiscentas mil pessoas morreram, outras ficaram mutiladas e muitas exilaram-se com receio da vingança dos vencedores. Em Espanha ainda hoje se fazem sentir as memórias da guerra civil. </li></ul>
  8. 8. O Caso de Inglaterra <ul><li>A grande crise provocou na Inglaterra o aumento acelerado do desemprego e a queda da produção e das exportações. Formou-se um governo de coligação constituído por trabalhistas, liberais e conservadores ( National Government ). Foram tomadas medidas de protecção social e de combate ao desemprego, nomeadamente a protecção à indústria nacional, com a atribuição de elevados subsídios, lançamento de pesadas taxas alfandegárias sobre os produtos importados e desvalorização da libra para aumentar as exportações. </li></ul><ul><li>Esta política reformista permitiu que, em 1936, a produção inglesa tivesse atingido os valores mais altos desde o final da 2ª Guerra Mundial, enquanto o desemprego tinha diminuído cerca de 50%. </li></ul>

×