Resultados 9M12 eDestaques FinanceirosLorival LuzVice-Presidente Financeiroda CPFL Energia
Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de ...
Destaques 9M12                                                   Crescimento de 3,2%¹ nas vendas na                       ...
Vendas de EnergiaCPFL Energia tem apresentado crescimento consistente     Vendas na Área de Concessão (GWh)1              ...
Resultados Econômico-FinanceirosCPFL Energia     Receita Líquida (R$ milhões)                                             ...
Resultados 9M12 vs 9M11 | Crescimento na Distribuição      EBITDA Recorrente Distribuição | R$ Milhões¹                   ...
Resultados 9M12 vs 9M11Crescimento expressivo na Geração     EBITDA Recorrente Geração | R$ Milhões1                      ...
Orçamento Base Zero | Mudança de comportamento ...                                   Uma nova abordagem                   ...
... que se reflete através dos resultados alcançados       Resultados das iniciativas de redução de custos                ...
Capex e Aquisições atingiram R$ 3,1 bilhões entre jan-set/12      Capex por segmento de atuação | R$ milhões              ...
Principais captações de mercado em 2012                                   • Médio de CDI + 0,80% a.a.   • Alongamento de d...
Endividamento | Controle de covenants financeiros            Alavancagem1 | R$ bilhões                                    ...
Mudanças nas práticas contábeis | IFRS      Mudanças no método da consolidação proporcional IFRS                          ...
Perfil da dívida em 30/Set/2012   Cronograma de amortização da dívida1 (set/12) | R$ milhões                              ...
Perfil da dívida pro forma 31/Out/2012    Desembolsos BNDES | out/12                                                      ...
Endividamento CPFL Renováveis         Cronograma de amortização da dívida1 | R$ milhões                           Cobertur...
Últimas ações de ratings                           Rating de crédito favorável ao Grupo CPFL Energia                      ...
R$ 1.398 milhões em dividendos no 9M12  Dividend Yield 1 (últimos 12 meses)                  Dividendos declarados2 (R$ Mi...
Mercado de ações | Desempenho acima dos principais índices  Desempenho das ações na Bovespa1                              ...
Resultados 9M12 eDestaques FinanceirosLorival LuzVice-Presidente Financeiroda CPFL Energia
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Vi encontro resultados 9 m12 e destaques financeiros - lorival

291 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
291
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
31
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vi encontro resultados 9 m12 e destaques financeiros - lorival

  1. 1. Resultados 9M12 eDestaques FinanceirosLorival LuzVice-Presidente Financeiroda CPFL Energia
  2. 2. Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela Companhia de acordo com a sua experiência e o ambiente econômico e nas condições de mercado e nos eventos futuros esperados, muitos dos quais estão fora do controle da Companhia. Fatores importantes que podem levar a diferenças significativas entre os resultados reais e as declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros incluem a estratégia de negócios da Companhia, as condições econômicas brasileira e internacional, tecnologia, estratégia financeira, desenvolvimentos da indústria de serviços públicos, condições hidrológicas, condições do mercado financeiro, incerteza a respeito dos resultados de suas operações futuras, planos, objetivos, expectativas e intenções, entre outros. Em razão desses fatores, os resultados reais da Companhia podem diferir significativamente daqueles indicados ou implícitos nas declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros. As informações e opiniões aqui contidas não devem ser entendidas como recomendação a potenciais investidores e nenhuma decisão de investimento deve se basear na veracidade, atualidade ou completude dessas informações ou opiniões. Nenhum dos assessores da Companhia ou partes a eles relacionadas ou seus representantes terá qualquer responsabilidade por quaisquer perdas que possam decorrer da utilização ou do conteúdo desta apresentação. Este material inclui declarações sobre eventos futuros sujeitas a riscos e incertezas, as quais baseiam-se nas atuais expectativas e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da Companhia. Essas declarações podem incluir projeções de crescimento econômico, demanda, fornecimento de energia, além de informações sobre posição competitiva, ambiente regulatório, potenciais oportunidades de crescimento e outros assuntos. Inúmeros fatores podem afetar adversamente as estimativas e suposições nas quais essas declarações se baseiam.
  3. 3. Destaques 9M12 Crescimento de 3,2%¹ nas vendas na área de concessão Entrada em operação dos parques eólicos Santa Clara, em Julho/12, e das usinas à biomassa Bio Ipê e Bio Pedra, em Maio/12, totalizando 283 MW Conclusão da aquisição dos parques eólicos de Atlântica em Mar/12 e da usina à biomassa Ester em Out/12, totalizando 160 MW Pagamento de dividendos no valor de R$ 1.398 milhões no 9M12m (R$ 1,45/ação, dividend yield :6,1%), sendo R$ 640 milhões em dividendos intermediários do 1S12 e R$ 758 milhões em dividendos complementares de 2011 Investimentos de R$ 3.133 milhões, sendo R$ 1.931 milhões em capex e R$ 1.202 milhões em aquisições Conclusão da revisão tarifária da CPFL Piratininga e aplicação do reajuste anual, resultando em um reposicionamento econômico de 7,7% Reajuste tarifário de 3,71% na CPFL Paulista em abr/12 e de 11,51% na RGE em jun/121) Considera alteração do calendário de faturamento de clientes liv res e permissionárias da RGE no 2T12.
  4. 4. Vendas de EnergiaCPFL Energia tem apresentado crescimento consistente Vendas na Área de Concessão (GWh)1 Breakdown | 9M12 CAGR Industrial +6,0% Comercial +3,2% 54.590 36.364 14.674 40.643 41.944 3.288 10.909 11.768 33.076 39.917 29.734 30.176 Outros 2004 2011 9M11 9M12 Residencial Cativo TUSD Vendas na Área de Concessão | 9M12 vs 9M11 Vendas Comercialização/Geração (fora do Grupo)2 Classes de Consumo Vendas (GWh) Clientes Livres (qte.) +28,6% Residencial 5,8% 5,6% Comercial +64,4% 10.154 217 9.337 132 0,4% 5,0% 3,2% 9M11 9M12 Industrial Outros Total 9M11 9M121) Considera alteração do calendário de faturamento de clientes liv res e permissionárias da RGE no 2T12. 2) Exclui v endas para partes relacionadas e naCCEE. Considera Furnas (Semesa) e demais v endas da geração para fora do grupo, exceto as v endas da Epasa (contrato de disponibilidade). Considera100% das v endas da CPFL Renov áv eis e Ceran (critério contábil de consolidação | IFRS). Considera fornecimento prov isionado de 89 GWh.
  5. 5. Resultados Econômico-FinanceirosCPFL Energia Receita Líquida (R$ milhões) EBITDA (R$ milhões) CAGR +8,1% CAGR +12,8% +12,2% 3.769 +18,7% 11.634 3.313 9.535 2.792 8.456 6.736 1.681 2004 2011 9M11 9M12 2004 2011 9M11 9M12 Lucro Líquido3 (R$ milhões) Margem EBITDA CAGR +28,1% 1.582 +5,4% 1.120 1.180 34.7% 33.0% 279 2004 2011 9M11 9M12 9M11 9M121) BRGA AP (padrão anterior); 2) IFRS + Ativ os e Passiv os Regulatórios - Efeitos Não Recorrentes; 3) Não exclui participação não-controlador
  6. 6. Resultados 9M12 vs 9M11 | Crescimento na Distribuição EBITDA Recorrente Distribuição | R$ Milhões¹ +7,9% 1.890 1.752 92 (18) (129) 193 EBITDA EBITDA 9M11 9M121) EBITDA 9M12 e 9MT11 = IFRS + Ativ os e Passiv os Regulatórios - Não-recorrentes
  7. 7. Resultados 9M12 vs 9M11Crescimento expressivo na Geração EBITDA Recorrente Geração | R$ Milhões1 +43,8% 27 34 1.238 62 255 860 CPFL Enercan e Foz do Chapecó Outros Renováveis2 CeranEBITDA EBITDA 9M11 9M121) EBITDA 9M12 e 9M11 exclui não-recorrentes2) Adicional de CPFL Renov áveis considera ativ os que já pertenciam ao Grupo antes da associação v s total atual.
  8. 8. Orçamento Base Zero | Mudança de comportamento ... Uma nova abordagem orçamentária Com o processo de melhoria contínua, o monitoramento e a disseminação da cultura do OBZ trarão mais ganhos nos anos subsequentes, já evidenciados ao longo de 2012 Iniciativas de Valor Âmbito Corporativo Âmbito Operacional • Relatório mensal de acompanhamento por veículo • Aumento do prazo médio de • Redução de 10% (em km rodados) no Grupo compra antecipada: • Centralização de gestão de frota, com otimização de uso do pool de veículos • Instalação de equipamentos de telemetria (controle de velocidade, rotas etc) • Estudo de nível ótimo de corte • Segmentação de clientes definindo plano de ação diferenciado para cada segmento (negativação, corte simbólico, corte efetivo etc) • Cancelamento das licenças por • Alinhamento dos valores cobrados pelos bancos para todas as Distribuidoras pouco uso • Implantação da Conta por email • Mudanças de layout/tipo de papel nos avisos/reavisos
  9. 9. ... que se reflete através dos resultados alcançados Resultados das iniciativas de redução de custos P MSO 361 369 387 364 376 372 Nominal 152 149 158 165 157 159 209 220 229 199 219 213 1T11 1T12 2T11 2T12 3T11 3T12 375 369 404 404 372 364 158 149 165 169 159 Real 165 217 220 239 199 235 213 1T11 1T12 2T11 2T12 3T11 3T12 Economia Pessoal: -9 Milhões Pessoal: 0 Pessoal: -10 Milhões MSO: +3 Milhões MSO: -40 Milhões MSO: -22 Milhões1) IGP-M Totalmédio doperíodo 9M12 Pessoal: Redução de R$19 Milhões | MSO: Redução de R$59 Milhões
  10. 10. Capex e Aquisições atingiram R$ 3,1 bilhões entre jan-set/12 Capex por segmento de atuação | R$ milhões R$ 1.041 milhões R$ 872 milhões R$ 18 milhões • Ligação de 171 mil novos • UTEs Bio Ipê, Bio Pedra, • CPFL Serviços clientes Alvorada e Coopcana • CPFL Total • 146 obras de SEs e LTs • PCH Salto Góes • CPFL Atende • Acréscimo de 340 MVA no • Parques Eólicos Santa Clara, Sistema Elétrico Complexo Macacos I, Campo • Nect Serviços • Construção de 140 Km de dos Ventos, Campo dos Ventos Linhas de Transmissão II e São Benedito BNDES: ~60%1 BNDES: 70% - 80%1 Principais aquisições anunciadas nos últimos 9 meses | R$ milhões Parques Eólicos Bons Ventos 573 517 UTE Ester 51 611) Participação sobre itens financiáv eis
  11. 11. Principais captações de mercado em 2012 • Médio de CDI + 0,80% a.a. • Alongamento de dívidas R$ 1.270 milhões • Prazo: 7 anos • Capital de Giro • Médio de 5,56% a.a Distribuição • Capex R$ 606 milhões • Prazo: até 10 anos • Médio de 104,7% do CDI • Capital de Giro R$ 297 milhões • Prazo: entre 3 e 4 anos • Alongamento de dívidas • Médio de CDI + 1,70% a.a • Aquisição Bons Ventos R$ 430 milhões • Prazo: até 10 anos CPFL Renováveis • Médio de CDI + 0,50% a.a. • Aquisição Bons Ventos • Prazo: 8 anos • Capital de Giro R$ 400 milhões
  12. 12. Endividamento | Controle de covenants financeiros Alavancagem1 | R$ bilhões 12,7 11,8 10,0 10,1 7,6 3,45x: Considerando contabilização Dívida Líquida ajustada1/ 2,94 pelo critério IFRS EBITDA ajustado2 2,42 2,73 2,67 2,76 2010 2011 1T12 2T12 3T12 EBITDA ajustado 2 R$ milhões 3.151 3.665 3.782 4.264 4.315 Custo da dívida bruta3 | últimos 12 meses Composição da dívida bruta3 17,7% Nominal Real 13,9% 13,4% 13,4% 12,1% 10,5%11,1% 10,7%10,4% 9,8% TJLP CDI 9,4% 9,4% 7,9% 7,3% 7,1% 9,9% 4,9% 4,4% 4,3% 5,2% 5,2% 4,5% Prefixado 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 1T12 2T12 3T12 (PSI) IGP1) Em consonância com metodologia de cálculo dos covenants financeiros; 2) EBITDA ajustado recorrente últimos 12 meses (cons.proporcional + CVA); 3) Dívida financeira (+) entidade de previdência privada (-) hedge
  13. 13. Mudanças nas práticas contábeis | IFRS Mudanças no método da consolidação proporcional IFRS A CVM aprovou em 23/nov/12 a Deliberação 694/12 que torna efetivo e obrigatório a partir de 1º de janeiro de 2013 Maio/2011 1º de Janeiro de 2013 A partir de 2013, as empresas que possuem controle compartilhado passarão a ser contabilizadas pela empresa investidora pelo método de equivalência patrimonial, afetando Receita e EBITDA. Simulação dos Impactos para CPFL Energia | Efeitos no EBITDA (acumulado 12 meses) 4.332 3.793 Projetos de Geração com controle compartilhado: UHE Barra Grande (25,01%), UHE Campos EBITDA recorrente¹ EBITDA recorrente¹ Novos (48,72%), UHE Foz do Chapecó atual sem consolidação (51%) e UTEs EPASA (52,75%)1) IF RS + A tivos e P assivos Regulatórios - E feitos N ão Recorrentes
  14. 14. Perfil da dívida em 30/Set/2012 Cronograma de amortização da dívida1 (set/12) | R$ milhões Prazo médio: 4,5 anos 5.163 Curto-prazo1 (12M): 11,9% do total Cobertura do caixa: 1,3x amortizações de curto-prazo (12M) 2.664 2.786 2.152 2.018 2.008 1.978 554 Caixa² Curto Prazo³ 4T13 2014 2015 2016 2017 2018+1) Desconsidera encargos de dív idas (CP = R$ 314 milhões) e hedge (efeito líquido positiv o de R$ 503 milhões)2) IFRS (contábil)3) Considera amortização a partir de 01/out/12 até 30/set/13
  15. 15. Perfil da dívida pro forma 31/Out/2012 Desembolsos BNDES | out/12 Composição da dívida bruta1 R$ 606 milhões | 55% TJLP / 45% Pré (PSI) TJLP CDI • Destinação dos recursos | • Custo médio | • Prazo | Prefixado (PSI) IGP Cronograma de amortização pro forma da dívida2 | R$ milhões Cobertura do caixa: 5.425 Prazo médio: 4,5 anos 1,6x amortizações Curto-prazo 1 (12M): 11,6% do total de curto-prazo (12M) 3.271 2.868 1.994 2.221 2.112 2.090 554 Caixa³ Curto Prazo 4 4T13 2014 2015 2016 2017 2018+1) Dív ida financeira (+) entidade de prev idência priv ada (-) hedge. 2) Desconsidera encargos de dív idas (CP = R$ 314 milhões) e hedge(efeito líquido positiv o de R$ 503 milhões) 3) IFRS (contábil) 4) Considera amortização a partir de 01/out/12 até 30/set/2013
  16. 16. Endividamento CPFL Renováveis Cronograma de amortização da dívida1 | R$ milhões Cobertura do caixa: 2.347 Prazo médio: 6,4 anos 1,2x amortizações de curto-prazo (12M) Curto-prazo1 (12M): 14,1% do total 672 581 320 253 276 293 296 84 261 Caixa² Curto Prazo³ 4T13 2014 2015 2016 2017 2018-2029 Bridge Loan Amortização Principal Composição da dívida bruta Estrutura de Capital TJLP Debt CDI Equity Prefixado IGP-M (PSI)1) Desconsidera encargos de dív idas (R$ 49 milhões); 2) IFRS (contábil); 3) Considera amortização a partir de 01/out/12 até 30/set/2013
  17. 17. Últimas ações de ratings Rating de crédito favorável ao Grupo CPFL Energia Rating brAA+ | Out/12 Rating AA+ (bra) | abr/12 Perspectiva Estável Perspectiva Estável • Posição de mercado e diversificada base de ativos do grupo • Forte capacidade de geração de caixa • Estabilidade e eficiência do negócio de Distribuição • Expansão e diversificação das atividades de geração de energia • Robusta liquidez e bom acesso a fontes de crédito de longo prazo • Experiência na construção e operação de PCHs e UTEs a biomassa • Suporte de fortes acionistas e carteira de fontes de energia diversificada Rating Ba2 (escala global) • Fluxo de caixa estável Rating Aa3.br (escala nacional) • Capacidade de assegurar financiamentos de longo prazo Perspectiva Estável | Jul/12
  18. 18. R$ 1.398 milhões em dividendos no 9M12 Dividend Yield 1 (últimos 12 meses) Dividendos declarados2 (R$ Mi) Cotação média de fechamento (R$/ON)3 10,9% 9,1% 8,7% 9,6% 9,7% 8,6% 7,6% 7,3% 7,6% 7,9% 6,9% 7,1% 6,5% 6,0% 6,1% 3,7% 842 722 774 748 758 719 612 602 606 655 640 572 498 486 401 140 2S04 1S05 2S05 1S06 2S06 1S07 2S07 1S08 2S08 1S09 2S09 1S10 2S10 1S11 2S11 1S12 26,30 22,05 21,95 17,99 18,05 16,69 15,77 16,51 18,44 20,18 15,02 14,13 15,87 8,29 9,43 11,67 CPFL distribuiu nos 9M12 R$ 1.398 milhões em dividendos - R$ 1,45/ação1) Div idend y ield nos últimos 2 semestres; 2) Refere-se a div idendos declarados. Pagamento no semestre subsequente;3) Considera cotação ajustada pelo grupamento-desdobramento em 29/jun/11 (sem ajuste por prov entos).
  19. 19. Mercado de ações | Desempenho acima dos principais índices Desempenho das ações na Bovespa1 Desempenho das ações na Nyse1 12 meses findos em 29/nov 12 meses findos em 29/nov CPFE3 IEE IBOV CPL DJ Br20 DJIA BM&Bovespa | Índice de Sustentabilidade Volume médio diário (R$ milhões) Empresarial (ISE) A CPFL Energia integra a carteira do ISE 29,9 29,3 pelo 8º ano consecutivo 20,3 19,3 Carteira 2013 13,5 15,3 19,9 20,8 • 37 empresas 2011 1T12 2T12 3T12 • 16 setores • R$ 1 trilhão em market cap 2 Bovespa NYSE Índices MSCI 1) Cotações de fechamento em 29/nov /2012 – com ajuste por prov entos (CPFE3: R$ 22,80 /CPL: US$21,71) 2) Em 28/11/12
  20. 20. Resultados 9M12 eDestaques FinanceirosLorival LuzVice-Presidente Financeiroda CPFL Energia

×