Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Monitoramento e avaliação de desempenho de tecnologias em saúde: ações e perspectivas no âmbito da CONITEC

231 views

Published on

Viviane Cássia Pereira

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Monitoramento e avaliação de desempenho de tecnologias em saúde: ações e perspectivas no âmbito da CONITEC

  1. 1. CONITEC 5 ANOS Brasília, 5 de dezembro de 2016 Monitoramento e avaliação de desempenho de tecnologias em saúde: ações e perspectivas no âmbito da CONITEC Viviane Cássia Pereira
  2. 2. De acordo com o Decreto n 7.646/2011: Emitir relatório sobre: a. incorporação, exclusão ou alteração pelo SUS de tecnologias em saúde; e b. constituição ou alteração de protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas; Competências da CONITEC
  3. 3. De acordo com o Decreto n 8.065/2013:  apoiar o monitoramento e a avaliação da efetividade das tecnologias incorporadas no âmbito do SUS;  contribuir para a promoção do acesso e do uso racional de tecnologias seguras e eficientes. Atribuições do DGITS
  4. 4. A tecnologia está disponível?
  5. 5.  Está disponível?  Quais são os reais resultados com o uso da tecnologia?  Está sendo utilizada de modo adequado?  Problemas de segurança estão sendo detectados?  Quanto está custando ao SUS? ATUAÇÃO DA CONITEC APÓS A INCORPORAÇÃO
  6. 6.  Está disponível? Monitoramento: banco de dados ATUAÇÃO DA CONITEC APÓS A INCORPORAÇÃO  Criação de procedimentos  Consumo  Aquisição  Base de dados: SIGTAP, TABNET/TABWIN, PEC
  7. 7. ATUAÇÃO DA CONITEC APÓS A INCORPORAÇÃO  Quais são os reais resultados com o uso da tecnologia?  Está sendo utilizada de modo adequado?  Problemas de segurança estão sendo detectados?  Quanto está custando ao SUS? Parcerias para avaliação de desempenho das tecnologias incorporadas: UNB UFMG HMV
  8. 8. Resultados  Diretrizes AdTS (DGITS/UFMG/CCATES/OPAS)  Resultados alcançados no contexto do Sistema de Saúde vs resultados que subsidiaram as decisões no momento da incorporação  Avaliação de desempenho da βIFN-1a-IM em comparação com as βIFN-1a e 1b de aplicação subcutânea no tratamento de esclerose múltipla remitente recorrente
  9. 9.  Desincorporação não é o foco da AdTS  Melhor relação risco/benefício para população  Transparência e participação  Articulação com áreas do MS  Programa de monitoramento e avaliação de desempenho das tecnologias incorporadas Considerações finais e perspectivas
  10. 10. viviane.pereira@saude.gov.br

×