Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em Saúde

201 views

Published on

Apresentação realizada na IV videoconferência "CONITEC em Evidência" - Brasília, 24 de outubro de 2016

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Custo-Utilidade como Ferramenta de Suporte para Tomada de Decisões em Saúde

  1. 1. Custo-Utilidade como ferramenta de suporte para tomada de decisões em saúde Andréa L. Monteiro Carlos Magliano Outubro 2016 Instituto Nacional de Cardiologia
  2. 2. Tópicos • Instrumentos genéricos e específicos • Desfechos: Qualidade de vida e utilidade • Anos ajustados por qualidade de vida (QALY) • Análise custo-utilidade • Aplicações e resultados
  3. 3. Avaliar qualidade de vida: Porque?  Especialmente importante quando os tratamentos têm efeitos modestos na sobrevida  Alguns instrumento dão origem a valores que podem ser aplicados em avaliações econômicas (vide QALY)  Mudanças no estado de saúde aferido em diferentes momentos (antes e após uma intervenção) pode ser usada para derivar a medida do impacto da intervenção.
  4. 4. Exemplos • Dor (intensidade, frequência tempo até alívio) • Frequência de convulsões • Frequência urinária ou de incontinência • Coceira • Boca seca • Funcionamento sexual • Tempo até o alívio dos sintomas • Náusea e vômitos
  5. 5. Instrumentos específicos  Pontos fortes: Capacidade de detectar mudanças, especificidade em relação a dimensões consideradas importantes pelo paciente  Pontos fracos: Não permite a comparação entre diferentes populações Diabetes: – DHP-18 Diabetes Health Profile – ADDQoL Audit of Diabetes Dependent Quality of Life – D-39 Diabetes-39 – DSQOL Diabetes Specific Quality Of Life Scale Câncer: – EORTC QLQ-C30 European Organisation – FACT-G Functional Assessment of Cancer Therapy General
  6. 6. Instrumentos genéricos Bem-estar • Psychological General Well-Being Index (PGWB) • EQ-5D • Sf-6d • HUI 3
  7. 7. Instrumentos Genéricos Pontos fortes: Flexibilidade; Pode detectar efeitos inesperados. Pontos fracos: Pode não ser capaz de detectar mudanças; Pode não incluir dimesões importantes para o paciente
  8. 8. Tomada de decisão • Alcançar uma alocação de recursos que maximize os ganhos em saúde. • A analise de custo-efetividade é uma forma de comparar o “valor” de duas intervenções. • Comparar intervenções distintas com efeitos diversos em condições diferentes... Desfecho? QALY
  9. 9. QALY • Qualidade ajustada por ano de vida • 1 ano em perfeita saúde equivale a 1 QALY • Exemplo: • 10 anos de sobrevida com 80% de qualidade de vida • 10 x 0,8 = 8 QALY
  10. 10. Utilidade • Nível de satisfação ou bem-estar • Medida de valor não monetária
  11. 11. Medidas baseadas em preferências Ensaios clínicos Estado de saúde 13321 13321 0.41 Utilidade
  12. 12. Utilidades em Saúde • Valores de utilidade traduzem preferências acerca de bens, serviços ou desfechos; • Valores ancorados em uma escala em que 1 representa saúde perfeita e 0 representa morte; • Quanto mais desejável for um desfecho, maior é a utilidade a ele associada.
  13. 13. http://natsinc.org/wpress/euroqol/?page_id=296
  14. 14. Estados de saúde • Cominação de níveis das várias dimensões geram descrições de estados de saúde. • EQ-5D-3L gera 243 estados (35) • EQ-5D-5L gera 3125 estados (55) • Estudo Brasileiro foi o 1º a valorar os 243 com TTO
  15. 15. Time Trade-off Melhores do que a morte: identificar nº de anos vividos em um estado de saúde perfeito (x) equivalente a viver t anos em um estado sub-ótimo (Hi). U(Hi)=(x/t) Piores do que a morte : Escolher entre morte imediata e um tempo (10-x) em um estado sub-ótimo Hi , seguido de x anos em saúde perfeita. O valor de x é variado até a identificação do ponto de indiferença U(Hi)=-x/(10-x). Torrance GW, Thomas W, Sackett D. 1972. A utility maximization model for evaluation of health care programmes. Health Services Research 7: 118–133.
  16. 16. QALY • Expresso em anos de vida salvos (sobrevida) ajustados pela perda de qualidade de vida (utilidade) associada a cada estado de saúde QALY= utilidade x tempo de vida
  17. 17. Exemplo • 2 alternativas concorrentes: Tratamento A ($ 1.200) e Tratamento B ($ 1.500) • Um estudo mostrou que a utilidade média de cada grupo de pacientes é: – Tratamento A= 0,65 – Tratamento B= 0,50 • Tratamento A salva 1 ano de vida e Tratamento B salva 1,5 anos de vida QALY?
  18. 18. Exemplo • 2 alternativas concorrentes: • Tratamento A ($ 1.200), salva 1 ano de vida com 0,65 de utilidade • Tratamento B ($ 1.500), salva 1,5 anos de vida com 0,50 de utilidade QALY?
  19. 19. Razão de custo-efetividade (ICER) • (Custo novo tratamento – custo tratamento padrão)/(efeito novo tratamento – efeito tratamento padrão)
  20. 20. Exemplo • QALY Tratamento A = 0,65 x 1 = 0,65 • QALY Tratamento B =0,5 x 1,5 = 0,75 Como interpretar?
  21. 21. Custo-utilidade • ICER = (Custo TB – Custo TA)/ (QALY TB- QALY TA) CUI=(1500-1200)/(0,75-0,65)=3000 por QALY Em média, custa 3000 para adicionar um ano de saúde perfeita à vida de um paciente
  22. 22. O que é considerado custo-efetivo? • 1 PIB per capita (novas evidências) • 3 PIB per capita (recomendação OMS) • Sem limiar explícito? http://brasilemsintese.ibge.gov.br/contas-nacionais/pib-per-capita.html
  23. 23. Plano de custo-efetividade
  24. 24. Regulação-Guidelines do FDA • Reconhece a importância da incorporação da perspectiva do paciente na regulação. • Explica como o FDA analisa a evidência. • Estabelece um padrão para a apresentação.
  25. 25. http://shareddecisions.mayoclinic.org/files/2011/08/Statin_DA_avg21.pdf
  26. 26. Desfechos centrados no paciente “Desfechos importantes para sobrevida e qualidade de vida identificados pelos pacientes ou julgados como sendo importante para o interesse do paciente pelos cuidadores quando os pacientes estão impossibilitados de se manifestarem”. Donald Patrick
  27. 27. Informações de contato Carlos Magliano, MSc Email: carlosincnats@gmail.com NATS - Instituto Nacional de Cardiologia Rio de Janeiro, Brasil

×