Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Indicadores Industriais | Agosto 2014 | Divulgação 01/10/2014

590 views

Published on

Indicadores Industriais | Agosto 2014 | Divulgação 01/10/2014

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Indicadores Industriais | Agosto 2014 | Divulgação 01/10/2014

  1. 1. Indicadores CNI ISSN 1983-621X • Ano 16 • Número 8 • Agosto de 2014 INDICADORES INDUSTRIAIS Atividade industrial volta a cair em agosto A indústria operou em agosto abaixo do ritmo registrado em julho, quando a atividade havia crescido e interrompido uma série de quatro meses de retração. A queda na atividade industrial é percebida em agosto principalmente nos re-sultados de horas trabalhadas na produção e de utilização da capacidade insta-lada (UCI). O primeiro indicador (dessazonalizado) caiu 0,8% na comparação com julho, enquanto o segundo ficou 0,5 ponto percentual (p.p.) menor – no mesmo tipo de comparação. Como reposta à fraca atividade, as empresas industriais seguem demitindo. O indicador de emprego sofreu em agosto a sexta queda consecutiva, de 0,8%. Embora o faturamento real tenha crescido 1,1% em agosto frente a julho, é im-portante destacar que o nível de seu indicador está 8,8% menor que o registrado em agosto de 2013. Ou seja, as altas de agosto e julho não foram suficientes para recolocar o indicador no patamar em que se encontrava há um ano. Indicador de agosto caiu 0,8% frente a julho 1 112 108 104 100 Crescimento atípico de julho está associado à Copa do Mundo, que afetou menos dias úteis nesse mês do que em junho ago/11 fev/12 ago/12 fev/13 ago/13 fev/14 ago/14 AGOSTO 2014 Variação frente a julho – com ajuste sazonal Horas trabalhadas na produção Dessazonalizado - Índice base: média 2006 = 100 Faturamento real Crescimento de 1,1% Horas trabalhadas na produção Queda de 0,8% Utilização da capacidade instalada Queda de 0,5 p.p. Emprego Queda de 0,8% Massa salarial real Crescimento de 0,3% Rendimento médio real Crescimento de 0,4% Dos oito primeiros meses de 2014, cinco apresentaram queda das horas trabalhadas na produção
  2. 2. Indicadores Industriais ISSN 1983-621X • Ano 16 • Número 8 • Agosto de 2014 Crescimento insuficiente para reverter quedas anteriores Desaquecimento é refletido na ociosidade das instalações Agosto marca a sexta queda consecutiva Faturamento real 137 132 127 122 117 Deflator: INPC-IBGE ago/11 fev/12 ago/12 fev/13 ago/13 fev/14 ago/14 Utilização da capacidade instalada 85 83 81 79 80,5% ago/11 fev/12 ago/12 fev/13 ago/13 fev/14 ago/14 Emprego O faturamento real cresceu 1,1% na passagem de julho para agosto, na série livre de efeitos sazonais. Mesmo com o crescimento, o indicador ainda situa-se em nível 8,8% inferior ao do mesmo período do ano passado. No ano, acumula queda de 2,7%. Observa-se que as altas de agosto e julho não compensaram as quedas de março e junho. A indústria operou, em média, com 80,5% da capacidade instalada em agosto — segundo o dado dessazonalizado —, 0,5 p.p. abaixo do registrado em julho. Com essa queda, o indicador situa-se 1,8 p.p. abaixo do nível apurado em agosto de 2013. Comparando a média de janeiro a agosto de 2014 com a média de 2013, também nota-se queda da UCI, de 1,5 p.p. A queda na atividade levou a um novo corte de trabalhadores na indústria. O indicador dessazonalizado de emprego caiu 0,8% em agosto frente a julho, marcando a sexta queda consecutiva. Na comparação com agosto do ano passado, o resultado é ainda mais negativo, com retração de 1,7%. No acumulado do ano, contudo, ainda nota-se modesto crescimento do emprego, de 0,3%. Dessazonalizado (Índice de base fixa: média 2006 = 100) Dessazonalizado (percentual médio) Dessazonalizado (Índice de base fixa: média 2006 = 100) 117 115 113 111 ago/11 fev/12 ago/12 fev/13 ago/13 fev/14 ago/14
  3. 3. Indicadores Industriais ISSN 1983-621X • Ano 16 • Número 8 • Agosto de 2014 Trajetória negativa é interrompida em agosto Embora o emprego industrial siga caindo, a massa salarial real subiu 0,3% entre julho e agosto — na série livre de efeitos sazonais —, depois de cinco meses de queda. No acumulado do ano, observa-se crescimento de 3,0% — média de janeiro a agosto de 2014 comparada com a média de 2013. Terceiro mês seguido de crescimento O rendimento médio real do trabalhador subiu 0,4% em agosto frente a julho — feito o ajuste sazonal. Comparado com o rendimento médio registrado há 12 meses, verifica-se que o dado atual é 2,2% maior. ago/11 fev/12 ago/12 fev/13 ago/13 fev/14 ago/14 ago/11 fev/12 ago/12 fev/13 ago/13 fev/14 ago/14 INDICADORES INDUSTRIAIS - AGOSTO 2014 Variação percentual Percentual médio Indústria de Transformação Ago14 Jul14 Ago13 80,5 81,0 82,3 81,5 81,7 83,3 Veja mais Mais informações como série histórica e metodologia da pesquisa em: www.cni.org.br/indicadoresindustriais Massa salarial real Dessazonalizado (Índice de base fixa: média 2006 = 100) Deflator: INPC-IBGE Deflator: INPC-IBGE 137 132 127 122 117 Rendimento médio real Dessazonalizado (Índice de base fixa: média 2006 = 100) 118 113 108 103 Indústria de Transformação Ago14/ Jul14 Dessaz. Faturamento real1 1,1 -8,8 -2,7 Horas trabalhadas -0,8 -5,7 -2,7 Emprego -0,8 -1,7 0,3 Massa salarial real2 0,3 0,5 3,0 Rendimento médio real2 0,4 2,2 2,7 1 Deflator: IPA/OG-FGV - 2 Deflator: INPC-IBGE Ago14/ Ago13 Jan-Ago14/ Jan-Ago13 Utilização da capacidade instalada - Dessazonalizada Utilização da capacidade instalada i INDICADORES INDUSTRIAIS | Publicação Mensal da Confederação Nacional da Indústria - CNI | www.cni.org.br | Diretoria de Políticas e Estratégia - DIRPE | Gerência Executiva de Política Econômica - PEC | Gerente-executivo: Flávio Castelo Branco | Gerência Executiva de Pesquisa e Competitividade - GPC | Gerente-executivo: Renato da Fonseca | Análise: Fábio Bandeira Guerra | Estatística: Edson Velloso | Informações técnicas: (61) 3317-9472 - Fax: (61) 3317-9456 - email: indicadores.industriais@cni.org.br | Design gráfico: Carla Gadêlha | Assinaturas: Serviço de Atendimento ao Cliente Fone: (61) 3317-9992 - email: sac@cni.org.br | Autorizada a reprodução desde que citada a fonte. Documento elaborado em 30 de setembro de 2014.

×