Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Estatura pequena queixas em relação à baixa estatura dos filhos são recorrentes entre pais.

153 views

Published on

Uma criança que tem baixa estatura é muito menor do que as crianças que são da mesma idade e sexo. Seu médico vai avaliar o gráfico de crescimento do seu filho com você. Uma criança com baixa estatura é: 2 desvios-padrão (SD) ou mais abaixo da altura média para crianças da mesma idade e sexo. Abaixo do percentil 2.3rd no gráfico de crescimento - em 1.000 meninos (ou meninas), que nasceram no mesmo dia, 977 das crianças são mais altos do que o seu filho ou filha.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Estatura pequena queixas em relação à baixa estatura dos filhos são recorrentes entre pais.

  1. 1. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico CRESCIMENTO INSUFICIENTE: GERALMENTE, A PRIMEIRA RECLAMAÇÃO OCORRE POR VOLTA DOS TRÊS OU QUATRO ANOS DE IDADE, QUANDO A CRIANÇA ENTRA NA ESCOLA. ISSO PORQUE A FAMÍLIA TEM OS AMIGUINHOS DA MESMA FAIXA ETÁRIA PARA COMPARAR. FISIOLOGIA–ENDOCRINOLOGIA– NEUROENDOCRINOLOGIA–GENÉTICA–ENDÓCRINO-PEDIATRIA (SUBDIVISÃO DA ENDOCRINOLOGIA): DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO. Apesar da constatação comparativa de seus amiguinhos, não é raro o profissional ou mesmo os pais acharem que esse fato pode não ser relevante e esperar para que a idade flua para uma situação mais avançada, quando na percepção eventualmente equivocada achem que um possível estirão irá compensar essa defasagem, sem uma avaliação mais profunda, que poderá comprometer de forma significativa na idade final quando terminar a puberdade passando para idade adulta e se estabelecerá a estatura definitiva não ocorrer à hipótese levantada anteriormente de crescimento mais à frente, o que significará uma situação lamentável e perene. Uma criança que tem baixa estatura é muito menor do que as crianças que são
  2. 2. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico da mesma idade e sexo. Seu médico vai avaliar o gráfico de crescimento do seu filho com você. Uma criança com baixa estatura é: 2 desvios-padrão (SD) ou mais abaixo da altura média para crianças da mesma idade e sexo. Abaixo do percentil 2.3rd no gráfico de crescimento - em 1.000 meninos (ou meninas), que nasceram no mesmo dia, 977 das crianças são mais altos do que o seu filho ou filha. Pode ocorrer uma situação de "atraso de crescimento constitucional”. Por vezes, a baixa estatura pode ser um sintoma de uma condição médica, tal como: Doenças ósseas ou esqueléticas, tais como:  Raquitismo  Acondroplasia  Doenças crônicas, tais como:  Asma  Doença celíaca
  3. 3. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico  A doença cardíaca congênita  Doença deCushing  Diabetes  Hipotireoidismo  Doença inflamatória intestinal  Artrite reumatóide juvenil  Doença renal  A anemia falciforme  Talassemia Condições genéticas, tais como:  Síndrome de Down  Síndrome de Noonan  Síndrome de Russell-Silver  A síndrome de Turner  Síndrome de Williams  Outras razões incluem:  Deficiência de hormônio de crescimento
  4. 4. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico  Infecções do desenvolvimento do bebê antes do nascimento  Desnutrição  O fraco crescimento de um bebê ainda no útero (restrição de crescimento intra-uterino) ou pequenos para a idade gestacional.  Esta lista não inclui todas as possíveis causas da baixa estatura. Pior, não é raro profissionais acharem que filhos de pais pequenos, obrigatoriamente serão pequenos, o que ocorre com grande frequência, mas o que iria contra alguns fatores evidentes, ou seja, uma linhagem de pessoas de baixa estatura ou mesmo de nanismo, e que não é necessariamente verdade principalmente pelas patologias médicas acima descritas, pois em geral seguem a lei de Gregory Mendel sob o aspecto genético, além de ser muito mais complexo do que uma variação genética simplista, pois existem diversas combinações
  5. 5. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico para que esse fato ocorra. Não podemos nos esquecer de que os principais hormônios produzidos no eixo hipotálamo- hipofisário-núcleo arqueado e áreas contíguas como o 3º ventrículo, entrelaça entre si através do plexo portal hipofisário e tanto os neurossecretores como neurorreptores estão envolvidos com diversos hormônios, o que pode com ações executoras desencadear um efeito dominó em alguns casos prejudiciais. Se o seu filho secreta nenhum ou apenas baixos níveis de hormônio do crescimento, o seu provedor pode falar sobre o tratamento com utilização de hormônio do crescimento. Este grande avanço padrão OURO da década de 90, o hormônio de crescimento também é utilizado no tratamento de crianças com:  Insuficiência renal crônica  Baixa estatura idiopática (ISS - baixa estatura, de causa desconhecida)  Síndrome de Prader-Willi  A síndrome de Turner
  6. 6. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico Com o avanço da tecnologia terapêutica, as diversas armas do arsenal moderno no que se refere ao estímulo do crescimento, temos que também associar os inibidores da aromatase, quando se trata de uma patologia em que o GH – hormônio de crescimento, disfunções tireoidianas, IGF - 1, IGFBP – 3 e outros comprometimentos específicos não são por si só suficientes. Em outras palavras, o tratamento de baixa altura é complexo e exige o envolvimento de profissionais hábeis nas diversas áreas, multidisciplinares, para que tenham um resultado satisfatório quando possível. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna
  7. 7. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico CRM 28930 Como saber mais: 1. Os indivíduos obesos têm concentrações plasmáticas baixas de 25-hidroxivitamina D [25 (OH) D], que estão associadas com concentrações plasmáticas aumentadas de hormônio imunorreativo da para tireóide... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com. 2. Embora a explicação para o risco aumentado de deficiência de vitamina D na obesidade seja desconhecida, tem sido postulado que indivíduos obesos podem evitar a exposição à radiação ultravioleta solar (UV), que é indispensável para a síntese cutânea de vitamina D3... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. Alternativamente, tem sido proposto que a produção do metabolito ativo da vitamina D 1,25-di-hidroxivitamina D [1,25 (OH) 2D] está aumentado e, portanto, as suas concentrações mais elevadas exercem controle de realimentação negativa sobre a síntese hepática de 25 (OH) D... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; AAHPERD (American Alliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance) The difference between physical education and physical activity. 2013. [February 28, 2013]; AAP (American Academy of Pediatrics) The crucial role of recess in school.Pediatrics. 2013;131(1):183–188; Afterschool Alliance. American after 3pm: The most in- depth study of how America's children spend their afternoons. Washington, DC: Afterschool Alliance; 2009; American Academy of Pediatrics, Committee on Sports Medicine and Fitness and Committee on School Health. Organized sports for children and preadolescents. Pediatrics. 2001;107(6):1459–1462; Anderson CB, Mâsse LC, Zhang H, Coleman KJ, Chang S. Contribution of athletic identity to child and adolescent physical activity. American Journal of Preventive Medicine. 2009;37(3):220–226; Anderson PM, Butcher KF, Schanzenbach DW. Adequate (or adipose?) yearly progress: Assessing the effect of “No Child Left Behind” on children's obesity.Cambridge, MA: National Bureau of Economic Research; 2011; Aryana M, Li Z, Bommer WJ. Obesity and physical fitness in California school children. American Heart Journal. 2012;163(2):302–312; Barfield J, Rowe DA, Michael TJ. Interinstrument consistency of the Yamax Digi-Walker pedometer in elementary school-aged children; Physical
  8. 8. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico Education and Exercise Science. 2004;8(2):109–116; Barr-Anderson DJ, AuYoung M, Whitt-Glover MC, Glenn BA, Yancey AK. Integration of short bouts of physical activity into organizational routine: A systematic review of the literature. American Journal of Preventive Medicine. 2011; 40(1):76–93; Barroso CS, Kelder SH, Springer AE, Smith CL, Ranjit N, Ledingham C, Hoelscher DM. Senate Bill 42: Implementation and impact on physical activity in middle schools. Journal of Adolescent Health. 2009;45(3 Suppl):S82–S90; Bartholomew JB, Jowers EM. Physically active academic lessons in elementary children. Preventive Medicine. 2011;52(Suppl): S51–S54; Basch CE. Physical activity and the achievement gap among urban minority youth. Journal of School Health. 2011;81(10):626–634. Contato: Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br João Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=50999013390003517 30&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=- 23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=- 23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17 Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr google.com/+JoãoSantosCaioJrvdh google.com/+VANDERHAAGENBRAZILvdh Video
  9. 9. Dr. João Santos Caio Jr - CRM 20.611 Neuro-Endocrinologista Clínico Dra. Henriqueta V Caio - CRM 28.960 Endocrinologista Clínico http://youtu.be/woonaiFJQwY VAN DER HAAGEN BRAZIL Instagram https://instagram.com/clinicascaio/ Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=- 23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×