Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
A DGH-DEFICIÊNCIA DE GH QUE COMEÇA NA INFÂNCIA PODE
CONTINUAR NA VIDA ADULTA E SE A REPOSIÇÃO DE GH-
HORMÔNIO DE CRESCIMEN...
orgânico pode ser excluído o reteste de GH-hormônio de crescimento.
Quando o diagnóstico de DGH-deficiência de hormônio de...
A idade média na transferência foi de 19,4 anos. Após a transferência, a
DGH-deficiência de hormônio de crescimento persis...
Upon retest, other pituitary hormones and serum IGF-I levels should also
be measured. The
opportunity should
be taken to a...
hormone were not idiopathic. The level of IGF-1 was <-2 SDS in 70% of
patients treated transfer and 34% of them, after 3 y...
CRM 28930
Como saber mais:
1. o HGH–hormônio de crescimento, desenvolvido a partir da década de
80 do século XX, por engen...
Dermatologia Clínica . (10th ed.). Saunders. ISBN 0-7216-2921-0 ; "O uso de hormônio de crescimento
de substituição em doe...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Dgh Infantil, Juvenil; Estudo, Monocêntrico de 112 Pacientes com Início Infância de DGH e Fase Adulta

423 views

Published on

A oportunidade deve ser aproveitada para avaliar a composição corporal, densidade mineral óssea, lípides em jejum e os níveis de insulina. Pacientes com grave deficiência, de longa data, a deficiência múltipla de hormônios pituitário, defeitos genéticos, ou grave DGH-deficiência de hormônio de crescimento orgânico pode ser excluído o reteste de GH-hormônio de crescimento.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Dgh Infantil, Juvenil; Estudo, Monocêntrico de 112 Pacientes com Início Infância de DGH e Fase Adulta

  1. 1. A DGH-DEFICIÊNCIA DE GH QUE COMEÇA NA INFÂNCIA PODE CONTINUAR NA VIDA ADULTA E SE A REPOSIÇÃO DE GH- HORMÔNIO DE CRESCIMENTO FOR INTERROMPIDA PODE TRAZER GRAVES CONSEQUÊNCIAS PARA A SAÚDE; ENDOCRINOLOGIA-NEUROENDOCRINOLOGIA-FISIOLOGIA; DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA V. CAIO. Deficiência de hormônio de crescimento (DGH) diagnosticada na fase criança, infantil, juvenil pode persistir na vida adulta. Após atingir a altura longitudinal final, a reavaliação do fator de crescimento insulina símile do paciente eixo GH-IGF usando em adultos como critério diagnóstico DGH- deficiência de hormônio de crescimento deve ser realizada após um intervalo adequado de 1-3 meses sem terapia com GH-hormônio de crescimento. No momento do reteste, outros hormônios hipofisários e os níveis séricos de IGF-I também devem ser medidos. A oportunidade deve ser aproveitada para avaliar a composição corporal, densidade mineral óssea, lípides em jejum e os níveis de insulina. Pacientes com grave deficiência, de longa data, a deficiência múltipla de hormônios pituitário, defeitos genéticos, ou grave DGH-deficiência de hormônio de crescimento
  2. 2. orgânico pode ser excluído o reteste de GH-hormônio de crescimento. Quando o diagnóstico de DGH-deficiência de hormônio de crescimento no adulto é estabelecida, a continuação do tratamento com GH-hormônio de crescimento pode ser recomendada a menos que haja um risco conhecido de diabetes mellitus ou malignidade. A transição do paciente na fase adulta à substituição do GH-hormônio de crescimento deve ser organizada com uma colaboração estreita entre os endocrinologistas, neuroendocrinologistas e adultos, que devem discutir o reinício do tratamento com o paciente. Ao analisar um grande coorte de DGH iniciada na infância (CO-DGH) e adultos de um centro único adulto, a fim de analisar a sua gestão clínica e estudar o estado metabólico e ósseo em relação ao DGH e outros déficits da hipófise e avaliar esses parâmetros durante longo prazo de seguimento. A maioria dos pacientes apresentaram grave CO-DGH (64%) associada a outras deficiências hipofisárias (66%). CO-DGH foi adquirida em 56%, congênita em 33%, e idiopática em 11% dos casos. A maioria dos pacientes (83%) parou o uso do GH antes da transferência, em uma média de 16,3 anos, a despeito da persistência de DGH.
  3. 3. A idade média na transferência foi de 19,4 anos. Após a transferência, a DGH-deficiência de hormônio de crescimento persistiu em 101 pacientes e quatro dos 11 com DGH-deficiência de hormônio de crescimento resolutiva eram não idiopáticas. O nível de IGF-1 era <-2 SDS em 70% dos pacientes tratados em transferência e em 34% deles, após 3 anos de tratamento. O follow-up mostrou melhora no perfil lipídico e na densidade mineral óssea em pacientes com DGH-deficiência de hormônio de crescimento severamente persistentes com a terapia com GH. Na análise multivariada, os déficits associados à pituitária pareciam fatores determinantes mais fortes de estado metabólico e ósseo do que a DGH- deficiência de hormônio de crescimento. Este estudo levanta a preocupação com a descontinuação da terapia de reposição de GH- hormônio de crescimento em criança, infantil, juvenil por pediatras em pacientes com severa DGH-deficiência de hormônio de crescimento persistente e sobre a dose muitas vezes insuficiente de GH- hormônio de crescimento no tratamento de pacientes adultos, devido às consequências vitalícias que os comprometeram. THE DGH-GH DEFICIENCY THAT BEGINS IN CHILDHOOD CAN CONTINUE IN ADULT LIFE AND IF GH-REPLACEMENT FOR GROWTH HORMONE STOPPED CAN BRING SERIOUS CONSEQUENCES FOR HEALTH; PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY-NEUROENDOCRINOLOGY; DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA V. CAIO. Growth hormone deficiency (GHD) diagnosed in the toddler stage, children's, youth may persist into adulthood. After reaching the final longitudinal height, reassessment of the growth factor insulin-like the patient GH-IGF axis in adults using a diagnostic criterion-GHD growth hormone deficiency should be performed after an appropriate interval of 1-3 months without GH therapy-growth Hormone.
  4. 4. Upon retest, other pituitary hormones and serum IGF-I levels should also be measured. The opportunity should be taken to assess body composition, bone mineral density, lipids and fasting insulin levels. Patients with severe disability, long-standing, multiple pituitary hormone deficiency, genetic defects, or severe GHD deficiency of organic growth hormone may be deleted retesting of GH-growth hormone. When the diagnosis of GHD, growth hormone deficiency in adults is established, continued treatment with growth hormone GH-may be recommended unless there is a known risk of diabetes mellitus or malignancy. The transition of the patient to the replacement of the adult growth hormone GH-phase should be organized with a close collaboration between endocrinologists,neuroendocrinologists and adults must discuss resuming treatment with the patient. By analyzing a large cohort of GHD started in childhood (CO-GHD) adults and one adult center in order to analyze its clinical management and study the metabolic and bone status in relation to GHD and other pituitary deficits and evaluate these parameters during long-term follow-up. Most patients had severe GHD-CO (64%) associated with other pituitary deficiencies (66%). CO-GHD was obtained in 56%, congenital in 33% and idiopathic in 11% of cases. Most patients (83%) stopped the use of GH before the transfer, at an average of 16.3 years, despite the persistence of GHD. The average age at transfer was 19.4 years. After the transfer, the GHD deficiency of growth hormone persisted in 101 patients and four of 11 with GHD-solving deficiency of growth
  5. 5. hormone were not idiopathic. The level of IGF-1 was <-2 SDS in 70% of patients treated transfer and 34% of them, after 3 years of treatment. The follow-up showed improvement in lipid profile and bone mineral density in patients with GHD- deficiency severely persistent growth hormone GH therapy. In multivariate analysis, the deficits associated with pituitary looked stronger determinants of metabolic and bone status than GHD deficiency of growth hormone. This study raises concern about discontinuation of replacement of growth hormone in GH-child, infant, child by pediatricians in patients with severe GHD-persistent deficiency of growth hormone and the dose often insufficient GH-hormone therapy growth in the treatment of adult patients, due to the lifelong consequences that committed them. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna
  6. 6. CRM 28930 Como saber mais: 1. o HGH–hormônio de crescimento, desenvolvido a partir da década de 80 do século XX, por engenharia genética através da técnica de DNA- Recombinante, onde anteriormente a esta técnica o grande vilão era o fator de reconhecimento no DNA de doadores humanos de hipófise, local onde é produzido o hormônio de crescimento natural... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com. 2. seus extratos ou MIX não excluíam a identidade dos doadores, o que, com a nova tecnologia eliminava por completo este risco, que poderia causar a formação de proteínas anômalas denominadas de PRIONS, que poderiam levar à Doença de Creutzfeldt- Jakob (DCJ)... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. Fração identificadora do DNA através de uma enzima que fazia apenas a título de facilitar a compreensão, o papel de um estilete eliminando o fator de reconhecimento agregado ao DNA localizado em geral na região mediana, com esta eliminação, não ocorreu mais rejeição do DNA recolado por engenharia genética, tal problema jamais voltou a se apresentar, simplesmente porque o fator de reconhecimento foi eliminado... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H.V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; "Growth Hormone Deficiency" . Reino Unido Fundação Crescimento Infantil . Retirado 2009/01/16 ; "O atraso no crescimento (em crianças) - hormônio do crescimento humano (HGH)" (pdf). Instituto Nacional de Excelência Clínica. 2008-09-25 . Retirado 2009/01/16 ; James, William; Berger, Timothy; Elston, Dirk (2005). Doenças Andrews da pele:
  7. 7. Dermatologia Clínica . (10th ed.). Saunders. ISBN 0-7216-2921-0 ; "O uso de hormônio de crescimento de substituição em doentes adultos com severa deficiência de hormônio do crescimento" (pdf). A Sociedade de Endocrinologia. 2000-10-01 .Retirado 2009/01/18 ; "Human Growth Hormone Deficiency" . HGH . Retirado 20 de janeiro de 2012 ; "hormônio do crescimento humano (somatropina) em adultos com deficiência de hormônio do crescimento" . Instituto Nacional de Excelência Clínica . 2006-07-01 . Retirado 2009/01/16 ; Rappold GA, Fukami M, Niesler B, et al. (Março de 2002). "deleções do gene SHOX homeobox (baixa estatura homeobox) são uma importante causa de atraso no crescimento em crianças com baixa estatura" . J. Clin. Endocrinol. . Metab 87 (3):. 1402-6 doi : 10.1210/jc.87.3.1402 . PMID 11889216 ; Saborio P, S Hahn, Hisano S, K Latta, Scheinman JI, Chan JC (Outubro de 1998). "insuficiência renal crônica: uma visão geral de uma perspectiva pediátrica" . Nephron 80 (2):. 134-48 doi :10.1159/000045157 . PMID 9736810 ; Molitch ME, Clemmons DR, Malozowski S, et al. (maio de 2006). "Avaliação e tratamento da deficiência de hormônio de crescimento de adultos: um Endocrine Society Clinical Practice Guideline". J. Clin. Endocrinol. . Metab 91 (5):. 1621-1634 doi : 10.1210/jc.2005- 2227 . PMID 16636129 ; Aimaretti G, Corneli G, Razzore P, . et al . (Maio de 1998) "hormônio + arginina como testes provocativos para o diagnóstico de GH Comparação entre hipoglicemia induzida por insulina e hormônio do crescimento (GH) de liberação de A deficiência em adultos " . J. Clin. Endocrinol. . Metab 83 (5):. 1615-8 doi : 10.1210/jc.83.5.1615 . PMID 9589665 . Retirado 2008/07/23 Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt &sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×