Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
EFEITOS DE OUTROS HORMÔNIOS EM CRIANÇAS, INFANTIL,
JUVENIL AS RESPOSTAS A ESTÍMULOS SÃO BLOQUEADAS EM
ESTADOS DE HIPO E HI...
somatotropina. Agentes dopaminérgicos (dopaminérgico significa
"relativo à dopamina", sendo a dopamina um dos neurotransmi...
Os agonistas beta-adrenérgicos inibem o GH-hormônio de crescimento e
antagonistas beta-adrenérgicos, tais como o propranol...
3. O TSH–hormônio tireoestimulante e o GhRH–hormônio liberador de
gonadotrofina frequentemente causam secreção de GH-hormô...
Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt
&sll=-23.578256,46...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Altura Baixa e Crescimento Infantil Juvenil; Interferência outros Hormônios além do GH

415 views

Published on

EFEITOS DE OUTROS HORMÔNIOS EM CRIANÇAS, INFANTIL, JUVENIL AS RESPOSTAS A ESTÍMULOS SÃO BLOQUEADAS EM ESTADOS DE HIPO E HIPERTIREOIDISMO E EXCESSO DE CORTISOL. O ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Altura Baixa e Crescimento Infantil Juvenil; Interferência outros Hormônios além do GH

  1. 1. EFEITOS DE OUTROS HORMÔNIOS EM CRIANÇAS, INFANTIL, JUVENIL AS RESPOSTAS A ESTÍMULOS SÃO BLOQUEADAS EM ESTADOS DE HIPO E HIPERTIREOIDISMO E EXCESSO DE CORTISOL. O ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH- HORMÔNIO DE CRESCIMENTO EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO. ENDOCRINOLOGIA–NEUROENDOCRINOLOGIA–FISIOLOGIA; DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA V. CAIO. Os efeitos de agentes neurofarmacológicos são influenciados por diversos neurotransmissores, em assim sendo alguns neurofarmacológicos podem afetar de forma positiva a secreção de GH-hormônio de crescimento. Agonistas e antagonistas de aminas biogênicas (conceitua-se aminas biogênicas ou monoaminas como um grupo de aminas (compostos orgânicos nitrogenados) encontradas na natureza, derivadas da descarboxilação enzimática de aminoácidos naturais. O termo biogênico significa produzido pela ação de organismos vivos ou essenciais à vida e sua manutenção) atuam a nível hipotalâmico e alteram a liberação de GHRH- hormônio liberador de hormônio de crescimento humano ou
  2. 2. somatotropina. Agentes dopaminérgicos (dopaminérgico significa "relativo à dopamina", sendo a dopamina um dos neurotransmissores mais comuns. O termo é geralmente utilizado para descrever substâncias que agem aumentando a atividade relacionada com a dopamina no cérebro. Embora, também usado para descrever as estruturas do cérebro que estão relacionadas com a atividade da dopamina. Por exemplo, certas proteínas, tais como o transportador de dopamina (DAT), o transportador de monoamina vesicular 2 (VMAT 2), e os receptores de dopamina podem ser classificados como dopaminérgicos.), receptores alfa - adrenérgicos e receptores serotoninérgicos estimulam a liberação de GH-hormônio de crescimento. Os agonistas da dopamina tais como levodopa, apomorfina e bromocriptina aumentam a secreção de GH-hormônio de crescimento, enquanto antagonistas dopaminérgicos tais como as fenotiazinas inibem a secreção de GH-hormônio de crescimento. O efeito da levodopa, um precursor da noradrenalina e dopamina, pode ser mediado por sua conversão em noradrenalina, porque seu efeito é bloqueado pelo antagonista alfa-adrenérgico fentolamina. Além disso, a fentolamina suprime a liberação de GH-hormônio de crescimento em resposta a outros estímulos tais como a hipoglicemia, exercício e arginina, e arginina, enfatizando a importância de mecanismos alfa-adrenérgico na modulação da secreção de GH–hormônio de crescimento.
  3. 3. Os agonistas beta-adrenérgicos inibem o GH-hormônio de crescimento e antagonistas beta-adrenérgicos, tais como o propranolol, aumentam a secreção em resposta a estímulos provocativos. O agonismo ou antagonismo das substâncias neuroendócrinas, mesmo que o risco seja desprezível quando aplicado em crianças, infantil, juvenil, pré-adolescente ou adolescente tem que ter indicação precisa, para que os efeitos benéficos sejam coerentes com os objetivos de fazer crescer sem riscos e com boa qualidade de vida, alcançando a otimização alvo em relação ao crescimento genético pondo-estatural esperado. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930 Como saber mais: 1. A díade hipotálamo-hipófise é dos componentes mais complexos do sistema endócrino e neuroendocrinológico; é fundamental na coordenação de toda a resposta endócrina, estabelecendo relações de controle mútuo sobre a maioria das glândulas endócrinas e controlando, por si só, muitos aspectos da homeostasia corporal... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com. 2. A administração de GHRH e os efeitos de GHRH-hormônio liberador do hormônio de crescimento são parcialmente bloqueados pela somatostatina... http://longevidadefutura.blogspot.com
  4. 4. 3. O TSH–hormônio tireoestimulante e o GhRH–hormônio liberador de gonadotrofina frequentemente causam secreção de GH-hormônio de crescimento em determinados pacientes... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H.V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Tanner JM, 1989 Fetus into Man: Physical growth from conception to maturity; Sinclair D, 1978 Human growth after birth. London: Oxford University Press, pp, 140-159; Rogol AD, Roemmich JN, Clark PA, 2002 Growth at puberty. J Adol Health 31: 192-200;Smith DW, 1977 Growth and its disorders. Philadelphia: WB Saunders Co; Tanner JM, (ed) 1962 Growth at adolescence, 2nd Ed. Oxford: Blackwell; Tanner JM, 1986 Growth as a target-seeking function: catch up and catch down growth in man. In: Human growth. Falkner F, Tanner JM, (eds), vol 1. New York: Plenum Press, pp,167-179; Claessens A, Lefevre J, Beunen G, Malina RM. 1999 The contribution of anthropometric characteristics to performance scores in elite female gymnasts. J Sports Med Phys Fitness 39: 355-360; Buckler J, Brodie D, 1977 Growth and maturity characteristics of schoolboy gymnasts. Annals Hum Biol 4: 455-463; Caldarone G, Leglise M, Giampietro M, Berlutti G, 1986 Anthropometric measurements, body composition, biological maturation and growth predictions in young female gymnasts of high agonistic level. J Sports Med 26: 263-273; Claessens AL, Malina RM, Lefevre J,Beunen G, Stijnen V, Maes H, Veer FM, 1992 Growth and menarcheal status of elite female gymnasts. Med Sci Sports Exercise 24: 755-763. Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY
  5. 5. Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt &sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×