Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Tríduo ao Santíssimo Coração de Maria

53 views

Published on

Tríduo ao Santíssimo Coração de Maria

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Tríduo ao Santíssimo Coração de Maria

  1. 1. TRÍDUO AO CORAÇÃO SANTO DA VIRGEM MARIA UNIDADE DE ESPIRITUALIDADE DE EUDISTA CORAÇÃO DE MARIA, FONTE DE AMOR, PAZ E MISERICÓRDIA. 5 a 7 de fevereiro
  2. 2. TRÍDUO AO CORAÇÃO SANTO DA VIRGEM MARIA "A Virgem Maria nos ensina o significado de viver no Espírito Santo e que significa acolher a novidade de Deus em nossa vida. Ela concebeu Jesus pela obra do Espírito, e cada cristão, cada um de nós, está chamado a acolher a Palavra de Deus, a acolher Jesus dentro de si e levá-lo logo a todos". Papa Francisco São João Eudes não concebeu uma vivência plena da vida cristã sem a Virgem Maria, para o Santo francês ela é modelo fundamental para formação de Jesus nos cristãos, concretamente em três aspectos: 1. Seu amor de mãe, 2. Sua qualidade de discípula, 3. Sua virtude de oração. O ponto central da admiração e amor do padre Eudes pela Virgem Maria é sua maternidade. Jesus tens entregou à humanidade sua própria mãe, com o propósito de que seja ela quem instrua o caminho da santidade, ensinando-nos a importância de aproximar o amor a Deus e ao próximo, de modo que, nossos pensamentos e atos se orientem unicamente para glória de Deus. O padre Eudes compreende que a vida de Maria é um Evangelho vivente, pois tudo o que ela reflete a vida de Jesus. Ela é discípula porque constantemente nos convida a ser testemunhas da obra do Senhor. No entanto, aprender a amar, a viver misericordiosamente e a ser testemunha da palavra de Jesus, requer o acompanhamento e a inspiração da oração. Maria nos ensina a orar, porque desde o momento da Encarnação, seu coração contemplava a Palavra que estava em silêncio.   .   
  3. 3. A festa do Santíssimo Coração de Maria celebrou-se em principio no dia 20 de outubro, dia em que posteriormente se celebrou o Coração de Jesus. A partir de 1647 São João Eudes a colocou no dia 08 de fevereiro porque, por uma parte, nesta época do ano litúrgico é mais fácil celebrar uma oitava, e, por outra parte, porque depois do relato dos mistérios da santa infância de Nosso Senhor, São Lucas faz o elogio do Coração de Maria: “Maria conservava todas estas coisas meditando-as em seu coração”. (Lc 2, 19). Escolheu o dia oito já que São João Eudes se propôs e aconselha consagrar Maria o dia oito de cada mês, em memória de sua natividade o dia oito de setembro e de sua imaculada concepção o dia oito de dezembro. Também recomendava aos fiéis recitar o Ofício pequeno da Infância de Maria no dia oito de cada mês. (Cfr. O.C. XI, 149; XII, 04).
  4. 4. 3 PRIMEIRO DIA PREPAREMOS NOSSO CORAÇÃO PARA CELEBRAR A FESTA DO CORAÇÃO DE MARIA Início: Em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém. Ave cor Sanctissimum Alegra-te, Coração santo Alegra-te, Coração manso Alegra-te, Coração humilde Alegra-te, Coração puro Alegra-te, Coração fervente Alegra-te, Coração sábio Alegra-te, Coração paciente Alegra-te, Coração obedien- te Alegra-te, Coração solícito Alegra-te, Coração fiel Alegra-te, Coração fonte de toda felicidade Alegra-te, Coração misericordioso Alegra-te, Coração, cheio de amor, de Jesus e de Ma- ria. Nós te adoramos, Nós te louvamos, Nós te glorificamos,
  5. 5. 4 Nós te damos graças. Nós te amamos com todo nosso coração, Com toda nossa alma, E com todas as nossas forças. Nós te oferecemos nosso coração, Nós te entregamos, Nós te consagramos, Nós te imolamos. Aceita-o e possui-o plenamente, Purifica-o, Ilumina-o e santifica-o, para que Nele vivas e reines, agora e sempre pelos séculos dos séculos.Amém. Meditação Para celebrar devidamente a festa do Coração de Maria (São João Eudes, O Coração Admirável, Livro XI, Cap. II, Meditações, Preparação na véspera, terceiro ponto) Para celebrar devidamente esta festa do Coração sagra- do da Mãe do amor formoso, é pouco ou melhor nada, se empregarmos somente todos os afetos de nosso co- ração. Apliquemos a ela todos os corações do céu e da terra, enquanto é possível. Com efeito, o Espírito San- to pela boca de São Paulo nos assegura que tu- do nos pertence: tudo é de vocês (1 Cor 3, 21), e nosso
  6. 6. 5 Pai celestial nos deu tudo ao dar-nos o seu Filho: com Ele nos deu tudo (Rm 8, 32). Temos direito, portanto, de fazer uso de todos estes corações como de algo nosso, para celebrar os louvores do bem-aventurado Coração de nossa divina Mãe. Devemos em especial pedir aos nossos anjos da guarda e a todos os demais an- jos especialmente aos serafins, que, junto com os santos patriarcas, profetas, apóstolos, mártires, confessores, virgens e todos os san- tos, em especial aos san- tos sacerdotes e levitas e a todos os santos que têm tido devoção especial ao Coração sagrado da rain- ha do céu, unam nossos corações com os seus e nos façam partícipes de sua devoção a esta grande prin- cesa; que empreguem todas suas forças para ajudar-nos a celebrar dignamente esta amável solenida- de, enquanto é possível à fraqueza humana. Sobretudo ofereçamos e entreguemos nossos corações, nossos corpos e almas, e quanto somos, ao amor infini- to do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ao amor da Mãe do Salvador; e supliquemos-lhes que nos associem com eles a este divino amor e nos preparem para cele-
  7. 7. 6 brar esta festa da maneira que lhes seja mais agradável. Jaculatória: Disposto está meu coração, Deus de meu coração, disposto está meu coração. Oração final Onipotente Deus, tu tens querido que o Coração amantíssimo daVirgem Maria seja sacrário da Divinda- de, trono das virtudes, tesouro de toda santidade; con- cede-nos, pelos méritos e orações desse mesmo santís- simo Coração, levar sempre em nosso coração sua ima- gem, para que a sua imi- ação, cheguemos sempre ao que seja de teu agrado e mereçamos assemelhar-nos sempre ao teu Coração. Amém. SEGUNDO DIA A IMPORTÂNCIA DA FESTA DO CORAÇÃO DE MARIA Início: Em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém. Ave cor Sanctissimum (P.3)
  8. 8. 7 Meditação O coração e a rainha de todas as festas (São João Eudes, O Coração Admirável, Livro XI, Cap. II, Meditações, Preparação na Véspera, primeiro ponto ) Consideremos que todas as festas que se celebram na Igreja são fontes de graças, especialmente as de nosso Senhor e as de sua bem- aventurada Mãe. Entre as festas desta Mãe admirável a de seu muito sagrado Co- ração é como o coração e a rainha das demais. Porque o coração é a sede do amor e da caridade, e esta é a rainha de todas as outras virtudes e a fonte de todas as graças. Por is- so, esta solenidade é oceano de graças e de bênçãos, não para toda classe de pessoas, senão só para aquelas que se dispõem a recebê-las. Porque nosso Senhor tendo-as adquirido a preço de seu sangue com infinidade de tormentos fez dela algo que lhe é infinitamente querido e precioso. Por esta razão quer que tenhamos também grande estimação e vene- ração muito singular a estas graças e portan-
  9. 9. 8 to, coloquemos atenção e diligência particular a preparar-nos, para receber as que o Senhor nos quer dar nesta grande solenidade para fazer bom uso delas e celebrá-la devidamente. Com este fim, façamos o que segue. Primeiro, humilhemo-nos infinitamente, reconhecendo que somos todos indignos de participar desta santa fes- ta. Primeiramente, porque é festa de um Coração todo incendiado no fogo do divino amor que pertence mais aos serafins que aos homens pecadores como nós; esta condição de pecadores nos deve impressionar em pro- funda humilhação. Segundo, somos, além do mais, infinitamente indignos de participar das bênçãos e graças desta festa pelo mal uso que temos feito das que Deus nos têm dado nela e pelos obstáculos que te- m o s c h e g a d o n a s q u e nos houvera dispensado; humilhe- mo-nos, pois, diante de Deus muito profundamente à vista das verdades tão evidentes. Jaculatória: Graças infinitas sejam dadas a Jesus e Maria pelo dom ine- narrável de si mesmo.
  10. 10. 9 Oração final Deus todo poderoso, que fizeste do Coração de Maria Virgem tua digna mansão e o trono de todas as virtu- des; concedei-nos, por sua intercessão, levar em nós sua semelhança, para que, cumprindo sempre teus desígnios, sejamos conformes ao teu próprio Coração. Por Cristo nosso Senhor.Amém. TERCEIRO DIA CONTEÚDO DA FESTA DO CORAÇÃO DE MARIA Início: Em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém. Ave cor Sanctissimum (P. 3) Meditação O conteúdo da Festa do Coração de Maria, muito maior e admirável (São João Eudes, o Coração Admirável, Livro XI, Cap. II, Meditações, para o dia da Festa, Conteúdo da festa, Primeiro e Segundo ponto) Consideremos atentamente qual é o conteúdo desta solenidade. É o Coração sagrado da rainha do céu e da terra; o Coração da soberana imperatriz do universo; o Coração da filha única do amadíssimo Pai eterno; o Coração da Mãe de Deus; o Coração da esposa do Es-
  11. 11. 10 pírito Santo; o Coração da bondosa mãe de todos os fiéis. É o Coração mais digno e nobre, augusto e generoso, magnífico e caritativo, o mais amável, amado e amante dos co- rações das puras criaturas. É um Coração incendia- do de amor por Deus e todo in- flamado em caridade a nós, me- recedor de tantas festas como tem produzido atos de amor a Deus e de caridade a nós. Acrescenta a este também o divino Coração de Jesus que não tem senão um Coração com sua amadíssima Mãe em unidade de espírito, de afeto e de vontade. Acrescenta além disso os corações dos anjos e dos san- tos que não tem senão um só coração entre si, e com seu Pai e sua Mãe. Este é o conteúdo desta festa muito maior e admirável que merece venerações e louvores infinitos. Abriga grande desejo de celebrá-la com toda a devoção que te seja possível. Considera que esta festa é dia de gozo extraordinário para nós pois o Coração de nossa divina Mãe nos per- tence por quatro títulos:
  12. 12. 11 Primeiro, nos pertence porque o Pai Eterno nos deu. Segundo, porque o Filho de Deus nos deu. Terceiro, porque o Espírito Santo nos deu. Quarto, porque ela mesma nos deu. Consequentemente, o Coração de Jesus e os corações dos anjos e dos santos nos pertencem porque todos es- ses corações fazem um só coração que é de todo nosso. Que tesouro! Que felicidade e que proveito para nós! Quão ricos somos! Que motivo de gozo e de arrebata- mento para nós! Meu querido Jesus, que vou te dar por tantos favores, como recibo da continuação de tua infinita bondade e da cari- dade incomparável de tua sa- cratíssima Mãe? Ofereço- te meu coração. Ele te perten- ce por infinidade de títulos. Mais o que é oferecer-te o co- ração de um nada? Te ofereço os corações de todos os anjos e de todos os santos. Todavia, é muito pouco comparado com o tesouro imenso que tens me dado ao dar-me o
  13. 13. 12 Coração de tua santa Mãe. Te ofereço esse mesmo Co- ração. Ele te é mais agradável que todos os corações do universo. Mas isto não é suficiente para cumprir intei- ramente, minhas obrigações. Ofereço-te teu Coração adorável de todo incendiado de amor imenso e infinito a ti e a teu divino Pai. Rainha do meu coração, te ofereço também o coração muito amável e todo o amor de teu Filho em ação de graças pelo tesouro inestimável que me tens dado ao dar-me teu Coração maternal. Jaculatória: Coração de Jesus e Maria, norma do co- ração fiel, reina para sempre em nosso coração.. Oração final Oh Mãe de amor, une nossos corações com teu Co- ração maternal tão intimamente que não possam sepa- rar-se jamais; e que os corações dos filhos não tenham outros sentimentos que os do Sagrado Coração de sua muito boa Mãe! Amém.
  14. 14. 13
  15. 15. 14
  16. 16. 15
  17. 17. 16 “Maria não amou jamais nada fora de Deus e o que Deus quis que amasse Nele e por Ele.” Diretor: Pe. Álvaro Duarte Torres CJM Desenho e compilação: Hermes Flórez Pérez Tradução: Geovani Ferreira

×