Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Tabaco

23,461 views

Published on

Published in: Travel, Technology
  • Be the first to comment

Tabaco

  1. 1. Tudo o que precisa de saber… Tabaco
  2. 2. <ul><li>O que é o tabaco…. </li></ul><ul><li>E como é constituído….. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O tabaco vem da planta Nicotiana Tabacum e é uma substância estimulante. Pode ser encontrado em forma de charuto, cigarro (com ou sem filtro), cachimbo, rapé e tabaco de mascar. O tabaco é principalmente fumado, mas pode também ser inalado ou mastigado. </li></ul>
  4. 4. <ul><ul><ul><ul><ul><li>COMPONENTES DO TABACO </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>Na combustão do tabaco produzem-se milhares de substâncias (gases, vapores orgânicos compostos libertados em forma de partículas) que são transportadas pelo fumo até aos pulmões.                       </li></ul><ul><li>Estas actuam principalmente sobre o aparelho respiratório, ainda que algumas delas sejam absorvidas passando à corrente sanguínea a partir da qual actuam sobre o organismo. </li></ul><ul><li>Tais substâncias podem agrupar-se desta forma: </li></ul>
  5. 5. <ul><li> Nicotina : </li></ul> É o alcalóide responsável pela maior parte dos efeitos do tabaco sobre o organismo e a que gera dependência física. A vida média da nicotina no sangue é inferior a 2 horas e se reduz a sua concentração aparecem os sintomas que alertam o fumador para o desejo de novo cigarro. Substâncias irritantes: O fumo do tabaco contém muitas substâncias irritantes como a acroleína, fenóis, peróxido de nitrogénio, ácido cianídrico, amoníaco, etc., que são responsáveis pela contracção bronquial, pela estimulação das glândulas secretoras da mucosa e da tosse típica do fumador e, definitivamente, pela alteração dos mecanismos de defesa do pulmão.
  6. 6. <ul><li> </li></ul><ul><li> Alcatrão e outros agentes cancerígenos </li></ul><ul><li>Incluem-se neste grupo toda uma série de substâncias tóxicas que contribuem para as neoplasias associadas ao consumo de tabaco, sendo a mais estudada o alfabenzopireno. </li></ul><ul><ul><ul><li>Monóxido de carbono : </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Trata-se de um gás incolor de elevada toxicidade presente em grande concentração no fumo do tabaco. Tem uma grande facilidade de associação com a hemoglobina, diminuindo a capacidade dos glóbulos vermelhos em transportarem oxigénio. </li></ul></ul></ul>
  7. 7. Tabaco: A sua origem
  8. 8. <ul><li>A planta Nicotina tabacum deve o seu nome ao médico Jean Nicot que popularizou o seu uso na Europa. Esta planta, juntamente com cerca de mais de cinquenta outras espécies, faz parte do grupo nicotínico. </li></ul><ul><li>É originária da América onde era usada, antes da descoberta deste continente, pelos seus efeitos alucinogéneos . É difundida na Europa, após a viagem de Colombo, em parte devido à crença no seu valor terapêutico . </li></ul><ul><li> A procura do tabaco fez com que a coroa espanhola se apropriasse do monopólio do eu comércio. Mais tarde, os franceses e ingleses juntam-se aos espanhóis, contribuindo para a expansão desta substância, o que origina fortes repressões por muitas autoridades. </li></ul><ul><li>A título de exemplo, refira-se que Fedorovich dava ordens de tortura a qualquer consumidor até que este confessasse quem tinha sido o seu fornecedor, para depois mandar cortar o nariz a ambos. </li></ul><ul><li>Também o sultão Murad IV castigava com decapitação, desmembramento ou mutilação quem encontrasse a fumar. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>A partir do século XVIII, o levantamento das proibições permite um crescimento gradual do consumo de tabaco. </li></ul><ul><li> Este consumo era principalmente feito por aspiração nasal, apresentando-se o produto em forma de pó fino ou resíduos (neste último caso, era-lhe atribuído o nome de rapé). O tabaco era também enrolado ou recheado de triturado. </li></ul><ul><li> Crê-se que o cigarro surgiu das navegações transatlânticas, durante as quais eram apanhados os restos de tabaco, que estavam a ser transportados para a Europa, e enrolados em papel (dado que as folhas inteiras da planta pertenciam à coroa),começando por ser um consumo de marinheiros. </li></ul><ul><li>Na segunda metade do século XIX, o monopólio da fabricação dos cigarros passa a ser dos anglo-saxões. A partir desta altura, o tabagismo passa a afectar quase metade da população mundial. </li></ul>
  10. 10. Efeitos do Tabaco
  11. 11. <ul><li>Fumar um cigarro aumenta o ritmo cardíaco, a frequência respiratória e a tensão arterial, gerando um aumento do tónus a nível de todo o organismo. </li></ul><ul><li>Ao inalar o fumo, a nicotina actua no cérebro (SNC) de forma quase imediata produzindo uma sensação recompensante para o fumador, sendo que a reiterada prática deste acto acaba por consolidar-se como rotina para o indivíduo. </li></ul><ul><li>A partir deste momento pode-se falar de dependência da nicotina. A supressão brusca da taxa de nicotina no sangue produz uma sintomatologia ampla, que evidencia um síndroma de abstinência tabágica o qual é representado da seguinte forma: intranquilidade ou excitação, aumento da tosse e expectoração, ansiedade e agressividade, mau humor, falta de concentração na condução de veículos, aumento de peso, etc. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>O consumidor pode experimentar sensações: </li></ul><ul><li>Reconfortantes, </li></ul><ul><li>Favorecimento da memória, </li></ul><ul><li>Redução da agressividade, </li></ul><ul><li>Diminuição do peso </li></ul><ul><li>Diminuição do apetite em relação aos doces </li></ul><ul><li>Relaxamento. </li></ul><ul><li>Geralmente, ocorre um aumento do ritmo cardíaco, da respiração e da tensão arterial. </li></ul><ul><li>Nas pessoas não dependentes pode provocar náuseas e vómitos. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Riscos </li></ul><ul><li>O consumo pode provocar : </li></ul><ul><li>Hipotonia muscular, diminuição dos reflexos tendinosos, </li></ul><ul><li>Aumento do ritmo cardíaco, da frequência respiratória e da tensão arterial, </li></ul><ul><li>Aumento do tónus do organismo, </li></ul><ul><li>Irritação das vias respiratórias, aumento da mucosidade e dificuldade em eliminá-la, </li></ul><ul><li>Inflamação dos brônquios (bronquite crónica), obstrução crónica do pulmão e graves complicações (enfisema pulmonar), </li></ul><ul><li>Arteriosclerose, transtornos vasculares (exemplo: trombose e enfarte do miocárdio). </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Em fumadores crónicos podem surgir: </li></ul><ul><li>Úlceras digestivas, </li></ul><ul><li>Faringite e laringite, </li></ul><ul><li>Afonia, </li></ul><ul><li>Alterações do olfacto, </li></ul><ul><li>Pigmentação da língua e dos dentes, </li></ul><ul><li>Disfunção das papilas gustativas, </li></ul><ul><li>Problemas cardíacos, </li></ul><ul><li>Má circulação (que pode levar à amputação) </li></ul><ul><li>Cancro do pulmão, de estômago e da cavidade oral. </li></ul><ul><li>A vitamina C é destruída pelo tabaco, daí que se aconselhe os fumadores a tomar doses extra de antioxidantes (vitaminas A, C e E), para ajudar a prevenir certos tipos de cancro. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Tolerância e Dependência </li></ul><ul><li>Existe tolerância, assim como dependência. A nicotina do tabaco é das drogas que mais dependência provocam. </li></ul><ul><li>Síndrome de Abstinência: </li></ul><ul><li>Traduz-se por intranquilidade ou excitação, aumento da tosse e da expectoração, impaciência, irritabilidade, depressão, ansiedade e agressividade, má disposição, dificuldade de concentração que pode diminuir a atenção na condução de veículos, aumento do apetite e do peso corporal e diminuição da frequência cardíaca. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Tabaco e gravidez </li></ul><ul><li>Quando a mãe fuma durante a gravidez &quot;o feto também fuma&quot;, recebendo as substâncias tóxicas do cigarro através da placenta. </li></ul><ul><li>A nicotina provoca: </li></ul><ul><li>Aumento do batimento cardíaco no feto, </li></ul><ul><li>Redução do peso do recém-nascido, menor estatura, além de alterações neurológicas importantes. </li></ul><ul><li>O risco de, abortamento espontâneo, </li></ul><ul><li>Entre outras complicações durante a gravidez é maior nas gestantes que fumam. </li></ul><ul><li>Durante a amamentação, as substâncias tóxicas do cigarro são transmitidas para o bebé também através do leite materno. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Tabagismo passivo </li></ul><ul><li>Os fumadores não são os únicos expostos à fumaça do cigarro pois os não-fumadores também são agredidos por ela, tornando-se fumantes passivos. </li></ul><ul><li>Os poluentes do cigarro dispersam-se pelo ambiente, fazendo com que os não-fumadores próximos ou distantes dos fumantes, inalem também as substâncias tóxicas. </li></ul><ul><li>Estudos comprovam que filhos de pais fumantes apresentam uma incidência 3 vezes maior de infecções respiratórias (bronquite, pneumonia, sinusite) do que filhos de pais não-fumadores. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Para tirarmos mais algumas dúvidas decidimos fazer umas entrevistas: </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Quantos anos tem? R: 29 </li></ul><ul><li>É fumador/a? R: sim </li></ul><ul><li>Há quantos anos fuma? R: 16 anos </li></ul><ul><li>Porque começou a fumar? </li></ul><ul><li>R: Por brincadeira e porque todos fumavam. </li></ul><ul><li>Com que idade começou a fumar? R: 13 anos </li></ul><ul><li>Quantos cigarros fuma por dia? R: mais ou menos 7 </li></ul><ul><li>Alguma vez tentou parar de fumar? Como? </li></ul><ul><li>R: Sim, reduzindo. </li></ul><ul><li>O que acha da nova lei do tabaco? </li></ul><ul><li>R: Acho bem ,mas radical. </li></ul><ul><li>Que conselho daria a uma pessoa da minha idade que estivesse a pensar em fumar? </li></ul><ul><li>R: Não fumes… </li></ul><ul><li>Arrepende-se de ter começado a fumar? </li></ul><ul><li>R: Não, só experimentei porque quiz. Faz parte da juventude… </li></ul>A fumadores…
  20. 20. <ul><li>Quantos anos tem? R: 31 </li></ul><ul><li>É fumador/a? R: sim </li></ul><ul><li>Há quantos anos fuma? R: 14 anos </li></ul><ul><li>Porque começou a fumar? </li></ul><ul><li>R: Pelas influências dos meus colegas… </li></ul><ul><li>Com que idade começou a fumar? R: 16 anos </li></ul><ul><li>Quantos cigarros fuma por dia? R: de 10-15 </li></ul><ul><li>Alguma vez tentou parar de fumar? Como? </li></ul><ul><li>R: Sim, aos poucos fui reduzindo. </li></ul><ul><li>O que acha da nova lei do tabaco? </li></ul><ul><li>R: Acho extremista! </li></ul><ul><li>Que conselho daria a uma pessoa da minha idade que estivesse a pensar em fumar? </li></ul><ul><li>R: Não experimentes… </li></ul><ul><li>Arrepende-se de ter começado a fumar? </li></ul><ul><li>R: Mais ou menos… </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Quantos anos tem? R: 44 </li></ul><ul><li>É fumador? R: Não </li></ul><ul><li>Já fumou? R: Sim </li></ul><ul><li>Porque é que começou a fumar? </li></ul><ul><li>R: Por brincadeira. Os meus amigos levaram-me a experimentar. </li></ul><ul><li>Quantos anos fumou? Uns 12 anos </li></ul><ul><li>Como é que parou de fumar? </li></ul><ul><li>R: Conselho médico </li></ul><ul><li>Sente-se bem quando fumam perto de si? </li></ul><ul><li>R: Não, o fumo incomoda-me. </li></ul><ul><li>O que acha da nova lei do tabaco? </li></ul><ul><li>R: Concordo, mas acho um pouco radical! </li></ul><ul><li>Arrepende-se de ter fumado? </li></ul><ul><li>R: Se soubesse o que sei hoje, talvez não teria começado a fumar. </li></ul>E a antigos fumadores…
  22. 22. <ul><li>Quantos anos tem? R: 39 </li></ul><ul><li>É fumador? R: Não </li></ul><ul><li>Já fumou? R: Sim </li></ul><ul><li>Porque é que começou a fumar? </li></ul><ul><li>R: Porque as minhas amigas também fumavam. </li></ul><ul><li>Quantos anos fumou? R: 10 anos </li></ul><ul><li>Como é que parou de fumar? </li></ul><ul><li>R: Deixei de fumar porque engravidei. </li></ul><ul><li>Sente-se bem quando fumam perto de si? </li></ul><ul><li>R: A mim só me incomoda quando estou constipada, mas prefiro estar num ambiente limpo. </li></ul><ul><li>O que acha da nova lei do tabaco? </li></ul><ul><li>R: Como não fumadora concordo, mas pondo-me no papel dos fumadores acho um pouco exagerado. </li></ul><ul><li>Arrepende-se de ter fumado? </li></ul><ul><li>R: Como deixei de fumar não me arrependo. Foi uma experiência como outra qualquer, e como consegui deixar de fumar, tudo bem. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Doenças associadas ao Uso do Cigarro </li></ul><ul><li>O fumo é responsável por 30% das mortes por cancro;  90% das mortes por cancro no pulmão; 97% do cancro da laringe;  25% das mortes por doença do coração; 85% das mortes por bronquite e enfisema;  25% das mortes por derrame cerebral e por  50% dos casos de cancro de pele. </li></ul><ul><li>Cancro </li></ul><ul><li>O fumo é responsável por 30% das mortes por cancro e 90% das mortes por cancro de pulmão. Os outros tipos de cancro relacionados com o uso do cigarro são: cancro de boca, laringe, faringe, esófago, pâncreas, rim, bexiga e colo de útero. O fumo está associado a um aumento de risco de uma diversidade de cancros. Dos quase 5 000 componentes do tabaco, mais de 50 demonstraram ser carcinogénicos. Estima-se que 30% de todos os cancros, em países desenvolvidos, estão relacionados com o tabaco: </li></ul><ul><li>Cancro do pulmão. </li></ul><ul><li>Cancro da cavidade oral (lábios, boca, língua), laringe e faringe. </li></ul><ul><li>Cancro do esófago. </li></ul><ul><li>Cancro do pâncreas. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Cancro da bexiga e rins. </li></ul><ul><li>Cancro do colo do útero. </li></ul><ul><li>Doenças Cardiovasculares 25% das mortes causadas pelo uso do cigarro provocam doenças coronarianas </li></ul><ul><li>Cardiopatia isquémica. </li></ul><ul><li>Doença vascular periférica (arteriosclerose). </li></ul><ul><li>Doença cerebrovascular (AVC). </li></ul><ul><li>Outras doenças </li></ul><ul><li>Doenças relacionadas com hormonas (menopausa precoce, osteoporose). </li></ul><ul><li>Doenças respiratórias (bronquite crónica, enfisema e asma). </li></ul><ul><li>Doenças gastrointestinais (doença de refluxo gastro-esofágico, úlcera péptica). </li></ul><ul><li>Durante a gravidez O tabagismo pode atrasar a concepção, e durante a gravidez pode afectar de modo negativo o feto. Os recém-nascidos das mães fumadoras pesam menos que os das não fumadoras. O tabagismo materno durante a gravidez pode afectar a médio prazo o desenvolvimento físico e intelectual da criança. </li></ul>
  25. 25. <ul><li>E já agora vamos mostrar-lhe quanto gasta mais ou menos um fumador num: </li></ul>
  26. 26. Mês <ul><li>Se considerarmos que o preço dos cigarros rondam os 3 euros podemos concluir que por mês gasta: </li></ul><ul><li>3,00€ x 31= 93€ , ou seja gasta aproximadamente 93€ </li></ul><ul><li> Ano </li></ul><ul><li>E podemos concluir também que por ano gasta: </li></ul><ul><li>93€ x 12= 1116 €, ou seja gasta aproximadamente 1116€ </li></ul>
  27. 27. Conclusão: <ul><li>Há imensos motivos para deixar de fumar: </li></ul><ul><li>Aumenta a esperança de vida, </li></ul><ul><li>A saúde melhora, </li></ul><ul><li>Recuperam-se as capacidades desportivas, </li></ul><ul><li>Poupa-se muito dinheiro, </li></ul><ul><li>O olfacto e o paladar tornam-se mais apurados, </li></ul><ul><li>A pele recupera a saúde original, </li></ul><ul><li>Os dentes voltam ao branco original, </li></ul><ul><li>Dá-se bom exemplo aos filhos e amigos. </li></ul><ul><li>Quer deixar de fumar? </li></ul><ul><li>Escolha um destes caminhos: </li></ul><ul><li>Deixe de uma vez por todas, </li></ul><ul><li>Reduza gradualmente até abandonar, </li></ul><ul><li>Reduza drasticamente o número de cigarros diários </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Não acha que está na altura de deixar o vicio do tabaco? </li></ul><ul><li>Tudo Depende de si! </li></ul>
  29. 30. Trabalho Realizado por: <ul><li>Ana Rita Bugalho nº2 </li></ul><ul><li>Íris Mateus nº12 </li></ul>8ºD

×