Recursos Estilísticos Todos Os Recursos

31,004 views

Published on

17 diapositivos -2 (capa, introdução)

Published in: Education
0 Comments
9 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
31,004
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
293
Comments
0
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Recursos Estilísticos Todos Os Recursos

  1. 1. RECURSOS ESTILÍSTICOS2012
  2. 2. Introdução As figuras de estilo são estratégias literárias que os escritores usam nos textos para conseguir um determinado efeito na interpretação do leitor.
  3. 3. Personificação Consiste em atribuir qualidades humanas a tudo o que não seja humano (ideias, animais, plantas, coisas, objetos inanimados, o irracional, etc.)Exemplos:"Entretanto, Lisboa arrojava-se aos meus pés." (Eça de Queirós)"Plácida, a planície adormece, lavrada ainda de restos de calor.“ (Vergílio Ferreira)
  4. 4. Anáfora Consiste em iniciar vários versos ou frases, ou sucessivos membros de frases por uma mesma palavra ou grupo de palavras. A Anáfora pratica-se tanto em prosa quanto em verso.Exemplo:Amor é fogo que arde sem se ver,é ferida que dói e não se sente;é um contentamento descontente,é dor que desatina sem doer,é um não querer mais que bem querer. (Camões)
  5. 5. Adjetivação Expressiva Recurso em que são utilizados adjetivos para caracterizar personagens, objetos,... de maneira a informar melhor o leitor. Existem três tipos de adjetivação. A adjetivação dupla (com dois adjetivos por nome), a tripla (com três adjetivos cada) ou múltipla (com quatro ou mais adjetivos cada).Um exemplo:“(…) os seus dois olhos redondos e agoirentos” Eça de Queiroz
  6. 6. Aliteração Consiste na repetição do mesmo som. Função: dar ritmo e imitar sons.Exemplo:aliteração do R"Ratos Roem Ríspidas Roupas do Rei de Roma dentRo Rabanete" (Matheus Vieira)
  7. 7. Hipérbole Consiste em expressar uma ideia de forma exagerada.Exemplos:“Rios te correrão dos olhos, se chorares (…)” (Olavo Bilac)
  8. 8. Metáfora Consiste na comparação de dois termos sem o uso de um conectivo.Exemplos:"Amor é fogo que arde sem se ver" (Luís de Camões)"Meu pensamento é um rio subterrâneo“ (Fernando Pessoa)
  9. 9. Antítese É a exposição de ideias opostas.Exemplos:“Meus olhos andam cegos de te ver” (Florbela Espanca)
  10. 10. Enumeração Apresentação sucessiva de vários elementos.Exemplo:“Deu sinal a trombeta castelhana / Horrendo, fero, ingente e temeroso.” (Camões)
  11. 11. Comparação Associação entre dois termos diferentes, mas entre os quais algo que permite aproximá-los.Exemplo:“O Amor queima como o fogo.”
  12. 12. Interrogação Retórica Estratégia retórica que consiste na formulação de uma frase interrogativa, dirigida a um destinatário presente ou ausente, sem que se espere obter resposta.Exemplo:“Ó mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal?” - João Manuel Mimoso
  13. 13. Sinédoque Figura que consiste em tomar a parte pelo todo, o plural pelo singular.Exemplo:"Que da Ocidental praia Lusitana“ (para designar Portugal) - Luís de Camões
  14. 14. Perífrase Emprego de muitas palavras em lugar de poucas.Exemplo:"Nos meses de águas vivas“ (no inverno) - Luís de Camões
  15. 15. Apóstrofe Interrupção do discurso para fazer uma invocação de alguém real ou fictício.Exemplo:"Ó mar salgado, quanto do teu salSão lágrimas de Portugal!“ - Fernando Pessoa
  16. 16. Pleonasmo Uso de palavras que parecem desnecessárias por repetirem ideias, mas que servem para dar mais força expressivaExemplo:"Subir para cima, descer para baixo“ -
  17. 17. Eufemismo Expressão que atenua uma realidade violenta.Exemplo:“Ele vivia de caridade pública“ (para não dizer ‘esmolas’)

×