BeloHorizonte,segunda-feira,28.10.2013
HOJEEMDIA

hojeemdia.com.br

03

NOSSODESTAQUE

TRÂNSITO

RENATO COBUCCI

Corredorv...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Anel intermediário de BH

351 views

Published on

Anel intermediário de BH

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
351
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Anel intermediário de BH

  1. 1. BeloHorizonte,segunda-feira,28.10.2013 HOJEEMDIA hojeemdia.com.br 03 NOSSODESTAQUE TRÂNSITO RENATO COBUCCI Corredorviárioem versãoresumida > Alto custo do Anel Intermediário leva PBH a rever projeto BrunoMoreno bmoreno@hojeemdia.com.br Dos 19 quilômetros previstos para o Anel Intermediário, importante via transversal ligando as regiões Leste, Nordeste, Noroeste, Oeste e Sul de Belo Horizonte sem passar pelo Centro, apenas 7,4 devem sair do papel. A via, que teria o desenho de um semicírculo, entre as avenidas do Contorno e o Anel Rodoviário, beneficiaria milhares de pessoas cotidianamente. O projeto foi lançado em 2009 pelo prefeito Marcio Lacerda. Na região Leste, começaria na avenida dos Andradas, próximo ao bairro São Geraldo, com a Via 710, rumo às avenidas Cristiano Machado e Bernardo Vasconcelos. De lá, seguiria até a avenida Antônio Carlos, passando pela avenida Américo Vespúcio e chegando às avenidas Catalão e Pedro II. No encontro entre essas duas avenidas, seria construído um túnel e dois viadutos no sentido nortesul, nomeados de Via 800, com 2 quilômetros de extensão, chegando à avenida Tereza Cristina, no bairro Carlos Prates. Depois, seguiria pelas avenidas Silva Lobo e Barão Homem de Melo, terminando na Raja Gabaglia. O principal motivo para a não conclusão do Anel Intermediário, segundo a Prefeitura de Belo Horizonte, foi o alto custo da Via 800, cujo orçamento alcançou R$ 400 milhões. Já a Via 710, que está incluída na Matriz de Responsabilidades da Copa 2014 e deveria ficar pronta para o Mundial no ano que vem, só começará a receber veículos quase dez meses após o torneio. De acordo com a prefeitura, as obras da Via 710 encontram-se paralisadas para a conclusão das desapropriações e de algumas adequações no projeto. A licitaç ã o Nº 400 milhõesde reaisfoio custo estimadoda Via800, conjuntode dois viadutose umtúnel, porbaixo dosbairros Padre Eustáquioe Carlos Prates;o valorfoi considerado altopela prefeitura para a retomada dos trabalhos está prevista ainda para este ano, e a previsão é de que a obra seja concluída em abril de 2015. Como um dos principais problemas foi a desapropriação de residências, é possível que o trajeto, à beira da linha do metrô, seja alterado. Quando estiver concluída, a Via 710 será conectada à avenida Bernardo Vasconcelos, na altura do Minas Shopping, até a avenida Antônio Carlos. Assim, esse será o trajeto do Anel Intermediário, que ligará, agora, apenas as regiões Leste e Nordeste, com 7,4 quilômetros. SEMTRANSPARÊNCIA A assessoria de imprensa da prefeitura informou que não há um plano B, ou seja, o Anel Intermediário não será implantado em sua completude. A administração municipal se negou a informar qual seria o impacto no trânsito da capital com a conclusão do projeto original, ou mesmo quantos veículos deixariam de trafegar pelo Centro. A proposta do Anel Intermediário foi lançada ANEL INTERMEDIÁRIO pela prefeitura e BHTrans Novo corredor de trânsito em 2009, como uma das que ficou pelo caminho soluções para o trânsito na cidade. A iniciativa faz parte do programa Viurbs, que deCOMO SERIA A OBRA pois passou a se Trecho de 19,2 km começaria com a Via 710, no entroncamento chamar Corta com a av. dos Andradas (bairro São Geraldo), passando Caminho. Av. Bernardo Vasconcelos Av. Américo Vespúcio O que falta é priorizar o essencial, diz especialista Nº 19 quilômetros seriao trajetototal doAnel Intermediário;agora, apenas7,4 quilômetros serãofeitos O consultor em transporte e trânsito Osias Baptista Neto ressalta que não é possível transformar a cidade inteira em um canteiro de obras, tanto pelo transtorno que isso causaria à população quanto pelas limitações em termos de financiamento e recursos. Ao mesmo tempo, ele afirma que é preciso priorizar no orçamento quando essas intervenções planejadas serão feitas. “Entendo que é preciso realizar os projetos importantes. Se não é possível neste momento, é preciso que essas intervenções sejam priorizadas e que seja montado um programa para viabilizá-las, para que se tenha de onde tirar dinheiro”, aponta. Para o consultor, não há obras de mobilidade que sejam consideradas inviáveis, mas sim uma questão de priorização das intervenções, para que haja continuidade entre os governos. Ao mesmo tempo. pela as avenidas Bernardo Vasconcelos, Américo Vespúcio e Catalão. No cruzamento da Catalão com Pedro II, seria construído um túnel sob o bairro Padre Eustáquio, saindo na av. Tereza Cristina. Depois, seguiria pelas avenidas Silva Lobo e Barão Homem de Melo, terminando na av. Raja Gabaglia. 2 Av. Catalão CARO DEMAIS – Da Carlos Luz, partiria um túnel rumo à Tereza Cristina 3 Túnel (Via 800) 1 Via 710 Av. Tereza Cristina REGIÃO CENTRAL COMO SERÁ Trecho de 7,4 km composto pela Via 710 e av. Bernardo asconcelos. Av. Silva Lobo Av. Barão Homem de Melo O que tem inviabilizado o contorno viário 1 Alto custo do túnel de 2 km sob o bairro Padre Eustáquio tornou a obra inviável. A obra demandaria R$ 400 milhões 2 Vários trechos, como o da av. Américo Vespúcio, teriam que ser redimensionados para receber o aumento do tráfego 3 A construção da Via 710 esbarra em dificuldades de desapropriação e terá o projeto refeito FONTE: fonte EDITORIA DE ARTE SAIBAMAIS > Viastransversais desafogamoCentro Asobras paraa construção decorredoresde tráfego quecriemoutras centralidadesnacidadee inibamo tráfego na região Centralsãoessenciais paraBeloHorizonte. Essaé aopinião do consultor em transporteetrânsito SilvestredeAndrade Filho. “Grandesinvestimentos devemserfeitosnasvias transversais.Elassão muitoimportantes para tirarvolume do Centro da cidade.Mas nem sempre osrecursosestão disponíveis.Agora,há disponibilidadeparao VetorNorte.A prefeitura nãopoderiaperder essa oportunidade”,enfatizou. Elesereferiuàs obras da Copado Mundo2014 nas avenidasAntonio Carlos, PedroIeCristiano Machado,onde serão instaladoscorredores doBRT.

×