07 07-18.1

155 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
155
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

07 07-18.1

  1. 1. AM VE AZ PR Nublado a parcialmente nublado, com possibilidade de chuva em áreas isoladas no Sul, Sudeste e Oeste do Estado. Demais regiões, claro a parcialmente nublado. Máx.: 34 ºC. Mín.: 7 ºC.PREVISÃO DO TEMPO EM DIABH, 18/7/2007 • ANO XX • Nº- 6.811 QUARTA-FEIRA A S S I N A N T E 2 ª- E D I Ç Ã O Hoje www.hojeemdia.com.br Cruzeiroquer embalar,eGalo tentaareação O Atlético faz um jogo de risco hoje, contra o América-RN, a partir das 20h30, no Mineirão. Se perder, ou mesmo empatar, po- de terminar a rodada na zona de rebaixamento. Já o Cruzeiro en- frenta o Náutico, às 21h45 (com TV), em Recife, tentando confir- mar a reação no Campeonato Brasileiro.Páginas6e7,Esportes Nas bancas (*)VejabancasparticipantesnosClassificadosdestaedição. Compre o Hoje em Dia, pague mais R$ 5,90 e leve o 3º fascículo da coleção. EMPREGOS >1.936 VAGAS > C O N F I R A A S M E L H O R E S O P O R T U N I D A D E S > PÁGINAS 12 e 13, CLASSIFICADOS ROUO THIAGO PEREIRA JADE BARBOSA DIEGO HYPÓLITO BRILHO mineiro na natação: três minastenistas são ouro no revezamento Um Airbus A320 da TAM derra- pou ao pousar no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, atraves- sou uma avenida sobre os carros e explodiu ao bater num prédio da própria companhia. Dez meses de- pois da queda da aeronave da Gol, que matou 154 pessoas, este passa a ser o maior acidente aéreo do Brasil, com pelo menos 188 mortos. O vôo 3054 partiu de Porto Alegre com 170 passageiros e seis tripulantes. As outras vítimas estavam em terra. Treze funcionários do hangar atin- gido foram resgatados com vida. A série de explosões atingiu um posto de gasolina vizinho, onde uma mãe morreu abraçada a uma criança dentro do carro. Chovia no momen- to da tragédia. A pista, recém-refor- mada, foi entregue sem a conclusão das obras contra derrapagem. Há ainda a hipótese de falha do piloto na aterrissagem. Páginas 6 a 8, Brasil Preçodoálcool caimaisemMG ejácompensa O preço do álcool voltou a cair, tornando-se vantajoso para os motoristas na comparação com a gasolina, em Minas. A relação de valor entre os dois produtos está em65,8%.Abaixode70%,jácom- pensa usar o biocombustível. Em quatro semanas, a retração passa de 5%. Desde maio, chega a 40% nas usinas. Página16,Economia 1º- CADERNO OPINIÃO 2 POLÍTICA 3 a 5 BRASIL 6 a 8 MINAS 9 a 13 ECONOMIA 14 a 16 PAN/ESPORTES 1 a 8 CULTURA 1 a 8 CLASSIFICADOS 1 a 16 ÍNDICE / 48 PÁGINAS www.hojeemdia.com.br CARLOSROBERTO/ ENVIADOESPECIAL MARTINBERNETTI/AFP MARTINBERNETTI/AFP Aviãoexplodecom176 DIA DE JONNE RORIZ/AE O Brasil teve um dia doura- do ontem, nos Jogos Pan- Americanos do Rio. Fo- ram seis medalhas de ou- ro, com destaque para Thiago Pereira, nadador do Minas (duas conquistas). Ele ba- teu o recorde da competição nos 400 metros medley e ajudou a equipe brasileira a subir no alto do pódio no revezamento 4 X 200 metros livre. Nesta prova brilharam os também minastenistas Nicolas Oliveira e Ro- drigo Castro. Deu show também a ginástica artística, com quatro ou- ros, três inéditos entre os homens. Foram campeõesDiegoHypólito(em duas modalidades), Jade Barbosa e Mosiah Rodrigues. Páginas 1 a 5 e 8 EUGÊNIO GOULART/AE TRAGÉDIA NO VÔO 3054: Airbus da TAM, com 176 pessoas a bordo, bate e explode em prédio após derrapar na pista e atravessar avenida em São Paulo brasil@hojeemdia.com.br - HOJE EM DIA, BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 18/7/2007 BRASIL8 Muita gente começou a pular do segundo andar” José Roberto, funcionário da TAM Express “Pelo amor de Deus, digam quem são as pessoas que estavam no vôo” Roberto Lopes Correa Gomes, gaúcho irmão de possível vítima “Os acidentes estão acontecendo no quintal das nossas casas” Lícia Horta, vizinha do aeroporto “ Criançaemãemorremabraçadas >>Entre os mortos, o deputado federal Júlio Redecker (PSDB-RS), líder da minoria >>Ex-presidente do Internacional e funcionários da Vinícola Aurora estariam no vôo Pâniconoprédio daTAMExpress Resgatadas16pessoasferidas SÃO PAULO - O pânico tomou conta do prédio da TAM Express, na Avenida Washington Luiz, atingido pelo Airbus da TAM, com 176 pessoas a bordo. Quan- do o prédio começou a pe- gar fogo, por volta das 19 ho- ras, José Roberto, um dos 400 funcionários da TAM que estavam no interior do prédio, pulou do segundo andar para o térreo, para fu- gir do fogo. “Muita gente começou a pular do segundo andar. Os que ficavam embaixo, segu- ravam em baixo os que pu- lavam”, disse José Roberto, um dos funcionários da TAM Express. Ele estava ba- tendo o cartão ponto para deixar o trabalho. Com o im- pacto do avião no prédio, tu- do tremeu. “As pessoas se jogavam, gritavam. Um amigo meu, o Ubirajara, não conseguiu sair a tempo e uma das pare- des caiu sobre ele. Tentamos puxá-lo, mas não consegui- mos. Mas os bombeiros che- garam em seguida e o retira- ram. Levaram para o hospi- tal, mas não sei se está vivo ou não”, disse José Roberto. Por volta das 21 horas, centenas de parentes dos funcionários do prédio co- meçaram a chegar ao local. O desespero e a falta de in- formação tomava conta de todos. EmPortoAlegre, desespero CORREIO DO POVO PORTO ALEGRE - Deses- pero, choro, gritos, tentativas de agressão e ausência total de informações marcaram o ambiente no terminal de pas- sageiros no Aeroporto Inter- nacional Salgado Filho a par- tir das 19 horas de ontem, quando familiares de passa- geiros do vôo JJ 3054 da TAM começaram a chegar, após to- marem conhecimento da tra- gédia. No auditório da Infrae- ro, a TAM instalou o seu pro- grama de assistência aos fa- miliares das vítimas, que ficou junto com o check-in da em- presa se transformando em local de grande tensão. Letícia Rosa Bezerra bus- cava informações sobre o seu irmão Paulo Fernando da Ro- sa, o babalorixá Paulinho Xo- roquê. Para felicidade de Letí- cia, o irmão apareceu no ter- minal de passageiros, acaban- do com a sua angústia. Ele trazia uma história de sorte. Iria embarcar às 11h15 pela TAM para São Paulo, mas acordou com um mau pres- sentimento. Desistiu da via- gem. A companhia ofereceu outro embarque, sem custos - era justamente o 3054. Nova- mente seu instinto o levou a recusar a cortesia. Às 20 horas, familiares ha- viam tomado conta da área do check-in, no segundo pa- vimento. O jornalista Roberto Lopes Correa Gomes, depois de implorar, começou a gritar pedindo a lista de passagei- ros. “Pelo amor de Deus, esta- mos tratando de vidas. Digam quem são as pessoas que es- tavam no vôo”. Gomes queria saber se o seu irmão Mário fa- zia parte da lista de passagei- ros do Airbus. Por volta das 20h15, os funcionários da Infraero co- meçaram a ser cercados junto ao balcão de informações, próximo à entrada da Sala da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Revoltados, os fa- miliares tentaram invadir o check-in. Vizinhosvivem sobmedo SÃO PAULO - O acidente com o avião da TAM reacen- deu a angústia dos moradores do entorno do Aeroporto de Congonhas. Muitos temiam por suas casas e contavam que a ameaça de tragédias é umaconstantenolocal.“Todo dia é um susto diferente. Re- centemente, um avião derra- pou muito próximo daqui”, afirmou Lígia Horta, presiden- te da Associação dos Morado- res de Moema. “Os acidentes estão acontecendo no quintal das nossas casas. Estamos realmente muito preocupa- dos com o rumo disso tudo”. Do 16º andar do prédio onde mora, no Campo Belo, a autônoma Marisa Athye via as chamas do fogo e sentia o cheiro asfixiante da fumaça. O acidente de ontem trouxe de volta para a sua memória as cenas de 2001, quando um avião bimotor invadiu a casa na rua vizinha, a Barão de Aguiar. No local, morava seu pai, Emílio Athye. “Mais uma vez, assistimos a acidentes com avião muito próximos da gente. Por sorte, dessa vez, ninguém da minha família foi vítima. Meu marido passou de carro segundos an- tes da hora do incêndio. Ainda bem que ele decidiu sair mais cedodotrabalho”,disseMarisa. O seu pai, Emílio, morreu no ano passado, aos 87 anos. Mas foi aos 83, no dia 4 de ju- nho de 2001, que ele sobrevi- veu a uma fatalidade. O médi- co aposentado estava assistin- do televisão, quando uma ae- ronave de pequeno porte des- truiu a parede e entrou em sua sala. O piloto morreu na hora. Ele teve apenas queimaduras nas mãos e nos braços, mas as conseqüências psicológicas, de acordo com seus familia- res, ficaram para sempre. “Ele precisoumoraremumflatpor dois anos e foi nessa época que começou a adoecer. Nun- ca mais foi o mesmo”, afirmou Marisa.“Ainda bem que, dessa vez, a família Athye não faz parte das estatísticas das tra- gédias com avião.” SÃO PAULO - Pelo me- nos 16 pessoas foram leva- das para hospitais da capital até às 21h30 de ontem, se- gundo o Corpo de Bombei- ros. Uma mulher morreu no Hospital Dante Pazzanese, na Zona Sul. Sete vítimas, funcionários da TAM Ex- press, foram atendidas no Hospital Jabaquara, na Zona Sul. Quatro delas estavam em estado grave às 21h30. Até às 21h40, três ho- mens que estavam no han- gar da TAM haviam sido le- vados para o Hospital São Paulo, também na Zona Sul de São Paulo. Fabrício Nico- letti foi internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com com- prometimento nos pul- mões, por ter inalado muita fumaça. Ele também tinha queimaduras nas mãos. Os irmãos Romualdo de Souza Feitosa e Paulo César de Souza Feitosa também fo- ram atendidos no hospital. Com fortes dores do tórax, Romualdo estava em obser- vação. Paulo César, que teve queimaduras no couro ca- beludo, sem muita gravida- de, estava muito nervoso, sem notícias do irmão Os- wald, que também estaria trabalhando no hangar. No hangar No Hospital Alvorada, também na Zona Sul, três pessoas que trabalhavam no hangar da TAM receberam socorros. Lilian Souza, de 22 anos, teve pequenas esco- riações na cabeça; Eduardo Silva Teixeira, de 35 anos, te- ve um abalo emocional, e Paulo Roberto Zani, de 39 anos, que sofreu intoxica- ções. Um sobrinho de Paulo, que não quis se identificar, disse que o tio quebrou a ja- nela do prédio para escapar. No Hospital Santa Paula, uma funcionária da TAM de 35 anos, que se jogou do se- gundo andar do hangar, foi internada com ferimento profundo na perna. Uma ví- tima foi internada no Hospi- tal Vergueiro. S ÃO PAULO - Por volta das 22 horas de ontem, foram encontrados os corpos de uma mãe e uma criança carbonizados den- tro de um carro que estava no posto de combustível atingido pelo avião. As duas morreram abraçadas, se- gundo os policiais. O deputado federal Júlio César Redecker, do PSDB do Rio Grande do Sul e líder da minoria na Câmara, estava no vôo 3054 da TAM, segun- do o chefe de gabinete do parlamentar, Mauro Borges. De acordo com assessores do parlamentar na capital gaúcha, o motorista de Re- decker o havia deixado no aeroporto de Porto Alegre por volta das 16 horas. Em São Paulo, ele embarcaria para os Estados Unidos, em viagem oficial com o presi- dente da Câmara, o petista Arlindo Chinaglia. A viagem foi cancelada na noite de ontem por Chinaglia. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio, lamentou o aciden- te em nota. Presidente da Comissão Parlamentar Conjunta do Mercado Comum do Sul (Mercosul) no Congresso, Redecker está no quarto mandato de deputado. For- mado em Direito, o tucano, de 51 anos de idade, é pro- fessor universitário e empre- sário. Antes de ingressar no PSDB, foi da extinta Arena, do PDS, do PPR e PPB. Em 2003, foi eleito pelo PSDB. Como líder da minoria na Câmara, Redecker ganhou projeção nacional ao fazer discursos contra o atual Go- verno. O filho do ex-presidente do Internacional Paulo Ro- gério Amoretty confirmou às 22h10 que o pai deveria estar no vôo e que a família ainda não tinha notícias de- le. A vinícola Aurora, a maior do país, confirmou às 21h50 de ontem que dois funcio- nários estavam no vôo: Caio Zanotto, diretor superinten- dente, e Ivalino Bonatto, ge- rente financeiro. Eles iam para São Paulo a trabalho. A confirmação foi feita através da reserva do vôo feita em nome dos dois. Também estava no avião uma advogada de 32 anos, grávida de quatro meses. Ela e duas colegas do escritório Edson Freitas Siqueira, com sede em Porto Alegre, vi- nham para um evento na ca- pital. O funcionário do mes- mo escritório, que aguarda- va as três no aeroporto, disse que não tinha autorização para divulgar o nome das ví- timas. Márcio Papa, sogro de um dos passageiros do vôo, o empresário Pedro Calta- biano, aguardava informa- ções da TAM no saguão do aeroporto. Testemunha Dois pilotos e um em- presário que ocupavam um avião comercial com desti- no Juiz de Fora, que deco- lou logo após a queda do avião da TAM, foram teste- munhas da catástrofe. O empresário Omar Peres dis- se ter ficado muito assusta- do com o que viu. “É uma situação catastrófica para o aviação civil brasileira. Foi uma cena muito chocante, espero nunca mais ver o que vi. Saber que ali a possi- bilidade de sobrevivência era quase nula. Nós somos, provavelmente, as únicas testemunhas desta catás- trofe”, disse. EQUIPE de resgate retira corpo; entre os mortos, o deputado gaúcho Redecker (no detalhe) MALU GUALBERTO e sua filha foram os primeiros parentes de vítima a chegar a Congonhas JF DIÓRIO/ANTÔNIO CRUZ/ABR/ARQUIVO RODRIGO PAIVA/FOLHA IMAGEM O ViaShopping Empreen- dimentos e Participações Ltda, responsável pelo em- preendimento denominado ViaShopping Pampulha, localizado à Av. Dom Pedro I, 402 - Itapõa, torna público que protocolizou o requeri- mento de Licença de Im- plantação (LI) ao Conselho Municipal de Meio Ambiente - COMAM.

×