Jornalista Paiva Netto apresenta: A Mulher no conSerto das Nações!

BOA VONTADE
A Revista da Espiritualidade Ecumênica • A...
Março de 2005
Março de 2005
[Editorial]

A Mulher

s

no con erto

das Nações

o BV
Reproduçã

José de Paiva Netto, jornalista,
radialista e escritor,...
Reprodução BV

Reprodução: Aline Portel

Reprodução BV

vez que pouca gente sabe do alçado papel da Mulher no progresso, p...
[Editorial]
Fotos: Arquivo BV

Helen Ke

ller e sua

mentora

Anne Sull

ivan

Socialistas, propôs a criação do Dia
Intern...
são crianças rancorosas,/ Sem a graça espontânea
das crianças/ Só então compreendi o caos da
guerra,/ Em seus apavorantes ...
Amigo eterno
Gostaria de agradecer o artigo
tão bonito, que inclui uma maravilhosa fotografia de meus Pais, Harry
e Marize...
Cartas

Congratulações a Paiva Net to pela passagem de seu aniversário!
Se todos os homens nesse país pudessem realmente s...
Ação Jovem LBV
10

36

Lula lança Secretaria da
Juventude, uma ação que
une o jovem à Política.

Março de 2005

26

Paiva ...
[Coluna do Garotinho]

Um exemplo
M

lgação

VRFC — Divulgação

uito se discute o
Volta Redonda e Americano
surpreendente ...
[Ecumenismo]

12

Salvador/BA

Em terras norte-americanas, as sementes do Fórum também foram plantadas por meio do program...
Todos marchando

[Especial]

com a Paz!

Crianças ensinam os adultos a construir um mundo onde a Justiça e a Felicidade
sã...
São Paulo/SP — Os Soldadinhos de Deus (como carinhosamente são
chamadas as crianças na LBV) participaram das oficinas cult...
João Preda

Belo Horizonte/MG

Pedro Rúbio

Rio de Janeiro/RJ

Brasília/DF

Nino Santos

aprendem a respeitar as outras cr...
Leontina Maciel

Londrina/PR

Recife/PE

16

Março de 2005

Nino Santos

Fortaleza/CE

Gabriel Jacob

Glorinha/RS

Helton ...
Waldomiro Manoel

Ivan Proença na ABI

E

(por Guilherme Cardozo)
Simone Barreto

m mais uma
lou a respeito do livro,
ceri...
[Espírito e Ciência]

Equações da espiritualidade
João Preda

Cientistas formulam modelos para o Mundo Espiritual

18

O

...
PhotoDisc
National Geographics

na área da luz visível. É equivalente a dizer que quando se acende uma vela
para alguém, a...
[Terceiro Setor]

Construindo pontes

ONGs reúnem-se, na LBV, para discutir cumprimento das Metas do Milênio da ONU.
(por ...
Daniel Trevisan

Daniel Trevisan

Reprodução RMTV

Daniel Trevisan

Reprodução RMTV

Simone Barreto

“A LBV, pela ação do ...
Renato Azeredo

Nos Pampas	

Cultura gaúcha preserva a Natureza e constrói a Paz
Site Inema

D

izem os costumes que todo
...
[Notícias do Brasil]

Intercâmbio

Semana T
emática no DF

Fotos: Derli Francisco

Fotos: João Preda

Florianópolis/SC — O...
[Notícias do Brasil]

Dia do Esporte

Atletas visitam Centro Comunitário da LBV no
Recife e são homenageados

O

Fotos: Vâ...
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Revista Boa Vontade, edição 199
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Revista Boa Vontade, edição 199

794 views

Published on

A Revista Boa Vontade tem por objetivo levar informações por meio de matérias que abordam temas voltados à cultura, educação, política, saúde, meio ambiente, tecnologia, sempre aliados à Espiritualidade como ferramenta de esclarecimento, auxílio, entendimento e compreensão.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
794
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revista Boa Vontade, edição 199

  1. 1. Jornalista Paiva Netto apresenta: A Mulher no conSerto das Nações! BOA VONTADE A Revista da Espiritualidade Ecumênica • ANO XXIII • Nº 199 • março de 2005 • R$ 7,90 Especial Todos marchando com a Paz! II Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus da LBV no Terceiro Milênio: A criança educa o Homem Hora da Boa Vontade: a semente da LBV completa 56 anos.
  2. 2. Março de 2005
  3. 3. Março de 2005
  4. 4. [Editorial] A Mulher s no con erto das Nações o BV Reproduçã José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor, é Presidente das Instituições da Boa Vontade. io urie, Prêm a: Pierre C mio Nobel ara a direit Prê rda p , arie Curie, Da esque ène Curie a (1903); M a (1911); Ir r. Curie, el em Físic Nob e Químic (1903 ) 935); e o D em Física Química (1 ta fotografia foi Nobel em ente, es Prêmio tor RepreCuriosam então Dire oids et de Pierre. pai uillaume, P Ch. E. G tional des tirada por Prêmio au Interna ganhou o te do Bure sentan também IPM), que Mesures (B ica (1920). Fís Nobel em Março de 2005 “Neste mês, a LBV, que possui status consultivo geral no Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ONU), participou da 49a Sessão da Comissão do Status da Mulher, ocorrida de 28 de fevereiro a 11 de março deste ano, na sede do referido órgão, em Nova York. Na ocasião, a LBV apresentou, num documento em seis idiomas, sua ampla experiência na propagação da igualdade de gêneros e na valorização da Mulher. “Na América Latina, na Europa, nos Estados Unidos ou onde quer que a LBV se faça presente, são desenvolvidas diversas atividades para garantir a ela, em todas as idades, o espaço que merece no convívio social. Os programas ‘Cidadão-Bebê’, ‘Grupo de Mães’, ‘Grupo de Mulheres’ são referências no resgate da auto-estima e na promoção da autonomia dela, nos âmbitos profissional, intelectual, emocional e espiritual. Num conjunto de ações integradas com a família, o objetivo é melhorar a qualidade de vida das que se encontram em situação de vulnerabilidade social, incentivando seminários educativos, cursos profissionalizantes, orientações nas áreas de saúde, direito, além de suporte psicológico e social”. Centro de Memória da Medicina de Minas Gerais P rezadas leitoras e leitores, antes de tudo preciso esclarecer-lhes sobre a palavra conserto que grafei com a letra ésse*1 no título desta página. Não se trata de erro ou distração: é conserto mesmo, porquanto, da forma que se encontra o mundo a pré-abrasar-se com o aquecimento global, é melhor que os sexos confraternizem, unam forças e realizem o conserto urgente, porque, do contrário, poderemos acabar cozidos numa panela fenomenal: o Planeta que habitamos. Nesta edição de março da revista BOA VONTADE, daria seqüência à transcrição de trechos de palestras que proferi na proximidade do novo milênio, no Rio Grande do Sul principalmente, nas quais sugeria uma imparcial e profunda reflexão sobre a natureza do Criador. Denominei-as Ecce Deus (Eis Deus). Peço-lhes, contudo, licença para prestar uma justa homenagem às Mulheres de todos os segmentos da sociedade, entre eles, étnicos, religiosos, científicos, políticos, enfim, culturais: àquelas que são a base das Nações, quando integradas em Deus e/ou nos mais elevados sentimentos que honram a Raça Humana. Bem a propósito, Danilo Parmegiani, representante da Legião da Boa Vontade, diretamente dos Estados Unidos, informa que: Marie Curie no Brasil — Em 1926, no dia 17 de agosto, após longa viagem de trem do Rio de Janeiro para Minas Gerais, Marie Curie e sua filha, Irène Curie, visitaram o Instituto do Radium em Belo Horizonte, conforme registraram o Dr. Sandro Fenelon e Sidney de Souza Almeida. Posteriormente, chamado Instituto Borges da Costa, foi o primeiro centro destinado à luta contra o câncer no Brasil. Na foto, Marie Curie e Irène aparecem no centro da fotografia (roupa preta) sentadas sob a árvore. À direita, o diretor do Instituto, Prof. Borges da Costa (de bigode e gravata borboleta), e Carlos Pinheiro Chagas (mão no queixo). À esquerda, Prof. Baeta Vianna (terno escuro e óculos) e o Prof. Adelmo Lodi (avental branco). A respeito da devida valorização das mulheres, quero destacar um trecho de excelente artigo da Doutoranda de Teoria da Literatura da Universidade de Brasília (UnB), Josélia da Silva Almeida, publicado na Tribuna da Imprensa (3/3/2005), uma
  5. 5. Reprodução BV Reprodução: Aline Portel Reprodução BV vez que pouca gente sabe do alçado papel da Mulher no progresso, por exemplo, da Ciência, conseqüentemente no conserto de que precisa tanto a Humanidade: “(...) A fórmula da energia relativística de Einstein, que revolucionou o pensamento filosófico-científico, foi comprovada graças ao trabalho investigativo de um grupo de cientistas. Desse grupo se destacaram quatro mulheres: Marie Curie, Cecília Payne, Du Chastelet e Lise Meitner. “A primeira cunhou em 1898 a palavra radioatividade para o ativo jorro de radiação dos minérios. A segunda foi independente o suficiente para desafiar o consenso de que as estrelas eram compostas de ferro, mudando assim o que Cecília Payne se entendia sobre como as estrelas queimam. A francesa Du Chastelet aprofundou a teoria de Leibniz — para Newton, duas colisões se cancelavam reciprocamente, mas para Leibniz elas se somavam. E, por fim, a austríaca Lise Meitner, em 1938, revelou os mecanismos mais profundos da matéria, o que finalmente permitiria que a energia prometida pela equação de Einstein emergisse. “Todavia, não obstante a inteligência e talento dessas mulheres, todas sofreram uma série de restrições impostas pelo mecanismo de poder exercido pelos homens. Só Du Chastelet para ilustrar, Payne, dentre outras limitações sofridas, foi obrigada a negar em sua tese o que havia descoberto sobre a combustão das estrelas. Anos mais tarde, sua teoria sobre as estrelas viria a se confirmar. “Evidente que a mulher se destaca em outros domínios e não apenas nos aqui lembrados. Mas é fato que nomes femininos não freqüentam as páginas da história com a mesma facilidade e desenvoltura que os homens. Normalmente, sua inteligência não é ressaltada com a mesma ênfase que se dá à sua estética e outras frivolidades. Das cientistas aqui citadas, com exceção Lise Meitner de Marie Curie, dificilmente ouvem-se os nomes das demais, mesmo no universo acadêmico. “Falha imperdoável, sobretudo em uma era em que o aumento da escravidão da mulher a uma imagem masculina vem empacotada sob o rótulo de ‘liberdade’. A prova se encontra impressa nas páginas de semanários e em telas de cinema e TV, onde são expostas na materialidade de sua carne. Enganadas, nutrem a ilusão de serem sujeitas ativas de seu destino, como o são os chefes de Estado, os generais, os diretores de cinema, etc. Estes podem exercer sua transcendentalidade independentemente da carne, livres do fantasma do tempo e da estética. “Para finalizar, vale perguntar: qual é a imagem preponderante de mulher vendida como modelo a ser seguido e copiado pelas meninas e adolescentes? As figuras televisivas que copiam as louras lipoaspiradas e siliconadas de Hollywood ou as que em pé de igualdade com os homens têm condições concretas de influir no mundo com seu conhecimento e pensamento?”. Fotos: Arquivo BV Fachada do edifício da Tr iangle Shirtwaist Com pany durante o trab alho de combate ao in cêndio que se alastr ou por suas instalaç ões. Na tragédia, m ais de 140 operár ias e operários (ent re 13 e 23 anos) mor reram em virtude da s péssimas cond ições de segurança. Instalações da fábrica antes do incidente. Os tra obrigados a cu balhadores eram mprir 12 horas de jornada diár salários. ia e recebiam ba ixos Não há o que comentar. É por demais atual e esclarecedor. Reprodução BV “Pão e Rosas” Aristófanes A luta pela emancipação da Mulher é antiga. Já nos tempos clássicos da Grécia, esse espírito libertário procurava o seu caminho nos esforços e dificuldades de “Lisístrata*2”, com sua greve do sexo, na qual moveu mulheres de Atenas e de Esparta, para deter a Guerra do Peloponeso, segundo a comédia de Aristófanes. Imagem da de vastação caus ada pelo incê ndio Março de 2005
  6. 6. [Editorial] Fotos: Arquivo BV Helen Ke ller e sua mentora Anne Sull ivan Socialistas, propôs a criação do Dia Internacional da Mulher*4. A atitude corajosa delas encontrase perfeitamente enquadrada nesta exclamação da inesquecível escritora norte-americana Helen Adams Keller*5 (1880-1968): — A vida é uma aventura s o, duas grande ousada ou nada! sa Luxemburg in ao lado de Ro Clara Zetk e. ad as da Humanid figuras feminin É palmar que a famosa ativista Março de 2005 Todas as Mulheres são mães Num artigo que escrevi para a Folha de S.Paulo, em 22 de maio de 1988, explico por que na LBV consideramos todas as Mulheres mães: “A visão que temos da maternidade é ampla. Deus, Mãe e Pai dos Seres Humanos, é universal abrangência. Assim sendo, para os Legionários da Boa Vontade, Mães não são apenas as que geram filhos carnais. Também são aquelas que se consagram Alziro Zarur à sobrevivência dos filhos dos outros: as crianças órfãs, até mesmo de pais vivos; as das Mães que precisam trabalhar e não têm Arquivo BV Em 1857, centenas de operárias das fábricas têxteis e de vestuário de Nova York iniciaram um forte protesto contra os baixos salários, jornada de mais de 12 horas e péssimas condições de trabalho. Em 1908, mais de 14 mil delas voltaram às ruas nova-iorquinas. Sob o slogan “Pão e Rosas” — “tendo o pão como símbolo da estabilidade econômica e as rosas representando uma melhor qualidade de vida” — pleiteavam idênticos direitos aos reivindicados pelas trabalhadoras da década de 50 do século XIX. Aproximadamente 130 delas acabaram falecendo durante misterioso incêndio. Mas não ficou só nisso a tamanha luta. Três anos depois, também naquela cidade, ocorreu outro trágico acontecimento provocado pelas infernais condições de segurança na “Triangle Shirtwaist Company”. Em 25 de março de 1911, mais de 140 tecelãs e tecelões, de maioria italiana e judia, morreram calcinados (21 eram homens). A violência dos fatos foi fotografada e filmada em sua dramaticidade, com criaturas em desespero jogando-se das janelas do prédio em chamas. As manifestações femininas sucedidas na cosmopolita metrópole foram dos principais degraus para a emancipação da Mulher, bem como os esforços de tantas outras, a exemplo da socialista alemã Clara Zetkin*3 (1857-1933), uma das mais famosas ativistas pelos direitos femininos, que, em 1910, durante o II Congresso Internacional de Mulheres social se refere à audácia que impulsiona os vanguardeiros a rever costumes e conceitos ultrapassados, que retardam a evolução das criaturas e dos povos (sobretudo no campo imprescindível do conhecimento espiritual). Ela própria é um modelo constante dessa premissa. Cega, surda e muda, em decorrência de uma doença manifestada aos 18 meses, rompeu tremendas barreiras, tornando-se uma das mulheres mais respeitadas da História. pessoa de confiança com quem deixá-las; as das que são irremediavelmente enfermas. Tal como se lê no Poema do Grande Milênio, de Alziro Zarur (19141979): ‘(...) Os filhos são filhos/de todas as mães,/e as mães são as mães/de todos os filhos’. Mães são ainda as que se devotam à Arte, à Literatura, à Ciência, à Filosofia, à Religião, à Política, à Economia, afinal a todos os setores do pensamento e/ou ação criadores, a gerar ‘filhos’ de sua dedicada competência pelo desenvolvimento da Humanidade. Por isso, o ‘Congresso das Mães Legionárias’ igualmente é o das Mulheres Legionárias e, por extensão, de todas as do mundo, que dele queiram participar. A LBV não ergue bastilhas, pelo contrário, as derriba com muita Boa Vontade. (...)” Muito oportuna também é outra composição poética do velho Zarur: Poema das Mães. Uma ode à face maternal, à necessidade da marca afetuosa e forte deste ser no governo dos povos. Poema das Mães Desde que o mundo é mundo, até onde vai/ O arqueológico olhar da pré-História,/ Na família dos nobres ou da escória/ A mãe não manda, pois quem manda é o pai./ Sem pretensão alguma a Nostradamus,/ Eu creio que a razão desse destino/ Da mulher-mãe, que todos subjugamos,/ É o Deus antropomorfo-masculino./ “Se é homem o Criador (raciocinaram/ Os argutos filósofos de antanho),/ Façamos das mulheres um rebanho...”/ E assim fizeram quando assim pensaram./ Desde então, temos visto a velha farsa/ Representada, com solenidade,/ Nos países de toda a Humanidade/ Onde a moral pré-histórica anda esparsa/ “As mulheres não podem entender-nos”,/ Diziam os despóticos senhores./ E fomos vendo, em séculos de horrores,/ A falência dos homens nos governos/ Ao meditar, em raras horas mansas,/ Cheguei a conclusões desprimorosas:/ Os homens
  7. 7. são crianças rancorosas,/ Sem a graça espontânea das crianças/ Só então compreendi o caos da guerra,/ Em seus apavorantes misereres:/ Coisa impossível de se ver na terra,/ Quando os governos forem de mulheres/ Assim é que não pode continuar!/ Porque os “chefes” – piores do que os cães/ Hidrófobos – têm este singular/ Defeito imenso de não serem mães. Reprodução BV A Alma da Humanidade (...) O papel da Mulher é essencial para a sobrevivência dos povos. Irmã, esposa, mãe, amiga, trabalhadora, chefe de família, é presença indispensável e carinhosa conselheira. Pelos filhos é o seu porvir, porquanto prepara homem e mulher futuros. Por isso, as sociedades que a deprimem o fazem a si mesmas. A Mulher de entendimento esclarecido torna o elo familiar forte e a comunidade grande, moral, respeitada e unida. Estas nossas afirmativas encontram ressonância nas de Charles McIver (1860 -1906)*6 que dizia: — O caminho mais econômico, fácil e certo para a educação universal é educar as mulheres, aquelas que se tornarão as mães e professoras de gerações fuCharles McIver turas. Reprodução BV Verdade seja dita, nenhum homem realiza nada de realmente valioso, se não tiver, de uma forma ou de outra, o apoio da Mulher. Realmente, pois “se você educar um homem, educa um indivíduo; mas se educar uma mulher, educa uma família”. Apropriada a assertiva do velho Goethe (1749-1832) *7: — O homem digno irá longe guiado pelas boas palavras de uma mulher sábia. Às mulheres do Brasil e do mundo, a nossa saudação pela data Goethe especial: 8 de março. Embora, na Legião da Boa Vontade, na Religião de Deus e na Fundação José de Paiva Netto, todo dia é dia da Mulher de real Boa Vontade*8, cujo exemplo de coragem encontramos no Evangelho do Cristo, segundo João, 19:25, que relata o apoio das Mulheres, por Ele recebido, que estavam acompanhadas unicamente pelo Discípulo Amado*9, na derradeira hora, no momento da Sua crucificação: — E diante da cruz estavam a mãe de Jesus, a irmã dela e também Maria Madalena, e Maria, mulher de Clopas. Estas verdadeiras heroínas, no instante supremo da dor, não O abandonaram, permanecendo firmes ao lado Dele, numa demonstração de inaudita bravura. Nenhum movimento social, político, religioso pode, decisivamente, progredir sem o auxílio, público ou reservado, delas. A História está repleta de comprovações. ____________________ foram expostas e questionadas quando da criação de um dia específico para homenagear as mulheres. Em 1914, a Secretaria Internacional da Mulher Socialista, dirigida por Clara Zetkin, indica uma data única para a comemoração do Dia da Mulher: 8 de março. Em dezembro de 1977, a Assembléia Geral da ONU proclamou a data como o *1 Ésse ou esse? — No Dicionário Aurélio, figura a priDia Internacional da Mulher, sendo celebrado até os dias meira grafia da 18a letra do nosso alfabeto. Já o Houaiss, atuais. a representa sem o acento agudo. Optamos pela primeira *5 Helen Adams Keller — Nasceu em 27 de junho de versão em virtude da clareza do entendimento, a fim de não 1880 em Tuscumbia, Alabama, Estados Unidos. Aos 18 ser confundida com o pronome demonstrativo esse. meses de idade, desenvolveu uma febre e, em virtude *2 Lisístrata — Comédia de Aristófanes apresentada disso, ficou cega, surda e muda. Quando tinha 6 anos, em 411 a.C., nos últimos anos da Guerra do Peloponeso. Anne Mansfield Sullivan, da Escola para cegos Perkins, Atenas estava em situação crítica: ainda não se recuperara foi contratada como professora dela. A moça, de 20 da desastrosa campanha da Sicília (413 a.C.); os laceanos, ensinou a Helen a linguagem de sinais e o braile. demônios (espartanos), acampados a pouco mais de 20 Aprendeu a falar aos 10 anos. Freqüentou a Escola para quilômetros, haviam concluído um acordo com o sátrapa moças Cambridge, em 1898. No outono de 1900, Helen persa Tissafernes; e diversos aliados passavam para o lado matriculou-se no Radcliffe College. Conseguiu o bachado inimigo. Escrita como veemente apelo à Paz, a encenarelado em Letras, com louvor, em 1904. Durante sua vida, ção apresenta como enredo mulheres das cidades gregas filiou-se a várias Associações de Portadores de Deficiência lideradas pela ateniense Lisístrata, que decidem instituir Visual. Sua trajetória virou filme, que recebeu o Oscar de uma greve de sexo até que seus maridos parem a luta e melhor documentário da Academia de Artes e Ciências estabeleçam a concórdia. No fim, graças às atenienses e Cinematográficas em 1955. Helen morreu em 1o de junho espartanas, as duas cidades celebram a Paz. Aristófanes de 1968, aos 87 anos. notabilizou-se pelo estilo contundente e sarcástico com o *6 Charles Duncan McIver — Natural de Moore, muniqual escrevia seus trabalhos, sendo esses um manifesto cípio do Estado de Carolina do Norte, nos Estados Unidos contra os elementos que julgava serem culpados pela da América, veio de uma família influente e de derrocada de Atenas. Redigiu mais de 40 forte tradição erudita. Na importante colônia peças (mas apenas 11 são conhecidas), (...) as sociedades escocesa em que nasceu, teve uma vivência em que defendeu o entendimento e os religiosa, na comunidade da antiga Igreja que a deprimem valores tradicionais. Presbiteriana Buffalo. Charles formou-se o fazem a si *3 Clara Zetkin — Sua vida foi marcom honra na Universidade da Carolina do cada pela luta dos direitos humanos. mesmas. A Mulher Norte (1881), na qual se destacou em grego, Nasceu em Wiederau, Alemanha, onde é em que o perfil de entendimento latim e francês. Mas surgir 1885influência de a principal atividade do local era a têxtil, de líder começava a por sendo os moradores em grande maioria esclarecido torna Lula V. Martin, que, neste ano, se casou com tecelões. Lá conheceu de perto o trabalho ele. Diplomada pela Academia de Salem e desumano impingido às funcionárias de o elo familiar forte importante professora da região, Lula, até por fábricas, que, àquela época, enfrentavam e a comunidade ter sofrido na própria pele, foi quem abriu seus jornadas pesadas de 12, 14 e até 16 horas, olhos para a deficiência do ensino para a Mugrande, moral, sem direito a receber alimentação e, em lher. Graças a ela, McIver realiza o primeiro muitos estabelecimentos, sequer havia respeitada e unida. discurso, diante de educadores em Winston, banheiros. Indignada com essa situação, em favor do ensino superior para as mulheres. Clara, que era jornalista, tornou-se uma Sua esposa também o ajudou a fundar a State Normal and importante ativista da causa feminina, principalmente das Industrial College (Faculdade especializada na formação operárias, defendendo suas teses em jornais e revistas. A de professoras). Daí para a frente, abraçaria a causa da dirigente do Partido Social Democrata foi muito amiga de educação de tal maneira que dispararia um processo de Rosa Luxemburgo, uma das grandes figuras do marxismo desenvolvimento do ensino público, com especial ênfase do fim do século XIX até 1919, quando é assassinada para a formação de docentes e do cuidado com a mulher, durante a contra-revolução alemã. considerada por Charles o ponto estratégico no progresso *4 Dia Internacional da Mulher — Considerado feriado da raça humana. em muitos países, o 8 de março relembra os esforços das *7 Goethe — Johann Wolfgang von Goethe é um dos mulheres que derrubaram fronteiras étnicas, culturais e nomes mais importantes da literatura alemã. Nasceu em lingüísticas para conquistarem juntas um espaço no qual Frankfurt e recebeu formação enciclopédica. Em 1765, haja mais justiça, igualdade, Paz e desenvolvimento. Essa iniciou o curso de Direito da Universidade de Leipzig, luta se inicia desde a Antiga Grécia e foi bem marcada quando escreveu suas primeiras poesias. Foi nomeado durante o século XVIII no desenrolar da Revolução Francesa, quando as parisienses exigiram o direito ao voto. Nos Ministro do Ducado de Weimar, onde se fixou. Nos anos Estados Unidos, a data foi celebrada, primeiramente, em seguintes, estudou Ciências Naturais. Em 1784, descobriu 28 de fevereiro de 1909, por iniciativa do Partido Socia- o intermaxillare, osso do corpo humano desconhecido pelos lista da América, e prosseguiu durante quatro anos sendo anatomistas, e elaborou teses que anteciparam a Teoria Dacomemorada no último domingo do mesmo mês. Em 1910, rwinista. Escreveu cenas de Fausto (obra do Romantismo), em Copenhague (Dinamarca), a Internacional Socialista que começou em 1774 e só concluiu em 1830. decidiu homenagear o movimento dos direitos da Mulher. *8 Nota do autor — Como ensinava Alziro Zarur, Boa Em 19 de março de 1911 foi marcado pela primeira vez Vontade não é boa intenção. Boa Vontade é a vontade como o Dia da Mulher em caráter internacional em quatro boa, firme, decidida, que sabe o que quer, iluminada pela países (Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça). Menos de Verdade e pelo Amor. Nada tem a ver com boa intenção, uma semana depois do ocorrido, um trágico incêndio em com a qual, no dizer popular, “está calçado o inferno”. uma fábrica de tecidos na Triangle Shirwaist Company, *9 Discípulo Amado — Assim era conhecido João Evangeem Nova York, tirou a vida de mais de 140 operárias, a lista, um dos 12 Apóstolos do Cristo, único que acompanhou maioria delas italiana e judia. O dramático acontecimen- Jesus até a Sua crucificação, ao lado de Maria e de outras to causou um impacto na legislação estadunidense, em mulheres, ocasião em que o Mestre lhe confiou a tarefa de que as condições de trabalho a que estavam submetidas cuidar de Sua Mãe. Março de 2005
  8. 8. Amigo eterno Gostaria de agradecer o artigo tão bonito, que inclui uma maravilhosa fotografia de meus Pais, Harry e Marize Simonsen, que saiu na edição de janeiro da revista BOA VONTADE (número 197). Que honra, ficamos emocionados! Sei que, de onde ele está, também ficou muito orgulhoso, assim como todos nós. Meu Pai sempre foi admirador do Líder da Legião da Boa Vontade, Sr. Paiva Netto, e falava com muito carinho nele, na sua família e em seus projetos e realizações. Jamais vou esquecer que o primeiro que chegou ao velório para nos consolar, com a maior consideração e atenção, foi o filho do Sr. Paiva Netto, representando a família e a Legião da Boa Vontade! Aliás, parabéns pela Revista, que está muito interessante e bonita. Com ela, a dor da nossa saudade fica mais suave por alguns momentos, ao vermos que o nosso tão amado Harry deixou amigos que se lembram dele! Desejamos muito sucesso e que a Legião continue consolando e apoiando tantas pessoas, contribuindo para a construção de um país melhor, sempre com a ajuda do nosso querido Harry. Com certeza, ele é mais um anjo da guarda, que está lá no céu cuidando da gente e intercedendo por nós. Muito obrigada. (Maria Fernanda Simonsen — São Paulo/SP) Parabéns pela revista BOA VONTADE Parabéns pela revista BOA VONTADE, trabalho de classe, com assuntos que interessam e incentivam a nossa criatividade. Na edição no 197, de janeiro de 2005, duas matérias chamaram minha atenção: “Legião da Boa Vontade e a ideologia do Bom Samaritano”, quando o autor, Paiva Netto, destaca a missão da LBV, que não se restringe ao socorro dos que sofrem e passam fome; e “Universo em evolução”, trechos da palestra de Haroldo Rocha, no Fórum Mundial Permanente Espírito e Ciência, da LBV. Parabéns! (Hildeliano Alves da Silva — apresentador do programa Panorama Nacional da Rádio Brasil — Rio de Janeiro/RJ) Prezado Paiva Netto, quero agradecer e, ao mesmo tempo, parabenizá-lo pelas mensagens que são transmitidas diariamente pela Rede Boa Vontade de Rádio, as quais matam a nossa sede de conhecimento acerca das coisas espirituais e fazem muito bem ao nosso Espírito. Quero agradecer em especial pela página “Legião da Boa Vontade e a ideologia do Bom Samaritano” Março de 2005 (edição no 197), que nos trouxe grandes ensinamentos e nos mostrou como devemos agir para com o nosso próximo, não importando sua raça, condição social, pois todos somos iguais perante Deus. Que Deus o ilumine sempre e o recompense muito bem pelo que faz por nós, abrindo nossa mente para as coisas espirituais. (Leomar Pereira Schwartzhaupt – Itati/RS) Numa época em que vivenciamos tantos problemas como os que nos ameaçam hoje em dia, não podemos deixar de elogiar e agradecer ao Paiva Netto os seus ensinamentos maravilhosos que estão nos despertando para a alta vibração da Luz Universal de Cristo. A revista é linda! Quero parabenizar a Juventude Ecumênica da Boa Vontade, porque é nota dez! (Tereza de Aguiar Gonçalves — Salvador/BA) Introspecção na leitura da Dialética da Boa Vontade Os Editoriais do escritor Paiva Netto na revista BOA VONTADE são de uma clareza ímpar, principalmente em se tratando de propagar a Boa Nova do Cristo, o que é a mola propulsora da sua dialética. Mas não devem ser lidos para passar o tempo da espera de um vôo ou durante ele, por exemplo. Aos seus leitores é aconselhável uma introspecção para ir muito mais além da compreensão das letras e, assim, poder entrar no espírito do seu real significado. Cada linha, cada frase, cada parágrafo é um cabedal de conhecimentos que se adquire como bagagem espiritual evolutiva. Um desses ensinamentos é mostrar Jesus acima de qualquer religião, crença ou filosofia, porquanto o Divino Mestre deixou uma Lei Universal, o Amor incondicional, que é aquele demonstrado ao extremo da renúncia: dar a sua própria vida pela Humanidade, o que levou o Mestre à crucificação. (Antonio Paulo Espeleta — São Paulo/SP) “Blitz Educativa” Sou voluntária da LBV e da Religião de Deus. Agradeço de coração pelas oportunidades de trabalho na seara de Jesus por intermédio das IBVs. Hoje além dos agradecimentos, gostaria de comunicar a publicação da seguinte nota no JN Notícias. Diz o texto: BLITZ EDUCATIVA: “Aconteceu ontem pela manhã (5/2/2005) na MGT 135, saída para Januária (em frente à fábrica de cimento), uma ‘Blitz Educativa’ que teve como tema: ‘LBV — VÁ SEM PRESSA, FAÇA UMA PRECE’ . Durante o evento, Policiais Militares da Companhia de Trânsito e de Meio Ambiente do 10o BPM atuaram em conjunto com os jovens da Legião da Boa Vontade, instruindo motoristas e passageiros”. Além da panfletagem, distribuímos a mensagem: “Alegria, sim; miséria, não!”. (Jeanette Maria Carvalho Vieira — Montes Claros/MG) Exemplo a ser seguido No dia 6 do corrente mês, domingo, no Lar e Parque Alziro Zarur, da LBV, em Glorinha/RS, Paiva Netto realizou um verdadeiro congresso para os jovens presentes de todas as idades. Minha filha, Juliana Nayara Gomes dos Santos, de 10 anos de idade, chegou em casa radiante por ter falado com ele. Em meu lar, estudamos a Superioridade da Palavra de Deus, na Segunda Epístola de Pedro, 1: 16 a 21. Neste trecho, Pedro relata a importância da Profecia vinda diretamente de Deus e sua persistência em mostrar ao Povo o verdadeiro caminho a seguir: o Cristo de Deus. É justamente o que Paiva Netto vem fazendo há quase 50 anos, nos impulsionando a seguir e proclamar Jesus, que significa servir nossos semelhantes religiosos ou não, cristãos ou não. Trabalho diretamente com os guris do Lar da LBV, como monitora. Sei que o compromisso é grande em conduzir estas Almas, mas o apoio que recebemos dos maiores da Espiritualidade Superior é infinitamente maior. Então a vitória é certa! (Patrocínia da Silva Soares dos Santos — Gravataí/RS) Sou uma Jovem integrante da Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus, de Palmas/TO. Tenho 15 anos de idade. E venho por meio de simples palavras agradecer pelos grandes ensinamentos que nos tocam profundamente o coração, aprendidos na LBV. Educando e espiritualizando as Almas, eles nos livram da venda que obscurece a mente, a ignorância espiritual. Assim, elevando as mentes ao Amor Universal, Jesus volta em nossos corações, pois Seu Novo Mandamento se torna real. Paiva Netto é para nós uma estrela-guia que nos ilumina o caminho. É iluminado pelo Amor do Cristo! Digo que pode contar comigo, nessa divina missão de semear o Amor que cura as chagas das Almas e as liberta da escuridão. Como ele nos ensina “o Amor revela a Luz e a Luz espanta a treva!”. Afinal sou uma guerreira do Cristo e quero trabalhar por esse ideal sublime! E se temos esse Dom supremo, que é o Amor, dentro de nossos corações, por que temer? E, mais uma vez, muito obrigada. Que o governante supremo do Planeta Terra ilumine nosso caminho com sua “Luz, que não cria sombras”. (Aline Francisca Alves — Palmas/TO)
  9. 9. Cartas Congratulações a Paiva Net to pela passagem de seu aniversário! Se todos os homens nesse país pudessem realmente seguir o exemplo de vida e de solidariedade que o Paiva Netto imprimiu à sua vida e à Legião da Boa Vontade, esse Brasil seria muito diferente. (Mozarildo Cavalcanti — Senador) Paiva Netto está há tantos anos à frente da LBV, essa instituição reconhecida não só no Brasil, mas em todo o mundo, principalmente por esse conceito fundamental contra o sectarismo, a divisão, reforçando assim o conceito máximo da espiritualização, que é abrigar todas as idéias, todos os conceitos de maneira fraterna. (Luiz Carlos Bassuma — Deputado Federal) Eu costumo dizer em conferências que alguns brasileiros são os construtores do futuro porque edificam o presente. E entre esses brasileiros, estou pensando em estadistas, coloco o querido José de Paiva Netto. (...) As suas mãos constroem um Brasil melhor através de uma percepção rara deste Ser Humano, que entre tantas ajudas, é o brasileiro que vem consolidando uma educação sistêmica. Conheço todas as instituições deste magnífico homem e por certo ele é um dos construtores do Brasil presente, do Brasil futuro.” (Cármine Savino Filho — Desembargador Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro) Junto-me a milhares de vozes que nesse dia o parabenizam pela passagem do seu aniversário. Ao (O Diretor-Presidente da LBV agradece os milhares de cartas de felicitações recebidas. Na impossibilidade de publicar todas as missivas, nesta edição, relacionamos abaixo alguns nomes). De São Paulo, capital: Alcides Zuquette; Alcione Vianello Bertolin e Família; Ana Luiza, Pedro Felipe, Sônia Maria e Gilso Furtado; Anna Camilla Cearamicoli Barbosa; Antonia Moreira da Silva; Beatriz Barbosa; Cristina, Luciano, Bruna, Felipe e João Victor Duarte Pereira; Edson Luiz, Roseli e Michelle Conde Scheidt; Equipe Solidária Legionária da Fundação José de Paiva Netto; Equipe Solidária Legionária da Secretaria da Presidência; Equipe Solidária Legionária da Superintendência Geral da LBV; Fernando Victor Campos; Jayme Bertolin; João Batista, Angélica Maria, Pedro Augusto e Adalgiza Periotto; Leonardo Roustaing; Lígia, Felipe, Tia Olga e Edilson Moreno; Luis Assis, Rosângela, Rodrigo e Érica Oliveira; Márcia Mendes de Figueiredo; Marcos Magaton Barbosa; Maria Jerônima e Juarez Silva; Maria Miltes Nery Pestana; Mário Augusto Brandão; Adriane, Reynaldo, Filipe Schirmer e Vanilda Mota; Martha Azevedo Pereira; Mathilde Gonçalves; Paulo César, Soeli Aparecida e Natalya Gallo Rodrigues; Equipe da Superintendência dos Órgãos Constitucionais tomar conhecimento de que Você completa hoje 64 anos e desses 49 dedicados à LBV, lembro-me de uma passagem do Profeta Isaías que diz: Os que confiam no Senhor renovam às suas forças, subirão com asas como águias, caminharão e não se cansarão. O seu trabalho, Irmão Paiva Netto, é o testemunho vivo desta frase do Profeta, pois a cada dia vemos crescer e se renovar o trabalho da nossa querida LBV. Tenho a satisfação de colocar a minha emissora, a Rádio Ipirá AM 1450, para retransmitir a sua palavra de Fé e Esperança, em cadeia com a Rádio Cristal AM 1350. São 11 horas diárias em que suas mensagens levam ao Povo de Ipirá a Espiritualidade. A Bahia te agradece por ter escolhido Salvador para sediar um grandioso congresso com o seu comando em dezembro de 2005. Apresentei um projeto que foi votado por unanimidade lhe concedendo o Título de cidadão baiano. Estive em São Paulo em dezembro de 2003 e em Brasília em outubro de 2004, participando de dois congressos com o seu comando. Foram momentos de muita elevação e paz espiritual. Que Nosso Senhor Jesus continue a iluminar seu caminho de luz. Parabéns! (Jurandy Oliveira — Deputado Estadual) Aniversário, com Saúde e Paz! Um forte abraço do amigo e admirador. (Ruy Nogueira — jornalista e publicitário — São Paulo/SP) Meu caro compadre, hoje o senhor está fazendo 14 anos. Sim, pois está provado que a vida começa aos 50 anos. Quatorze anos é uma idade deliciosa, ainda mais quando se tem no passado recente um histórico da construção da maior entidade filantrópica deste país. Por outro lado, com quatorze anos o senhor tem que se preocupar com pelo menos outros 50 anos de realizações. A parada é dura, mas missões como a sua só são entregues a Espíritos capazes de cumpri-las. Meu caro Presidente, é com muita alegria que hoje posso agradecer a Deus, ter me dado como presente a possibilidade de poder cumprimentá-lo pelo vosso aniversário. Felicidades nesta data tão festiva (...). Não conheço ninguém que o mereça tanto. (Dr. Márcio Pollet, Advogado — São Paulo/SP) Gostaria de lhe desejar um dia e um próximo ano de muita paz e tranqüilidade neste seu aniversário. (Cardiologista Dr. Geraldo George Godoy e família) Que essa data se repita pelo tempo afora, com as bênçãos do nosso Pai Celestial, para alegria dos milhões de brasileiros que o admiram, respeitam e apóiam sua grande obra através da LBV. Feliz Você é um homem iluminado por Jesus. Posso até o considerar como um dos Apóstolos de Deus. Paiva Netto, o Brasil precisa de você. (Guilherme Trota — Advogado e Presidente do PRTB no Distrito Federal) da LBV; Silmar, Gizelle, Danielle e Carolina Tonin de Almeida; Silvia Bovino; Tereza Fraga Pereira e equipe do Departamento de Assistência Espiritual da Religião de Deus; Vanderlei Pereira; Walter Periotto e Maria Magdalena C. Periotto e Zélia Duarte; Gerdeilson, Lucia Helena, Jéssica Helena e Clara Caroline Botelho. Do interior paulista: Cláudia Fernanda Oliveira, da Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus de Leme; Antonieta Baccari, de Campinas; Família Azarias, de Campinas; Família Legionária da Região Central do Estado Bandeirante; Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus de Santos; Vicenzo, Juliano e Tatiana de Paiva Bortoloti; Lucí Andréa e Rosângela Rueda. Do Rio de Janeiro: Adriana dos Santos Adão Neves; Agis Mendonça Pereira; José Teixeira Peroba; Ana Paula de Araújo da Silva; Bruno César Lopes Bergkirchner, de Petrópolis; Claudia Isabel de Paula e Família Legionária de Petrópolis; Cristiane e Mônica Moraes; Edneusa Silva de Souza; Edson Rodrigues de Freitas, Nilton Silva, Maria do Carmo Tavares Machado, Maria Izaura da Luz, Valéria Aparecida Sampaio, Marluce Soares Wirz; Eliel e Ivanilda Botelho Brum; Osvaldo e Terezinha Botelho; Hildeliano Alves da Silva; Jacyra Velloso, Dilcéa Veloso e Arly Carvalhal Mota; João Carlos de Carvalho e Família; Lucineide Mariano Barbosa e Família; Maria Mariano de Faria Freitas; Nilson Silva das Neves; Octávio Caldas e Priscyla Martins Rodrigues. Do Rio Grande do Sul: Edivaldo Caetano e Família, de Glorinha; Ana Paula Campos e Equipe Solidária Legionária de Porto Alegre; Jeferson Lima Resende; Legionários da Boa Vontade de Sapiranga; Marcos Antônio Franchi; Maria Helena Fiss Beloni; Maria Iracema Prux Borges; Vany Terezinha Lazaretti e Wilson Bigas. De Minas Gerais: Elvira Trindade, Stella Souza, Carla Mônica Mendes, Cristiano Campolina, Rafael Henrique e Thaysa Priscila; Gilmar Antonio e Maria de Lourdes Custódio Mauro; Gilson Reis da Silva e Virginia dos Santos Rodrigues. De Buenos Aires/Argentina: Juliana Trevisan Teixeira. De Pernambuco: Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus de Recife. Do Distrito Federal: Mariene Matos; Enaildo e Kárita Viana. Dos Estados Unidos da América: Família Legionária dos Estados Unidos e Conceição Malaman. Da Bahia: Verginia Ranolfi e Ivo Ranolfi. De Goiânia/GO: Karita Carneiro e Família. Do Paraná: Betania, Felipe, André e Fernando Sales; Família Legionária da cidade de Arapongas e Legionários da Boa Vontade de Ponta Grossa/PR. De Florianópolis/SC: Valdir Bigas e Família Legionária; Via e-mail: Luciane Bueno Pinese; Luiz Moreira Filho; Marco Antonio Simone e Thiago Viana. Março de 2005
  10. 10. Ação Jovem LBV 10 36 Lula lança Secretaria da Juventude, uma ação que une o jovem à Política. Março de 2005 26 Paiva Netto: 64 anos de Fé, Amor, Solidariedade e Boas Obras. 40 O alto-astral da maturidade nos Centros de Convivência da Terceira Idade da LBV. 12 Capa Esporte O professor Ademar Eugênio de Mello, Bacharel em Matemática Aplicada e especialista em Física Quântica, destaca o papel de Cientistas na formulação de modelos para o Mundo Espiritual. José Carlos Araújo comenta o crescimento dos times de menor tradição em grandes campeonatos. Exclusivo Espírito e Ciência 18 Reportagem Paiva Netto escreve “A Mulher no ConSerto das Nações”, no qual faz uma interessante análise da presença feminina nos momentos históricos. 11 Melhor Idade Editorial 4 Fórum dos Soldadinhos de Deus, promovido pela LBV, realiza uma grande marcha com a Paz no Brasil e no Exterior. 34 Murilo Melo Filho escreve sobre o investimento efetivado pela Academia Brasileira de Letras, em moderna biblioteca Rodolfo Garcia. Sumário Editorial .............................. 4 Cartas ................................. 8 Coluna do Garotinho .........11 Especial ..............................12 Literatura ...........................17 Espírito e Ciência ...............18 Terceiro Setor .....................20 Variedades ......................... 22 Notícias do Brasil .............. 23 História ............................. 25 Reportagem ...................... 26 Acontece .......................... 28 . Opinião ............................ 33 Exclusivo .......................... 34 Ação Jovem LBV .............. 36 Soldadinhos de Deus ........ 38 Melhor Idade .................... 40 Pedagogia do Cidadão Ecumênico ........................ 42 Ao leitor Esta edição da revista BOA VONTADE destaca importantes acontecimentos vividos neste mês de março. Entre eles, o aniversário de Paiva Netto (dia 2) — que completou 64 anos de vida, sendo quase 50 deles dedicados à causa do Bem — e do programa Hora Boa Vontade (4), um marco no meio radiofônico na luta por uma sociedade mais justa e solidária, que deu origem à Obra. Outro memorável acontecimento dentro deste período foi o II Fórum dos Soldadinhos de Deus da LBV no Terceiro Milênio (5), no qual o dirigente da Instituição convocou as crianças a serem “Pescadoras de Almas”, fazendo uma alusão à passagem bíblica narrada pelo Evangelista Mateus 4:19, em que o Cristo afirma: Vinde após mim, e Eu vos farei pescadores de homens. Além disso, o encontro teve um forte apelo ao entendimento, à confraternização, com a presença de pessoas de diversas cidades brasileiras e outros países, a exemplo do Paraguai, Uruguai, Bolívia, Argentina, Portugal e Estados Unidos, com o tema “Todos marchando com a Paz”. E ainda o Dia Internacional da Mulher (8), seus desdobramentos históricos, origem e os novos tempos, que são temas do artigo de Paiva Netto, no qual exalta o papel da Mulher para a resolução dos problemas mundiais. Boa leitura! Os editores Expediente Diretor responsável: Francisco de Assis Periotto MTE/DRTE/RJ 19.916 JP Editor: Gerdeilson Botelho Subeditora: Débora Verdan Revisão: Adriane Schirmer, Neuza Alves e Walter Periotto. Colaboradores: Alvino Barros, Antonio Paulo Espeleta, Paulo Azor, Rita Silvestre e Wanderly Albieri Baptista. Projeto gráfico: João Periotto Capa: João Periotto e Alziro Braga Fotos da Capa: Fotomontagem: equipe BV (painel fotográfico representando todos os locais do Brasil e Exterior onde ocorreu o II Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus da LBV no Terceiro Milênio. Supervisão de produção: Daniel Rocha Impressão: Gráfica PROL BOA VONTADE é uma publicação mensal das IBVs, editada pela Editora Elevação. Endereço para correspondência: Av. Rudge, 938 — Bom Retiro CEP 01134-000 — São Paulo/SP — Tel.: (11) 3358-6868 Caixa Postal 13.833-9 — CEP 01216-970 Internet: www.boavontade.com / E-mail: info@boavontade.com A revista BOA VONTADE não se responsabiliza por conceitos emitidos em seus artigos assinados.
  11. 11. [Coluna do Garotinho] Um exemplo M lgação VRFC — Divulgação uito se discute o Volta Redonda e Americano surpreendente final jogariam para um Maracanã da Taça Guanabara, vazio. No entanto, os dois cluno Rio de Janeiro. bes do interior calaram a boca Dos quatro grandes clubes, só o desses descrentes e pessimistas. Botafogo chegou às semifinais e Mesmo pertencendo a cidades foi eliminado pelo Americano. A distantes mais de 200 quilôdecisão ficou entre dois clubes metros do Maracanã, foram do interior – Americano e Volta capazes de levar ao estádio um Redonda – e o Voltaço conquispúblico de cerca de 40 mil pesVolta Redonda Futebol Clube, campeão da tou o título. soas, sendo 35 mil pagantes. Taça Guanabara. Para muitos, a ascensão dos Temos que ressaltar o apoio José Carlos Araújo é clubes do interior foi apenas que as prefeituras têm dado aos locutor esportivo da conseqüência da decadência dos clubes de suas cidades. Esse Rádio Globo do Rio de grandes. Tudo bem que Flamengo, Fluminense, Vasco e apoio tem permitido que clubes como Cabofriense, FriburJaneiro/RJ Botafogo não formaram times com o poderio desejado guense, Americano e Volta Redonda vislumbrem um futuro pelos torcedores, mas não se pode menosprezar o melhor e até sonhem com a conquista de títulos. trabalho desenvolvido no interior. Tomara que outras prefeituras façam o mesmo e que o nosIsso vem acontecendo em todo o Brasil e até no so futebol ganhe novas potências, que tornem o campeonato exterior. Vale lembrar que o Once Caldas (Colôm- nacional cada vez mais competitivo e surpreendente. A festa, bia) é o campeão da Taça Libertadores da América quando é boa, tem muitos convidados. e que a Grécia, tão modesta, foi campeã da Europa (Eurocopa-2004), superando favoritos como França, Alemanha e Inglaterra, entre outros. No Rio Grande do Sul, os eternos favoritos Grêmio e Internacional vêm sendo surpreendidos por forças que surgem do interior. Em São Paulo, o Mogi-Mirim desbanca alguns dos chamados grandes. nce Caldas Jogador do O No Ceará, a surpresa é o Icasa. Os parampeão da taça (Colômbia), ca naenses também vêem o surgimento de América ibertadores da L or novas forças. ola com jogad 2004, divide b A ascensão de clubes menores vem do São Paulo. ocorrendo no mundo todo. E isso tem que ser visto, não como decadência das maiores potências futebolísticas, mas como crescimento natural dos outros. Algo saudável, que só pode contribuir para a evolução do esporte. Por isso, há que se valorizar o esforço dos clubes considerados pequenos, que buscam se estruturar e mostram a força do interior, em todo o Brasil e também no exterior. São novos bons Seguindo a te jogadores revelados. Todo crescimento deve ser ndência dos ti mes latino-am porte, que se bem-vindo, porque significa renovação, novos ericanos, de p tornaram cam equeno e méd peões em imp a vez da Gréci io rumos. ortantes torn a, que, não po eios, em 2004 ssuindo nenh desse porte, sa foi Voltando ao Rio, a final da Taça Guanabara uma tradição grou-se vence em campeona dora da Euro tos foi uma lição nos céticos, nos que diziam que copa. UEFA — Divu El Zonda Felipe Freitas a ser seguido Março de 2005 11
  12. 12. [Ecumenismo] 12 Salvador/BA Em terras norte-americanas, as sementes do Fórum também foram plantadas por meio do programa Peace and Good Will Garden (Jardim da Paz e da Fevereiro de 2005 Boa Vontade). Na capital baiana, as crianças também participaram de diversas atividades. Março de 2005 Nizete Souza EUA Mariana Malaman EUA Sâmara Malaman Reprodução BV Ilustração artística da passagem do Evangelho de Jesus, segundo Mateus, capítulo 4:18 a 22: “A pesca chamada milagrosa”.
  13. 13. Todos marchando [Especial] com a Paz! Crianças ensinam os adultos a construir um mundo onde a Justiça e a Felicidade são possíveis, tendo como fundamento a Educação com Espiritualidade. (por Rodrigo Oliveira) Florianópolis/SC Diego Basso Paraguai Nono no nono nonono no nonono no nonnon nonono nono nonono nono nonono no no nonono nonnon nonono nono À esquerda e à direita, os meninos e meninas acompanham a mensagem do dirigente da LBV, pela Rede Mundial de Televisão, diretamente de São Paulo/SP. Ao centro, os Soldadinhos de Deus do Paraguai apresentaram um jogral sobre o tema “O Sermão da Montanha de Jesus”. Março de 2005 13 Derli Francisco Durante a saudação ao público, Paiva Netto foi ovacionado pelos que superlotaram o ambiente. Valdir Aguilar Nizete Souza Salvador/BA Daniel Trevisan H á dois mil anos, na época do Cristianismo nascente, Jesus curava os enfermos e convocava todos ao crescimento contínuo, inspirado no Amor, sendo este o maior legado que Ele deixou à Humanidade. Essa marca fica clara ao ler alguns momentos bíblicos, a exemplo do trecho “A pesca chamada milagrosa”, narrada pelo Evangelista Mateus, no quarto capítulo de seu livro, versículo 19: E disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e Eu vos farei pescadores de homens. Na mesma linha, de forma categórica, Paiva Netto convocou todas as crianças a serem pescadoras de Almas, durante a segunda edição do Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus da LBV no Terceiro Milênio, realizada em 5 de março, nos Centros Educacionais da Instituição em diversas cidades brasileiras e em outros países, a exemplo do Paraguai, Uruguai, Bolívia, Argentina, Portugal e Estados Unidos, com o tema “Todos marchando com a Paz”. O dirigente da LBV ainda enfatizou a importância da instrução para fortalecer as nações, “pois sem Educação não existe País, porque sem Educação não existe Povo”. Ressaltou que a grande missão da Obra que dirige é “ensinar que Jesus é o grande Educador”. Em certo ponto, destacou: “ganha-se os rebeldes pelo coração, pelo bom exemplo”. Esse discurso — assistido pelo público presente no Instituto de Educação José de Paiva Netto, em São Paulo/SP, e por milhões de pessoas pela Rede Boa Vontade de Rádio, Rede Mundial de Televisão e Internet (www.boavontade.com) — focalizou o motivo de promover-se a grande mobilização pela Paz.
  14. 14. São Paulo/SP — Os Soldadinhos de Deus (como carinhosamente são chamadas as crianças na LBV) participaram das oficinas culturais promovidas pelo Fórum, comprovando que a Paz é também um assunto a Florianópolis/SC 14 Fevereiro de 2005 Março de 2005 Salvador/BA Portugal Cores e criatividade marcaram as oficinas culturais no Brasil e no Exterior. No detalhe, à direita, os Soldadinhos de Deus de Portugal desenham o que elas acham que é necessário para haver Paz no mundo. Daniel Souza Mãos à obra ser tratado diariamente na sala de aula. Em alguns ambientes, os pais realizavam a atividade ao lado da criança. Na capital paulista, dez salas foram divididas em temas diferenciados que enfocaram a Fraternidade, entre eles: “Aprendendo com a Sintonia Tríplice”, “Jogo — Vivendo a Paz” e “Pássaro da Paz”. Nesse local, os alunos da Supercreche Jesus que estudam no Infantil 3 (6 anos) ensinaram aos visitantes a técnica japonesa do origami (dobradura de papéis). Essa atividade permitia que fosse escolhida uma palavra que simbolizasse o tema. Araçatuba/SP — Nessa cidade do interior paulista, o enfoque das atividades foi para a importância da preservação da Natureza, da Educação de qualidade para todos, além dos Direitos Espirituais da Criança. Santos/SP — Na Baixada Santista, antes de a programação começar, um reforçado café da manhã, preparado pelas próprias crianças, com o auxílio de voluntários, abriu o evento. Este trabalho desperta nos meninos e meninas a importância de um cardápio saudável e a higiene que se deve ter no manuseio dos alimentos. Nizete Souza Do Mundo Espiritual veio o recado por intermédio do Coordenador da Equipe Espiritual Ecumênica, da Religião de Deus, a Religião do Terceiro Milênio, a Religião do Amor Universal, Dr. Bezerra de Menezes (1831-1900), por meio do Sensitivo Legionário Francisco de Assis Periotto: “Estamos diante dos futuros s de ltural dos Soldadinho A rica apresentação cu e no Exterior. dirigentes de nosso Planeta em todo o País Deus marcou o evento Terra, crianças que serão os adultos pensantes, expandindo a Cultura de Paz que transcende o raciocínio terreno sobejamente trabalhado pela Pedagogia do Cidadão Ecumênico, na LBV”. Daniel Trevisan Logo na chegada ao Instituto de Educação da LBV, Paiva Netto conversou com várias crianças, que expressaram mensagens de felicitação pela passagem de seu aniversário, em 2 de março, quando completou 64 anos. Na foto ao lado, o povo acompanha atentamente as palavras dele. Derli Francisco Daniel Trevisan Cida Linares [Especial]
  15. 15. João Preda Belo Horizonte/MG Pedro Rúbio Rio de Janeiro/RJ Brasília/DF Nino Santos aprendem a respeitar as outras crianças, a serem adultos melhores”. Porto Alegre/RS — No Sul, além dos trabalhos culturais, as crianças participaram do quadro “É hora do Conto”. Nessa oficina, os meninos e meninas leram o livro A Formiga Preguiçosa, título lançado pela Editora Elevação. Outro destaque vai para a apresentação do Coral Ecumênico Infantil LBV, que apresentou músicas do seu repertório, alusivas à Paz. Salvador/BA — As crianças baianas participaram de oficinas de artes plásticas, desenvolvendo mosaico, dobradura e colagem. “Com essas atividades, aprendi também a ajudar o próximo, a ter amor pelas pessoas, pelas crianças e a respeitar os pais”, afirma Fernanda Santos, 11 anos. Enquanto aconteciam essas atividades, na sala ao lado, os pais assistiram à palestra “Missão da escola e da família na construção da Paz”. Fortaleza/CE — Na capital cearense, a garotada também teve o dia repleto de novidades. Maria do Socorro Rodrigues, atendida pela Instituição, assim se expressou: “O meu filho está se sentindo muito bem na LBV. Hoje eu senti muita emoção e alegria por ele participar do Recife/PE João Preda Maria José Salomão Psicóloga Curitiba/PR Vinícius Ramão Felipe Freitas Rio de Janeiro/RJ “A LBV como veículo de comunicação tem aproveitado muito bem esse espaço, ao levar uma programação de nível elevado, que desenvolve o senso crítico.” André Luiz Abreu Cida Linares Belo Horizonte/MG — Na capital mineira, os temas Educação; Esporte, Cultura e Lazer; Alimentação; Saúde; e Cidadania e Trabalho foram discutidos pelos menores. Thalyta Silva, 8 anos, conta o que aprendeu: “a oficina que participei foi sobre os meios e, de comunicao da Boa Vontad ve do Templ am a Ao centro da Na de branco suplic ção e nisso eu stidas s. sete crianças ve de entre os povo aprendi que o pela Fraternida Deus rádio e a televisão devem transmitir a Paz”. O recado também foi entendido pelos pais que participaram da palestra sobre “A influência dos meios de comunicação na vida dos filhos”. Apresentada pela psicóloga Maria José Salomão, a conferência enfatizou como a mídia está presente na vida infantil. Na análise da psicóloga, o Fórum “é muito bom para a formação dos futuros adultos, dirigentes e governantes. (...) A LBV, como veículo de comunicação, tem aproveitado muito bem esse espaço ao levar uma programação de nível elevado, que desenvolve o senso crítico, os valores reais, a ética, os preceitos morais para a vida nos dias de hoje”. Rio de Janeiro/RJ — Na capital fluminense, a garotada realizou oficinas de colagem, jogos, dobraduras, maquetes, culinária e debates. As temáticas das atividades foram “Direitos Espirituais das Crianças”, “Jesus — O Pão da Vida”, “Paz”, “Os Dez Mandamentos dos Soldadinhos de Deus” e “A transformação da criança num jovem de Boa Vontade”. Na oficina “A Paz”, a dinâmica foi feita por meio de maquetes, em que as crianças aprenderam a respeitar também as outras pessoas. A orientadora Elisangela Valverde explicou o tema: “Desenvolvendo esse pensamento através de maquetes, na prática, eles A equipe de reportagem da Rede Record entrevistou os Soldadinhos de Deus, participantes do Fórum. Março de 2005 15
  16. 16. Leontina Maciel Londrina/PR Recife/PE 16 Março de 2005 Nino Santos Fortaleza/CE Gabriel Jacob Glorinha/RS Helton Pietrângelo [Especial] Lucian Fagundes Maringá/PR “A LBV está de parabéns em valorizar as crianças”. Fórum dos Soldadinhos de Deus. (...) A criança está aqui para ser bem-educada e aprender coisas boas”. Recife/PE — Quem participou do evento na cidade ganhou um presente moldado em argila. Outros trabalhos artesanais foram construídos pelas crianças, entre eles, maquetes que demonstram a importância da natureza ao Homem, além de murais com fotos de suas famílias em seu dia-a-dia, cartazes e painéis com desenhos que retratam a violência no País. Um dos trabalhos foi o mapa do Brasil com indicações da miscigenação brasileira e os dizeres: “Somos todos Irmãos, diferentes raças, mas unidos pela Paz”. Brasília/DF — Um show com o mágico José Antônio de Castro, mais conhecido como Hermann, fez parte da programação do Fórum em Brasília/DF. Diversas salas do 3o subsolo do Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica (ParlaMundi da LBV) foram usadas para a realização das oficinas, onde foram desenvolvidas técnicas de pintura, desenho, dança, jogral, quebra-cabeça. Campo Grande/MS — O radialista e amigo da LBV Pedrinho Spina foi um dos apresentadores do acontecimento na cidade. “Eu adorei. A LBV está de parabéns em valorizar as crianças. Achei fantástico participar mais uma vez de um evento tão importante para a sociedade”, frisou o radialista. Goiânia/GO — Os Soldadinhos de Deus criaram cartazes e painéis com figuras relacionadas ao tema central. Uma grande passeata mobilizou as crianças da região, além dos pais, amigos e moradores. Na ocasião esteve prestigiando o evento a gerente de Projetos Especiais da Secretaria Estadual de Educação, Alvina Ferreira Cordeiro, representando a Secretária de Educação, Eliana Maria França Carneiro. Alvina ficou impressionada com o trabalho da LBV e com a iniciativa do Fórum. “Sempre que forem realizar um evento dessa envergadura, contem conosco.” Manaus/AM — Na região Norte do País, a marcha pela Paz também empolgou crianças e adultos. Na capital amazonense, os atendidos pelo programa LBV: Criança – Futuro no Presente! enfatizaram a preservação do meio ambiente e da Floresta Amazônica, a maior do mundo. O enfoque principal foi a reciclagem, assunto abordado durante a oficina “Natureza: preservação, diversidade, benefício, extinção e sobrevivência”. Nessa atividade, os pequeninos produziram, de acordo com a imaginação, brinquedos e outros utensílios a partir do uso de garrafas recicladas. Conscientes da responsabilidade de defender, respeitar e valorizar a Natureza, os Soldadinhos de Deus também participaram de oficinas de redação e pintura, desenvolvendo, assim, a sua criatividade. Belém/PA — Na capital paraense, a oficina “As crianças nos meios de comunicação” chamou a atenção não só dos menores como também dos pais. Por meio de cartas, foram criados itens de como a mídia deve se comportar para tornar-se um instrumento de educação na vida de meninos e meninas. Na opinião deles, esses meios “não devem ser apelativos; têm de despertar o senso crítico e prepará-los para a vida”. Foi também destacada a importância da comunicação com Espiritualidade como é apresentada pelas Instituições da Boa Vontade, por meio de Rádio, TV, Internet, Editora e Gravadora. Pedrinho Spina Radialista Imprensa noticia Fórum infantil A iniciativa do Fórum dos Soldadinhos de Deus recebeu o apoio também da mídia. Em Brasília, por exemplo, a Rede Record de Televisão exibiu reportagem no Informe DF, no sábado, às 18h45, sobre o evento. Os repórteres Ana Cristina Cruz e Izaque Gazineu mostraram as oficinas temáticas do evento, com as crianças em atividades lúdicas. O jornal Tribuna do Brasil publicou matéria de uma página e meia (com destaque de meia página na capa) com o seguinte título: Legião da Paz. Uma das manchetes foi: “Crianças são ensinadas a compreender quais são os ingredientes para construir a Paz na sociedade. A primeira lição é aprender a amar ao próximo e dividir sentimentos”. O Correio Braziliense foi outro periódico que também deu destaque ao acontecimento ao publicar duas notas no Caderno Cidade, nos dias 2 e 5 de março. O apresentador Celso de Marco, do programa Brasília Urgente, da TV Bandeirantes, também destacou o evento. No interior do Estado de Minas Gerais, a imprensa deu ampla cobertura ao Fórum, com as rádios Rádio Comunitária Alternativa FM (Teófilo Otoni/MG), Rádio 95 FM e Rádio Grande Vale FM (Ipatinga/MG), Rádio Ativa FM e dos periódicos Jornal do Sudoeste (São Sebastião do Paraíso/MG) e Jornal de Notícias (Montes Claros/MG). Na capital, Belo Horizonte, o encontro foi ressaltado pela Coluna do Jornalista Paulo Cesar de Oliveira, no Jornal Hoje em Dia, nas versões on-line e impresso. O Monitor Mercantil, jornal do Rio de Janeiro/RJ, também destacou o evento, assim como as rádios Guanabara, MEC AM, Viva Rio, Nacional, FM O Dia, Transamérica.
  17. 17. Waldomiro Manoel Ivan Proença na ABI E (por Guilherme Cardozo) Simone Barreto m mais uma lou a respeito do livro, cerimônia esseu trabalho e sobre pecial, ocorrida o incentivo à leitura, no auditório da aproveitando também Associação Brasileira de para mandar um grande Imprensa (ABI), o públiabraço a José de Paico admirador da leitura va Netto, por meio de e da história política do uma dedicatória em um Brasil foi presenteado exemplar da obra lancom o lançamento do çada. Na mensagem, livro O Golpe Militar e O casal Isis e Ivan Proença com os filhos consta: “José de Paiva Civil de 64 – 40 anos de- Antônio João e Ivan Proença Filho. Netto, com admirapois, obra esta do escritor, ção do Ivan Cavalcanti professor de Literatura e Conselheiro da ABI, Proença”. Ivan Cavalcanti Proença. A esposa do jornalista, Isis Proença, com Em entrevista concedida à Rede Boa os filhos, Antônio João e Ivan Proença Filho, Vontade de Comunicação, o escritor fa- parabenizaram a revista BOA VONTADE. Padre Antonio Vieira e os Judeus Arquivio BV P adre Antonio Vieira e os Judeus, livro de autoria do professor Arnaldo Niskier, membro da Academia Brasileira de Letras — Casa que presidiu em dois mandatos (1998-1999) — e Secretário de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, é um ensaio sobre as ligações afetivas do grande pregador com a comunidade israelita internacional. Em virtude disso, Vieira chegou a ser preso pela Inquisição, e todos esses fatos são narrados com muita propriedade pelo autor. (por Simone Barreto) Ao receber representantes da LBV durante o lançamento do trabalho literário, o professor Niskier agradeceu a presença da Instituição e encaminhou um exemplar do título ao seu amigo e dirigente Arnaldo Niskier da Obra, com a seguinte dedicatória: “Para o estimado Paiva Netto, com o abraço do Arnaldo Niskier”. Arquivo pessoal S empre fértil em sua verve, o escritor Frei Betto lançou em março, na capital paulista, mais duas obras literárias de sua lavra: Treze contos diabólicos (e um angélico) e Saborosa viagem pelo Brasil Frei Betto — Limonada e sua turma em histórias e receitas a bordo do fogãozinho, este último infantojuvenil, escrito em parceria com sua querida mãe, Maria Stella Libânio Christo, conceituada culinarista. Em Treze contos diabólicos (e um angélico) ele explora por meio da ficção o subconsciente das pessoas, da subjetividade, povoada por anjos e demônios. Tendo muito de sua inspiração na Bíblia e nos romances de Goethe, Dostoievski e Guimarães Rosa. Maria Stella Já em Saborosa viagem pelo Brasil, histórias infantis servem de enredo para as receitas das cinco regiões do País. Numa linguagem acessível aos pequenos, o trabalho vai mostrando a importância da alimentação natural e como é possível aproveitar partes dos vegetais e das frutas que a maioria joga fora. As duas obras foram encaminhadas ao dirigente da Legião da Boa Vontade com as seguintes mensagens: Arquivo pessoal U ma beleza indígena, Diversos artistas e filha de um cearenmodelos prestigiaram a se e de uma carioca. festa. A empresária reCom esses ingrediencebeu a revista BOA tes bem brasileiros a ex-modelo e VONTADE e agradeceu empresária Luiza Brunet conquisa presença da LBV no tou o mundo. Hoje, continua linda evento. Fez questão de e a encantar os que se aproximam destacar, em entrevista concedida à dela. Para passar um pouco dessa Rede Boa Vontade de Comunicação, experiência de vida, é que ela que: “É superimportante a gente poder lançou no último dia 15, no Muabraçar uma causa social, faz a maior seu de Arte Moderna do Rio de Luiza Brunet diferença”, e completou: “Parabenizo Janeiro, Luiza Brunet, uma mulher Paiva Netto pelo trabalho que ele faz, brasileira. que é maravilhoso, perfeito, sensacional. É uma O livro traz confissões, opiniões, conceitos, pessoa que eu admiro profundamente”. experiências e dicas de moda de Luiza. Ela conta Na oportunidade, ofereceu um exemplar sobre sua infância no Mato Grosso do Sul, o início do livro ao dirigente da LBV, com esta amável da carreira, e na obra ainda pode-se ver mais de dedicatória: “José de Paiva Netto, um beijo no duzentas fotos de sua vida pessoal e da carreira. seu coração. Luiza Brunet”. Anjos, demônios e boa mesa. “Ao Paiva Netto, que desmoraliza o diabo, com meu abraço, Frei Betto”. “Paiva Netto, Deus tem sabor de justiça. Frei Betto”. “Paiva Netto, com admiração pelo seu trabalho. Maria Stella”. Elsie Dubugras, um exemplo de vida aos 101 anos. C (por Marta Trigueiro) heia de energia, esbanjando saúde e muita disposição para o serviço. É assim o dia-a-dia de Elsie Dubugras, editora especial da revista Planeta, que, no dia 2 de março, completou 101 anos de vida. A data foi marcada pelo carinho dos colegas de trabalho da Editora Três e de muitos amigos que foram pessoalmente cumprimentar a querida jornalista. Não poderia faltar a homenagem da Legião da Boa Elsie Dubugras Vontade e de seu Diretor-Presidente, o também jornalista José de Paiva Netto, que, na ocasião, a presenteou com um belo arranjo de flores. Comovida com singela lembrança, pediu aos representantes da LBV que transmitissem ao dirigente da Obra “um grande abraço, daqueles de chorar de emoção”; afirmando que ele é “um amigo do coração”. Ainda em agradecimento a esse gesto, Elsie enviou a ele, que também aniversariou na mesma data, um exemplar de sua obra São Paulo do tempo da garoa, com a seguinte mensagem: “Paiva Netto, com minha grande admiração por um homem que ajuda o homem a ser homem. Sua amiga de coração”. Março de 2005 17 Arquivo pessoal Charme e beleza brasileira Literatura
  18. 18. [Espírito e Ciência] Equações da espiritualidade João Preda Cientistas formulam modelos para o Mundo Espiritual 18 O Conferência do professor Ademar Eugênio de Mello, Bacharel em Matemática Aplicada e especialista em Física Quântica, no Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica (ParlaMundi da LBV). significado clássico dado à se realizam eventos desse tipo, o Brasil e a juventude, principalmente, a palavra “paradigma” pelo juventude — graças à direção do Paiva Netto —, serão beneficiados. Isso célebre filósofo grego Platão aqui é um tesouro!”, diz. (aprox. 427 a.C.-347 a.C.), ou seja, a idéia de modelo pelo qual A Espiritualidade por Carl Jung e Roberto Assagioli um cientista opta por desenvolver seus estudos, uma espécie de mapa do conheBoa parte de sua exposição dedicou-se a traçar, em linhas gerais, a visão cimento para a sua zona de escolha, vem da Alma pelas várias correntes de estudo, e de que forma a Física Quântica sendo, em parte, questionada, pois hoje está ajudando nisso. Elegeu a Psicologia como a área do conhecimento para se entende que, além deste itinerário a principiar o seu esboço do espectro da consciência. seguir, é preciso abrir novos horizontes, “Carl Gustav Jung (1875-1961) desenvolveu esse conceito de dimensões: diferentes caminhos. Os pesquisadores, o inconsciente, o consciente e o inconsciente coletivo. E lá no miolinho cada vez mais, procuram respostas a disso há o self, cuja melhor tradução é ‘si mesmo’ ou ‘eu mesmo’. Isso quer partir de padrões ainda não explorados. dizer a mais pura essência de uma pessoa. Nos livros que Jung escreveu, ele Ademar Eugênio de Mello O professor Ademar Eugênio de Mello, chama esse self de centelha divina. Reconhece que há uma chama, partícula, Bacharel em Matemática Aplicada e especialista em Física Quântica, é um fagulha de Deus dentro de nós. O modelo é esse, e desse self, que o ego faz desses desbravadores que buscam abordagens originais. de tudo para esconder, saem as quatro funções: intuição, sensação, a parte Durante a realização do Fórum Mundial Permanente Espírito e Ciência mental/intelectual e a parte sentimental”, comenta. (FMPEC), da LBV, no Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, em Além de Carl Jung, o professor cita os estudos de Roberto Assagioli, autor Brasília/DF, o professor Ademar levou para o encontro o tema “O delinea- de A Psicossíntese, considerados por muitos os precursores da contempomento de um modelo hipotético da Alma humana”. rânea Psicologia Transpessoal, cuja abordagem leva em conta as chamadas Na ocasião, destacou em sua palestra: “Muitas pessoas já me perguntam dimensões transcendentes e/ou espirituais do Homem. Por sinal, esta corrente se os cientistas aceitam isso. Vocês têm aí um conceito de Ciência como da Psicologia também se apóia nos últimos progressos da Física Moderna, um muro, formado por pedras: Física, Química, Matemática, como se fosse na Teoria da Relatividade levantada pelo físico judeu-alemão Albert Einsuma construção de tijolinhos, que vão sendo assentados, entretanto ela não tein*1 (1879-1955), em 1915, com o qual abalou os fundamentos clássicos funciona desse jeito. Alguma coisa da Ciência funciona assim, mas não os da Ciência. mais importantes passos dela. As grandes descobertas, como por exemplo a época de Galileu, de Kepler, de Newton e Copérnico, tiveram transformações de paradigma, e mudou tudo”. Einstein e o Universo de dois lados Em linguagem simples e matemática, Ademar explica: “Posso mostrar para vocês um cubo formado por arames, o mesmo cubo visto de cima, mas “Einstein mexeu com equações, elas têm duas soluções, uma positiva e posso mostrá-lo à direita e visto por baixo. O arame é o mesmo, o que muda uma negativa. Reinterpretando Einstein, mesmo depois da morte dele, se imaé olhar uma coisa velha com olhos novos. Existe um conceito de Thomas ginou o seguinte: do lado esquerdo, nós precisamos acelerar uma partícula, Kuhn (1922-1996) de que a Ciência progride no mundo físico, a uma velocidade próxima à da por mudanças de paradigma, e o atual é o da “Quando se acende uma vela para alguém, luz, numa energia quase que infinita. E a equação unicidade, da relatividade quântica. Ainda mostra que havia uma outra parte, o contrário, um a luz, que é formada por fótons, está não chegamos no melhor da festa, estamos outro universo, onde tinha alguma coisa muito atuando nos dois universos. Neste que esperando. Isso levará 100, 150 anos, para a rápida e que descendo a curva do lado direito, ia gente conseguir ter os elementos necessários nós estamos vendo, a chamada vela; e a perdendo a velocidade. Era um universo de dois para vencer as oposições do velho paradigma lados. Essa foi a primeira sugestão de um Mundo luminosidade dela, o fóton, aparece no e instalar o novo. Demora, gente. É preciso ter Espiritual. Quando nós vemos médiuns fazendo Mundo Espiritual. Vejam que essa crença das transcrições de comunicações psicografadas, ou muito congresso, muita água passar por debaixo da ponte, muito esforço, conversa”. pessoas de acenderem uma vela para um pintura mediúnica, percebemos que a velocidade Por isso, defende a necessidade de se levar com que eles fazem aquilo é impressionante, e é morto, ou no Dia de Finados, tem um certo muito diferente da nossa aqui na Terra”, afirma. essas idéias às novas gerações. “Os jovens têm uma carência de horizontes, uma sensação de Também a respeito dessa integração do aspecto fundamento dentro da Física Quântica.” que tudo está feito, já foi descoberto. Temos físico palpável e o dito “invisível”, o professor faz imensas quantidades de coisas para serem cooutra analogia: “Um espectro da onda eletromagProfessor Ademar Eugênio de Mello nhecidas. A minha geração só está dando um nética, que é mostrado (ao lado), é a luz visível. empurrãozinho. E não existe um lugar melhor Nas outras áreas do espectro, nós não podemos para se fazer um trabalho desse, de integração entre Ciência e Espirituali- ver. Interessante, não é? Estamos assistindo a um programa de televisão ou dade, do que a LBV. Ela é aberta a todas as correntes do pensamento. Não de rádio, mas a gente não consegue ver as ondas eletromagnéticas chegando importa de onde venham. E se pudermos ter um local como a LBV, em que ao aparelho, passando pelo nosso corpo. E os dois espectros combinam-se Março de 2005
  19. 19. PhotoDisc National Geographics na área da luz visível. É equivalente a dizer que quando se acende uma vela para alguém, a luz, que é formada por fótons, está atuando nos dois universos. Neste que nós estamos vendo, a chamada vela; e a luminosidade dela, o fóton, aparece no Mundo Espiritual. Vejam que essa crença das pessoas de acenderem uma vela para um morto, ou no Dia de Finados, tem um certo fundamento dentro da Física Quântica”. No decorrer da palestra, Ademar Eugênio de Mello exibiu para o público diversos slides de moléculas, nos quais pode-se ver como a mecânica quântica começou a estudar o comportamento de partículas muito pequenas, os orbitais dos átomos, abandonando para isso conceitos de mecânica clássica de Newton (1642-1727) e de Galileu (1564-1642). Uma das imagens por ele apresentadas foi o desenho de uma molécula de benzeno (veja abaixo a reprodução do desenho da National Geographics Magazine). “Ela tem átomos de carbono e de hidrogênio pendurados. Embaixo aparece um modelo do átomo de carbono completo e os orbitais. Dá para ver um pneu em volta de dois orbitais, um em cima do outro. Eles se juntam aos outros por meio de gases, uma espécie de cortina que liga as moléculas. São elétrons que estão indo para cá e para lá, criando uma barreira, e essa velocidade é tão grande que a gente tem a sensação de que isso é sólido. É como olhar a hélice do motor de um avião, quando pega aceleração máxima, você não vê mais a hélice, vê um disco. Aqui é a mesma coisa, os elétrons estão em uma velocidade estonteante e criam essas ligações, essas barreiras. Podemos fazer alguma coisa assim ligada à Espiritualidade humana, só que vamos ter de trabalhar com níveis mais e mais sutis”. Telepatia e precognição Ainda sobre a interligação que existe entre todas as coisas, questionou o matemático: “Nós somos todos unidos. Por isso temos fenômenos de telepatia, precognição (conhecimento psíquico de algo antes de ter acontecido). Nós temos pressentimentos, um jeito de pensar. Eu faço um teste com vocês: pegue uma lista de telefones de amigos, dê uma olhadinha lá e procure um amigo que não vê há muito tempo. Pense um pouco nele. No dia seguinte, ele ligará para você. Muito provavelmente acontecerá isso. Por quê? Porque está tudo interconectado, só que essa interconexão acontece num espaço de seis dimensões. Por isso que a gente não pode ver. (...) Nós temos de trabalhar com elipsóides e integração de elipsóides. (...) Podemos definir Deus do ponto de vista matemático. Três integrais, ou integral tripla, quer dizer, é uma integração de comprimento, largura e altura, indo do mais infinito ao menos infinito, de uma função que pega a constante de Planck*² e multiplica pela velocidade da luz ao quadrado. Isso é Deus. Porque contém tudo. Abrange e permeia tudo. Então, se eu pegar essa mesma equação, h.c² e fizer a tripla integração, só que em vez de fazer mais infinito, menos infinito, eu trabalho com as equações de geometria analítica, das elipses que estão aqui formadas. (...) Ele é holográfico. Quer dizer que dentro Dele tem todas as vidas que vocês tiveram, e que vocês vão ter”. Por fim, despede-se do público deixando um recado de esperança: “Nós estamos ligados ao Universo. E como ele é holográfico, a comunicação pode ser instantânea. Os físicos chamam isso de ‘fenômenos da não localidade’. Todos estão ligados, não só aqui entre si, mas também com o infinito, com as estrelas, com os antepassados de vocês, com todos os animais da Natureza. E isso é o maior milagre da vida”. _________________________________ *¹Albert Einstein — Formulou a Teoria da Relatividade Geral, apresentando uma nova visão dos fenômenos gravitacionais, o que trouxe a noção de que não existem movimentos absolutos no Universo, mas, sim, relativos. O seu postulado pôs por terra a geometria euclidiana de um Universo plano, nem o tempo é absoluto, os dois combinam em um espaço-tempo curvo. É autor da mais importante equação do século: E = mc² (energia, “E”, é igual à massa, “m”, multiplicada pelo quadrado da velocidade da luz, “c²”), com a qual massa e energia permutam. Um dos empregos da fórmula foi na energia nuclear. *² Constante de Planck — É o nome dado aos resultados obtidos pelo físico teórico Max Planck (1858-1947) ao explicar a medida da intensidade da radiação emitida pela curva do espectro do corpo negro, com a qual pode-se estabelecer o valor de uma nova constante universal. Para tanto, precisou postular que as trocas de energia ocorrem de modo descontínuo, em “pacotes” indivisíveis. Planck chamou esses pacotes de “quanta” de luz. Hoje, eles são conhecidos como “fótons”, as “partículas” da luz. Com essa novidade, ele fundava a Teoria Quântica. Essa tese daria seus primeiros resultados concretos anos depois, permitindo a Einstein elucidar o fenômeno fotoelétrico. Março de 2005 19
  20. 20. [Terceiro Setor] Construindo pontes ONGs reúnem-se, na LBV, para discutir cumprimento das Metas do Milênio da ONU. (por Marta Trigueiro e Natália Lombardi) “A Daniel Trevisan Daniel Trevisan Elias Paulo RMTV lcançando as Metas de Desenvolvimento do Milênio: progresso feito, desafios e oportunidades” foi o tema do encontro promovido pela Legião da Boa Vontade no último dia 15, em São Paulo/SP, do qual participaram representantes de organizações da sociedade civil, de lideranças comunitárias e de instituições religiosas da cidade, do interior paulista e do Estado de Minas Gerais. O evento abriu a série de outros que ocorrem este ano. No dia 17, foi a vez do Rio de Janeiro/RJ sediar mais um Espiritualidade Ecumênica na promoção de valores éticos, acontecimento que, na seqüência, responsabilidade, respeito e cidadania. terá lugar em Brasília/DF e em vá- “Se cada um tivesse um pouco as sugestões de afeto e se espelhasse no queTodasencaminhadoestão sendo reunidas num documento rias outras cidades brasileiras e da será aos poderes constituídos. O relatório América Latina. Paiva Netto, teríamos hoje servirá de contribuição também ao Conselho Econômico e A LBV lançou a Rede Sociedade um país bem melhor. Porque Social das Nações Unidas (Ecosoc), durante a Reunião de Solidária com o objetivo de sensibia obra feita na LBV deve ser Alto Segmento, a ser realizada em julho deste ano, em Nova lizar e mobilizar regionalmente a soYork, EUA. ciedade em prol do cumprimento dos levada por cada um de vocês Deocleciana Ferreira Objetivos de Desenvolvimento do que arregaçam as mangas Ecumenismo e eficiência — “A LBV saiu na Milênio (ODMs) até 2015. De forma para trabalhar com amor, com frente, é a mãe do Ecumenismo”, afirmou o bispo Dom ecumênica, igualitária e democrática, afeto (...).” Wagner Perez Rodrigues, tendo a Solidariedade como fator representando a Diocese conciliatório, as organizações são Rita Paixão, Subsecretária Estadual da Ação da Igreja Católica Aposconvidadas a trocar experiências em Social do Rio de Janeiro. tólica Brasileira e a Ação suas ações sociais e formar parcerias Social Filhos de São para o desenvolvimento sustentável Carlos do Brasil, durante da sociedade. “O nome da rede foi a reunião. “Nela encontro todas as religiões, inspirado numa antiga e pioneira campanha lançada pelo todas as classes, cada qual com suas experiPresidente da LBV, José de Paiva Netto, na qual todos José Gonsales ências e verdades. Por isso, aqui é uma troca somos conclamados a manifestar nossos valores mais de experiências, verdades. O Espírito Santo Dom Wagner Perez (C) e Dom Ivan elevados por meio de ações que contribuam para um mundo de justiça, solidailuminou esse encontro maravilhoso”, disse Dutra (D) observam, acompanhados riedade e paz”, explicou o representante da LBV, Danilo Parmegiani. o bispo, que finalizou: “Quero parabenizar a por Marcelo Rafael, a maquete do Lar Em São Paulo, o Coral Ecumênico Infantil LBV, composto por crianças LBV pela grande iniciativa e pelos 55 anos em e Parque da LBV, em Glorinha/RS. atendidas no Instituto de Educação José de Paiva Netto, fez a abertura oficial da que está à frente, com o Ecumenismo. Porque solenidade, recepcionando os presentes com canções que falam de Paz e da Naisso é muito importante saber: somos todos irmãos em Cristo”. tureza. A Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de São Paulo, Dom Ivan Dutra de Moraes falou Deocleciana Ferreira, falou sobre os desafios em nome da Diocese da Igreja Católica sociais na capital paulista: “Jamais podemos esBrasileira em Belo Horizonte e da Ação quecer os princípios cristãos que devem inspirar Social Cristo Rei, e fez questão de viajar toda ação social”. A importância da Educação no até São Paulo para prestigiar o acontecicumprimento dos ODMs foi o tema do Diretor de mento. “(...) As instituições que estão aqui Orientação Técnica Pedagógica, José Gonsales, representam essa vontade de trabalhar em e o economista e especialista em Terceiro Setor, rede. O serviço da LBV é realmente uma Sérgio de Oliveira, apresentou sugestões práticas inspiração do Espírito Santo, uma ilumie bem-sucedidas de trabalhos em rede. nação. É o que precisamos: as instituições Durante os encontros, as ONGs se reúnem se alinharem em objetivos comuns. E esta em grupos de trabalho, de acordo com o campo Rede da Sociedade Solidária da LBV prode atuação. Cada um apresenta suas atividades e porciona uma eficiência maior”, declarou faz recomendações para o cumprimento dos Obo bispo. jetivos do Milênio. Um dos pontos importantes Pedro Perez, Coordenador de Proabordados pelos participantes foi a vivência da Coral Ecumênico Infantil LBV apresenta-se no evento. jetos do Instituto Qualivida, destacou a 20 Março de 2005
  21. 21. Daniel Trevisan Daniel Trevisan Reprodução RMTV Daniel Trevisan Reprodução RMTV Simone Barreto “A LBV, pela ação do demonstração de tolerância e companheiação mediadora da Obra: “Sozinho, ninguém tem Irmão Paiva Netto, é rismo, ao congregar todas as religiões pelo a possibilidade de gerar amor ao próximo e trabalhar para aqueles a grande prática da sucesso, que depende da que mais necessitam. A LBV, pela ação do observância desses solidariedade das pessoIrmão Paiva Netto, é a grande prática da as. A LBV tem sucesso oito tópicos do Terceiro observância desses oito tópicos do Terceiro porque as pessoas têm Milênio, dados pela ONU, que ela já faz Milênio, dados pela prazer de se integrar a esse desde o seu nascedouro. Paiva Netto deu ONU (...).” trabalho, por ver que ele uma nova dimensão ao trabalho iniciado tem produção lá na frente, por Alziro Zarur. Hoje a LBV se encontra César Bastos César Bastos, da Secretaria de Justiça e Direitos do Cidadão do torna públicas essas sugestões ao em todo o território nacional e em seis ouEstado do Rio de Janeiro. levá-las para a ONU, faz com que tros países, dando a mesma demonstração a nossa auto-estima melhore, com de afeto, amor, companheirismo, que é a que a gente sinta satisfação. Isso é idéia inicial da Legião da Boa Vontade”. muito importante que aconteça, essa visibilidade, essa A tradição cigana esteve presente ao encontro Rede transparência”. Sociedade Solidária, na pessoa de Mirian Itanescon Batuli, Presidente da Fundação Santa Sara Kali. “Eu vim Responsabilidade com a cidadania — O ao evento porque comungo com a idéia do Paiva Netto e Rio de Janeiro foi a segunda cidade a aderir à Rede. do saudoso Alziro Zarur, de que todos somos iguais, não Ocorreu na capital fluminense o prosseguimento da só perante a lei, mas principalmente perante Deus. Fico Rita Paixão Pedro Perez iniciativa, com a reunião que se realizou no Centro muito gratificada com o convite para participar desse Educacional, Cultural e Comunitário da Legião da Boa evento, no qual há organizações não-governamentais, temos que nos unir. Eu represento a etnia cigana, sou Vontade, no bairro de Del Castilho. Os palestrantes, no dia 17, foram a Subsecretária Estadual da Ação Social Delegada Nacional de Direitos Humanos, defendendo o do Rio de Janeiro, Rita Paixão, e César Bastos, da Secretaria de Justiça e meu povo. (...) Estou muito feliz de vir a somar com Paiva Netto e com a LBV, porque acho que independentemente Direitos do Cidadão do Estado do Rio de Janeiro. A subsecretária Rita Paixão enumerou alguns programas governamentais de religião, de credo ou de raças, todos os caminhos, que têm contribuído para diminuir a fome e a miséria, atendendo a muitos in- quando trilhados com amor, nos levam a Deus. (...) O divíduos que migram de outros Estados para o Rio. Segundo Rita, no entanto, que amo na LBV é essa união de todas as religiões, isso a concretização das metas da ONU depende de uma parceria da sociedade que mais me chamou a atenção, até porque luto também Mirian Itanescon Batuli como um todo: “Todo mundo tem capacidade, só precisa de uma chance. contra a discriminação religiosa”, conclui. O que falta para aquele cidadão reconstruir a sua cidadania é alimentação, amor, carinho, estar ao lado dele. Isso é um problema não só do governo, Nota da redação — A Legião da Boa Vontade agradece a presença de tomas de todos nós que temos um pouquinho de parcela para ajudar. Se cada das as organizações não-governamentais que estão aderindo à Rede Sociedade um tivesse um pouco de afeto e se espelhasse no Paiva Netto, teríamos hoje Solidária. A lista completa com os nomes dessas instituições está publicada um país bem melhor. Porque a obra feita na LBV deve ser levada por cada no site www.lbv.org.br. um de vocês, que arregaçam as mangas para trabalhar com amor, com afeto. Quero homenagear o jornalista José de Paiva Netto, que essa semente plantada pelo saudoso Alziro Zarur já se tornou uma grande árvore que é a LBV, que fez agora 55 anos em janeiro”, disse. César Bastos ressaltou que “ao invés de trabalhar de forma isolada, a função da Rede é trocar experiências positivas, as melhores práticas que cada um já atingiu, que já absorveu pela sua experiência e, nessa troca, todos se enriquecem”. Para ele também o universalismo da Instituição é essencial: “(...) A LBV foi sempre o exemplo do Ecumenismo, da (1) Rodrigo Bosso Gallo, aluno do Instituto de Educação da LBV, em São Paulo/SP, expõe no evento a visão da Juventude Legionária quanto aos temas abordados no encontro. (2) Participantes discutem importância de ONGs no cumprimento das Metas do Milênio da ONU. Março de 2005 21
  22. 22. Renato Azeredo Nos Pampas Cultura gaúcha preserva a Natureza e constrói a Paz Site Inema D izem os costumes que todo gaúcho da terra tem de tomar chimarrão e fazer uma boa churrascada. Mas a tradição vai além: andar a cavalo pelo interior do Estado, com o objetivo de valorizar a Natureza e a preservação das belas paisagens naturais naquela região, está cada vez mais presente na Cultura do Rio Grande do Sul. Antigamente, apenas os mais experientes participavam dessas atividades, conhecidas como cavalgadas. Hoje, é tudo A bandeira da LBV carregada pelo radialista Huma bem diferente. Não é preciso ter idade mí- berto Cassuriaga durante a 21 Cavalgada do Mar, uma tradição que se repete há 7 anos. nima, nem máxima, o que tornou maior a abrangência do evento que hoje é considerado o maior festival de homens e mulheres andando a cavalo no mundo. Nas edições recentes, percebe-se um aumento no número de habitantes nas grandes cidades e procuram no interior um pouco de Paz. Em busca dessa tranqüilidade, uma expedição partiu dia 12 de fevereiro, da cidade de Torres, com o objetivo de trilhar 250 km no litoral norte para chegar, no dia 20 do mesmo mês, em Palmares do Sul. É a Cavalgada do Mar, que está na edição no 21, organizada pelo apresentador de televisão Vilmar Romera. Também conhecido como Cavalgada da Paz, este encontro reuniu diversas Entidades, assim como a LBV, representada por Humberto Cassuriaga, que, na ocasião, foi também repórter da Rede Boa Vontade de Rádio (AM 1300 kHz). O grupo que ele participa, chamado Sentinela das Leis, está localizado em Porto Alegre/RS, que tem como Coordenador Geral, o Dr. Luis Eduardo Amaro Pellizzer, Patrão, Dr. Fernando Casagrande da Rocha e Coordenador Administrativo Financeiro, Paulo Roberto Costa Pitte, e foi formado com intuito de divulgar a tradição gaúcha confraternizando pessoas de todos os segmentos da sociedade. Neste piquete participam ainda jornalistas, advogados, empresários e estudantes. Por onde esse grupo passa, chama atenção por um aspecto: a bandeira da LBV, na qual se encontra, em destaque, a frase “Paz na Terra aos de Boa Vontade”. O empresário Armando Fraga da Rocha expressou seu sentimento de alegria ao ver o estandarte da LBV e pediu para carregá-lo durante um trecho do percurso. “Para mim, foi uma grande satisfação carregar a bandeira da LBV, que representa a Paz, a saúde e a amizade”, afirmou. Uma entrevista com o repórter Cassuriaga foi publicada pelo Inema — Site de Aventuras (www. inema.com.br), no texto intitulado “21a Cavalgada do Mar — OAB e LBV”. A matéria traz várias fotos do acontecimento e destaca: “Humberto é radialista e apresentador do programa Sentinela dos Pampas, da Rádio AM 1300 de segunda a sexta-feira, das 7 às 8 horas da manhã. Segundo ele, a Radio AM 1300 é uma das integrantes da Rede Boa Vontade de Rádio que está em diversas capitais brasileiras e inclusive América do Sul”. “Cassuriaga é considerado o repórter a cavalo da Rede Boa Vontade de Rádio, pois ele divulga boletins diários sobre os locais, onde estão os cavaleiros e algumas notícias sobre a Cavalgada.” [R.O.] 22 Março de 2005 João Preda Pirâmide da LBV Local de Serenidade O advogado da Unidade de Articulação da Sociedade Civil e Direitos Humanos do Ministério da Saúde, Dr. Marcelo Turra, Dr. Marcelo Turra, da Unidade de Articulação da Sociedade Civil e visitou o Templo da Boa Vontade Direitos Humanos do Ministério da (TBV). Na oportunidade, partici- Saúde. pou das gravações do programa Brasil Democrático, da Rede Mundial de Televisão, no qual falou sobre o tema Direitos dos Portadores de HIV/AIDS e as Políticas dessa área do Ministério da Saúde. Ele disse que sempre quis conhecer o monumento mais visitado da capital federal e aproveita para tomar da Água da Fonte Sagrada: “Desde quando morava do Rio de Janeiro, antes de vir para Brasília, sempre tive uma curiosidade muito grande de conhecer o TBV. Logo no meu segundo dia de vinda aqui em Brasília, eu vim visitar o Templo e nunca mais deixei de aparecer por aqui, porque me dá muita tranqüilidade, muita Paz. Certamente, as pessoas vindo para cá vão sair muito mais serenas”, afirmou. Ator da Rede Globo visita o Templo da Paz O ator Gilbert Stein, da Rede Globo de Televisão, visitou na tarde de 2 de março o Templo da Boa Vontade – TBV (SGAS, 915, Lotes 75/76). Ele participou de várias novelas e minisséries, a exemplo de Esperança e, do trabalho mais recente, em Mad Maria. Nascido no Cairo/Egito, Stein encantou-se com a Sala Egípcia, um dos ambientes do TBV, onde permaneceu longo tempo contemplando a decoração e as réplicas Ao passar pela Fonte dos objetos usados na região. No centro Sagrada, Gilbert Stein da Pirâmide, apresentou uma canção encheu garrafas de água em aramaico, que transmitia a seguinte para levar para sua mensagem: “Que o mundo tenha muita família. No momento da esperança e que a paz esteja convosco, foto, o ator tem em mãos a revista BOA VONTADE Amém”. o O ator ficou admirado com a ideologia edição n 189. ecumênica do TBV. “Se você tiver Deus dentro do seu coração, não importa o nome Dele, não importa como Ele é materializado e sim, você acreditar numa coisa superior. (...) Desejo a todos que continuem acreditando em Deus e acreditando no trabalho, na fé e tudo vai melhorar”, destacou. Na entrevista, Stein lembrou-se de quando conheceu o dirigente da LBV. “Tive o prazer de conhecer, na Avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro, José de Paiva Netto. Que figura simpática! Que transmite muita alegria, paz, amor!”. O ator aproveitou a oportunidade para deixar uma mensagem pela passagem do aniversário do construtor do TBV. “64 anos de vida... desejo-lhe mais 64! Que você, Paiva Netto, tenha realmente muita alegria junto de sua família e que continue fazendo esse trabalho ecumênico, porque é maravilhoso, independe deste ou daquele, mas, sim, de Deus”, enfatizou o ator. Arquivo BV [Variedades] NOTÍCIAS DE BRASÍLIA
  23. 23. [Notícias do Brasil] Intercâmbio Semana T emática no DF Fotos: Derli Francisco Fotos: João Preda Florianópolis/SC — O advogado Paulo Minardi visitou o Centro Comunitário e Educacional da LBV em Florianópolis, capital catarinense, e aproveitou a ocasião para levar suas amigas da Inglaterra, as Veronica Wilson Maya Khera professoras Veronica Wilson e Maya Khera, atendendo a um pedido feito por elas para conhecer uma ONG brasileira. Recepcionadas pelo Coral Ecumênico Infantil da Instituição, as professoras ficaram encantadas com o trabalho realizado. A educadora Maya afirma que “neste pouco tempo que passei aqui, já deu para sentir o clima”. Na opinião dela, “as professoras são felizes e amáveis e as Paulo Minardi crianças são lindas, sorriem e querem conversar muito com a gente; querem saber as diferenças entre o Brasil e a Inglaterra. São muito inteligentes e têm muita energia. Gostei muito daqui”. Brasília/DF — Aceitando a um convite feito pela Universidade Católica de Brasília, Padre José o Coral EcumêniRomualdo co da LBV abriu Degasperi a Semana Temáti- Aplaudido de pé, o Coral Ecumênico LBV apreca, um evento que senta-se na abertura da Semana Temática da ocorreu entre 7 e Universidade Católica de Brasília. 12 março na capital federal com o tema “A Construção de uma Cultura de Paz na Ótica da Ciência da Religião, Antropologia da Religião e Ética”. O Padre José Romualdo Degasperi, Próreitor de Extensão, fez a abertura do encontro e destacou a performance dos integrantes do Coro, que foi convidado para Marina Krieger encerrar o acontecimento. Conhecida por seu trabalho de valorização do Ser Humano, a Legião da Boa Vontade foi convidada para compor a mesa de debates. Na ocasião, Marina Krieger apresentou as campanhas de Cultura de Paz desenvolvidas pela Instituição. Esporte sem violência Parceiras de sucesso Agora São Paulo divulga odontoteca da LBV Fotos: Marina Figueiredo Nilton Figueiredo Derli Francisco Natal/RN — O Secretário de Esporte e Lazer do Rio Grande do Norte, Nilton Figueiredo, convidou a LBV para participar do Campeonato Estadual de Futebol 2005 com a Campanha pioneira da Instituição: Esporte é Vida, não violência!, que foi divulgada durante os jogos da competição. Arquivo BV Blumenau/SC — Durante o lançamento da semana da Ação Mulher, em Blumenau/SC, o Secretário Municipal de Assistência Social, Mário Hildebrand, visitou o estande da LBV para conhecer um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido pela Legião da Boa Vontade, desde a década de 1980, no município. Mário Hildebrand Em entrevista, Hildebrand falou a respeito da proposta das parcerias entre o poder público e as organizações não-governamentais. “O Governo de Blumenau entende que as ONGs, entre elas a LBV, têm um papel importante na construção e na articulação de uma rede de políticas públicas de atendimento à população, e aí entra o espaço ideal, que é onde, neste governo, vamos fortalecer. Instituições como a LBV serão nossas grandes parceiras no atendimento à população vítima de violências.” São Paulo — O jornal, da Empresa Folha da Manhã Ltda., publicou na edição do dia 8 de março, na seção “Dicas Agora”, p. A-13, reportagem da jornalista Priscila Pastre, intitulada “Saiba onde tratar os dentes de graça”. Em quadro ilustrativo da matéria, a repórter aponta vários órgãos que prestam atendi- A Odontoteca percorre as comunidades de baixa mento odontológico renda da capital paulista. à população de São Paulo e do interior paulista, a exemplo do projeto Odontoteca LBV, desenvolvido pela Legião da Boa Vontade para crianças e adolescentes de 3 a 16 anos provenientes de comunidades de baixa renda. Parabéns, Pascale! (Por Marta Trigueiro) O jornalista J. Pascale recebeu os cumprimentos da Legião da Boa Vontade pela passagem de seu aniversário natalício, comemorado em 26 de fevereiro. Na oportunidade, representantes da Instituição presentearam-no com o CD A Face de Deus é o Amor, de autoria do compositor Paiva Netto. Pascale agradeceu o carinho, acrescentando ter certeza de que aquelas composições ele- vadas lhe farão muito bem à Alma. Também enviou um grande abraço ao dirigente da LBV, ao qual diz ser muito grato pelo apoio sempre recebido. Durante a visita, o jornalista ainda comentou que sua filha, Taís, de 8 anos, utilizou para pesquisa, em um dos trabalhos escolares sobre a Paz, o livro Reflexões da Alma, de Paiva Netto — obra essa que, por sinal, sempre lê. Março de 2005 23
  24. 24. [Notícias do Brasil] Dia do Esporte Atletas visitam Centro Comunitário da LBV no Recife e são homenageados O Fotos: Vânia Besse Dia do Esporte, codo Santa Cruz, Osmar, memorado todo 19 disse: “É uma satisfação de fevereiro, enseja enorme estar aqui hoje uma data de valorina LBV, ver essas crianzação por aqueles que fazem da ças bem cuidadas e com vida um ato de superar obstáculos uma expectativa de vida e o próprio limite humano. Uma no futuro, serem cidatarefa que recebe reconhecimendãs, situação que muitas to de muitos, haja vista o número não têm em nosso País. de torcedores que acompanham Ganhei o dia, e fiquei as competições. As crianças muito feliz de poder atendidas pelo programa LBV: A paratleta medalhista de ouro Suely conhecer melhor as atiCriança — Futuro no Presente! Guimarães recebe o carinho das vidades da LBV que há prestaram uma homenagem à crianças da LBV. 55 anos desenvolve um paratleta Suely Guimarães e jotrabalho importante com gadores de futebol do Náutico e as crianças formando Santa Cruz, no Recife/PE. verdadeiros cidadãos”. Logo no início da visita ao Ao término da conCentro Comunitário e Educaciofraternização, as crianças nal da Legião da Boa Vontade convidaram os jogadona capital pernambucana (Rua res de futebol para uma dos Coelhos, 219, Boa Vista, breve partida. O goleiro tel.: (81) 3413-8600), os atletas do Náutico Nilson foi O goleiro Nilson, do Náutico, ladeado foram surpreendidos pelo Coral escalado por elas para o Ecumênico Infantil da Instituição. pelo lateral Osmar (E) e pelo zagueiro time. “Estou lisonjeado A medalhista nas Paraolimpíadas Roberto, ambos do Santa Cruz receberam pela homenagem que em Atenas 2004 ficou comovida lembranças dos alunos da LBV. recebi aqui na LBV. Essa durante a apresentação da música alegria das crianças, que Mérito à Solidariedade cantada é verdadeira, nos contapelos integrantes do Coral. “Foi gia. (...) Estou muito feliz emocionante saber que temos em comprovar o trabalho aqui no Recife um trabalho tão que a Instituição desenimportante em prol da cidadania volve com as crianças e das crianças, como esse da LBV. os pais dessa garotada, a Se cada um de nós doar um Terceira Idade, os jovens pouquinho teremos um futuro na capacitação profismelhor. Para mim, essa home- Goleiro Nilson, do Náutico, diverte-se sional (...). Convido a nagem foi uma emoção diferente com a garotada do programa da LBV: todos a visitarem a LBV das que até hoje recebi. O carinho Criança — Futuro no Presente! e tenham essa disposição fervoroso e a atenção que recebi em ajudar esse trabalho das crianças é verdadeiro”, comentou. sério e tão importante, para o qual nós temos de tirar Roberto, zagueiro do Santa Cruz, também expres- o chapéu e bater palmas”, declarou. sou seu sentimento ao ver as atividades desenvolvidas “Foi emocionante saber que pela Obra. “Fui muito bem-recebido por essas crianças e senti o acolhimento de cada uma delas.” Para ele “é temos aqui no Recife um trabalho de fundamental importância esse trabalho da LBV tão importante em prol da direcionado aos pequeninos menos favorecidos. (...) cidadania das crianças, como É importante dar uma parcela de contribuição a esta entidade maravilhosa que há 55 anos trabalha, lutando esse da LBV.” para que tenhamos homens no futuro”. Peças de artesanato confeccionadas pela garotaSuely Guimarães, Medalha de Ouro e da durante a Oficina dos Arteiros foram entregues recordista mundial nas Paraolimpíadas aos atletas. Ao receber o presente, o lateral direito em Atenas 2004. 24 Março de 2005

×