Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento

6,539 views

Published on

Apresentação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Clelio Campolina, durante a reunião do Conselho de Ciência e Tecnologia e Mobilização Empresarial pela Inovação, realizada nesta quarta (25), no Palácio do Planalto.

Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento

  1. 1. Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento Elevar o patamar e o impacto da CT&I no Brasil
  2. 2. Políticas de educação, ciência, tecnologia e inovação no Brasil na última década  Ampliação e aperfeiçoamento da educação básica (maternal, fundamental e média)  Novos sistemas de avaliação (ENEM) e acesso (SISU e cotas) ao ensino superior  Expansão e acesso ao ensino superior e técnico: REUNI, PROUNI, FIES, novos IFETs, PRONATEC e expansão do Sistema S  Programa CsF (101.000 bolsas em três anos)  Expansão da pós-graduação  Bolsas de produtividade e chamadas públicas: Universal, INCT, Pro-Infra  IV CNCT, ENCTI, Comissões CCT  Política de fomento e financiamento (BNDES/FINEP): Inova Empresa  EMBRAPII Plataformas como complemento e avanço: articulação da ciência e da tecnologia com as empresas
  3. 3. Programa de Plataformas do Conhecimento Plataformas são arranjos público-privados, que articulam competências com base em uma infraestrutura de CT&I de última geração, com instituições de pesquisa e empresas. As Plataformas serão estruturadas pela lógica da resolução de problemas, orientadas pela demanda de interesses estratégicos do País. Deverão gerar conhecimento, produtos e processos com alto impacto na CT&I, na vida das pessoas e do País.
  4. 4. O que o mundo faz: EUA – 45 Innovation Hubs China – 16 Mega-projetos tecnológicos Europa – 40 Plataformas Tecnológicas
  5. 5. Características das Plataformas Reunir lideranças científicas nacionais e estrangeiras para garantir gestão e cooperação Assegurar recursos e viabilizar pesquisa de fronteira Selecionar base institucional para ancorar consórcios de centros, ICTs, empresas Regime especial de contratação de pessoas e de Compras 10 anos Avaliação sistemática por metas, como condição para continuidade de financiamento
  6. 6. Plataforma limitação geográfica contratos Empresa Empresa Empresa Empresa ICT ICT ICT Liderança Científica ICT Instituição Gestora Empresas Empresa Arranjo institucional LIDERANÇA ORGANIZACIONAL Instituição de direito privado voltada ao gerenciamento dos recursos e pessoas para o atingimento das metas ICT LÍDER Instituição à qual a Liderança Científica pode estar vinculada. Capaz formar RH e de dar suporte científico de referência ao projeto. LIDERANÇA CIENTÍFICA Pesquisador de referência capaz de mobilizar recursos e pessoas para pesquisa de fronteira. EMPRESAS Instituição responsável, desde o início, por inserir os produtos desenvolvidos pela plataforma no mercado. Instituições de fomento e financiamento: CNPq, CAPES, BNDES, FINEP
  7. 7. Áreas e oportunidades estratégicas EnergiaAgricultura Saúde Amazônia Aeronáutica Naval e equipamentos submarinos Manufatura Avançada TICsEm 10 Anos Até 20 Plataformas do Conhecimento DefesaMineral
  8. 8. PROCESSO SELETIVO Lideranças científicas e articulação empresarial serão fundamentais para a consistência e gestão das Plataformas Seleção das Plataformas Chamadas Públicas Julgamento e Contratação Avaliação e Acompanhamento
  9. 9. Governança e Implementação ICTs – Empresas Instituições Executoras Instituições de Apoio Ministério das Comunicações Ministério das Cidades Ministério de Minas e Energia Ministério da Defesa Ministério da Saúde Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Ministério da Educação Ministérios Parceiros Instituições de Fomento e Financiamento INSTITUTOS SENAI DE INOVAÇÃO - ISI INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA - IST Comitê Gestor: CC + MCTI/MDIC/MEC/MPOG/MF Comitê Técnico: MCTI/MEC/MDIC + Ministérios temáticos Governança
  10. 10. Exemplos: Saúde: Energia: Medicamentos Vacinas ServiçosEquipamentos Petróleo Engenharia básica Bioenergia
  11. 11. Exemplos: Agricultura: Aeronáutica: Melhoramento genético Medicamentos e vacinas Mudanças climáticas Agricultura de precisão Avião verde VANTs KC-390 FX-2
  12. 12. Exemplos: TICs: Manufatura avançada: Amazônia: Defesa cibernética Cidades inteligentes Banda larga Automação Robótica Monitoramento e vigilância da Amazônia Análises climáticas Bioeconomia
  13. 13. Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento Elevar o patamar e o impacto da CT&I no Brasil

×