Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras

5,287 views

Published on

O filósofo suíço Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) publicou em 1762 "Emile ou De L'education. Esta obra revolucionou a pedagogia a partir de então. Trata-se de um romance pedagógico que conta a educação de Emílio, um aluno hipotético, nobre e rico, do seu nascimento até o seu casamento. A obra está dividida em 4 tomos e foi publicada em Amsterdã pela livraria de Jean Néaulme (1694-1780).

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras

  1. 1. Emile ou de l'education Jean-Jacques Rousseau 1764 SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS
  2. 2. Emile ou de l'education Datada de 1764 a obra Emile ou de l'education de Jean-Jacques Rousseau, pertencente à Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul é dividida em quatro tomos. Foi publicada em Amsterdã, capital holandesa, pela livraria de Jean Néaulme (1694-1780). Este era um importante editor europeu do período e que publicava, em sua maioria, obras francesas para o mercado internacional. SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS
  3. 3. Emile ou de l'education Publicados apenas dois anos depois da edição original, os quatro tomos disponíveis na seção de Obras Raras apresentam-se muito bem conservados, apesar de passados mais de 250 anos desde sua impressão! Neles, Rousseau expôs suas teorias inovadoras acerca da concepção da educação. SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS
  4. 4. Emile ou de l'education O filósofo suíço Jean- Jacques Rousseau (1712-1778) publicou em 1762 Emílio ou Da Educação. Esta obra revolucionou a pedagogia a partir de então. Trata-se de um romance pedagógico que conta a educação de Emílio, um aluno hipotético, nobre e rico, do seu nascimento até o seu casamento. SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS
  5. 5. Emile ou de l'education Acreditando que todo homem nasce bom e que é a sociedade que o corrompe, Rousseau afirma que é preciso partir dos instintos naturais da criança para desenvolvê-los. Desse modo, seu principal objetivo era evitar que a criança se tornasse má durante seu percurso até a vida adulta. Para tanto, o filósofo acreditava que a criança deveria ser criada no campo, distante das cidades para não reproduzir os vícios destas. SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS
  6. 6. Emile ou de l'education Assim, sua forma de educação pretendia desenvolver na criança a formação não apenas do intelecto, mas a educação do corpo, da moral e da individualidade. Afirmava que a curiosidade e o desejo de aprender deveria surgir da criança e não do seu tutor ou pais. A criança, desse modo, teria um tempo certo para aprender. SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS
  7. 7. Emile ou de l'education Para Rousseau a criança deveria ser entendida em sua complexidade e individualidade. Afirmava que quem separava o adulto da criança era a educação. Desse modo, Rousseau inovou em sua época ao valorizar a criança como criança de fato e não como um pequeno adulto. A educação, afirmava, seria o principal meio de valorizá-la. Por essas ideias inovadoras, Rousseau é considerado o pai da Pedagogia moderna, uma vez que ele realmente levou a sério a criança e reconheceu a importância desse estágio para o seu desenvolvimento. SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS
  8. 8. ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emile ou de l'education. Amsterdam, NE: Chez Jean Néaulme, 1764. 4 v. Fontes e Links: http://parquedaciencia.blogspot.com.br/2013/08/resenha-da-obra-emilio-ou-da-educacao.html http://historiadaeducacao2.blogspot.com.br/2011/01/resumo-da-obra-emilio-ou-da-educacao.html http://brasilescola.uol.com.br/filosofia/a-educacao-no-emilio-rousseau.htm http://www.oxfordreference.com/search?assoc=10.1093%2Fo%2Fauthority.20110803100226617&btog=chap http://data.bnf.fr/12261115/jean_neaulme/ SISTEMADEBIBLIOTECAS-SEÇÃODEOBRASRARAS Texto elaborado por: Fernando Sorgetz da Rosa Revisão e Colaboração: Ana Guimarães Pereira Editoração: Paula Fernanda Fedatto Leal

×