Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Newsletter 4 * Barreiras de Acesso

Newsletter sobre barreiras comerciais às exportações brasileiras.

  • Login to see the comments

Newsletter 4 * Barreiras de Acesso

  1. 1. 1 Rua Joaquim Floriano, 397 – 2°andar, Itaim Bibi. São Paulo – SP. contato@barreirasdeacesso.com.br - Tel. (11) 2925-8074 Newsletter 4  Barreiras de Acesso Agosto de 2018 Várias novas barreiras comerciais foram criadas desde abril de 2018, a maioria delas foram devido às reações de governos que foram prejudicados pelas barreiras comerciais impostas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Ele elevou as alíquotas tarifárias de centenas de produtos de origem da China e da União Europeia. Tais países reagiram, listando vários produtos norte-americanos que também seriam sobretaxados. Especialistas acreditam que isso possa ser o início de uma guerra comercial. O Brasil também sofreu devido à imposição de barreiras comerciais para determinados produtos agrícolas, notadamente a carne de frango na China e na União Europeia, e o açúcar na China. O website Barreiras de Acesso (www.barreirasdeacesso.com.br) centraliza as barreiras comerciais, principalmente as não-tarifárias, que dificultam ou impedem as exportações brasileiras. Utilizando fontes nacionais e internacionais, assim como informações fornecidas por exportadores, organizamos as informações e as inserimos no banco de dados do site. Mais detalhes sobre o website estão disponíveis na página ‘Sobre o site’. Notícias sobre o site Projeto: nossa mantenedora, Acesso Internacional, foi contratada por em entidade empresarial do setor agrícola para analisar dezenas de barreiras comerciais aplicadas às exportações agrícolas brasileiras em vários países. Tratam-se de exigências técnicas, medidas sanitárias e fitossanitárias, entre outras, que dificultam ou impossibilitam as exportações agrícolas brasileiras. Após a conclusão do projeto, algumas dessas barreiras serão inseridas no banco de dados do Barreiras de Acesso. Fomos contatados por uma entidade empresarial da Colômbia interessada no website Barreiras de Acesso, solicitando para elaborarmos um website semelhante para o setor dessa entidade. Em breve iremos desenvolver esse novo site, assim como orientá-los no método de coleta de dados e análise de barreiras comerciais. Ficamos contentes que nosso site tenha servido como modelo para outras plataformas semelhantes. Novas barreiras: Inserimos detalhes sobre algumas barreiras comerciais existentes no site e adicionamos algumas novas barreiras. Atualmente os bancos de dados têm: 94 Barreiras Regulatórias Impeditivas 82 Exigências Técnicas/Sanitárias & Outras Barreiras
  2. 2. 2 Rua Joaquim Floriano, 397 – 2°andar, Itaim Bibi. São Paulo – SP. contato@barreirasdeacesso.com.br - Tel. (11) 2925-8074 Os dados referem-se a diversos produtos dos seguintes países: África do Sul, Argentina, Austrália, Canadá, China, Colômbia, Coréia do Sul, EFTA, Estados Unidos, Índia, Indonésia, Japão, México, Tailândia, Singapura, União Europeia, Venezuela e Vietnã. Notícias sobre iniciativas Roadshow de Capacitação O MDIC e a CNI iniciaram um ‘Roadshow de Capacitação sobre Barreiras Comerciais e aos Investimentos’. O roadshow iniciou-se no dia 31 de julho e já passou pelas Federações de indústria de São Paulo e do Rio de Janeiro, e irá passa pelas seguintes cidades: Florianópolis, Porto Alegre, Goiânia, Salvador, Belo Horizonte e Manaus. Foram apresentadas um manual sobre o tema e o SEM Barreiras, um canal de diálogo com o governo federal, para tratar de medidas externas que dificultam o acesso de exportações brasileiras aos mercados internacionais. É salutar esse esforço, pois sabe-se que grande parte do setor privado tem dificuldades em identificar barreiras comerciais, assim como entender quais medidas são possíveis de serem adotadas. Coalizão Empresarial para Facilitação de Comércio e Barreiras (CFB) A CNI lançou no dia 6 de agosto a Coalizão Empresarial para Facilitação de Comércio e Barreiras (CFB). A coalizão reúne representantes do governo e do setor privado para discutirem as barreiras comerciais que impactam as exportações brasileiras, assim como questões de facilitação do comércio exterior brasileiro. “De acordo com cálculos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apresentados pela CNI, o País deixa de vender cerca de 14% do volume de exportações por ano por causa de barreiras técnicas e fitossanitárias, o que corresponde a perdas de cerca de US$ 30,5 bilhões (Estadão, 6/8/18).” Tais valores reforçam a necessidade de monitorar, analisar e questionar as barreiras que dificultem ou impedem as exportações brasileiras. Notícias sobre a guerra comercial A Guerra Comercial de Trump: evolução e impactos A política do presidente Trump tem gerado cada vez mais conflitos, discussões e alertas aos governos e às empresas do comércio internacional. Conforme as ilustrações a seguir, o número de produtos para os quais as tarifas de importação foram elevadas e o número de países participando dessa guerra estão aumentando. Cada círculo representa um tipo de produto e o tamanho representa o valor de importação (de 2017). Os países são:
  3. 3. 3 Rua Joaquim Floriano, 397 – 2°andar, Itaim Bibi. São Paulo – SP. contato@barreirasdeacesso.com.br - Tel. (11) 2925-8074 Azul: EUA, Vermelho: China, Amarelo: União Europeia, Verde: Canada, Laranja: México. 1° medida (jan’ 2018): Trump impõe tarifas sobre painel solar e máquina de lavar roupa (de todas as origens). 4° medida (mai’ 2018): A União Europeia ameaça retaliar com tarifas aos produtos dos EUA, no valor de US$ 7,1 bilhões. Uma parte das tarifas são implementadas em junho. O Canadá anuncia aplicar tarifas sobre as importações dos Estados Unidos, no valor de US$ 12,8 bilhões. A medida foi implementada no início de julho. 2° medida (mar’ 2018): Trump impõe tarifas sobre aço e alumínio. Inicialmente somente os países do NAFTA estariam isentos, mas após negociações, Brasil, U.E., Japão, Coreia do Sul foram isentos. 5° medida (jun’ 2018): Os EUA e a China tentaram negociar uma solução, porém não tiveram sucesso. Trump anunciou que iria impor mais tarifas, dessa vez sobre US$ 50 bilhões (que foram implementadas no início de julho). A China retaliou com a mesma carta: anunciou que iria impor tarifas sobre US$ 50 bilhões das importações dos EUA (uma parte foi implementada). 3° medida (abr’ 2018): Trump focou as medidas na China, acusando-a de inundar o mundo com metais baratos. A China retalia com tarifas sobre vários produtos dos EUA. Estimativa do valor das importações impactadas: US$ 3 bilhões. 6° medida (jun’ 2018): Os Estados Unidos declara que novas tarifas seriam implementadas, no valor de US$ 200 bilhões. Trump anunciou que iria impor tarifas sobre um montante adicional de US$ 200 bilhões das importações chinesas. Atualmente não existem sinais de trégua entre a China e os Estados Unidos. O prolongamento dessa disputa comercial pode ter um impacto duradouro na economia global. Os mercados foram abalados e as empresas foram forçadas a reestruturarem suas operações nas cadeias produtivas, podendo aumentar os preços para empresas e consumidores.
  4. 4. 4 Rua Joaquim Floriano, 397 – 2°andar, Itaim Bibi. São Paulo – SP. contato@barreirasdeacesso.com.br - Tel. (11) 2925-8074 Notícias na mídia sobre barreiras comerciais As principais notícias publicadas na mídia estão na página de notícias: Trump apoia boicote de motociclista à Harley-Davidson em guerra comercial: link De pão de queijo à carne bovina: países impõem 20 barreiras a exportações: link Receita vê como 'muito positivos' esforços para redução de barreiras comerciais: link CNI lança coalizão contra barreiras comerciais a produtos brasileiros: link CNI propõe mecanismo de investigação de barreiras (MIB) para reduzir barreiras: link Europa barra pescados do Brasil e abre crise no setor: link Estados Unidos e U.E. concordam em negociar para aliviar tensões comerciais: link Beneficiados e prejudicados com caos tarifário de Trump: link Empresários do G-20 divulgam manifesto contra adoção de barreiras comerciais: link Sem opção imediata, México luta para manter Nafta vivo: link Barreiras comerciais não deterão a China: link Guerra comercial entre EUA e China altera mercado mundial de alimentos: link O Trunfo de Trump no Comércio Internacional: link Na OMC, países contestam sobretaxas de Donald Trump: link CNI pede que governo vá à OMC contra perdas de US$ 30 bilhões na exportação: link Blairo Maggi anuncia abertura do mercado da Coreia do Sul para carne suína: link A cerveja que complica o acordo UE-Mercosul: link Una estrategia de inserción inteligente: link UE anuncia embargo de carnes de 20 estabelecimentos do Brasil: link

×