ExpogenéTica 2009

506 views

Published on

Published in: Sports, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
506
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ExpogenéTica 2009

  1. 1. Qualidade, Segurança e Exportação de Produtos Lácteos: Desafios do Polo de Excelência de Leite e Derivados EXPOGENÉTICA 2009  Uberaba - 20/08/2009
  2. 2. Por que um Polo de Excelência de Leite e Derivados em Minas Gerais ?
  3. 4. 75% do leite
  4. 5. Desafio 1: <ul><li>Produtividade e Qualidade </li></ul><ul><li>Muito baixas quando comparadas com os estados do Sul </li></ul>
  5. 6. Produção e Produtividade Estado Milhões L/ano L/vaca/ano MG 7.275,2 1.463 RS 2.943,7 2.221 PR 2.701,0 1.997 GO 2.638,6 1.154 SC 1.865,6 2.321 SP 1.627,4 1.079
  6. 7. Desafio 2: <ul><li>Agregação de Valor </li></ul><ul><li>Micro e pequenos laticínios de produtos artesanais, com baixo valor agregado, elaborados com leite não pasteurizado e de mercado restrito </li></ul>
  7. 8. PIB Agropecuário Mineiro <ul><li>Produção primária 2001-2007: </li></ul><ul><ul><li>Agricultura 3,7% aa </li></ul></ul><ul><ul><li>Pecuária 5,1% aa </li></ul></ul><ul><li>Agroindústria: </li></ul><ul><ul><li>Base agrícola 4,9% aa </li></ul></ul><ul><ul><li>Base pecuária 0,3% aa </li></ul></ul><ul><li>Portanto, a pecuária cresceu na produção primária, mas não avançou na industrialização. FALTA AGREGAR VALOR!! </li></ul>Fonte: FAEMG / SEAPA (2007)
  8. 9. Desafio 3: <ul><li>Potencial Exportador </li></ul><ul><li>Porém longe de atender os requisitos de qualidade do mercado internacional </li></ul>
  9. 10. Evolução do Comércio Exterior Importações -79,3% Exportações +985%. Exportação: US$ 273 milhões (2007) US$ 387 milhões (2008)
  10. 11. Balança Comercial MG 2008-2009
  11. 12. O POLO DE EXCELÊNCIA DE LEITE E DERIVADOS Lançamento em 16 de julho de 2007 XXIV Congresso Nacional de Laticínios
  12. 14. MISSÃO: Articular competências para promover inovações no Sistema Agroindustrial do Leite (SAL) NEGÓCIO: Gestão do conhecimento aplicado para o SAL VISÃO: Tornar-se referência nacional e internacional na formulação de soluções para o SAL
  13. 15. Localização Geográfica MG Viçosa (UFV) Rio Pomba (Cefet) Juiz de Fora (Embrapa Gado de Leite, UFJF, Epamig/ILCT e Entidade Gestora - Pólo de Leite) Lavras (Ufla) LEGENDA ZONA DA MATA CAMPO DAS VERTENTES
  14. 16. Raio de Influência
  15. 17. Massa Crítica
  16. 18. Secretaria de Estado de Ciência Tecnologia e Ensino Superior - SECTES Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento - SEAPA Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico - SEDE COMITÊ GESTOR
  17. 19. MAPA DAS ATIVIDADES Lógica da programação
  18. 20. PROJETOS ESTRUTURADORES Inovação e Gestão (14) 2009 R$ 1.540.000 Implantação do Polo 2007 R$ 415.000 Consolidação do Polo 2008 R$ 3.220.000 Qualidade e Segurança Exportação de lácteos Total R$ 5.175.000
  19. 21. RESULTADOS ALCANÇADOS Projetos em andamento
  20. 22. Implantação do Polo do Leite Objetivo: Criar condições para funcionamento do Polo
  21. 23. Implantação do Polo do Leite Resultados: Formação do Comitê Gestor Reuniões mensais do CG Elaboração do Plano de Negócios Articulação entre parceiros
  22. 24. Implantação do Polo do Leite Resultados: Formação do Comitê Gestor Reuniões mensais do CG Elaboração do Plano de Negócios Articulação entre parceiros
  23. 25. Implantação do Polo do Leite Resultados: Formação do Comitê Gestor Reuniões mensais do CG Elaboração do Plano de Negócios Articulação entre parceiros
  24. 26. Implantação do Polo do Leite Resultados: Formação do Comitê Gestor Reuniões mensais do CG Elaboração do Plano de Negócios Articulação entre parceiros
  25. 27. Objetivo: Fortalecer as instituições de C&T para capacitação em boas práticas de produção Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  26. 28. Resultados: 1. Mestrado profissional Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  27. 29. Na UFJF, já são oferecidos dois mestrados profissionais, sendo um deles o de Ciência e Tecnologia do Leite. Inédito em sua área de atuação, o curso consolida a cidade nacionalmente. Com uma realidade mais voltada para o dia a dia, o curso vem contribuir significativamente para a consolidação do Polo do Leite em Juiz de Fora. Equipe do mestrado em Ciência e Tecnologia do Leite, UFJF
  28. 30. Resultados: 1. Mestrado profissional Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  29. 31. Resultados: 1. Mestrado profissional 2. Multiplicadores e consultores em boas práticas (60) Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  30. 32. Curso de multiplicadores
  31. 33. Resultados: 1. Mestrado profissional 2. Multiplicadores e consultores em boas práticas (60) Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  32. 34. Resultados: 1. Mestrado profissional 2. Multiplicadores e consultores em boas práticas (60) 3. Adequação de unidades de produção (8) 4. Minas Leite - parceria com Emater (13 UR) 5. Linha de leite de uma indústria (1 UR) Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  33. 35. Resultados: 1. Mestrado profissional 2. Multiplicadores e consultores em boas práticas (60) 3. Adequação de unidades de produção (8) 4. Minas Leite - parceria com Emater (13 UR) 5. Linha de leite de uma indústria (1 UR) Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  34. 36. Resultados: 1. Mestrado profissional 2. Multiplicadores e consultores em boas práticas (60) 3. Adequação de unidades de produção (8) 4. Minas Leite - parceria com Emater (13 UR) 5. Linha de leite de uma indústria (1 UR) Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  35. 37. Resultados: 6. Apoio técnico ao setor (revisão de RIISPOA) 7. Adesão à FIL 8. Núcleo de “Valorização do Leite” Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  36. 38. Resultados: 6. Apoio técnico ao setor (revisão de RIISPOA) 7. Adesão à FIL 8. Núcleo de “Valorização do Leite” Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  37. 39. Resultados: 6. Apoio técnico ao setor (revisão de RIISPOA) 7. Adesão à FIL 8. Núcleo de “Valorização do Leite” Qualidade e Segurança dos Produtos Lácteos
  38. 40. O Polo de Excelência de Leite e Derivados em parceira com a UFJF, Embrapa Gado de Leite e Epamig/ILCT deu início à criação do Núcleo de Valorização de Produtos Lácteos. A idéia do Núcleo é dar visibilidade às diversas pesquisas, desenvolvidas pelas instituições, que demonstram os altos valores nutricionais e funcionais desses produtos e a importância de se consumir o leite e seus derivados.
  39. 41. Objetivo: Organizar uma plataforma para exportação de produtos lácteos a partir do Polo do Leite Exportação de Lácteos
  40. 42. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro 4. Capacitação para exportação 5. Sistema de informação 6. Impacto da tributação Exportação de Lácteos
  41. 44. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro 4. Capacitação para exportação 5. Sistema de informação 6. Impacto da tributação Exportação de Lácteos
  42. 45. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios Exportação de Lácteos
  43. 47. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro 4. Capacitação para exportação 5. Sistema de informação 6. Impacto da tributação Exportação de Lácteos
  44. 48. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro Exportação de Lácteos
  45. 50. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro 4. Capacitação para exportação 5. Sistema de informação 6. Impacto da tributação Exportação de Lácteos
  46. 51. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro 4. Capacitação para exportação 5. Sistema de informação 6. Impacto da tributação Exportação de Lácteos
  47. 52. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro 4. Capacitação para exportação 5. Sistema de informação 6. Impacto da tributação Exportação de Lácteos
  48. 53. Resultados: 1. Mapeamento de competências e tecnologias 2. Mapeamento de laticínios 3. Logística da captação do soro 4. Capacitação para exportação 5. Sistema de informação 6. Impacto da tributação Exportação de Lácteos
  49. 54. Objetivo: Ampliar a visibilidade do Polo por meio de: - rede de relacionamento - articulação institucional - produção de materiais técnicos - promoção de eventos técnico-institucionais Consolidação do Polo do Leite
  50. 55. Resultados: 1. XXV Congresso Nacional de Laticínios Consolidação do Polo do Leite
  51. 57. Resultados: 1. XXV Congresso Nacional de Laticínios Consolidação do Polo do Leite
  52. 58. Resultados: 1. XXV Congresso Nacional de Laticínios 2. Fórum da Américas: Leite e Derivados Consolidação do Polo do Leite
  53. 59. Fórum das Américas Leite e Derivados, 13 a 16 de julho, 2009.
  54. 60. Resultados: 1. XXV Congresso Nacional de Laticínios 2. Fórum da Américas: Leite e Derivados Consolidação do Polo do Leite
  55. 61. Resultados: 1. XXV Congresso Nacional de Laticínios 2. Fórum da Américas: Leite e Derivados 3. Encontro de Inovação Consolidação do Polo do Leite
  56. 62. Encontro de Inovação de Leite e Derivados
  57. 63. Resultados: 1. XXV Congresso Nacional de Laticínios 2. Fórum da Américas: Leite e Derivados 3. Encontro de Inovação Consolidação do Polo do Leite
  58. 64. Resultados: 1. XXV Congresso Nacional de Laticínios 2. Fórum da Américas: Leite e Derivados 3. Encontro de Inovação 4. INOVATEC 2009 Consolidação do Polo do Leite
  59. 65. Resultados: 5. Comunidade “Polo de Excelência do Leite” Consolidação do Polo do Leite
  60. 67. Resultados: 5. Comunidade “Polo de Excelência do Leite” Consolidação do Polo do Leite
  61. 68. Resultados: 5. Comunidade “Polo de Excelência do Leite” 6. Newsletter do Polo do Leite 7. Articulações internacionais(França, Cabo Verde, D1) Consolidação do Polo do Leite
  62. 69. Reunião do Comitê Gestor do Polo de Excelência do Leite Na reunião do Comitê Gestor, em 28 de maio, na Embrapa Gado de Leite, Juiz de Fora, o professor José Alberto Portugal, do CES/JF, apresentou um estudo sobre a conformidade do produto leite no Brasil... MISSÃO FRANÇA Equipe do Polo do Leite participa de missão técnica na França, de 16 a 26/05/2009, acompanhando o Secretário Alberto Portugal da SECTES. Os objetivos da missão foram identificar parcerias com centros de excelência e convidar instituições francesas para participarem da INOVATEC 2009. Três regiões importantes foram visitadas: RHONE-ALPES, NORD-PAS-DE-CALAIS e BRETANHA, onde estão localizados polos de competitividade de interesse do Estado de Minas... AGENDA: 17 a 27/05 Equipe do Polo de Excelência do Leite participa da missão t é cnica na França junto com o Secret á rio de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Alberto Portugal...
  63. 70. Resultados: 5. Comunidade “Polo de Excelência do Leite” 6. Newsletter do Polo do Leite 7. Articulações internacionais(França, Cabo Verde, D1) Consolidação do Polo do Leite
  64. 71. Resultados: 5. Comunidade “Polo de Excelência do Leite” 6. Newsletter do Polo do Leite 7. Articulações internacionais(França, Cabo Verde, D1) Consolidação do Polo do Leite
  65. 72. RESULTADOS ALCANÇADOS Projetos em avaliação
  66. 73. Gestão da Inovação no agronegócio do leite.... Objetivo Criar e gerir uma rede de inovação para o agronegócio do leite de Minas Gerais.
  67. 74. Diagnóstico das condições de gestão e aplicação de boas práticas na fazenda Objetivo Identificar deficiências gerenciais e apoiar a implementação de ferramentas de gestão
  68. 75. Centro de referência em técnicas de membrana para laticínios Objetivo Estruturar um centro de técnicas de membrana para capacitar a indústria de laticínios de MG
  69. 76. Especificações de produtos lácteos.... Objetivo Criar especificações técnicas para o leite condensado, doce de leite e queijo Minas padrão, com vistas à certificação de laticínios
  70. 77. Programa de Certificação de Qualidade de Leite e de Produtos Derivados Objetivo Maximizar o potencial das instituições da ZM e CV para a prestação de serviços de certificação nos diferentes elos da cadeia produtiva do leite
  71. 78. Ampliação da capacidade geradora e multiplicadora de tecnologias por meio do CVT Objetivo Habilitar multiplicadores para disseminar ferramentas de gestão e controle de qualidade de processos e produtos
  72. 79. Totem de Tecnologias da Embrapa .... Objetivo Organizar e disseminar informações tecnológicas por meio de terminais de computador tipo Totem
  73. 80. Rede de Laboratórios de Análises e Amostragem de Leite e Derivados... Objetivo Formatar uma rede de laboratórios de pesquisa e de prestação de serviços
  74. 81. Fortalecimento da Parceria Franco-Brasileira em C&T de Leite e Derivados Objetivo Promover o intercâmbio de conhecimento em qualidade, processamento e certificação de origem de produtos lácteos
  75. 82. Situação geoambiental e o seu impacto na produção de leite Objetivo Determinar cenários territoriais da produção de leite com a aplicação da legislação ambiental
  76. 83. Estruturação de Índice de Custo de Produção de Leite em MG Objetivo Gerar e divulgar mensalmente o índice de custo de produção de leite para o Estado de Minas Gerais
  77. 84. Estudo de mecanismos associados à instabilidade do leite.... Objetivo Desenvolver um equipamento capaz de determinar rapidamente o grau de instabilidade do leite
  78. 85. Protocolo para produção rápida de mudas de gramíneas por micropropagação... Objetivo Desenvolver o plano de negócios de uma biofábrica para de mudas de gramíneas forrageiras
  79. 86. PRÓXIMOS DESAFIOS <ul><li>Reconhecimento politico-institucional </li></ul><ul><li>Sustentabilidade financeira </li></ul>
  80. 87. PRÓXIMOS DESAFIOS <ul><li>Reconhecimento politico-institucional </li></ul><ul><li>Sustentabilidade financeira </li></ul>
  81. 88. Muito obrigado pela atenção! Airdem Gonçalves de Assis Gerente Executivo [email_address] Tel: 32-3224-7964 Cel: 32-9989-2350

×