Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
SIMULADO AT3/ 9ºTEXTO I        O drama das paixões platônicas na adolescência      Bruno foi aprovado por três dos sentido...
(D) são brincalhonas.3. Qual a mensagem do texto? ___________________________________________TEXTO IIIDuas AlmasÓ tu, que ...
Quanto às leis, você precisa de alguém que defenda a legalização da maconha ou quer apoiar umdefensor da redução da maiori...
TEXTO V                     Vai sair à noite, em Recife? Melhor ficar em casa.        A cidade do carnaval, do maracatu, d...
machismo nordestino contribui claramente para esta questão, já que maioria dos homicídios écometido pelo próprio marido ou...
Cinco pernambucanos são presos acusados de fraudar concurso público em Fortaleza                                          ...
13. O trecho a seguir apresenta uma inadequação quanto à regência verbal. “ Nunca esquecido grito de guerra do meu time.” ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Revisão AT3

276 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Revisão AT3

  1. 1. SIMULADO AT3/ 9ºTEXTO I O drama das paixões platônicas na adolescência Bruno foi aprovado por três dos sentidos de Camila: visão, olfato e audição. Por isso, ela precisaconquistá-lo de qualquer maneira. Matriculada na 8ª série, a garota está determinada a ganhar o gatodo 3º ano do Ensino Médio e, para isso, conta com os conselhos de Tati, uma especialista na arte daazaração. A tarefa não é simples, pois o moço só tem olhos para Lúcia – justo a maior “crânio” daescola. E agora, o que fazer? Camila entra em dieta espartana e segue as leis da conquistaelaboradas pela amiga.REVISTA ESCOLA, março 2004, p. 63 1. Pode-se deduzir do texto que Bruno a) chama a atenção das meninas. b) é mestre na arte de conquistar. c) pode ser conquistado facilmente. d) tem muitos dotes intelectuais. TEXTO II perguntaram: -Mas por que? O que você fez durante o verão? Por acaso não se lembrou de guardar comida para o inverno? Falou a cigarra: -Para falar a verdade, não tive Num belo dia de inverno as formigas tempo, Passei o verão todo cantando!estavam tendo o maior trabalho para secar suas Falaram as formigas:reservas de comida. Depois de uma chuvarada, -Bom... Se você passou o verãoos grãos tinham ficado molhados. De repente todo cantando, que tal passar o invernoaparece uma cigarra: dançando? E voltaram para o trabalho dando - Por favor, formiguinhas, me deem risadas.um pouco de comida! As formigas pararam de trabalhar,coisa que era contra seus princípios, e 2. No diálogo entre formigas e cigarra, percebe-se que as formigas:(A) são grosseiras.(B) são atenciosas.(C) são bobas.
  2. 2. (D) são brincalhonas.3. Qual a mensagem do texto? ___________________________________________TEXTO IIIDuas AlmasÓ tu, que vens de longe, ó tu, que vens cansada,entra, e sob este teto encontrarás carinho:eu nunca fui amado, e vivo tão sozinho,vives sozinha sempre, e nunca foste amada...A neve anda a branquear, lividamente, a estrada,e a minha alcova tem a tepidez de um ninho.Entra, ao menos até que as curvas do caminhose banhem no esplendor nascente da alvorada.E amanhã, quando a luz do sol dourar, radiosa,essa estrada sem fim, deserta, imensa e nua,podes partir de novo, ó nômade formosa!Já não serei tão só, nem irás tão sozinha.Há de ficar comigo uma saudade tua...Hás de levar contigo uma saudade minha... WAMOSY, Alceu. Livro dos sonetos. L&PM. 4. No verso “e a minha alcova tem a tepidez de um ninho” (v. 6), a expressão sublinhada dásentido de um lugar(A) aconchegante.(B) belo.(C) brando.(D) elegante.TEXTO IV VOTO É COISA SÉRIA Primeiro, você precisa ter claro qual é a sua posição política e o que espera do governobrasileiro. Prefere instituições pequenas, que cobrem pouco imposto e apenas regulem a sociedade,ou sonha com um Estado forte, capaz de garantir alimentação a todos apesar da alta carga tributária?
  3. 3. Quanto às leis, você precisa de alguém que defenda a legalização da maconha ou quer apoiar umdefensor da redução da maioridade penal? Com sua posição política em mente, procure os candidatosque melhor representem as suas idéias. O mais difícil é saber se, além de pensar como você, eles sãohonestos e realmente vão lutar pelo que defendem. O melhor jeito de descobrir isso é tendo muitainformação. Busque conhecer a carreira do candidato e veja se suas promessas são viáveis ecompatíveis com o cargo que ele pretende ocupar. “Promessa genérica é muito fácil de fazer. Melhoré apresentar planos concretos para resolver os problemas”, afirma Claudio Weber Abramo, diretor daong Transparência Brasil. “Qualquer um pode prometer que vai combater a corrupção, mas o eleitordeve perguntar quais as medidas concretas a ser tomadas.” A internet é uma ótima ferramenta para buscar informações sobre os candidatos desta eleição.Nos sites da Câmara, do Senado, das Assembléias Legislativas, de algumas ongs ou simplesmenteno Google, é possível saber se seu candidato já esteve envolvido em algum escândalo, o que elerealizou em mandatos anteriores e avaliar as propostas do seu partido. Não se esqueça quepresidentes e governadores não governam sozinhos. Precisam de uma equipe, muitas vezescomposta por milhares de pessoas. Preste atenção no candidato a vice, no partido e nos aliados decampanha, que devem ocupar ministérios ou secretarias do novo governo. Saiba quem são ossuplentes dos senadores. E lembre-se que, para deputado, seu voto é contado primeiro para o partidoe depois para o candidato. Difícil? Pois o trabalho segue depois das eleições. Acompanhe se ocandidato eleito está fazendo o que prometeu. Na próxima eleição, ele vai precisar de você.Promessas de campanhaMentira! O que ele promete não é competência de seu cargo ou não dá para cumprir em 4 anos - “Voulutar para o governo estadual reduzir as tarifas de pedágio.” (Deputados federais pouco influenciam ogoverno dos estados.)O candidato até pode fazer o que promete, mas está sonhando muito alto. Ou mentindo - “Apoiareitodos os pedidos de cassação de corruptos.” (Deve-se antes analisar se os processos são justos ounão.)A promessa pode ser cumprida, mas é preciso saber como será colocada em prática - “Lutarei para ogoverno federal construir hospitais no meu estado.” (Deputados podem criar projetos e lutar paraexecutá-los.)5. O autor pretende influenciar os leitores para que eles:a) sejam mais críticos em relação ao voto solicitado nas campanhas eleitorais.b) evitem todos os votos porque só há políticos desonestos.c) excluam de sua vida a eleição incentivadas pelas campanhas.d) fiquem mais espertos e votem em candidatos que possam ajudá-los.
  4. 4. TEXTO V Vai sair à noite, em Recife? Melhor ficar em casa. A cidade do carnaval, do maracatu, do povo alegre e hospitaleiro (entre outros lugares comuns)está entregue às baratas. Mesmo. Uma intraqüilidade aparente se transforma em um estado quasealucinatório de caos e insegurança total quando você começa a observar a mídia. Da última sexta-feira até agora, foram 23 homicídios. No último feriado do dia 15 foram mais de 45 mortes, comparávelao Iraque. O Estado é campeão de mortes de mulheres e possui o segundo maior índice de mortes dejovens. Não há um dia sequer que o Recife não acorde com corpos perfurados de bala. Engana-se quem pensa que o rastro da violência seja restrito a bolsões e localidades de baixarenda, como no Rio de Janeiro ou em São Paulo. Um exemplo foi a morte de um jovem de classe alta,em plena orla do bairro de Boa Viagem, metro quadrado mais caro do Nordeste. Além deste casoocorrido ontem, mais quatro pessoas foram mortas nos últimos dois anos, ali, na cara dos turistas. É ocartão postal. Praia com sangue. E para pior ainda temos os tubarões. No Recife, remediar é melhor do que prevenir. Prevenir gasta dinheiro, é caro. Assim, oscadernos de Cidades dos três grandes jornais locais, todos os dias, ficam repletos de tiroteios,facadas, mortes em emergências, fotos de assassinos, indiciados e mortos prematuramente. É umfestival de fuzilados, arrastados e esfaqueados. Dia 17 foi a vez de dois bandidos causarem o caos no Centro do Recife. Em frente a prédiospúblicos importantes, como o Teatro Santa Isabel e (vejam só!) a Casa Militar. Certamente que apolícia atuou com responsabilidade no caso, mas a ousadia dos assaltantes foi impressionante.Causaram pânico ao saírem armados com R$ 500,00 roubados de uma casa lotérica. A população,atônita, observava aquilo tudo. Na comparação nacional, Pernambuco apresenta as maiores taxas de homicídios em jovens,só perdendo para o Rio de Janeiro. O terceiro lugar fica com o Espírito Santo e o quarto com SãoPaulo. Recife tem aproximadamente 568.780 jovens, correspondendo a 40% da população total.Cerca de 51% deles vivem em famílias com renda mensal inferior a um salário mínimo e muitos estãoem situação de rua. As mortes com armas de fogo somam 72,7% do total e as medidas criadas pelo governo doEstado parecem não surtir efeito. Programas de profissionalização, atuação de ongs, projetos departicipação público-privadas, cursos educativos, incentivos para estudos... parece que nada adianta.Isto acaba por criar um conformismo insubstituível e uma situação de incredulidade enorme. Faço trabalho voluntário no bairro mais violento da minha cidade, Santo Amaro, e dou aulas dejornalismo para entre cinco e oito crianças. Vejo tantas outras iniciativas parecidas e igualmentenobres, mas enquanto uma dessas crianças consegue empreender trabalhos conscientes, outras dezacabam morrendo na guerra diária do estado. Outra triste marca é a que Pernambuco é o estado campeão de mulheres mortas no país. Sãomais de 270 desde janeiro, o que dá uma média de mais ou menos 0.8 mortes/dia. Proliferam centrosde proteção à mulher, campanhas, a lei Maria da Penha, sancionada pelo Governo Federal, e nada. O
  5. 5. machismo nordestino contribui claramente para esta questão, já que maioria dos homicídios écometido pelo próprio marido ou namorado. A morte da menina Laís, de nove anos, também aumentou estas estatísticas. Estrangulada,esquartejada, estuprada (nessa ordem) e queimada, o caso deixou os pernambucanos embasbacadospor quase dois meses, o tempo em que ela ficou desaparecida. Os termos são fortes, mas isto são sópalavras. Imagine ver todo dia em imagens e no real. Muitos estudiosos afirmam que a melhora estaria em uma educação mais eficaz, diferentedaquela compulsória a uma realidade virtual, como a do Bolsa Escola. Outros afirmam que o ideal é opleno emprego, dar oportunidades aos jovens. E ainda há aqueles que defendem que violência só secombate com mais bala. E não são só eles. É comum a polícia ter que proteger criminosos para queesses não sejam linchados publicamente pela população. O caldeirão de mazelas sociais aqui em Pernambuco está se tornando praticamenteinsuportável. Violência é o assunto do dia de várias pessoas. A fixação por ela reflete bem o medocom que vivemos e o pânico que tomou de arrastão toda a cultura que temos por aqui. Está cada vezmais complicado.5. A ideia CENTRAL do texto é:(A) a violência preocupa.(B) o medo de arma de fogo.(C) as diversas formas de assaltos.(D) o número acentuado de mulheres mortas em PE.6. Segundo a autor, “um dos piores crimes que se podem cometer” éA. a receita de remédios falsos.B. a falsificação dos remédios.C. a venda de narcóticos.D. a venda abusiva de remédios. TEXTO VII
  6. 6. Cinco pernambucanos são presos acusados de fraudar concurso público em Fortaleza Os cinco homens fizeram a prova do concurso para agente penitenciário do Ceará. Na saída do local, foram abordados por policiais. A polícia apreendeu equipamentos de escutas telefônicas utilizados durante a prova. Foram presos na tarde deste domingo (06) em Fortaleza-CE cinco pernambucanos pegos emflagrante tentando fraudar o concurso público para agente penitenciário do Estado Ceará. Entre ospresos está um jovem de 20 anos residente na cidade de Mirandiba. Os membros da quadrilha quevinha sendo investigada pela polícia há cerca de dois meses, foram presos em salas de blocosdiferentes do Campus da Universidade Estadual do Ceará (UECE), no bairro Itaperi. De acordo com a Polícia Civil, Ítalo Abraão Gonçalves David Andrade Sá, 20, natural deMirandiba; Victtor Kaollo Lima de Almeida, 31 anos, de Surubim; Joelton Leal de Sá, 24 anos, deRecife; Gustavo Araújo Ferraz de Moura Maniçoba, 28, e Isaac de Lavor Siqueira, 26 anos, estavamusando aparelhos celulares nos sapatos para receber vibrações referentes às alternativas corretas daprova. Uma vibração correspondia a alternativa A, duas vibrações a alternativa B e assim por diante. Diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Jocel Bezerra Dantas informou que osacusados iriam fraudar o concurso por R$ 15 mil. Cada um pagou uma parcela de R$ 5 mil comoentrada e quitariam o restante quando fossem aprovados no certame. Os pernambucanos, que estãopresos no Departamento de Inteligência da Polícia (DIP), foram autuados em flagrante por tentativa deestelionato qualificado e podem pegar até cinco anos de prisão. 07. Porque é importante falar sobre o tema? 08. Cite até três personagens principais. 09. Explique o problema gerado. 10. Quem é diretamente afetado? 11. Cite as causas e consequências. 12. Sugira solução para o problema.
  7. 7. 13. O trecho a seguir apresenta uma inadequação quanto à regência verbal. “ Nunca esquecido grito de guerra do meu time.” Explique em que consiste a inadequação e corrija a frase._______________________ 14. Observe a regência verbal empregada nas frases seguintes. Faça as alterações necessárias para torná-las adequadas ao padrão culto da língua portuguesa. a) Prefiro muito mais estudar do que filar. Correção: ____________________________________________________________________________ Justificativa: _________________________________________________________________________ b) Digo-lhe de que todos vocês estão enganados. Correção: ________________________________________________________________________ Justificativa: ______________________________________________________________________ c) Informo- o que não sei nada a respeito do assalto. Correção: ________________________________________________________________________ Justificativa: ______________________________________________________________________ Ayla de Sá Marques

×