www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Ligações Químicas

3,445 views

Published on

Química - VideoAulas Sobre Ligações Químicas – Faça o Download desse material em nosso site. Acesse www.AulasEnsinoMedio.com.br

Published in: Education
0 Comments
9 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,445
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
170
Comments
0
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Ligações Químicas

  1. 1. Ligações Químicas Definição: As ligações químicas são a união de átomos a fim de tornarem-se mais estáveis, assemelhando a sua configuração a de um gás nobre, com oito elétrons na sua camada de valência(Regra do Octeto). Através dessas ligações formam-se substâncias.
  2. 2. Ligações Químicas Definição Os átomos se combinam entre si Nova configuração mais estável Próxima de um gás nobre
  3. 3. Regra do Octeto Descrição: O átomo adquire estabilidade ao completar oito elétrons na camada de valência(sua última camada), imitando os gases nobres. Configuração Geral: ns2 np6 Obs. Esta regra só é válida para os elementos ↑ ↓ ↑ ↓ ↑ ↓ ↑ ↓
  4. 4. Exceção:  Descrição: O átomo adquire estabilidade ao completar a camada de valência com dois elétrons, imitando o gás nobre - He. Configuração Geral: ns2 Obs. Esta regra só é válida para os elementos representativos: H, Li, B e Be. ↑ ↓
  5. 5. Ligações Químicas Regra do Octeto Descrição Exceção Definição Os átomos se combinam entre si Estabilidade com oito elétrons na última camada Estabilidade com dois elétrons na última camada Nova configuração mais estável Próxima de um gás nobre Imitando gás nobre He
  6. 6. Exemplos: • 1H  1s1 Precisa ter mais 1 elétron K=1 • 11Na  1s2 2s2 2p6 3s1 Precisa ter K=2 L=8 M=1 menos 1 elétron • 4Be  1s2 2s2 Precisa ter menos 2 elétrons K=2 L=2 Si  1s2 2s2 2p6 3s2 3p3 Precisa ter
  7. 7. Considerações: -Ocorre entre elétrons da camada de valência. Portanto não ocorrem mudanças no núcleo dos átomos. - Não altera a massa dos átomos. -Os átomos se tornam mais estáveis, ou seja: Os átomos se ligam uns aos outros com a finalidade de atingir maior estabilidade (quando os átomos se agrupam, através de ligações químicas, passam para um estado de menor energia, que significa maior estabilidade). Regra do Octeto
  8. 8. Ligações Químicas Regra do Octeto Descrição Exceção Consideraçõe s Definição Os átomos se combinam entre si Estabilidade com oito elétrons na última camada Estabilidade com dois elétrons na última camada Ocorre entre elétrons da camada de valência Não altera a massa do átomo Átomos mais estáveis e menos energéticos Sem mudanças no núcleo Nova configuração mais estável Próxima de um gás nobre Imitando gás nobre He
  9. 9. Eletronegatividade Eletronegatividade de um elemento é a capacidade que um átomo tem, de atrair elétrons de outro átomo quando os dois formam uma ligação química. Segundo Pauling podemos prever o caráter da ligação interatômica, ou seja, entre dois átomos, através da diferença de eletronegatividade(∆E).
  10. 10. Menor ∆E = 0 Maior ∆E = 3,3 (4,0 - 0,7) Diferença de eletronegatividade 0 1,7 3,3 Menor que 1,7 Prevalece o caráter covalente Maior que 1,7 Prevalece o caráter iônico
  11. 11. Ligações Químicas Regra do Octeto Descrição Exceção Consideraçõe s Caráter Definição Diferença de eletronegatividade(∆E ) Capacidade de atrair elétrons de outro átomo Os átomos se combinam entre si Estabilidade com oito elétrons na última camada Estabilidade com dois elétrons na última camada Ocorre entre elétrons da camada de valência Eletronegatividade ∆E>1,7 caráter iônico Definição ∆E<1,7 caráter covalente Não altera a massa do átomo Átomos mais estáveis e menos energéticos Sem mudanças no núcleo Nova configuração mais estável Próxima de um gás nobre Imitando gás nobre He
  12. 12. Vamos exercitar? Dentre as espécies químicas a seguir I. CL2 II. LiCl III. NaCl IV. KCl V. CsCl
  13. 13. Vamos exercitar? Dentre as espécies químicas a seguir I. CL2 II. LiCl III. NaCl IV. KCl V. CsCl
  14. 14. a que apresenta ligação com o maior caráter iônico é: a) I b) II c) III d) IV e) V
  15. 15. a que apresenta ligação com o maior caráter iônico é: a) I b) II c) III d) IV e) V
  16. 16. Resposta ∆E (Cl2)= 3,16-3,16= 0 ∆E (LiCl)= 3,16-0,98= 2,18 ∆E (KCl)= 3,16-0,82= 2,34 ∆E (NaCl)= 3,16-0,93= 2,23 ∆E (CsCl)=3,16-0,79= 2,37 Letra e: CsCl possui maior caráter iônico já que possui maior ∆E.
  17. 17. Vamos exercitar? Coloque em ordem decrescente de caráter iônico os seguintes elementos quando combinados com o cloro. Cl, Li, K, Na, Cs
  18. 18. Vamos exercitar? Coloque em ordem decrescente de caráter iônico os seguintes elementos quando combinados com o cloro. Cl, Li, K, Na, Cs
  19. 19. Resposta ∆E (Cl2)= 3,16-3,16= 0 ∆E (LiCl)= 3,16-0,98= 2,18 ∆E (KCl)= 3,16-0,82= 2,34 ∆E (NaCl)= 3,16-0,93= 2,23 ∆E (CsCl)=3,16-0,79= 2,37 CsCl > KCl > NaCl > LiCl > Cl2
  20. 20. Agora é sua vez! Coloque em ordem decrescente de caráter covalente os seguintes elementos quando combinados com o enxofre. Al, Mg, Fe, Zn
  21. 21. Agora é sua vez! Coloque em ordem decrescente de caráter covalente os seguintes elementos quando combinados com o enxofre. Al, Mg, Fe, Zn
  22. 22. Resposta ∆E (Al2S3)= 2,58-1,61= 0,97 ∆E (MgS)= 2,58-1,31= 1,27 ∆E (Fe2S3)= 2,58-1,83= 0,75 ∆E (ZnS)= 2,58-1,65= 0,93 Fe2S3 > ZnS > Al2S3 > MgS
  23. 23.  Iônica ou Eletrovalente  Covalente ou Molecular: - Simples - Dativa  Metálica TIPOS DE LIGAÇÃO
  24. 24. Ligações Químicas Regra do Octeto Descrição Exceção Consideraçõe s Caráter Tipos de Ligações Iônica Covalente Metálica Definição Diferença de eletronegatividade(∆E ) Capacidade de atrair elétrons de outro átomo Os átomos se combinam entre si Estabilidade com oito elétrons na última camada Estabilidade com dois elétrons na última camada Ocorre entre elétrons da camada de valência Eletronegatividade ∆E>1,7 caráter iônico Definição ∆E<1,7 caráter covalente Não altera a massa do átomo Átomos mais estáveis e menos energéticos Sem mudanças no núcleo Nova configuração mais estável Próxima de um gás nobre Imitando gás nobre He
  25. 25. Ligação Iônica  Definição: elétrons são transferidos de um átomo para outro dando origem a íons de cargas contrárias que se atraem.  Como consequência, temos a formação do retículo cristalino iônico, que consiste em aglomerados de íons positivos e negativos.
  26. 26. Ligação Iônica Aglomerado Iônico ou Retículo Cristalino:
  27. 27. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Consequência Formação de íons de cargas opostas Definição Transferência de elétrons entre átomos Retículo cristalino iônico Aglomerados de íons positivos e negativos
  28. 28. Ligação Iônica Geralmente ocorre entre Metal + Ametal Metal  Elemento com a tendência a perder elétrons. Ametal  Elemento com a tendência a ganhar elétron.
  29. 29. Localização na Tabela Periódica • •
  30. 30. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Ocorrência Consequência Formação de íons de cargas opostas Definição Metal + Ametal Transferência de elétrons entre átomos Retículo cristalino iônico Aglomerados de íons positivos e negativos
  31. 31. Ligação Iônica Exemplo: formação do cloreto de sódio – NaCl. Na (Z = 11) → 1s2 ) 2s2 , 2p6 ) 3s1 Cl ( Z = 17) → 1s2 ) 2s2 , 2p6 ) 3s2 , 3p5 Na Cl Na+ Cl-
  32. 32. Ligação Iônica Configuração dos Átomos: Na Cl
  33. 33. Ligação Iônica Transferência do elétron: Na Cl
  34. 34. Ligação Iônica Formação dos íons: Na+ Cl-
  35. 35. Ligação Iônica Atração Eletrostática: Na+ Cl-
  36. 36. Íons Íon é como passa a ser chamado o átomo que em busca de estabilidade perde ou ganha elétrons, deixando de estar neutro. Cátion  Íon positivo  Perde elétrons Ânion  Íon negativo Ganha elétrons
  37. 37. Ânion Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Ocorrência Consequência Formação de íons de cargas opostas Definição Cátion Metal + Ametal Transferência de elétrons entre átomos Ganha elétrons Perde elétrons Retículo cristalino iônico Aglomerados de íons positivos e negativos
  38. 38. Exemplo 1: K(Z=19)  1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s1 K = 2 L= 8 M= 8 N= 1 K+ (Z=19)  1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 K = 2 L= 8 M= 8 K+ é um cátion e é mais estável já que possui 8 elétrons em sua camada de valência, como um gás nobre. Íons
  39. 39. Exemplo 2: S(Z=16)  1s2 2s2 2p6 3s2 3p4 K = 2 L= 8 M= 6 S-2 (Z=19)  1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 K = 2 L= 8 M= 8 S-2 é um ânion e é mais estável já que possui 8 elétrons em sua camada de valência, como um gás nobre.
  40. 40. Vamos exercitar? Indique o número de elétrons nas camadas dos seguintes íons: a) Ca+2 (Z=20) b) Li+ (Z=3)
  41. 41. Vamos exercitar? Indique o número de elétrons nas camadas dos seguintes íons: a)Ca+2 (Z=20) b) Li+ (Z=3)
  42. 42. Resposta Ca+2 (Z=20) Ca+2 : 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 K= 2 L= 8 M= 8 Li+ (Z=3) Li+ : 1s2 K= 2
  43. 43. c) S-2 (Z=16) d) Na+ (Z=11) Vamos exercitar?
  44. 44. Resposta S-2 (Z=16) S-2 : 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 K= 2 L= 8 M= 8 Na+ (Z=11) Na+ : 1s2 2s2 2p6 K=2 L=8
  45. 45. Agora é sua vez! (MACKENZIE-SP) Para que átomos de enxofre e potássio adquiram configuração eletrônica igual à de um gás nobre, é necessário que: Dados: S (Z = 16); K (Z = 19) a) o enxofre receba 2 elétrons e que o potássio receba 7 elétrons. b) o enxofre ceda 6 elétrons e que o potássio receba 7 elétrons.
  46. 46. Agora é sua vez! (MACKENZIE-SP) Para que átomos de enxofre e potássio adquiram configuração eletrônica igual à de um gás nobre, é necessário que: Dados: S (Z = 16); K (Z = 19) a) o enxofre receba 2 elétrons e que o potássio receba 7 elétrons. b) o enxofre ceda 6 elétrons e que o potássio receba 7 elétrons.
  47. 47. c) o enxofre ceda 2 elétrons e que o potássio ceda 1 elétron. d) o enxofre receba 6 elétrons e que o potássio ceda 1 elétron. e) o enxofre receba 2 elétrons e que o potássio ceda 1 elétron.
  48. 48. Resposta K(Z=19): 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s1 Precisa ceder 1 elétron. S(Z=16): 1s2 2s2 2p6 3s2 3p4 Precisa receber 2 elétrons. e) o enxofre receba 2 elétrons e que o potássio ceda 1 elétron.
  49. 49. Observando os grupos A da Tabela Periódica • •
  50. 50. Ligação Iônica Grupo Carga Grupo Carga 1A + 1 5A - 3 2A + 2 6A - 2 3A + 3 7A - 1 Exemplos: a)K e Cl b)Ca e I Ligações dos Grupos - A c) Al e S d) Fe e O
  51. 51. Exemplos: a) KCl → K(1A) Cl(7A) → K+ Cl- a) CaI2 → Ca(2A) I(7A) → Ca+2 I-1 c) Al2S3 → Al(3A) S(6A) → Al+3 S-2 d) Fe2O3 → Fe(+3) O(6A) → Fe+3 O-2
  52. 52. Resumindo: Características da Ligação Iônica • Ocorre entre átomos de metais e ametais. • Ocorre transferência (doação) de elétrons. Os metais cedem elétrons aos ametais. • Como conseqüência dessa transferência de elétrons, formam-se íons (partículas dotadas de cargas elétricas): o metal origina um íon positivo (cátion) e o ametal um íon negativo (ânion).
  53. 53. •A substância formada será uma substância iônica ou composto iônico, pois é formada por íons. • Essa substância é um aglomerado de íons positivos e negativos, conhecido como retículo cristalino iônico. Resumindo: Características da Ligação Iônica
  54. 54. Ânion Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Ocorrência Consequência Formação de íons de cargas opostas Definição Cátion Metal + Ametal Transferência de elétrons entre átomos Ganha elétrons Perde elétrons Retículo cristalino iônico Aglomerados de íons positivos e negativos
  55. 55. Vamos exercitar? Dê a fórmula do composto formado pela ligação entre os elementos: a) Potássio e enxofre b) Bário e flúor
  56. 56. Vamos exercitar? Dê a fórmula do composto formado pela ligação entre os elementos: a) Potássio e enxofre b) Bário e flúor
  57. 57. Resposta a)Potássio e enxofre K(1A) K+ metal S(6A) S2- ametal Ligação iônica, K2S b) Bário e flúor Ba(2A) Ba+2 metal F(7A) F- ametal Ligação iônica, BaF2
  58. 58. Agora é sua vez c) Sódio e nitrogênio d) Alumínio e flúor
  59. 59. Resposta c) Sódio e nitrogênio Na(1A) Na+ metal N(5A) N3- ametal Ligação iônica, Na3N d) Alumínio e flúor Al(3A) Al3+ metal F(7A) F- ametal Ligação iônica, AlF3
  60. 60. Agora é sua vez (UERJ) A figura abaixo representa o átomo de um elemento químico, de acordo com o modelo de Bohr.
  61. 61. Agora é sua vez (UERJ) A figura abaixo representa o átomo de um elemento químico, de acordo com o modelo de Bohr.
  62. 62. Para adquirir estabilidade, um átomo do elemento representado pela figura deverá efetuar ligação química com um único átomo de outro elemento químico, cujo símbolo é: a) C. b) F. c) P. d) S. e) Mg.
  63. 63. Para adquirir estabilidade, um átomo do elemento representado pela figura deverá efetuar ligação química com um único átomo de outro elemento químico, cujo símbolo é: a) C. b) F. c) P. d) S. e) Mg.
  64. 64. Resposta O átomo representado na figura possui 12 elétrons. Fazendo a distribuição eletrônica de seus elétrons temos: 1s2 2s2 2p6 3s2 Precisará perder 2 elétrons C(Z=6): 1s2 2s2 2p2 F(Z=9): 1s2 2s2 2p5 P(Z=15): 1s2 2s2 2p6 3s2 3p3 S(Z=16): 1s2 2s2 2p6 3s2 3p4 Mg(Z=12): 1s2 2s2 2p6 3s2 Resposta d: S precisa receber 2 elétrons
  65. 65.  Definição: Ocorre através do compartilhamento de um par de elétrons entre átomos que possuem pequena ou nenhuma diferença de eletronegatividade. O par eletrônico compartilhado é formado por um elétron de cada átomo ligante. Ligação Covalente
  66. 66. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Definição Compartilhamento de par de elétrons Par compartilhado formado por um elétrons de cada átomo ligante
  67. 67. Ligação Covalente Geralmente ocorre entre Ametal + Ametal Exemplo: formação do cloro – Cl2. Cl ( Z = 17) → 1s2 ) 2s2 , 2p6 ) 3s2 , 3p5 ClCl Cl2 ou Cl - Cl Fórmula de Lewis Molecular Estrutural
  68. 68. Resumindo Ligação Covalente • Ocorre entre átomos que têm forte tendência para receber elétrons, ou seja, entre ametais ou hidrogênio. • Ocorre compartilhamento de elétrons entre os átomos. • Como conseqüência desse compartilhamento, formam-se moléculas, que são estruturas eletricamente neutras. A substância formada será uma substância molecular ou composto molecular por ser
  69. 69. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Definição Ocorrência Ametal + Ametal Compartilhamento de par de elétrons Par compartilhado formado por um elétrons de cada átomo ligante
  70. 70. Vamos exercitar? Dê a fórmula do composto formado pela ligação dos elementos: a) Fósforo e hidrogênio b) Carbono e oxigênio
  71. 71. Vamos exercitar? Dê a fórmula do composto formado pela ligação dos elementos: a) Fósforo e hidrogênio b) Carbono e oxigênio
  72. 72. Resposta Fósforo e hidrogênio P(5A) precisa ganhar 3é ametal H 1s1 precisa ganhar 1é ametal PH3 b) Carbono e oxigênio C(4A) precisa ganhar 4é ametal O(6A) precisa ganhar 2é ametal CO2
  73. 73. Agora é sua vez! c) Iodo e iodo d) Flúor e carbono
  74. 74. Resposta c) Iodo e iodo I(7A) precisa ganhar 1é ametal I2 d) Flúor e carbono C(4A) precisa ganhar 4é ametal F(7A) precisa ganhar 1é ametal CF4
  75. 75. Ligação Covalente  Tipos de Ligações Covalentes: - Covalente Simples. - Covalente Dativa.
  76. 76. Ligação Covalente Simples  Definição: É um tipo de ligação química caracterizada pelo compartilhamento de um ou mais pares de elétrons entre átomos, causando uma atração mútua entre eles, que mantêm a molécula resultante unida.
  77. 77. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Definição Tipos Simples Ocorrência Ametal + Ametal Compartilhamento de par de elétrons O par eletrônico pertence a ambos os átomos Par compartilhado formado por um elétrons de cada átomo ligante
  78. 78. Ligação Covalente Simples ou Normal Configuração dos Átomos:
  79. 79. Ligação Covalente Simples ou Normal Atração Quântica:
  80. 80. Ligação Covalente Simples ou Normal Nuvem Eletrônica ou Orbital Molecular:
  81. 81. Ligações Covalentes Simples O2 ou O = OOO N2 ou N ≡ NNN O HH H2O ou H - O - H ClH HCl ou H - Cl Exemplos:
  82. 82. Ligação Covalente Dativa ou Coordenada  Definição: o par eletrônico compartilhado pertence a um dos átomos, só ocorre quando todas as ligações covalentes simples possíveis já aconteceram. Exemplo: formação do SO2. OS O+ OS O S = O + O → S = O O
  83. 83. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Definição Tipos Simples Ocorrência Ametal + Ametal Compartilhamento de par de elétrons O par eletrônico pertence a ambos os átomos Par compartilhado formado por um elétrons de cada átomo ligante Coordenada ou dativa Definição O par eletrônico pertence a um dos átomos Ocorre depois de esgotadas todas as simples
  84. 84. Número de Valência Definição: número de ligações covalentes normais e dativas que um átomo é capaz de formar. Valências dos grupos A GRUPOS 4A 5A 6A 7A Fórmula de Lewis E E E E N° de Valências simples 4 3 2 1 N° de Valências dativas 0 1 2 3 Hidrogênio - H 1 covalente normal
  85. 85. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Definição Tipos Simples Ocorrência Ametal + Ametal Compartilhamento de par de elétrons O par eletrônico pertence a ambos os átomos Par compartilhado formado por um elétrons de cada átomo ligante Coordenada ou dativa Definição O par eletrônico pertence a um dos átomos Ocorre depois de esgotadas todas as simples Valência Simples+Dativas = 4
  86. 86. Moléculas do Tipo HxEOy Ácidos Oxigenados  Todos os átomos de oxigênio aparecem ligados ao elemento central e cada átomo de hidrogênio ficará ligado a um átomo de oxigênio. Exemplo: ácido sulfúrico - H2SO4 OO S O O HH H - O - S - O - H O O
  87. 87. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Definição Tipos Simples Ocorrência Ametal + Ametal Compartilhamento de par de elétrons O par eletrônico pertence a ambos os átomos Par compartilhado formado por um elétrons de cada átomo ligante Coordenada ou dativa Definição O par eletrônico pertence a um dos átomos Ocorre depois de esgotadas todas as simples Valência Simples+Dativas = 4 Consequência Formação de molécula Estrutura eletricamente neutra Formação de orbital molecular
  88. 88. Vamos exercitar? Escreva as fórmulas estruturais dos compostos: a)H3PO4 b)HNO3
  89. 89. Vamos exercitar? Escreva as fórmulas estruturais dos compostos: a)H3PO4 b)HNO3
  90. 90. Resposta a)H3PO4 b)HNO3
  91. 91. Agora é sua vez! c) HClO3 d) H2SO4
  92. 92. Resposta c) HClO3 d) H2SO4
  93. 93. Agora é sua vez! O dióxido de carbono (CO2) é um gás essencial no globo terrestre. Sem a presença deste gás, o globo seria gelado e vazio. Porém, quando este é inalado em concentração superior a 10 %, pode levar o indivíduo à morte por asfixia. Este gás apresenta em sua molécula um número de ligações covalentes igual a: a) 4 b) 1 c) 2 d) 3 e) 0
  94. 94. Agora é sua vez! O dióxido de carbono (CO2) é um gás essencial no globo terrestre. Sem a presença deste gás, o globo seria gelado e vazio. Porém, quando este é inalado em concentração superior a 10 %, pode levar o indivíduo à morte por asfixia. Este gás apresenta em sua molécula um número de ligações covalentes igual a: a) 4 b) 1 c) 2 d) 3 e) 0
  95. 95. Resposta 4 ligações covalentes simples Letra (a)
  96. 96. Agora é sua vez! Somando-se o número de ligações covalentes dativas das moléculas: HNO3, SO3 e HClO4, teremos um valor igual a: a) 4. b) 5. c) 6. d) 7. e) 8.
  97. 97. Agora é sua vez! Somando-se o número de ligações covalentes dativas das moléculas: HNO3, SO3 e HClO4, teremos um valor igual a: a) 4. b) 5. c) 6. d) 7. e) 8.
  98. 98. Resposta 1 dativa 2 dativas 3 dativas Letra c): 1+ 2 +3= 6
  99. 99. Agora é sua vez! A Folha de S. Paulo (03/03/2002) informou- nos que o monóxido de carbono (CO), produzido pela queima de combustível dos veículos, e o ozônio(O3) são responsáveis pelo florescimento excessivo das quaresmeiras na cidade de São Paulo. As afirmativas abaixo referem-se ao ozônio (O3) e ao monóxido de carbono (CO).
  100. 100. Agora é sua vez! A Folha de S. Paulo (03/03/2002) informou- nos que o monóxido de carbono (CO), produzido pela queima de combustível dos veículos, e o ozônio(O3) são responsáveis pelo florescimento excessivo das quaresmeiras na cidade de São Paulo. As afirmativas abaixo referem-se ao ozônio (O3) e ao monóxido de carbono (CO).
  101. 101. I. O monóxido de carbono é formado por duas ligações covalentes normais e uma dativa. II. As ligações químicas entre os átomos de oxigênio na molécula de ozônio são iônicas. III. O ozônio é formado somente por ligações covalentes normais. IV. A molécula do ozônio possui 1 ligação dativa e 2 normais. As afirmativas CORRETAS são: a) II e IV. b) I e II. c) I e IV. d) II e III. e) III e IV.
  102. 102. I. O monóxido de carbono é formado por duas ligações covalentes normais e uma dativa. II. As ligações químicas entre os átomos de oxigênio na molécula de ozônio são iônicas. III. O ozônio é formado somente por ligações covalentes normais. IV. A molécula do ozônio possui 1 ligação dativa e 2 normais.
  103. 103. Resposta Monóxido de carbono 2 ligações covalentes simples e 1 dativa OC O OO Ozônio 2 ligações covalentes simples e 1 dativa
  104. 104. Ligação Metálica Ligação metálica é constituída pelos elétrons livres que ficam entre os cátions dos metais (modelo eletrônico ou do mar de elétrons). Os metais constituídos por seus cátions mergulhados em um mar de elétrons.
  105. 105. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Metálica Definição Mar de elétrons Constituída por elétrons livres Localizados entre os cátions dos metais
  106. 106. Modelo do Mar de Elétrons Retículo de esferas rígidas (cátions) mantidos coesos por elétrons que podem se mover livremente – elétrons livres (“mar de elétrons”). Elétrons mais externos se encontram muito longe do núcleo. Os metais possuem baixa energia de ionização: tornam-se cátions facilmente.
  107. 107. A força de coesão seria resultante da atração entre os cátions no reticulado e a nuvem eletrônica.
  108. 108. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Metálica Definição Mar de elétrons Constituída por elétrons livres Elétrons movem-se livremente em cátions coesos Localizados entre os cátions dos metais
  109. 109. Ligas Metálicas Definição: Consiste na união de 2 ou mais metais, podendo ainda incluir não-metais, mas sempre com predominância dos elementos metálicos. LIGA METÁLICA CONSTITUINTES OURO 18K Ouro e Cobre BRONZE Cobre e Estanho LATÃO Cobre e Zinco SOLDA Estanho e Chumbo AÇO Ferro e Carbono
  110. 110. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Metálica Definição Mar de elétrons Constituída por elétrons livres Elétrons movem-se livremente em cátions coesos Localizados entre os cátions dos metais Composição Metais Ligas metálicas União de 2 ou mais metais
  111. 111. Ligação Metálica Propriedades dos Metais: - Sólidos nas condições ambientes. - São bons condutores de calor e eletricidade. - São dúcteis e maleáveis. - Apresentam brilho metálico característico. - Possuem altos Pontos de Fusão e Ebulição. - São densos. A ligação metálica explica a condutividade elétrica, a maleabilidade, a ductilidade e outras
  112. 112. Tipos de Ligações Iônica ou eletrovalente Covalente Metálica Definição Mar de elétrons Constituída por elétrons livres Elétrons movem-se livremente em cátions coesos Localizados entre os cátions dos metais Composição Metais Propriedades Ligas metálicas Alto ponto de fusão e ebulição Dúcteis e maleáveis Conduzem bem calor e eletricidade Sólidos em condições ambiente Possuem brilho São densos União de 2 ou mais metais
  113. 113. Vamos exercitar? O alumínio (Z = 13) é um ..... condutor térmico e forma cátions de eletrovalência.....; a ligação entre seus átomos é devida ..... de elétrons e forma com o cloro (Z = 17) substância de fórmula ..... A frase estará correta se os espaços forem preenchidos, respectivamente, por: a) bom; +3; a permutação; AlCl3. b) mau; -3; ao compartilhamento; Al3Cl . c) bom; +3; a transferência; AlCl3. d) mau; -3; a permutação; AlCl .
  114. 114. Vamos exercitar? O alumínio (Z = 13) é um ..... condutor térmico e forma cátions de eletrovalência.....; a ligação entre seus átomos é devida ..... de elétrons e forma com o cloro (Z = 17) substância de fórmula ..... A frase estará correta se os espaços forem preenchidos, respectivamente, por: a) bom; +3; a permutação; AlCl3. b) mau; -3; ao compartilhamento; Al3Cl . c) bom; +3; a transferência; AlCl3. d) mau; -3; a permutação; AlCl .
  115. 115. Resposta Letra (C) Al (Z=13)  1s2 2s2 2p6 3p1 Cl(Z=17)  1s2 2s2 2p6 3s2 3p5 Al é um metal representativo, por isso é um bom condutor térmico.
  116. 116. Agora é sua vez! (Ufmg 2005) Nas figuras I e II, estão representados dois sólidos cristalinos, sem defeitos, que exibem dois tipos diferentes de ligação química:
  117. 117. Agora é sua vez! (Ufmg 2005) Nas figuras I e II, estão representados dois sólidos cristalinos, sem defeitos, que exibem dois tipos diferentes de ligação química:
  118. 118. Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que a) a Figura II corresponde a um sólido condutor de eletricidade. b) a Figura I corresponde a um sólido condutor de eletricidade. c) a Figura I corresponde a um material que, no estado líquido, é um isolante elétrico. d) a Figura II corresponde a um material que, no estado líquido, é um isolante elétrico.
  119. 119. Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que a) a Figura II corresponde a um sólido condutor de eletricidade. b) a Figura I corresponde a um sólido condutor de eletricidade. c) a Figura I corresponde a um material que, no estado líquido, é um isolante elétrico. d) a Figura II corresponde a um material que, no estado líquido, é um isolante elétrico.
  120. 120. Resposta Letra (b) Átomos com carga positiva submersos em um mar de elétrons, onde os elétrons movem-se livremente conduzindo eletricidade. Atração entre os cátions e a nuvem eletrônica mantém os átomos coesos.
  121. 121. Bibliografia • NOVAES, Luiz. Ligações Químicas Disponível em: <http://luizclaudionovaes.sites.uol.com.br/cadprin.htm> Acesso em: 20/03/2011 • Ligações Químicas Disponível em: www.vestibular1.com.br/revisao/ligacoes_quimicas.pps Acesso em: 01/05 /2011 • Ligações Químicas, aula 6 Disponível em : http://www.profpc.com.br/Liga%C3%A7%C3%B5es_qu% C3%ADmicas.htm Acesso em: 07/04/2011 • AGAMENON, Roberto. Ligações Químicas. Disponível em:www.agamenonquimica.com/docs/exercicios/ geral/exe_ligacoes.pdf Acesso em: 08/05
  122. 122. As afirmativas CORRETAS são: a) II e IV. b) I e II. c) I e IV. d) II e III. e) III e IV.

×